sábado, 30 de abril de 2016

Peço as vossas orações por dois amigos meus


Como mulher crente que sou, confio  no poder da oração.
Ela pode, quando feita dentro da vontade de Deus, "mover montanhas".
Hoje, quero pedir aos amigos que por aqui passarem, que  orem comigo, por favor, por dois amigos meus, que, por motivos diferentes, estão ambos a passar por duras provas. 
Hoje, de manhã, quando cheguei ao cemitério de Montelavar, onde repousam o meu pai e a minha mãe, soube, por uma  amiga,  que o Sr. Claro, responsável por aquele cemitério, enfrenta uma grave doença incurável.
Há vários anos que o  conheço; desde que veio substituir  o antigo responsável.
E   um homem na casa dos 60 anos, simpático, educado, que fazia o seu trabalho com muita dignidade, com muito respeito, carinhosamente.
Conversávamos bastante e a pouco e pouco nasceu entre nós uma bonita amizade.
Deixei de ver por lá há cerca de um mês e estranhei um pouco. Hoje, vim a saber que não o verei mais, pois já foi substituído por outra pessoa.
Dá-me uma grande tristeza não ver por ali.

Vou tentar contactá-lo através da Junta de Freguesia.

Então, peço que se juntem a mim e intercedamos junto de Deus por o sr. Claro.
Que possa ser ajudado e encorajado pelo Senhor, no meio do sofrimento e dôr.

 Pois bem, ao chegar hoje à minha aldeia, fiquei a saber que é  o sr. Marcelo,  meu vizinho e meu amigo,  cidadão da Europa de Leste, há bastante tempo desempregado, que   vai substituir o sr. Claro no cemitério de Montelavar.

Nunca fez nada do género,  estando um tanto preocupado  com as suas responsabilidades.
Está receoso se se vai adaptar. Vejo  tristeza e preocupação no seu olhar e na suas palavras.
Claro que ficou contente por encontrar trabalho e uma casa para morar, junto do cemitério.
Já lá mora. Levou com ele 4 gatos que salvou  da morte certa. Ele é um protector de gatos. Já nem sabe quantos salvou.
Uma das suas gatas  "a patinha branca" - porque tem três patas pretas  e uma branca - era visita assidua da nossa casa da aldeia, Era a primeira a dar pela nossa chegada...e logo vinha roçar-se nas nossas pernas e pedir "festinhas". A nossa casa, o pátio,  o jardim, era tudo da "patinha branca".
Agora, já não a encontraremos mais por ali. 

O sr.Marcelo precisa das nossas preces. O sr. Claro também.
Então, por favor, juntem-se a mim e com muita fé intercedamos por eles. Esse é o
mandamento de Jesus Cristo:

"Orai uns por os outros"

Obrigada
Irei dando notícias

sexta-feira, 29 de abril de 2016

A Oração como meio de comunicação - por B. Crooks



Há cerca de 50 anos, o meu grande amigo e irmão, Pastor Luís Caetano Lourenço - já com o Senhor...após uma longa vida -  traduzia do inglês para o português, o livro - "OUR FAITH  SPEAKS" , da autoria de B. CROOKS.

Em português foi-lhe dado o título de  "A MENSAGEM DA NOSSA FÉ".
 
 Este título diz-me alguma coisa, porém, não me recordo de o ler.
Pois bem, estes dias, encontrei o meu filho mais novo, o Zé,  muito interessado a lê-lo, na sua casa.
Foi muito curioso, porque na altura, estando lá em casa o meu filho João com as suas "pequenitas" Clara e Luz, e, estando o dito livro em cima de uma pequena mesa na sala, a Luz,  minha neta de dois anos, começou a folhear o livro - ela gosta muito de livros - e, o Zé, pronto e certeiro, fotografou a mão da menina  mesmo por baixo do nome do tradutor do mesmo, o seu bisavô... ou seja, o Pastor Luís Caetano Lourenço.
Ficou bonito! A mãozinha da bisneta  junto do nome do bisavô.

 "Deitei os olhos" ao livro e interessei-me por ele. 

