segunda-feira, 29 de maio de 2017

Que tristeza.. . Tantos corpos por reclamar no Instituto de Medicina Legal

Campas sem nome . Fonte da imagem:http://www.tvi24.iol.pt/s 

     "É UMA REALIDADE TRISTE

Nos corpos por reclamar também aparecem muitos indigentes, estrangeiros e toxicodependentes."
    (Francisco Corte-Real - Presidente do I. N.M.L.) 

«Há  um "número muito elevado de idosos a morrerem  sós e abandonados, sobretudo em Lisboa."
Esta realidade foi confirmada ao DN (Diário de Notícias)  pelo Presidente do Instituto de Medicina Legal, Francisco Corte-Real, adiantando que uma  parte considerável dos 36 corpos que se encontram por reclamar na Delegação  Sul do INML serão de pessoas com mais de 65 anos, alguns não identificados e que vão a enterrar apenas com um número de processo atribuído. O Instituto  guarda sempre uma amostra de material genético para o caso de um dia surgir um familiar a querer saber do paradeiro de alguém dado como desaparecido.Como consequência desta situação de abandono, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa está a pagar mais funerais sociais - de pessoas que não têm família ou que esta não reclama o corpo. Em 2016 foram 426, mais doze que no ano anterior. E na última década a instituição tem realizado uma média de  380 funerais sociais por ano. O custo da cerimónia é de 332 euros, segundo dados avançados pela Santa Casa."Nos corpos por reclamar também há indigentes, estrangeiros e toxicodependentes. É uma realidade triste  que mostra muito da sociedade de hoje, sobretudo em Lisboa", frisou Francisco Corte-Real.

Para que não sejam enterrados sozinhos, um grupo de 14 voluntários da Irmandade da  Misericórdia de S. Roque de Lisboa segue os funerais.. Desde  Maio de 20004 até ao final do ano passado já acompanharam  1466 funerais de pessoas cujo corpo ninguém reclamou. É uma média de 113 funerais"  referiu  Màrio Pinto Coelho, vice-provedor da Irmandade, "Cada vez são mais idosos que aparecem muito nesta situação",  acrescentou.
Há muitas histórias tristes mas uma que nunca se apagará  da memória  de Mário Pinto Coelho: "Há dois anos fomos a um funeral de um idoso que tinha morrido sozinho num quarto alugado, em Lisboa. O senhorio depois contou-nos que conseguiram entrar em contacto com a filha do homem para lhe dar a  triste notícia e perguntar  o que  fazer aos pertences do pai. "Não quero saber de nada disso, respondeu a mulher antes de desligar".
      (Diário de Notícias de 23/05/2017 )

Nota pessoal

Perguntarão os amigos que por aqui passarem hoje, porque razão estou eu, Viviana, a publicar este assunto estranho e triste? 
Não deveria estar a partilhar temas alegres  e mais agradáveis?
Pois bem, meus caros amigos, saibam que este assunto "estranho e triste",  me tocou profundamente...
Como deve ser triste  e desolador, no momento da partida, que já de si, para muitos...trás sofrimento e dor...estar só? Sem uma mão, para segurar a mão, seu uma palavra doce, amiga, grata.
Como é possível? Não há amor, não há laços afectivos, nada, nada?

 Onde anda o Amor de que nos fala o Evangelho? "Amai-vos uns aos outros como eu vos amei a vós"
Não dizem que Portugal é um país cristão? Onde uma grande maioria  são católicos?
Onde anda o AMOR?
Ah! que o bom Deus nos ajude  a não sermos cristãos só de nome, mas cristãos de coração!
Parecidos com Cristo!
Não nos dizemos seus discípulos?
Então? O discípulo tem que ser semelhante ao Mestre!
Que possamos reflectir e pensar sobre o assunto, e divulgar o Evangelho de Cristo, para que o mundo possa ser melhor e haja mais e  amor de uns para com os outros.

