segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Para a mãe, ele é sempre um menino - Um poema de Gióia Júnior

Fonte da imagem: http://apetizada.blogspot.pt.
Para a mãe, ele é sempre o menino
 "O menino de sua mãe"
      Fernando Pessoa

Para a mãe, ele é sempre o menino, a criança,
seja ele um pregador ou seja um assassino,
o envolve no calor da bem-aventurança
seu caminho, seu lar, seu berço e seu destino.

Para a mãe, que é seu bem,  ele é quase divino,
maldade não o atinge e inveja não o alcança.
Para a mãe, ele é sempre a criança, o menino,
o sonho mais querido e a mais cara lembrança.

Se é rico, tanto faz! Se é pobre, que lhe importa!
E não faz mal se a sua estrada é recta ou torta
e pouco se lhe dá  se é grande ou pequenino.

Para a mãe, ele é tudo: alento e segurança -
é mau? é só  seu filho, o menino, a criança!
é bom? é filho e só, é a criança, o menino!
  (Gióia Júnior - no livro - Orações do Cotidiano)

domingo, 30 de outubro de 2016

Porque hoje é Domingo (413)


«Bem-aventurados os rectos em seus caminhos, que andam na lei do SENHOR.  Bem-aventurados os que guardam os seus testemunhos, e que o buscam com todo o coração. 
E não praticam iniquidade, mas andam nos seus caminhos. 
Tu ordenaste os teus mandamentos, para que diligentemente os observássemos.  
Quem dera que os meus caminhos fossem dirigidos a observar os teus mandamentos.  
Então não ficaria confundido, atentando eu para todos os teus mandamentos.   
Louvar-te-ei com rectidão de coração quando tiver aprendido os teus justos juízos.   Observarei os teus estatutos; não me desampares totalmente.  
Com que purificará o jovem o seu caminho? Observando-o conforme a tua palavra.   
Com todo o meu coração te busquei; não me deixes desviar dos teus mandamentos.   Escondi a tua palavra no meu coração, para eu näo pecar contra ti.   
Bendito és tu, ó SENHOR; ensina-me os teus estatutos.  
Com os meus lábios declarei todos os juízos da tua boca.  
Folguei tanto no caminho dos teus testemunhos, como em todas as riquezas.  
Meditarei nos teus preceitos, e terei respeito aos teus caminhos.  
Recrear-me-ei nos teus estatutos; não me esquecerei da tua palavra.»
 
      Salmo 119:1 a 16) 
 
Nota:
 
Desejo a todos os amigos que por aqui passarem, um abençoado Dia do Senhor. 

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

A tão vulgar Borboleta branca - Pieris brassicae

Borboleta branca - Pieris brassicae. Fonte da imagem: Loma del Acebuchal
Características

As asas anteriores têm cerca de 3,3 cm de comprimento. É o maior representante da família a que pertence podendo ser facilmente reconhecida mesmo durante o voo. As pintas negras e as zonas escuras sobressaem ao longe. Nas fêmeas as faces interiores das asas é amarela, sobressaindo mauis na 2ª geração.

Habitat

A P brassicae é uma espécie que se encontra distribuída por quase toda a parte : nos campos, nas grandes cidades searas de trigo ou hortas. Muitas alimentam-se nos campos cultivados, sendo por isso muito perseguidas.

Zona de multiplicação

Encontra-se na Europa até 62 graus de latitude. Aparece raramente no Norte e com frequência no Sul. Nas montanhas até 2000 metros de latitude.

Frequência

É considerada  uma das borboletas mais abundantes. Aparece em grande quantidade na maior parte dos anos. Nessa altura milhares de P. brassicae invadem os campos da Europa e lançam-se em bandos em direcção ao sul, até ao Norte de África., onde vivem outras populações. A primeira geração origina poucos exemplares. O grosso das borboletas existentes resulta ta 2ª e 3ª gerações.

Período de vôo

Reproduz-se em duas ou três gerações. A primeira voa de meados de Abril até pricípio de Junho. A 2ª geração do meio de Julho até ao fim de Agosto. A terceira de Setembro a Outubro.

Período larvar

A 1ª geração de Agosto a Outubro; a 2ª de Junho a Julho e a  3ª em Setembro.A crisálida hiberna.

Alimentação

Preferem as couves. Por isso tem-se tentado exterminar esta espécie daninha com produtos químicos. Mas investigações  desenvolvidas mostram que elas resistem cada vez mais aos venenos. Por causa deste «massacre»  levado a cabo contra a P. brassicae esta desloca-se por um curto espaço de tempo  para regiões mais elevadas. Apesar de tudo continua a ser uma espécie muito abundante. Alimenta-se também das crucíferas mostarda dos campos e saramago.

(Dra. Helgard  Reichholf  Rihem  no livro - O mundo da Natureza - Borboletas  - Circulo dos Leitores)

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

O conselho de um velho

Fonte da imagem: https://pt.pinterest.com. 