Daí a  alguns dias, o meu marido, "arrumando"  a sua biblioteca, encontrou um livro igual.
Sabendo do meu interesse demonstrado,  gentilmente, colocou na minha secretária o livro. 
"Estou a lê-lo".
Faço-o antes de adormecer.
Agora reparem: hoje de manhã cedo, trouxe o livro para a minha secretária, e abrindo-o ao acaso, encontrei estas palavras que, imediatamente,   desejei partilhar com os amigos aqui, neste espaço:

A Oração como meio de Comunicação

"  Gravitando no espaço em volta de nós, há alguns satélites artificiais colocados aí pela Rússia e E. Unidos.
Em vários lugares da terra estabeleceram os respectivos governos estações  de comunicação com esses satélites.. Cada estação está equipada com delicados instrumentos que podem receber, registar e  transmitir comunicações. Há também nessas estações técnicos especializados que empregam todo o  seu tempo neste trabalho. Ora é evidente que não é qualquer de nós que pode estabelecer contacto com esses satélites, porquanto não só não temos  acesso  aos instrumentos de comunicação como também  não estamos treinados para os utilizar.
 
Há, penso eu, um sistema de comunicação por meio do qual  nós podemos entrar em contacto com o nosso Pai celestial e que é mais maravilhoso do que qualquer dos sistemas concebidos pelos homens. Este esplêndido meio de contacto com o  Céu, está em Jesus. Ele é o único que pode estabelecer contacto entre nós e Deus, "porque há um só Deus  e um só Mediador entre Deus e os homens - Jesus Cristo, homem."
I Tim.2:5

O delicado instrumento de comunicação é constituído por um coração convertido, purificado e embranquecido pelo sangue  do Senhor Jesus Cristo e tornado capaz de entrar em contacto com Deus e falar com Ele. Deus está dando constantemente os seus sinais nos nossos corações, mas nós nem sempre estamos atentos para responder à  Sua chamada. Porquê? Porque Satanás procura desviar a nossa atenção dos sinais de Deus, lançando nos corações a dúvida e a indiferença.

(B. Crooks - no livro -  A Mensagem da nossa fé)

quinta-feira, 28 de abril de 2016

SAUDAÇÃO - Um poema de Miguel Torga




               SAUDAÇÃO

Não sei se comes peixes, se não comes.
Irmão poeta Guarda-Rios:
Sei que tens céu nas asas e consomes
A força delas a guardar os rios.

É que os rios são água em mocidade
Que quer correr o mundo e conhecer;
E é preciso guardar-lhe a tenra idade,
Que a não  venham beber...

Ave com penas de quem  guarda um sonho
Líquido, fresco, doce:
No meu livro te ponho,
E eu no teu rio fosse...

Barril de Alva,  29 de Setembro de 1942

     Miguel Torga

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Os cravos na Revolução - Uma história deliciosa

Do blogue  - http://rendadebirras.blogspot.pt/ - da responsabilidade da minha amiga Dilita, trouxe esta "história deliciosa"...sobre a origem dos cravos vermelhos, na Revolução de Abril.
 
Trouxe na íntegra.
Ora vejam:
 
«Oh meus queridos Senhores "das Noticias ao Minuto", perdoem-me porque eu não me contive sem vos roubar esta noticia. Quero que ela chegue aos meus amigos de além mar................

 
"Foi Celeste Caeiro, agora quase com 83 anos, que em plena revolução, entusiasmada, se recusou a ir para casa e ofereceu um cravo a um soldado. Ao Notícias ao Minuto contou a história."
"Tinha então 40 anos e trabalhava num restaurante na Rua Braancamp, em Lisboa. A casa comemorava no dia 25 de abril o seu primeiro aniversário e os patrões decidiram fazer uma festa.No dia antes, compraram dezenas de cravos vermelhos e brancos que guardaram no restaurante em baldes com água, com intenção de, para assinalar a data, decorar o espaço e oferecer uma flor às clientes.“Levantei-me cedo, como de costume, mas quando cheguei ao trabalho os patrões disseram ‘meus senhores, a casa hoje não abre porque se está a dar um golpe de Estado. Vão para casa’. Pediram-me a mim e a outra empregada que levasse os cravos para casa”.Celeste pegou num grande molho e foi para o metro, com intenção de ir para o centro do acontecimento, apesar dos avisos da colega, que a aconselhou vivamente a ir para casa.