domingo, 28 de maio de 2017

Porque hoje é Domingo (441)

A Palavra exposta, na Casa de Oração de Morelena -Pero Pinheiro -Sintra

«Portanto, uma vez que fomos justificados  pela fé, estamos em paz com Deus por nosso Senhor Jesus Cristo. Foi por meio de Cristo e pela fé  que nós conseguimos esta harmonia com Deus que agora temos. E isso dá-nos a maravilhosa esperança de tomar parte na glória de Deus.Mais ainda, nós sentimos alegria nos nossos sofrimentos, porque o nosso sofrimento produz a perseverança; a perseverança provoca a firmeza de carácter nas dificuldades e a firmeza produz a esperança.Esta esperança não nos engana, porque Deus encheu o nosso coração com o seu amor, por meio do Espírito Santo que é dom de Deus.
   Na verdade, quando nós ainda vivíamos nas nossas fraquezas, Cristo, no seu devido tempo, morreu por nós pecadores. Seria muito difícil alguém morrer por uma pessoa, mesmo que ela fosse inocente. De facto, talvez alguém seja  capaz de dar a sua vida por uma pessoa boa. Mas Deus mostrou-nos até que ponto nos ama pois, quando ainda éramos pecadores, Cristo morreu por nós. Pela sua morte, nós  agora estamos de boas relações com Deus. E agora que somos justificados pelo seu sangue, com muito mais razão  por meio dele seremos livres do castigo final. Pois se, quando éramos inimigos de Deus, fomos reconciliados com ele pela morte do seu filho, quanto mais estando reconciliados seremos salvos pela sua vida! E ainda não é tudo. Nós sentimos alegria em Deus por meio de Jesus Cristo, nosso Senhor, por quem agora recebemos a reconciliação.»
    (Ep. de S. Paulo aos Romanos. 5:1 a 11)
           Na Bíblia para Todos

Nota:
Desejo a todos os amigos que por aqui passarem, um santo e abençoado Dia do Senhor.

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Muitos Parabéns! Maninha Esperança

Florinhas lindas,  singelas, para a maninha Esperança.

Hoje, 26 de Maio, a maninha Esperança  completa 79 anos.
Vai 3, "à minha frente".
Um aspecto interessante: Este ano, 2017, ficamos os quatro irmãos na casa dos 70.
Assim: 70, 73, 77 e 79.
Que bom! que todos chegámos aqui...
Pela bênção e misericórdia, do Senhor, "Deus, dos nossos  pais!" como gosta de dizer a maninha Esperança.

Caminhamos com Deus desde pequeninos e, temo-nos dado muito bem!
Foi a "melhor herança" que os nossos pais nos deixaram:  O EVANGELHO DE CRISTO! 
No qual, fizemos questão, também nós, de encaminhar nele,  os nossos filhos e netos.
E, pela graça de Deus, aí vão eles, "caminhando pelas veredas  antigas".

"Assim diz o Senhor: Ponde-vos nos  caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e  achareis descanso para as vossas almas." (Livro do profeta Jeremias  6:16a)

Por tudo isto, é com uma imensa e grata alegria,  que hoje, celebramos  o aniversário da maninha Esperança.
Ela é uma pessoa linda! Tem um coração e uma alma muito  doces e "limpinhos"
Não tem maldade, nem deseja o mal de ninguém!  Pelo contrário, procura o bem e a paz dos outros. Quer, para toda a gente, o melhor!
Creio que o Senhor Deus, está muito contente com ela. 
Assim sendo, querida maninha Esperança, neste dia tão especial, para ti e para nós, aceita, o nosso carinhoso e apertadinho abraço de PARABÉNS!