O conselho de um velho

O salmista apresenta-se como um « velho ». Diz ele: «Fui moço e agora sou velho». É nesta qualidade, com a sua experiência de velho, que nos aconselha e o devemos ouvir.
Muitas vezes temos necessidade de conselhos. Nas coisas da vida, no dia-a-dia, por vezes nos achamos em situações difíceis, para as quais não achamos facilmente solução e não sabemos bem como agir. Nessas  ocasiões é muito  oportuno o conselho de alguém que possa ajudar-nos.Quantas vezes não procuramos esse conselho, dirigindo-nos a  pessoas que julgamos em condições de poderem ajudar-nos! Vamos em busca de uma palavra amiga, de uma orientação que nos ajude a sair da dificuldade, a vencer o problema;  procuramos o conselho necessário....

... O Conselho do velho

A primeira parte do conselho é: «Entrega o teu caminho ao Senhor»
Que é o caminho? Caminho é a própria vida e o próprio ser, com  tudo aquilo que encerram. As palavras do salmista  querem dizer: «entrega a tua vida ao Senhor», «entrega-lhe o teu coração, tal como o desejo expresso pelo próprio Deus: «Dá-me filho meu o teu coração» (Provérbios 23:26)
Mas a nossa vida é algo muito complexo, tem aspectos muito variados, envolve muitas facetas, É feita de alegrias, muitas vezes; ...

...Devemos entregar  as nossas alegrias ao Senhor, para que ele as santifique. Ele se alegrará nos seus filhos, como um bom pai se alegra se alegra na alegria do filho....

...Mas a vida não tem  só alegria; encontra-se,  por vezes no polo oposto: a tristeza. Há muitas tribulações e sofrimentos. Entreguemos-lhe tudo, expondo-lhe  as nossas tristezas, procurando mesmo que elas contribuam para nosso bem e de todos aqueles que  que amam a Deus, buscando, por meio delas, a orientação do senhor, o seu conforto, a sua consolação.
Entregar-lhe a vida é, também, pedir-lhe orientação para todas as coisas. Em cada dia que passa temos de tomar decisões. Ás vezes, decisões bem importantes se nos impõem...

...Entrega-lhe  toda a tua vida, procura saber a sua vontade em cada momento, antes dos afazeres do dia-a-dia, durante eles, e quando cessem.

( Pastor João António Marques - no livro - «Olhai  para os Lírios do campo»


quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Um pensamento de Benjamim Franklin

Foto da autoria de "alguém"  de "alma muito bela" - a  minha nora Anabela. 

SINCERIDADE

«NÃO RECORRER A LUDIBRIOS PREJUDICIAIS;  PENSAR SEM IDEIA PRÉ-CONCEBIDA E  COM JUSTIÇA; E AO FALAR,  FAZÊ-LO DE CONFORMIDADE COM ESTE PRINCÍPIO».
(Benjamim Franklin)

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Apresentando a Bíblia em verso (7) Uma obra de Eduardo Henriques Moreira

A água jorrando da rocha. Fonte da imagem: www.evangelismohoy.com
Continuação

Mas com sangue de um cordeiro,
que cada hebreu imolou,
rociaram suas portas
e o anjo aos Hebreus poupou.

Era a Páscoa instituida
por Moisés e seu irmão,
que iam todos celebrar
na Terra da Promissão.

Por terem sido descrentes
vaguearam quarenta anos
pelo deserto, com fomes,
com sedes, com desenganos.

Mas sempre que, arrependido,
o povo a Deus recorreu,
bebia água da rocha
comia maná do Céu.

Hoje sabemos por fé,
diz Jesus ao povo crente,
a Rocha era e é Ele,
maná santo e permanente.

Surgiram umas serpentes
dos Hebreus no arraial,
cuja cruel mordedura
a todos era fatal.

Fez Moisés outra de bronze
por mandado do Senhor.
o mordido que a olhasse
não sofria morte ou dor.

Pois Moisés cumpriu
de Deus aquele mandado,
importava que Jesus
fosse na craz levantado.

No Sinai Deus deu ao povo
a Lei dos Dez Mandamentos
com o cerimonial
dos sacrifícios cruentos.

O povo pagão, aos deuses
até filhos oferecia,
mas o rito de Moisés
outra moral entrevia.

Cada bezerro ou cordeiro
sobre o altar sacrificado
era a figura e lembrança
do Redentor desejado.

 (No livro - A Bíblia em verso - Uma obra do pastor Eduardo Henriques Moreira)

Nota:

Querendo  Deus, continua na próxima semana.

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

O poema - um poema de Sophia de Mello Breyner Andresen

A poetisa portuguesa Sophia de Mello Breyner Andresen . Fonte da imagem: http://www.jn.pt/

O poema

O poema me levará no tempo
Quando eu não for a habitação o tempo
E passarei sozinha
Entre as mãos de quem lê

O poema alguém o dirá
Ás searas

Sua passagem se confundirá
Com o rumor do mar  com o passar do vento

O poema habitará
O espaço mais concreto
E mais atento

No  ar claro nas tardes transparentes
Suas sílabas redondas

( Ó antigas ó longas
Eternas tardes lisas)

Mesmo que eu morra o poema encontrará
Uma praia onde quebrar as suas ondas

E entre quatro paredes densas
De funda e devorada solidão
Alguém seu próprio ser confundirá
Com o poema no tempo.