Ir para casa?! Então está-se a dar uma revolução e eu vou para casa?! Estava entusiasmada, já estava à espera que aquele dia chegasse há muito tempo”.Saiu do metro no Rossio e foi até ao Chiado onde se deparou com “um grande aparato”, tanques e soldados armados. Perguntou a um deles o que se estava a passar e disseram-lhe que iam para o Carmo deter o Marcelo Caetano.“Um dos soldados pediu-me um cigarro. Nunca fumei e tive pena de não o poder ajudar. Ainda olhei em volta para ver se lhe podia comprar um maço mas estava tudo fechado. Disse-lhe ‘Só tenho estes cravinhos’”.

“Tirei um do molho e dei-o ao soldado. Nunca esperei que ele aceitasse mas ele pô-lo no cano da espingarda. Comecei a distribuir os cravos por todos e a pô-los nas espingardas até ficar sem nenhum”.Celeste foi para casa e contou à mãe o que tinha feito, com intenções de voltar para a rua. “Esta rapariga é maluca! Vais levar um tiro!”.

“Até o escritor Luís de Sttau Monteiro, que eu conhecia - morava lá no prédio -, me disse que não voltasse a sair de casa. ‘Isto é uma guerra’, disse ele, e eu a pensar que ia correr tudo bem”.
 
 “Fui festejar. Foi muito bonito, uma maravilha”, ainda houve “gente que não queria a revolução”: chegou a ver a polícia a bater em pessoas e outras “escaramuças”, mas no geral o ambiente era de “euforia", contou Celeste que ainda se "comove" ao recordar aquele dia há meia vida atrás e sabe bem que, se fumasse, o 25 de Abril seria hoje completamente diferente."»
 
(No blogue - http://rendadebirras.blogspot.pt/ )
 
 Nota pessoal:

Achei esta história deliciosa e  fiquei encantada por a conhecer.
Nunca ouvi nada sobre a origem do cravo, "na boca" da metralhadora do soldado, no Largo do Carmo, no dia 25 de Abril de 1974.

Creio que é importante,  para a História do  nosso País e do nosso povo.
É que, torna ainda mais bela e mais rica , a forma como viemos a ser uma democracia  admirada e respeitada por a Europa e pelo mundo.


Creio, ainda, que a Dª Celeste, Caeiro deveria ser dada a conhecer, por quem de direito, porquanto, à sua maneira, teve um papel muito bonito, naquele longínquo dia 24 de Abril de 1974.

Pessoalmente, gostaria de a conhecer.
Obrigada por ter distribudo os seus cravos.
 

terça-feira, 26 de abril de 2016

Parabéns! Minha linda neta Carolina, pelos teus 14 anos!

Resultado de imagem para feliz aniversário - imagens 
 A minha linda neta Carolina, passa hoje o seu 14º aniversário. 

E a segunda filha do meu Pedro e da minha Anabela...

Menina calma, tranquila, de poucas palavras.
Com uma fina sensibilidade e dada à reflexão.
É uma aluna exemplar,  a quem não é preciso lembrar os seus deveres escolares.
Crente fiel  no Senhor Deus - Criador, já deu o seu testemunho público de fé, pelo baptismo, na Casa de Oração da Igreja Evangélica Baptista das Caldas da Rainha, o ano passado.
Estuda Piano,  e já acompanha os hinos no Orgão da Igreja Baptista de Rio - Maior, onde cultua a Deus com a sua família desde pequenina.
Gosta muito de participar em Acampamentos juvenis e em actividades ao ar livre.

Para ela, minha linda e doce neta, desejo as maiores bênçãos de Deus.

 Parabéns! Muitos Parabéns, menina querida da avó...

Um abraço apertadinho,  cheio de carinho e ternura da avó Viviana

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Vivendo em Família - Pastor Samuel Quimputo