Que o nosso bom Deus, te acompanhe por onde quer que andares, te livre e proteja  de todo  o mal, e prolongue os teus dias sobre a terra,

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Ainda, as Mães

oliver rhys - the fluttering butterfly. Fonte da imagem: Royal-Painting.com


«DIZEM QUE ESSE HOMEM É FORTE,
GOVERNA A TERRA E O MAR,
SEGURA UM CEPTRO PODEROSO;
SOBRE PODERES MENORES QUE HÁ.
MAS HÁ UM PODER MAIOR E MAIS FORTE,
GRITOU O HOMEM DO SEU TRONO,
POIS A MÃO QUE EMBALA O BERÇO
É A MÃO QUE GOVERNA O MUNDO TODO.»

(William Ross Wallace) - No livro -Palavras de amor sobre as mães - uma preciosa prenda dos meus quatro filhos

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Pintores Portugueses - Aurélia de Sousa

"Na Varanda" - Um linda pintura de Aurélia de Sousa.
«Sob uma luz forte do fim de uma manhã solarenga, a varanda com um vaso de gerânios»

A pintora portuguesa Aurélia de Sousa, nasceu em 1866 e faleceu  em 1922, com cinquenta e cinco anos.

terça-feira, 23 de maio de 2017

Recordando Maria José Pires dos Santos (2)


Continuação

"Aos 17 anos, por causa do encerramento das escolas do Magistério, escreve, num semanário de Portalegre, um artigo em que ataca o ministro João Franco, a que respondeu o director dum jornal monárquico, com o qual manteve polémica durante 3 meses.
    Sócia da «Liga Republicana das Mulheres Portuguesas», aos 20 anos escrevia  artigos, numa revista desta Liga, ao lado das escritoras Ana de Castro Osório e Maria Veleda, com as quais, manteve relações pessoais de amizade, e cujas casas frequentava, em tertúlias intelectuais com outras amigas.
    Sempre revoltada contra as injustiças sociais e sonhando com uma humanidade mais perfeita e mais feliz, vivia em contínua busca do que satisfizesse a sua alma idealista: experimentou o anarquismo, andou pelo espiritismo, conheceo o teosofismo e outros «ismos», nada correspondendo ao seu ideal. Desiludida, pensou em pôr termo à existência.
     É então que entra no Tabernáculo Baptista do Porto, onde era  pastor o Dr. António Maurício. O que ali viu e ouviu era completamente  novo para ela. Fora católica, na infância,  mas ignorava aquela Mensagem. Converteu-se. A doutrina de Cristo, como ali a conhecia agora, correspondia inteiramene áquilo com que sempre sonhara. Tudo então mudou para ela. Tinha 30 anos.
    Integra-se na igreja, colabora nos trabalhos, é convidada para professora do Colégio Baptista Luso - Americano e desempenha  também funções de governante do Seminário Baptista.
    Em 1925, com 35 anos,  partiu com a família Luper, para os Estados Unidos, onde estudou no Jacksonville Baptist College. Após uma permanência de 14 meses, regressou a Portugal, a instâncias de sua mãe e também pelo desejo de anunciar à sua família e ao seu povo a mensagem de Cristo.
    Fixando-se em Chança, voltou à actividade comercial, tomando para si um estabelecimento que era dos seus pais. A todos falava do Evangelho, logo promovendo reuniões em casas  particulares, a que se seguiram outras, públicas,  com certa regularidade, num celeiro do pai. Em 1928 adquiriu uma casa para os cultos, transferidos depois para nova sala, onde, em 3 de Maio de 1937, foi organizada a Igreja Baptista de Chança, tendo sido realizado um memorável serviço de baptismos, na Ribeira  de Seda, a que assistiu uma multidão calculada em 1.500 pessoas. Foi ainda por sua acção que a  Igreja se transferiu, em 1953, para as actuais instalações, antiga morada de seu pai."

 (No panfleto: Dª Maria José Pires dos Santos - da autoria do Pastor Dr. João António Marques)

Continua na próxima terça-feira - querendo Deus

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Quem não gosta de receber presentes?