(Sophia de Mello Breyner Andresen - no livro -Cem poemas de Sophia
da VISÃO JL)

domingo, 23 de outubro de 2016

Porque hoje é Domingo (412)


SAUDAÇÃO

«Paulo e Silvano, e Timóteo, à igreja  dos Tessalonicenses em Deus, o Pai, e no Senhor Jesus Cristo: Graça e paz tenhais de Deus nosso Pai  e do Senhor Jesus Cristo. (I Ep. aos Tessal. cap.1:1)

Preceitos diversos

E  rogamo-vos,  irmãos, que reconheçais  os que trabalham entre vós e que presidem sobre vós no Senhor, e vos admoestam. e que os tenhais em grande estima e amor, por causa da sua  obra. Tende paz entre vós.
   Rogamo-vos, também,  irmãos, que admoesteis os desordeiros, consoleis os de pouco ânimo, sustenteis os fracos, e sejais pacientes para com todos. Vede que ninguém dê a outrem mal por mal, mas segui sempre o bem, tanto uns para com os outros, como para com todos.
    Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar..
Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de  Deus em Cristo Jesus para convosco.
    Não extingais o Espírito. Não desprezeis as profecias. Examinai tudo: Retende o bem. Abstende-vos de toda a aparência do mal.
    E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam  plenamente  conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus  Cristo. Fiel é o que vos chama, o qual também o fará.»

  /I Ep. do apostolo Paulo aos Tessalo. cap. 1:12 a 24)

sábado, 22 de outubro de 2016

«Nós, espécie humana, somos um» - Por Patricia Cunha

Mãos dadas à volta do Planeta. Fonte da imagem: buggy-bgy.blogspot.com

«Nós, espécie humana, somos um»

JOVEM:

Que o és de corpo e alma,
Esquece que o Mundo tem Guerras
E dá a tua mão
Ao que estiver mais  próximo de ti,
Seja ele velho ou novo,
Preto, branco,  vermelho ou amarelo;
E pede-lhe que dê a sua mão
Áquele que lhe está mais próximo;
E, se ele não tiver mão
Agarra-lhe pelo braço.

TEMOS,
TODOS,
Que dar as mãos
E formar uma corrente
DE PAZ, AMOR  e FRATERNIDADE.

TEMOS,
TODOS,
Que dar as mãos
Porque todos
Precisamos uns dos outros,
Não para fazer guerra
Ou estabelecer discórdia
Mas,
Para amar os odiados
Dar alegria aos tristes
Libertar os oprimidos
Levar fé aos  desesperados
Compreender os incompreendidos
Henriquecer os pobres de espírito.

Temos
Que dar as mãos
Formar uma Roda Colorida
Em volta do Globo Terrestre.

 (....)

E nós,
Espécie humana
SOMOS UM
Sem que cada um
Deixe de ser diferente dos outros.

Mas nós,
Embora diferentes,
SOMOS SEMELHANTES;
Na forma física,
Na faculdade do pensamento,
No desejo que temos
De «SERMOS»,
E de sermos amados,
Nas reacções que temos
Ao praticarmos o BEM.

Sim,
Porque não há homens maus!
Há, sim,
Homens que têm medo,
E que têm medo  de mostrar
Que são sensíveis e bons.

Mas se nós,
TODOS JUNTOS,
E simultâneamente
Cada um por si,
Formos criando à nossa volta
Uma Roda de AMOR,
Vamos conseguir provar
Que  CADA UM DE NÕS
         É IMPORTANTE
Para a construção
De um mundo melhor.

Um mundo que é,
No fim de contas,
O NOSSO LAR, A TERRA.
NOSSO?
Sim, nosso!
Teu
Meu
De todos nós!

Um Lar
Que os homens tendem
A DESTRUIR,
Criando rivalidades entre si.

O LAR de UMA GRANDE FAMÌLIA:
A HUMANIDADE.

 (Patrícia Cunha, 9º - H)

No livro - PALAVRAS DE PAZ
Uma experiência pedagógica pela paz
ESc. Sec. Santa Maria  - Sintra 1987

Nota:

A menina Patrícia, terá hoje cerca de 53 anos...
Como verá ela o Mundo?
Que fará ela na vida?
Seria interessante saber.

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Polinização das flores pelas aves

A bela strelitzia Reginae. Fonte da imagem:https://www.google.pt/ 

POLINIZAÇÃO DAS FLORES PELAS AVES

Muitas das flores coloridas tropicais e subtropicais desenvolvem-se bem em casas aquecidas e nos jardins com muito sol, porém as plantas de latitudes quentes normalmente não conseguem sobreviver ao ar livre no Inverno e têm de ser plantadas ou semeadas  na Primavera seguinte.
Muitas destas plantas estão adaptadas à polinização pelas aves e são cultivadas em grandes quantidades. As suas bonitas flores são normalmente de duas ou três cores atraentes: vermelho - brilhante, escarlate  ou verde vivo. Flores puramente vermelhas são raras na flora europeia porque alguns insectos, especialmente as borboletas destinguem o vermelho.
Porém, onde os agentes polinizadores são aves, são vulgares as flores de cores vermelhas. As aves destinguem o vermelho particularmente bem e o seu sentido de cor é igualmente excelente, pelo que esta é um chamariz bastante eficaz..Cerca de duas mil espécies de aves  polinizam flores mas só fora da Europa  e da Sibéria. Israel é a área  mais próxima onde existe a polinização por aves.
Quase todas as aves polinizadoras são do tamanho do chapim, da carriça,  ou ainda mais pequenas A mais pequena de todas é o beija-flor Helena, que é também a ave mais pequena do mundo, tem a dimensão de um abelhão.