No princípio, Deus iniciou o seu relacionamento com a raça humana num ambiente e num contexto de família. E foi precisamente nesse ambiente que outorgou ao ser humano a responsabilidade de ser o seu vice-gerente, no cuidado e governo do resto da criação.
A ordem dada para a reprodução (multiplicação) e para o domínio (ou sujeição) sobre os animais, foi dada como expressão da “bênção divina” àqueles que tinham sido criados à sua imagem e semelhança.
Desde esse momento em diante, o relacionamento do Criador com os humanos tem-se fundamentado e consolidado, tendo a “linguagem do amor familiar” como suporte e matriz de convivência entre ambos. O amor familiar serve de exemplo visível e prático daquilo que caracteriza a relação de Deus com o seu povo.
O povo de Deus é composto da porção da humanidade que integra homens e mulheres de todas as gerações e de todas as classes sociais que, por meio do arrependimento e da fé, aceitaram viver debaixo do governo e da orientação divina, representando o modelo da humanidade, “idealizado” no princípio por Deus, caracterizado pelos relacionamentos saudáveis, evidentes no seio de uma família equilibrada.
A igreja local é a expressão visível da comunidade global que representa o povo de Deus. E é na igreja local que os dons e os ministérios são exercitados, e onde os membros do corpo de Cristo aprendem a servir a Deus, através do cuidado mútuo que mostram uns pelos outros.
Nesse ambiente de convívio familiar, que se traduz num espaço ideal de crescimento pessoal, as atitudes, os comportamentos e as ações devem ter como fundamento e motivação o amor verdadeiro e sacrificial.
Ao escrever a sua magna epístola aos crentes em Roma, Paulo exorta-os a exercitarem, no seio da sua comunidade (e não só), um amor “sem fingimento”, isto é, sem hipocrisia, sem dolo, querendo dizer com isso que, entre os membros da comunidade de redimidos, que partilham de um ambiente familiar, não deve haver lugar para a falsidade.
Segundo Paulo, a irmandade (gr. filadelfia) entre aqueles que se assumem como seguidores de Jesus, e que pertencem à família de fé, deve caracterizar-se  pela autenticidade da entrega e dos afetos, onde o respeito mútuo, a consideração pelo outro (irmão) e o zelo pelo bem comum, devem ser estimulados e deliberadamente promovidos.
Um dos aspetos mais poderosos do testemunho cristão é, sem sombra de dúvida, a evidência dos laços de amor que caracterizam a vida do povo da aliança, e que tornam visível o poder regenerador do Espírito Santo e a presença real do Reino de Deus em ação no coração de homens e mulheres transformados pela graça.
Onde o amor impera, as barreiras são ultrapassadas, as “pontes” (em vez de muros) são construídas, as necessidades são supridas, as feridas são curadas, os fracos são auxiliados, os erros são corrigidos, as dúvidas são gentilmente esclarecidas, os verdadeiros milagres da transformação acontecem.
Que o Deus da nossa salvação, aquele que com a sua maravilhosa graça nos arrancou das trevas e do poder de Satanás, para o reino do seu Filho amado, nos conceda a graça de vivermos como irmãos, o que de facto somos, fazendo com que os nossos relacionamentos sejam caracterizados e “coloridos” por um amor não fingido, mas real e autêntico. 
Soli Deo Gloria!
Pastor Samuel Quimputo
Igreja Ev. Baptista de Sete Rios - Lisboa

domingo, 24 de abril de 2016

Porque hoje é Domingo (386)



A SEGUNDA VINDA DO SENHOR

E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas  cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas.
Então aparecerá  no céu o sinal do Filho do Homem (Jesus); e toda as  as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do Homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.
E ele enviará  os seus anjos com  rijo clamor de trombeta,  os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro  ventos, de  uma à outra extremidade dos céus...

... Então, estando dois no campo será levado um e deixado outro:
Estando duas moendo no moínho, será levada uma e deixada outra.
Vigiai, pois, porque não sabeis  a que horas há-de vir o vosso Senhor.
Mas considerai isto: se o pai de família soubesse  a que vigília  da noite, havia de vir o ladrão, vigiaria e não  e não deixaria minar a sua casa.

(Ev. de S. Mateus 24:29 a 31, 40 a 43)

sábado, 23 de abril de 2016

Parabéns, meu filho Pedro, pelos teu 49 anos!

O Pedro na Peninha em Sintra As meninas a espreitar
O Pedro, meu primeiro filho, passa hoje o seu 49º aniversário.

Vive a cerca de  100km daqui, mas procura, pelo menos uma vez por mês, vir visitar-nos.
Nesse dia,  junta-mo-nos  todos os 18... entre pais, filhos, noras e netos.
É sempre uma alegria imensa.
Há uma comida,  que é caracteristíca do minho, de onde o meu saudoso pai era natural - "o condoitro" . que a minha mãe fazia e que eu faço desde há cerca de 50 anos, quando casei... e que é o prato preferido do Pedro.
Assim sendo, e porque toda a gente aprecia muito, inclusivé os mais pequenos,  faço questão de a ter em abundância sempre que o Pedro nos visita.
 