A querida amiga Sandrinha, do blogue -  http://aotoquedoamor.blogspot.pt -  mais uma vez...teve a gentileza e a amabilidade, de ofertar-me, um  lindo e significativo selo, que eu sei,  ser dado com o coração.
A Sandrinha, é uma pessoa linda, que tal como eu, ama muito o seu SENHOR!

A primeira frase do seu blogue é esta:

"Ao toque do amor de Deus, você recebe vida e vida em abundância."

 Eu, "assino por baixo".
Garanto-vos que, esta, é também a minha experiência.

Obrigada Sandrinha.
Desejo bençãos sem fim, lá dos céus, para si e para a sua família.
Quero muito que o nosso bom Deus, a ajude e console, na sua viuvêz.
O meu abraço muito amigo

domingo, 21 de maio de 2017

Porque hoje é Domingo (440)

Lendo a Palavra de  Deus.   
"Levantem-se e  louvem ao SENHOR nosso Deus, por todo o sempre! "

"SENHOR que o teu nome glorioso seja louvado,
cuja grandeza está acima de toda a bênção e louvor!

Tu és o SENHOR e não há outro.
Foste tu que fizeste o céu
e o mais mais alto dos céus, com todas as estrelas;
fizeste a terra e tudo o que nela existe,
os mares e o que eles contêm.
És tu que dás a vida a todas as coisas.
Adoram - te as estrelas do céu"
 
(Livro de Neemias cap. 9:5b e 6)
Na Bíblia para Todos

sexta-feira, 19 de maio de 2017

O que acontece quando os irmãos em Cristo se amam verdadeiramente uns aos outros

Eu, a querida irmã Maria da luz, e o Pastor Jorge Leal

Um dia, o Senhor Jesus Cristo disse aos seus discípulos:

«Deixo-vos um mandamento novo: Amem-se uns aos outros.Assim como eu vos amei é preciso que se amem também uns aos outros. Se tiverem amor uns aos outros,toda a gente reconhecerá que são meus discípulos.» (Ev.de S. João cap.13:14 e 15)

 Pois bem,  o que  vou contar, prova que estas palavras de Jesus fazem sentido, e são tidas em conta, por  "gente" que  usando o nome de cristão, vive fazendo questão de as cumprir. O que é muito encorajador e muito bom.

Há cerca de 20 anos, recebemos  na nossa congregação, o  irmão Monteiro Cana, acabado de chegar da Guiné. Integrou-se na Igreja, tendo sido um bom colaborador, um homem integro e um crente fiel.
Recordo-o com muita saudade  e  guardo dele uma boa memória.

Tendo mudado de residência para a zona de Oeiras, passou a congregar-se com uma comunidade cristã  naquela zona, onde, como na nossa, deu a melhor colaboração.
Nunca se casou, e não tinha em Portugal qualquer pessoa de família, pelo que, eram os irmãos da "Igreja"  a sua família. 
Vivia sozinho e  e um tanto isolado.

Há cerca de uma semana, deixou de comparecer aos cultos sem qualquer aviso.
Os irmãos ficaram preocupados, pois ele habitualmente não faltava. Foram a sua casa e não o encontraram; perguntaram aos vizinhos e ninguém sabia dele. Percorreram os arredores a ver se o encontravam, e nada. Continuavam sem qualquer informação, até que se lembraram de ir ao Hospital mais próximo, creio que o Hospital de S. Francisco Xavier. 
Aí, tiveram notícias do amado irmão Monteiro  Cana, que  tinha dado entrada no serviço de Urgência, há alguns dias, trazido por uma ambulância, por ter sido encontrado caído na rua, inanimado.
Não resistiu e veio a falecer.

A consternação, na comunidade cristã, foi geral.Creio ser compreensível que assim seja.
Aguardam, agora, que um  seu irmão  chegue da Guiné, para  ter lugar o funeral.