(Eigil Holm - no livro - Biologia das Flores - Edição do Circulo de Leitores)

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Salmos de David -1- Um poema de João de Deus

Fonte da imagem: https://www.google.pt/

SALMOS DE DAVID
            1
Feliz de quem não cai em se guiar
Por conselhos de gente depravada;
E em vendo que vai mal, muda de estrada
E nunca se demora em mau lugar;

Que o seu empenho é só unicamente
A lei de Deus que estuda noite e dia:
Como  a árvore ao pé de água corrente ,
Dá a seu tempo o fruto que devia.

Nunca lhe cai a folha; empresa sua
Sai por força  conforme o seu intento;
Enquanto o ímpio, o mau trabalha e sua ,
E é sempre como o pó que espalha o vento!

No tribunal  onde há-de ser ouvido
Não conte com sentença a seu favor,
Que não entra no número  escolhido
Dos justos, dos amigos do Senhor.

O justo, Deus bem sabe o seu caminho
E guia-o, não o deixa andar sozinho:
E o caminho do mau, pelo contrário,
É beco sem saída e solitário.

( João de Deus - no livro - Campo de flores)

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Cuidar da Criação - por John Stott

Os "meus" figos da "minha" figueira.   
CUIDAR  DA CRIAÇÃO

«Então, qual  deverá ser a nossa atitude para com a Terra?
A Bíblia aponta o caminho ao  fazer  duas afirmações fundamentais: "O mundo pertence ao Senhor, com tudo o que nele existe; a terra e todos os que nela vivem são dele" (Salmo 24:1)  "A terra  confiou-a aos homens" (Salmo 115:16)...
 
...o relacionamento que deve existir entre os seres humanos e a natureza é o de cooperação com Deus. De facto, nós fazemos parte  da criação e somos tão dependentes do Criador como todas as outras criaturas...
 
...Não devemos apenas preservar  o ambiente, mas também desenvolver os seus recursos para o bem comum.
Este é um convite nobre para cooperar com Deus no cumprimento dos seus propósitos, transformando a criação e garantindo a satisfação e o benefício de todos.  Assim, o nosso trabalho deve ser uma expressão de adoração, uma vez que a forma como  cuidamos da criação irá reflectir  o amor que temos pelo  Criador....
 
...Como seres humanos encontramos a nossa humanidade não só em relação à Terra, que devemos transformar, mas também em relação a Deus, a quem devemos adorar; não apenas tendo em conta a criação, mas fundamentalmente no que diz respeito ao Criador. Deus pretende que o nosso trabalho seja uma expressão de adoração e que a forma como cuidamos da criação possa reflectir o amor que temos para com o Criador. Só assim seremos capazes de fazer  qualquer coisa, por palavras ou por obras, para a Glória de Deus.» (I Coríntios 210 :31)
 
(John Stott  - no livro - O Discípulo Radical
 

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Apresentando a Bíblia em verso (6) Uma obra de Eduardo Henriques Moreira

José a ser vendido por os irmãos. Fonte da imagem: https://www.google.pt.


Continuação

Posto em face dos seus erros
sentiu sincero pesar,
e no vale de Jaboque
ensinou-os a orar.

Doze filhos, é da história
terem de Jacob nascido.
José que era o predilecto,
por seus irmãos foi vendido.

José, tão novo, no Egitpto
foi modelo de ombridade.
Soube respeitar seu amo
á custa da liberdade.

Mas, interprete de sonhos,
eis o filho de Jacob
feito o segundo no Egipto,
ministro de Faraó!

No tempo das vacas gordas,
foi o Egipto um celeiro
onde, nos anos da fome,
acorreu o mundo inteiro.

De Israel lá  vão   os filhos
do grande país  do pão;
reconhecendo José
lhe suplicaram perdão.

Morto o rei, morto José,
os Hebreus nesse país
viveram escravizados,
em condição infeliz.

Debaixo do azorrague
e de tremendos calores
têm de fabricar tijolos
para as casas dos senhores.

De lá os tirou Moisés
que ao povo deu novo rito,
preferindo o andar com Deus
ás riquezas do Egipto.

Após nove grandes pragas
foi do divino conselho
tirar, ás gentes do Egipto
de entre os filhos, o mais velho.

(No livro - A Bíblia em verso - Uma obra  do pastor Eduardo Henriques Moreira)

Nota:

Querendo Deus, continua na próxima semana.