  Que dizer do "meu Pedro" ?
É um filho muito  amado - tal como os outros três -  que me quer muito bem e se preocupa comigo..
 
Um homem bom, de coração limpo e alma generosa.
Um fiel e esforçado servo de Deus. 
Um bom marido, um bom pai, um bom irmão e cunhado, um bom tio, um bom amigo e um cidadão exemplar nas suas responsabilidades.
Extremamente cuidadoso com o seu corpo e o  seu espírito.
Maratonista...desde há dezenas de anos. Ainda o ano passado com 48 anos fez com êxito a maratona de Lisboa.
 
Enfim...o Pedro é uma bênção para todos  aqueles que com ele lidam.
 
Creio que, lá por ser mãe...não estou a exagerar.
 
Quanto eu sou grata ao Senhor por a vida do Pedro!
 
Parabèns meu filho!
 
Que o Deus de amor a quem amas e serves...te cubra de bençãos!
Como também ás tuas lindas filhas e esposa.
Um grande  e carinhoso abraço da mãe.
 

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Provérbios de Salomão - De João de Deus (1)

Resultado de imagem para poeta joão de deus - imagens
O poeta e pedagogo português - João de Deus

Resultado de imagem para campo de flores - livro
 O livro - Campo de Flores

Provérbios de Salomão

Com quem te não faz mal
Procede por igual.

Vigiai diz Salomão,
Noite e dia o coração...
Que é dele que nos provém
Todo o mal e todo o bem

O ímpio, pode dizer-se,
Passa como a tempestade;
O justo é um alicerce
Eterno como a verdade.

Uns, dando, mais enriquecem,
Outros, roubando, empobrecem.

Quem de repente
Se enfurece é estulto;
Quem é prudente
Dissimula o insulto.

O insensato dá-lhe logo a fúria;
Quem é prudente dissimula a injúria.

É o temor de Deus fonte de vida;
          Quem não tomar  esse norte,
          Vai no caminho da morte,
           É uma alma perdida .

(João de Deus - no livro - Campo de Flores)
          

quinta-feira, 21 de abril de 2016

FELIZ ANIVERSÁRIO - Raínha Isabel II

Resultado de imagem para rainha Isabel II - imagens
 A Raínha Isabel II -  Fonte da imagem: www.publico.pt


 A  Raínha de Inglaterra,  Isabel II, completa hoje 90 anos.
É uma personalidade  cativante, admirada e respeitada por todos.
Creio poder afirmar, sem qualquer sombra de dúvida, que é "Uma Mulher Exemplo".


Segundo o Jornal- "o Observador" - «Não nasceu para reinar mas é a monarca há mais tempo no trono britânico. Casou por amor e assistiu a quase um século de história. Isabel II é a rainha de um povo que (re)aprendeu a adorá-la.

Elizabeth Alexandra Mary não nasceu para ser rainha. A filha mais velha do príncipe Albert, segundo filho do rei George V, cresceu para gozar a vida enquanto membro da realeza e desfrutar de uma relativa privacidade. Mas quis o destino e as vicissitudes do amor de terceiros que uma jovem mulher de apenas 25 anos ascendesse ao trono, já lá vão mais de 60 anos.»


Sei que não tomará conhecimento, mas quero endereçar-lhe  as mais cordiais e sinceras felicitações pelos seus 90 anos de vida.
Quero agradecer-lhe também, como mulher que sou, tudo quanto de bom e exemplar fez, e ainda faz.
É uma mulher que crê em Deus e  demonstra-o  regularmente em público.
 Então, assim sendo, o meu desejo é que Ele, também o meu Deus, a continue a abençoar, dirigir e proteger.

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Uma bela cascata no Rio Mourão - Anços - Montelavar Sintra

cascatas-rio-mourão-anços
Uma bela cascata no Rio Mourão - Anços - Montelavar.
Fonte da imagem:  http://www.eaqui.pt/lugar/cascatas-do-rio-mourao/

 Não precisamos ir muito longe, ou sequer sair do país, ou, neste caso do concelho (de Sintra),
para encontrar-mos e nos deliciar-mos com imagens belas e encantadoras.