Tendo em conta o sucedido, interrogo-me a mim mesma, o que aconteceria se aqueles irmãos em Cristo, não tivessem tido a cristã atitude, de sair à procura do amado irmão Monteiro Cana?

Possívelmente, nunca se saberia o que  lhe aconteceu. E, para a família lá na Guiné,  e para os amigos e os irmãos em Cristo aqui,   permaneceria para sempre a incógnita sobre o que teria acontecido.

Os que o foram procurar, cheios de amor cristão, desse amor de que nos fala o versículo bíblico, acima,  terão a sua recompensa um dia quando ouvirem as seguintes palavras, da parte de Deus:

"Venham abençoados de meu Pai! Venham receber por herança o reino que  que está preparado  desde a criação do mundo. Pois eu tive fome e deram-me de comer, tive sede e deram-me de beber, era peregrino e hospedaram-me, andava nu e deram-me que vestir, estive doente e visitaram-me, estive na cadeia e foram-me visitar."

 Então os justos hão-de replicar: "Senhor, quando é que nós te vimos com fome e te demos de comer, ou com sede e te demos de beber?. Quando é que te vimos como um peregrino e te hospedámos, ou nu e te demos de vestir? Quando é que nós te vimos doente  ou  na cadeia e te fomos visitar?". E o Rei lhes responderá: "Saibam que todas as vezes  que fizeram isso a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim que fizeram."

 (Ev.de S. Mateus cap.25:34 e 35)

Que todos nós, que nos dizemos cristãos, possamos estar atentos ao ensinos de Jesus, a este respeito, e imitemos estes cristãos que, creio,  nos deram uma grande lição de amor ao próximo.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

"Homens de verdade - também têm sentimentos"


PREFÁCIO

«A igreja precisa de homens...
Especialmente de homens que saibam ser  verdadeiros homens
Homens saudáveis, espirituais, transparentes...
Homens que saibam expressar as suas emoções de maneira autêntica,
profunda, edificante
Homens sem medo, até das suas fraquezas,
Homens sem medo , até da sua força
Que saibam  ouvir a Deus e comunicar isso aos outros,
Que demonstrem  a gloriosa liberdade dos filhos de Deus,
Que saibam liderar com confiança, graça e humildade,
Que consigam ouvir e entender as mulheres que amam,
Que estejam cheios de alegria
E ao mesmo tempo, saibam chorar com os que choram,
Que mostrem a sua grandeza na sua habilidade
de elevar outros acima de si mesmos
Precisa, enfim, de homens que sejam como Jesus!»

(Dr. Gary Oliver - no livro - HOMENS DE VERDADE - também têm sentimentos)

Nota pessoal:

Este livro, foi mais um tesouro,  que  "descobri"... na nossa Biblioteca cá de casa.
Aconselho a sua leitura a homens e mulheres.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

ESCRAVA - Um poema de Florbela Espanca

A poetisa portuguesa - Florbela Espanca.   
ESCRAVA

Ó meu Deus, ó meu dono, ó meu Senhor,
Eu te saúdo, olhar do meu olhar,
Fala da minha boca a palpitar,
Gesto das minhas mãos tontas de amor!

Que te seja propício o astro e a flor,
Que a teus pés se incline a Terra e o Mar,
Plos séculos dos séculos sem par,
Ó meu Deus, ó meu dono,ómeu Senhor!

Eu, doce e humilde escrava, te saúdo,
E, de mãos  postas, em sentida prece,
Canto teus olhos de oiro e de veludo.

Ah! esse verso imenso de ansiedade,
Esse verso de amor que te fizesse
Ser eterno por toda a eternidade!...

(Florbela Espanca - no livro - Sonetos)

terça-feira, 16 de maio de 2017

Recordando Maria José Pires dos Santos (1)


Inicio hoje, aqui, a  apresentação de uma  grande mulher, que teve um papel muito importante no desenvolvimento  no trabalho  Baptista em Portugal -  Maria José Pires dos Santos.