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Ainda, as Mães

 Fonte da imagem:https://peregrinacultural.wordpress.com/

Maternidade
Aurélio d’Alincourt  (Brasil, 1919-1990)
óleo sobre tela, 46 x 55 cm

AINDA AS MÃES

«A MINHA MÃE É A RAZÃO DA MINHA EXISTÊNCIA.
ELA ERA TÃO VERDADEIRA E TÃO CONFIANTE EM MIM
QUE SENTI QUE TINHA ALGUÉM  POR QUEM VIVER - ALGUÉM
QUE NÂO PODIA DESAPONTAR. A RECORDAÇÃO DA MINHA MÃE

VAI SER SEMPRE UMA BÊNÇÃO PARA MIM:»

    (Thomas A. Edison - 1847/1931)

domingo, 16 de outubro de 2016

Porque hoje é Domingo (411)


 A GLÓRIA DE DEUS É MANIFESTADA NA CRIAÇÃO

«Bendize, ó minha alma, ao Senhor! Senhor Deus meu, tu és magnificentíssimo; estás vestido de glória e de majestade. 
Ele se cobre de luz como de um vestido, estende os céus como uma cortina

Tu, que fazes sair as fontes nos vales, as quais correm entre os montes. 
 Dão de beber a todo o animal do campo; os jumentos monteses matam a sua sede. 
Junto delas as aves do céu terão a sua habitação, cantando entre os ramos. 
Ele rega os montes desde as suas câmaras; a terra farta-se do fruto das suas obras.
Faz crescer a erva para o gado, e a verdura para o serviço do homem, para fazer sair da terra o pão,  
E o vinho que alegra o coração do homem, e o azeite que faz reluzir o seu rosto, e o pão que fortalece o coração do homem.  
As árvores do Senhor fartam-se de seiva, os cedros do Líbano que ele plantou,  
Onde as aves se aninham; quanto à cegonha, a sua casa é nas faias. 
Os altos montes são para as cabras monteses, e os rochedos são refúgio para os coelhos.   Designou a lua para as estações; o sol conhece o seu ocaso. 
Ordenas a escuridão, e faz-se noite, na qual saem todos os animais da selva. 
Os leõezinhos bramam pela presa, e de Deus buscam o seu sustento. 
Nasce o sol e logo se acolhem, e se deitam nos seus covis.  
Então sai o homem à sua obra e ao seu trabalho, até à tarde. 
  
O SENHOR, quão variadas são as tuas obras! Todas as coisas fizeste com sabedoria; cheia está a terra das tuas riquezas. 
Assim é este mar grande e muito espaçoso, onde há seres sem número, animais pequenos e grandes.  
Ali andam os navios; e o leviatã que formaste para nele folgar.   
Todos esperam de ti, que lhes dês o seu sustento em tempo oportuno.  
Dando-lho tu, eles o recolhem; abres a tua mão, e se enchem de bens.
A glória do Senhor durará para sempre; o Senhor se alegrará nas suas obras.
Cantarei ao Senhor enquanto  eu viver; cantarei louvores ao meu Deus enquanto eu existir,
A minha meditação  acerca  dele será suave; eu me alegrarei no Senhor.
Bendize, ó minha alma ao Senhor. Louvai ao Senhor.  (Salmo 104:! e 2;10 a 28; 33 a 35b)

Nota:

Eu o farei. Convido os amigos que por aqui passarem a fazê-lo também.
É muito bom louvar ao Senhor.

sábado, 15 de outubro de 2016

O que a proclamação de Abraão Lincoln realizou

 «A fé é a raiz; a certeza é a flor.
É fora de  dúvida que nunca se pode ter a flor sem a raiz, mas não é menos certo que se pode ter a raiz sem ter a flor».




 O que a proclamção de Abraão Lincoln  realizou

«Abraão Lincoln fez uma proclamação declarando  a emancipação de três  milhões de escravos  Num certo dia  as suas cadeias (correntes)  cairiam e eles seriam livres. Esta proclamação foi afixada nas árvores e cercas, por onde quer que passasse o exército do norte. Grande número de escravos não sabia ler; mas outros leram a proclamação e a maioria acreditou nela e,  em certo dia ergueu-se  o grito de júbilo: «Somos livres!». Alguns não acreditaram e continuaram junto dos antigos patrões; porém isso não alterava o facto de serem livres.

Cristo, o capitão da nossa salvação, proclamou a liberdade para todos quantos tiverem fé nEle. Tomemos como verdadeira a sua palavra. O poder libertador tem de vir de fora. Não é olharmos para nós que nos liberta, mas sim o olharmos para Cristo com os olhos da fé.»

(No livro - O caminho para Deus e como encontrá-lo - de D.L.Moody)

Nota:

O pensamento acima, por baixo da imagem, tem como autor o Bispo Ryle.

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Lembrando o pintor português - Henrique Medina

O grande e inesquecível pintor português - Henrique Medina
1901-1988 -

A Obra. 



 Repare-se na expressão deste rosto.
  
Nota: Se quiser saber mais sobre o pintor, clique e leia aqui.

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Trio de ginastas portuguesas conquista Taça do Mundo

As três ginastas portuguesas. Fonte da imagem: http://www.rr.sapo.pt/noticias.

   TRIO  DE GINASTAS PORTUGUESAS CONQUISTA TAÇA DO MUNDO

   Joana Patrocínio, Jessica Correia e  Suzana Pinto, ascenderam à liderança do Ranking Mundial

«As ginastas portuguesas Joana Patrocínio, Jessica Correia e Susana Pinto venceram a Taça do mundo, esta quarta-feira. O triunfo permitiu ainda ao trio a ascensão à liderança do "ranking" mundial.