O Rio Mourão é um rio que é afluente do Rio Lizandro,  e que atravessa  "a minha aldeia" - Maceira - Pero Pinheiro. Durante dezenas de anos os meus saudosos pais, "amanharam" uma grande horta à beira deste rio. Primeiro regavam a horta com uma "picota" , que o pai construiu em madeira e com a qual tirava através de um balde de Madeira, a água do rio.
Mais tarde comprou um motor movido a petróleo, que facilitava muito o trabalho.

Um pouco mais abaixo da nossa horta encontrava-se o Mourão - uma aldeia bonita onde se localiza esta cascata que vemos na foto.
A foto não é minha, embora eu tenha várias fotografias do local e arredores - algumas já publicadas aqui neste espaço, mas encontrei-a casualmente no blogue - http://www.eaqui.pt/lugar/cascatas-do-rio-mourao/

Agora, quando chegar o "bom tempo" desafio os amigos a deslocarem-se até a este lugar mágico, pois creio que tal é a beleza que por ali encontrarão, que se sentirão compensados.
Quem sabe? Até poderemos encontrar-nos por lá!

Se quiser ver mais sobre o Vale Mourão, clique aqui

terça-feira, 19 de abril de 2016

Presentes em Mira-Sintra: As flores "Goelas, ou Bocas- de - lobo" - ANTHIRRHINUM MAJUS SUBS. LINKANNUM

Fotografias pessoais 

 Fonte da imagem: http://olharescruzados.blogs.sapo.pt/tag/sintra


  "Goelas - de - lobo, ou,  Bocas - de - Lobo - com o nome científíco de : ANTHIRRHINUM MAJUS SUBS. LINKANNUM

Para minha alegria,  e, relembrando a minha infância,  já longínqua...encontrei  aqui bem perto de casa, em Mira-Sintra, estas flores, pelas quais nutro uma admiração muito especial. 
Sabendo que são apenas flores do campo, humildes, e não muito conhecidas e apreciadas, é admirável como o contemplá-las e tocá-las, me proporcionam tantas alegria.
Em crianças, eu e os meus irmãos, brincávamos com elas, colhendo cada flor da haste,  fazíamos de conta, quando abria-mos e fechávamos o pequeno orifício,  que eram goelas (gargantas) ou bocas de lobo.

Espero por elas, todos os "Abris", quando  as flores abrem e ficam ali disponíveis ao nosso olhar, durante algumas semanas, após o que cada flor se transforma em semente coladinha ao caule.
Todos os anos aparecem. Sempre e tão somente, no caso de Mira-Sintra,  no mesmo lugar.
Com uma pequena diferença: como as sementes são transportadas pelo vento, a sua área de propagação vai-se cada ano tornando um pouco mais extensa.Aqui à volta  de Mira-Sintra, não vejo que haja mais do que aquelas.

E,  olhem que eu conheço como as minhas mãos,  cada recanto, numa área grande, aqui á volta.
Há uma explicação para o caso. Elas escolhem, para nascer, solos calcários e secos. Junto ás  rochas, pedras, ou, até, nos orifícios  no cimento, junto á estrada.
Fotografei-as, e agora, estou a pensar enviar as fotos ao Presidente da Junta de Freguesia, a fim de pedir-lhe, que se possível tome medidas para as proteger de modo a permanecerem por aqui por muito tempo.

 Alguns dados sobre esta planta

 "Natural da região do mediterrâneo, tem predominância em Marrocos, Portugal, França, Turquia e Síria.
É uma planta ornamental pelo que é muitas vezes cultivada em jardins.
Em Portugal, existem duas sub-espécies, uma endémica que aparece em fendas de rochas e muros calcários e outra característica das areias litorais.
Na freguesia de Atouguia encontramos estas flores muitas vezes nascidas em muros ou paredes de pedra de construção antiga, como testemunho das vidas passadas da Nossa Terra."

  ( No blogue -  http://atouguiasempre.blogspot.pt)

Significado de Goela-de-lobo:

Termo popular para o defeito congénito lábio leporino ou fenda palatina.
O bebê nasceu com goela-de-lobo mas em pouco tempo poderá operar e o resultado ficará excelente.