A equipa do Acro Clube da Maia capitalizou a conquista da Taça do mundo muito graças, sobretudo, à prestação alcançada na Maia, na segunda etapa: um segundo lugar com diferença de 0,01 para o primeiro.
No total, a selecção portuguesa somou 37 pontos, mais um que o Azerbaijão.»

  ( http://www.rr.sapo.pt/noticia/)

Nota pessoal:

Como cidadã portuguesa e  apreciadora da modalidade, não posso deixar de me regozijar com o feito conseguido.

Muitos Parabéns!  À Joana Patrocínio, à Jessica Correia e à Suzana Pinto.
Alegrem- se, festejem, e continuem a construir o vosso sonho tão bonito!
O meu abraço

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Apresentando a Bíblia em verso (5) Uma obra de Eduardo Henriques Moreira


Continuação

Os homens cheios de orgulho,
alta torre construíram,
mas, confundidas  as falas,
em breve se dividiram.

«Façamos da Torre um Nome»
assim o orgulho falou.
Desde então,  «cada cabeça
cada sentença alvitrou.

Essa Torre de Babel
não teve continuação,
mas até ao dia de hoje
tem durado a confusão.

Viviam no erro os homens
quando da Ur dos Caldeus
foi Abrão, o neto de Heber,
o enviado de Deus.

Com Sarai, sua mulher,
em Canaã deu entrada,
onde o rei Melquisedeque
lhe deu bênção e morada.

Ora o rei Melquisedeque,
«Rei de Justiça e de Paz,
era uma bela figura
do Salvador eficaz.

Por esse tempo a Sodoma,
o Deus de Abrão destruía,, 
castigando a corrupção
que lá se desenvolvia.

Lote sobrinho de Abrão,
fugiu das terras do mal.
Olhando atrás, a mulher
tornou-se estátua de sal

No pacto com Abraão
o plano de Deus começa:
aceitando essa mensagem
somos filhos da promessa»

Teve Sara, na velhice,
«o menino Isá». E o filho
veio a casar com Rebeca,
foi varão de muito brilho.

(Na Bíblia em verso - Uma obra do pastor Eduardo Henriques Moreira -
 - Continua na próxima semana querendo Deus)

Nota:

Peço desculpa por este texto sair na quarta - feira em vez de na terça.

terça-feira, 11 de outubro de 2016

C. E.C.D. Mira-Sintra Promove projecto Jardins Cool - Hortoterapia


C.E.C.D. Mira-Sintra promove projecto Jardins Cool - Hortoterapia

«Na passada quarta feira, dia 5 de Outubro, nos onze países  onde a Fundação Jumbo para a Juventude está presente celebrou-se  O Dia Solidário com o objectivo de dinamizar acções de solidariedade em todas as lojas da Auchan Retail.
O Dia Solidário celebra- se  no ano em que a Fundação Jumbo para a Juventude comemora o  seu 20º aniversário. De relembrar, que a Fundação para assinalar esta data  especial promoveu recentemente o Concurso Juntos pela Juventude, tendo sido entregue, em Portugal,  mais de 300 mil Euros  em 16 projectos sociais, nas zonas de implantação das Lojas Jumbo, integrados nas áreas da educação, da saúde e da reitegração com impacto económico e social na comunidade.
Em Portugal, o Dia Solidário Jumbo  incluiu diversas acções em todas as lojas, desde visitas guiadas, concertos, exposições, workshops, acções de sensibilização, entre  muitas outras. Foi im dia de convívio entre clientes e,  colaboradores e instituições locais onde cada uma das lojas teve  uma programação específica.

No Jumbo de Sintra, as actividades tiveram início com  com a entrega do prémio ao projecto "Jardins Cool - Hortoterapia"  do C.E.C.D. Mira-Sintra. - Centro de Educação para o cidadão com Deficiência, um dos 16 vencedores do concurso Juntos  pela Juventude e que irá receber o apoio   da Fundação Jumbo para a Juventude.. Para implementação deste projecto, foi atribuida uma verba de  no valor de 19.505 Euros.

O projecto "Jardins Cool" tem como desafio tornar a manutenção de espaços verdes no contexto escolar., um factor de ´"inclusão"  e responsabilidade social, permitindo que esta actividade seja realizada por pessoas com dificuldades intelectuais e desenvolvimentais e, simultâneamente, possa integrar alunos com necessidades educativas especiais. (NEE), aplicando os princípios da horticultura terapêutica e da horta acessível.

O projecto inovador pela introdução de equipamentos utilizados pela primeira vez em Portugal, terá o seu início no Agrupamento  de Escolas Ferreira de Castro, em Mem-Martins.
O Dia Solidário contou igualmente com várias animações (AgitArte, teatromosca, taekwondo adaptado,  Kundalini yôga, ginástica e educação ambiental com Fernanda Botelho), ateliês de barro, cortiça, entre outros materiais e vendas de artesanato.»