  ( no blogue -  http://www.dicionarioinformal.com.br)

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Um Governante Justo - pelo pastor Orlando Arraz Maz

 
Quem governa o povo com justiça, quem o governa com o temor de Deus, é como a luz da manhã ao nascer do sol, numa manhã sem nuvens. É como a claridade depois da chuva, que faz crescer as plantas da terra’.
(2 Samuel 23:3,4)
 
«Nosso País vive momentos agitados em sua história. Há um clima de incerteza, medo, desalento em toda a parte, e ainda uma insatisfação e descrença de seus dirigentes. A mentira e a desonestidade imperam, e o que se ouve num dia, no dia seguinte é desmentido. 

Em meio a todo esse quadro nebuloso, deparei-me com o texto acima, da lavra do rei Davi, escrito há quase três mil anos. Quanta verdade. Não foi difícil transportar-me para esse país. Fechei meus olhos e deixei os pensamentos tomarem conta com toda a sua força.

Quem seria o governante justo? Quem governaria com o temor de Deus? Sem dúvida não seria o autor do texto bíblico, ou seu filho Salomão, e muito menos um rei daqueles tempos que já se foram. Davi, entretanto, falou sob a direção do Espírito Santo, e apontou para o Senhor Jesus que ainda virá com todo o poder e glória. “Todavia, de acordo com a sua promessa, esperamos novos céus e nova terra, onde habita a justiça.    ( 2 Pedro 3:13). A sua primeira vinda neste mundo foi de humilhação e morte de cruz; sua segunda vinda será de exaltação, onde Ele implantará um reinado de paz e justiça, e assim se cumprirá em sua integridade o texto profético.

Embora também esteja decepcionado com o rumo que segue nosso País, senti-me mais revigorado nutrindo pensamentos de uma cidade que um dia será plena realidade. Eu creio nesta promessa e espero pelo estabelecimento de uma nova ordem, onde Jesus Cristo será o governante inigualável. Se hoje as nuvens são escuras e a luz do sol é fraca, um dia aquele que é o “Sol da Justiça” fará brilhar a sua luz em todos os lugares.Não haverá mais noite. Eles não precisarão de luz de candeia nem da luz do sol, pois o Senhor Deus os iluminará; e eles reinarão para todo o sempre.” (Apoc.22:5)

Pensando no texto desta meditação, o velho hino veio para reforçá-la, e o cantei baixinho: 


“Jesus à terra voltará com grande majestade, e neste mundo tomará suprema potestade.
“Jesus, justiça e paz dará e proteção ao povo; o seu reinado amor trará, ao mundo feito novo”
“Dominará de mar a mar e até os fins da terra; felicidade nos vem dar; não haverá mais guerra”.
“Compadecer-se-á Jesus dos tristes e dos pobres. Florescerão na sua luz os justos como os nobres”.
“Qual chuva bênçãos descerão aos povos refrescando; os reis e príncipes virão curvar-se sob seu mando”.

Estribilho:

“Saudai ao Rei celestial, que toma aqui poder real! Saudai o imperial Senhor; Jesus, Rei santo, Salvador” (HC 329)

Que as decepções, medos e desconfianças não empanem nossa visão, nem nos afastem da trajetória da cruz, “pois se nada aqui me anima, Jesus me satisfaz”. Elevemos aos céus nossas súplicas para que Deus abra os olhos dos nossos governantes, e acalme o nosso coração.»

Que assim seja
 
Orlando Arraz Maz - no blogue - http://arrazmaz.blogspot.pt/
 
Nota pessoal:

Estamos, certamente, com o povo irmão brasileiro, nestes tempos complicados e preocupantes que estão a viver.
Creio que a maior ajuda que lhes poderemos fazer chegar...é   o "resultado" ...das nossas preces, junto do  Deus de amor e de toda a bondade.

domingo, 17 de abril de 2016

Porque hoje é Domingo (385)


         AS  CRIANCINHAS

Trouxeram-lhe, então alguns meninos, para que sobre eles pusesse as mãos, e orasse; mas os discípulos os repreendiam.  Jesus, porém, disse: Deixai os meninos, e não os estorveis de vir a mim; porque dos tais é o reino dos céus.  E, tendo-lhes imposto as mãos, partiu dali.