(Jornal da Região - Sintra)

Nota pessoal:
É com muita alegria e "orgulho", que posso afirmar, em boa verdade, que este Centro de Mira-Sintra   - C.E.C.D. é considerado o melhor, ou, um dos melhores do género no país. Fazem um trabalho excelente de jardinagem e outro,  em todo o bairro. São pessoas extremamente simpáticas e amigáveis. Tenho por elas, um enorme carinho e consideração, bem assim como por  todos os professores e responsáveis por este magnífico Centro.
PARABÉNS! Meus caros amigos. Muito obrigada por serem as pessoas lindas que são, e por tudo quanto têm feito e continuam a fazer por este nosso belo e amado Bairro de Mira-Sintra
Para  todos, o meu abraço fraterno.

Algumas fotos do acontecimento:
           


http://www.cecdmirasintra.org/

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Se tivesse que escolher...Um poema de Edwin Way Teale

Uma nuvem, que há uns tempos, passou aqui diante da minha janela.

Se tivesse que escolher as vistas, os sons, os aromas que
mais gostaria de ver, ouvir e cheirar - entre todos os
deleites do vasto mundo - num dia derradeiro na Terra,
acho que escolheria  estes:

   o canto límpido e etéreo de um pardal
   de gola branca cantando de madrugada
   o cheiro dos pinheiros
   ao calor do  meio-dia;
   o chamamento solitário dos gansos do Canadá;
   a visão duma libelinha
   cintilando ao sol;
   a voz distante do tordo eremita
   num bosque escurecendo ao crepúsculo; 

e -  a mais espiritual e emocionante das visões - a branca
catedral de uma nuvem cúmulo flutuando serenamente no
azul do céu.

(Edwin Way Teale - no livro - O meu livro da Natureza)

Nota
Alguns dados sobre o autor: Nacionalidade americana
Nasceu em 02/06/1899 - Morreu - 18/10/1980
Era Naturalista, Autor e Fotógrafo

domingo, 9 de outubro de 2016

Porque hoje é Domingo (410)

Exposição da Palavra Sagrada - Casa de Oração da Igreja Ev. Baptista de Morelena - Pero-Pinheiro.

 A Grandeza e Glória do Messias

O deserto e o lugar solitário se alegrarão disto; e o ermo exultará e florescerá como a rosa.   Abundantemente florescerá, e também jubilará de alegria e cantará; a glória do Líbano se lhe deu, a excelência do Carmelo e Sarom; eles verão a glória do SENHOR, o esplendor do nosso Deus.  
Fortalecei as mãos fracas, e firmai os joelhos trementes.  
Dizei aos turbados de coração: Sede fortes, não temais; eis que o vosso Deus virá com vingança, com recompensa de Deus; ele virá, e vos salvará.  
Então os olhos dos cegos serão abertos, e os ouvidos dos surdos se abrirão.  
Então os coxos saltarão como cervos, e a língua dos mudos cantará; porque águas arrebentarão no deserto e ribeiros no ermo. 
E a terra seca se tornará em lagos, e a terra sedenta em mananciais de águas; e nas habitações em que jaziam os chacais haverá erva com canas e juncos.  
E ali haverá uma estrada, um caminho, que se chamará o caminho santo; o imundo não passará por ele, mas será para aqueles; os caminhantes, até mesmo os loucos, não errarão.  Ali não haverá leão, nem animal feroz subirá a ele, nem se achará nele; porém só os remidos andarão por ele.  
E os resgatados do SENHOR voltarão; e virão a Sião com júbilo, e alegria eterna haverá sobre as suas cabeças; gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido.
 (Livro do profeta Isaías 37:1 a 10)

sábado, 8 de outubro de 2016

Hoje, cumpre-se o 9º aniversário deste blogue


NOVE ANOS!

08/10/2007 - 08/10/216

EBENEZER!  (Até aqui, me ajudou o Senhor)

A Ele, toda a Glória,  todo o Louvor e toda a Adoração!

Neste dia, significativo para mim, saúdo todos aqueles que passaram por  este espaço ao longo destes nove anos, e também àqueles que ainda   porfiam  em passar.
Trouxe-vos as rosas acima, podem levar... juntamente com o meu abraço e o meu Muito Obrigada.

Andarei por aqui, enquanto o meu Deus e Senhor me mostrar que devo andar.

Recordo como começou este espaço  faz hoje nove anos:

08/10/2007

Deus cuida dos seus filhos

Olá, mundo da blogosfera!

Venho também "meter a minha colherada"!

E começo assim:

"É por isso que eu vos digo: não andeis preocupados com o que hão-de comer ou beber, nem com a roupa de que precisam para vestir. Não será que a vida vale mais do que a comida, e o corpo, mais do que a roupa: Olhem para as aves do céu, que não semeiam, nem colhem, nem amontoam grãos em celeiros. E no entanto o vosso Pai lhes dá de comer. Não valem vocês muito mais do que as aves? Qual, de vocês,por mais que se preocupe, poderá prolongar um pouco o tempo da sua vida?
E porque hão-de vocês andar preocupados por causa da roupa? Reparem como crescem os ´lirios do campo! E eles não trabalham nem fiam! Contudo digo-vos que nem o rei Salomão, com toda a sua riqueza, se vestiu como qualquer deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é queimada,quanto mais vos há-de vestir a vocês, ó gente sem fé?´
Portanto, não andem preocupados a dizer: "Que havemos de comer? Que havemos de beber?Que havemos de vestir?" Os que não têm fé, esses é que se preocupam com todas essas coisas. O vosso Pai celestial sabe muito bem que vocês precisam de tudo isso. Procurem primeiro o Reino de Deus e a sua vontade e tudo isso vos será dado. Portanto , não devem andar preocupados com o dia de amanhã, porque o dia de ananhã já terá as suas preocupações. Basta a cada dia o seu mal."
Palavras de Jesus no Ev. de Mateus cap. 6:25 a 34
Novo Testamento PARA TODA A GENTE 
 