    (Ev. de S. Mateus cap. 19: 13 a 15)

sábado, 16 de abril de 2016

"Ó Rosa arredonda a saia" - Canção popular antiga

Resultado de imagem para grupos folclóricos portugueses - imagens
 Fonte da imagem: lwww.muitobom.com

Ó Rosa arredonda a saia
ó Rosa arredonda-a bem 
ó rosa arredonda a saia
olha a roda que ela tem

Olha a roda que ela tem
olha a roda que ela tinha
ó Rosa arredonda a saia
muito bem arredondadinha

Que te importa a minha saia
mais a roda que ela tem:
já a paguei à costureira 
não devo nada a ninguém.
(Canção popular portuguesa - no livro - Eu bem vi o sol nascer - de Alice Vieira)
Nota: 
Cantei-a muitas vezes na infância e juventude,  à roda das  eiras, nas desfolhadas do milho, à noite

sexta-feira, 15 de abril de 2016

É preciso despertar a consciência dos povos

Buganvíleas cuidadas por mim.

"É preciso despertar   a consciência dos povos e a fazer-lhes compreender que o bem-estar colectivo depende mais de uma  atitude espiritual do que de recursos económicos e habilidade para consegui-los..
Uma comunidade pode não ser rica em vantagens materiais e os seus membros  viverem em paz;  pode dispor de poucos meios para explorar riquezas e cada um fazer  a sua parte para o bem comum. Naqueles que são cristãos, há uma força espiritual que os torna solidários e fortes na luta contra o mal,  contra o sofrimento e contra a miséria.."
(M. Conceição Jr.  - no livro - Rumo ao Alto)

   

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Morrer aos 28 anos num combate de boxe - que perda!?

Resultado de imagem para jovem lutador morre em combate - imagens 
Lutador português morre 48 horas após enfrentar atleta do time de McGregor
João Carvalho, da Team  Nóbrega, foi nocauteado por Charlie  Ward no TEF1, em Dublin, e faleceu.
McGregor disse que a luta deveria ter  sido interrompida  mais cedo.

 O mundo do MMA está de luto. O meio-médio João "Rafeiro" Carvalho, que estava internado desde o dia 9 de abril, em Dublin, em virtude dos golpes sofridos na cabeça na derrota por nocaute técnico para Charlie Ward, de 36 anos, no evento "TEF - Total Extreme Fighting", faleceu no Beaumont Hospital na última segunda-feira. A informação é do site do jornal "Independent", da Irlanda. Oficialmente, a morte de João Carvalho, de 28 anos de idade, é a quinta ocorrida em um evento de MMA profissional e regulamentado - os outras foram Sam Vasquez, Michael Kirkham, Tyrone Mims e Booto Guylain. Carvalho fazia sua terceira luta como profissional - tinha um cartel de uma vitória e uma derrota em sua carreira.
     ( http://sportv.globo.com/)

Ouvimos a  noticia na televisão e ficamos estarrecidos.
Mas o que é isto? 
Isto é "desporto"?
Ou é violência?
Confesso que não entendo esta cultura...
Como se pode chegar a isto?
Entre tantas e tantas modalidades de desporto que existem, escolhe-se esta?  Porquê?
É a  teoria do "quanto mais perigoso melhor"?
Mas que mundo é este em que vivemos!?

Podem dizer-me:  Ah! sempre, em todos os tempos  tiveram lugares desportos e lutas perigosas!
E então? Chegamos a uma conclusão ainda pior - não se aprendeu nada? 
Este tempo de conhecimento como nunca houve,  não nos ajudou a fazer escolhas mais sábias?
É triste, muito triste.
Uma vida ceifada tão cedo...
Decerto que o João tinha sonhos e projectos para além do boxe.  
E o coração daqueles pais e familiares, como está?
Ah! mas quanto sofrimento ...que poderia  não existir.
Decerto, que ao nascer, não era este o "projecto de vida" que o Deus - Criador, tinha para o João...
Oro, para que o Deus de amor e de toda a bondade, console e conforte o coração dos pais e familiares.
Que mais posso eu fazer? 
Termino,  com esta explicação, sobre "este desporto"?, que acabo de ler no Diário de Notícias de hoje:
Artes marciais mistas -  Desporto recente, que junta várias técnicas de luta, causou 14 mortes desde que é oficial. Autoridades  irlandesas investigam caso do português. Árbitro defende-se. 

     (D.N.pg 47 - 14/04/2016)