 E já agora, uma curiosidade:
 
O tema que aqui publiquei ontem, ou seja, o último, não anda longe do espírito do tema inicial. Porém garanto-vos, que a escolha foi casual. Na altura não estava no meu pensamento o 9º aniversário.
Já agora, aqui fica:
 
ESPERAR PACIENTEMENTE EM  ÉPOCAS DE CRISE

 
 
 Partilhamos hoje, aqui, com os amigos, um texto da autoria do  estimado pastor Alan Pallister, no seu livro - Lucros da Fé, editado este ano.

«Aconselhamos os  nossos leitores a esperar pacientemente em  épocas de crise. Isaías (profeta)  promete forças novas para aqueles que esperam no Senhor (Isaías 40:31). Temos, no entanto, de deixar claro que paciência, no sentido bíblico, não coincide com o sentido comum desta palavra na língua portuguesa. A paciência que se costuma recomendar aos aflitos é a aceitação cega  e impotente de um destino adverso e cruel. Na Bíblia, paciência significa aguentar  um fardo difícil, com esperança e verdadeira confiança num Deus que é fiel e cuja natureza é criar soluções novas e alegres. A paciência espera uma saída positiva e também um fruto positivo de todo o sofrimento provocado pelas dificuldades experimentadas (Tiago1: 2 e4)»

Nota:

Eu acho o livro muito belo e muito valioso.Acaso algum  amigo deseje adquiri-lo aqui deixo a indicação onde o poderá comprar:

                          Livraria Baptista

 - Rua do Conde de Redondo, 31 - A
1150 - 102 Lisboa

Telefone:   21 353 18 03
Telemóvel:   96 173 61 68
Endereço de e-mail:   vendas@livrariabaptista.com.pt

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Esperar pacientemente em épocas de crise


 Partilhamos hoje, aqui, com os amigos, um texto da autoria do  estimado pastor Alan Pallister, no seu livro - Lucros da Fé, editado este ano.

«Aconselhamos os  nossos leitores a esperar pacientemente em  épocas de crise. Isaías (profeta)  promete forças novas para aqueles que esperam no Senhor (Isaías 40:31). Temos, no entanto, de deixar claro que paciência, no sentido bíblico, não coincide com o sentido comum desta palavra na língua portuguesa. A paciência que se costuma recomendar aos aflitos é a aceitação cega  e impotente de um destino adverso e cruel. Na Bíblia, paciência significa aguentar  um fardo difícil, com esperança e verdadeira confiança num Deus que é fiel e cuja natureza é criar soluções novas e alegres. A paciência espera uma saída positiva e também um fruto positivo de todo o sofrimento provocado pelas dificuldades experimentadas ( Tiago1: 2 e 4)»

Nota:

Eu acho o livro muito belo e muito valioso.Acaso algum  amigo deseje adquiri-lo aqui deixo a indicação onde o poderá comprar:

                          Livraria Baptista

 - Rua do Conde de Redondo, 31 - A
1150 - 102 Lisboa

Telefone:   21 353 18 03
Telemóvel:   96 173 61 68

Endereço de e-mail:   vendas@livrariabaptista.com.pt

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Ainda, as Mães



MARGARIDA MARANTE

4º ANO DE SAUDADE
 
SEMPRE  PRESENTE
 NOS NOSSOS CORAÇÕES.
 
DA MÃE
E DOS FILHOS
 
(Diário de Notícias - 05/10/2016 )

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Tempestade - Um poema de Francisco A. Magueijo

Fonte da imagem: blogue.eaqui.pt


TEMPESTADE

O céu escureceu.
Formou-se a tempestade
Que envolvida nas trevas,
À terra desceu.
O granizo caiu
Ao som do trovão,
Enquanto os raios
Tudo iluminavam
Com o seu clarão.
Lá no povoado
Em mostra de fé,
As pessoas crentes
Estão em oração.
Do alto da serra
Já nada se via
E só se sentia
Ao pisar a terra.
Ouviam-se gritos
Comoventes aflitos
Que pareciam de dor.
E a chuva fria
Pelas vertentes descia
Causando pavor.
Ao fundo a ribeira,
negra, traiçoeira
Tornou-se impotente.
O moleiro e o moínho,
Foram na corrente...
Manhãnzinha a moleira
Que veio à ribeira
Buscar a farinha,
Fez o seu pranto baixinho,
Ao moleiro e ao moinho
Que a deixaram sozinha.

Nota: grande tristeza do autor.

(Francisco Magueijo - no livro - O Amor Perfuma a Vida)

Nota pessoal:

Este poeta popular, era um antigo, e grande amigo meu, de Maceira - Pero Pinheiro.