«Nasceu em 10 de Agosto de 1890, na vila de Chança (Alto Alentejo)  e faleceu a 12 de Setembro de 1978, em Ponte de Sor, sendo sepultada na sua terra natal.
    Filha de Joaquim Pires dos Santos e  de Emília de Matos Pires, professores primários, oriundos da Beira Baixa, cedo revelou as extraordinárias qualidades do seu espírito: aprendeu a ler apenas pelo convívio com as outras meninas, aos 10 anos fazia exame de admissão aos liceus, e gostava de acompanhar o seu irmão José (2 anos mais velho) em preocupações intelectuais pouco comuns na sua idade.
    Em lugar de continuar os estudos, como seria de esperar, o pai coloca-a  ao balcão de uma loja que, nessa altura, abre.
    A loja passa a ser a sua «escola» e a actividade comercial virá a ser a paixão da sua vida. Nela encontra condições para o desenvolvimento da sua inteligência privilegiada e da sua sensibilidade, qualidades que a levaram, pela vida fora, á  defesa vigorosa e constante dos ideais que enchiam a sua alma nobre. A loja, ao mesmo tempo que lhe fornece os estímulos ao desenvolvimento das ideias, dá-lhe também os destinatários dessas ideias e a possibilidade de praticá-las, ajudando-os nas formas possíveis.
    Com um irreprimível desejo de independência, por temperamento próprio e porque a tutela paterna era demasiado dura para a sua alma sensível, não sabia como realizar esse desejo: ganhara paixão pelo comércio e queria ser empregada comercial em Lisboa, mas  os pais, segundo os preconceitos da época, entendiam que a carreira de professora primária é que era própria para uma senhora.
    Prevaleceu a vontade dos pais e, assim,  aos 17 anos, vai para Portalegre e hospeda-se em casa do professor António Filipe Charais, que a prepara para o exame de admissão à Escola do Magistério Primário. Porque esta escola suspende  as actividades e só  reabre  2 anos  depois,  só então pode matricular-se e frequentá-la durante  ano e meio.
    A verdade é que não se sentia vocacionada para o magistério. O seu sonho continuava a ser o comércio, mas para reali-lo, era necessário convencer os pais. Nisto a ajudou Emílio Costa, seu professor de francês, em  Portalegre. Apesar de tudo, ainda foi professora primária das «escolas móveis« de então, segundo o método João de Deus.
    Aos vinte e pucos anos está finalmente em Lisboa, na sua tão querida carreira comercial. Daqui passará à cidade do Porto, onde trabalhou como empregada de escritório.
    O pai, grande republicano, relacionava-se com os mais destacados vultos republicanos da época. Rodeia-a um forte ambiente político, que a influencia e lhe permite também contactos com personalidades que participaram na implantação da República.

(Continua na próxima terça-feira, querendo Deus.)

segunda-feira, 15 de maio de 2017

A Banda da Força Aérea Portuguesa actuou ontem em Mira-Sintra.

A mostrar DSC_0357[1].jpg
Aspecto da assistência - Os que estavam à nossa frente. 
A Banda da Força Aérea Portuguesa. Vendo-se ao centro o Maestro da mesma -Rui Silva.

Aspecto da Casa de Cultura de Mira-Sintra - Lívio de Morais
ACTUAÇÃO DA BANDA DA FORÇA AÉREA - EM MIRA - SINTRA  

Ontem, domingo 14, a Casa da Cultura de Mira-Sintra - Lívio de Morais,  teve o privilégio de receber,  para um Concerto, a Banda  da Força Aérea Portuguesa, dirigida pelo  jovem Maestro Rui Silva.
O acontecimento foi inserido na Celebração dos dois anos da atribuição do nome, de Lívio de Morais, à Casa da Cultura que já existe desde  o dia 30 de Junho de 2008.
Durante estes nove anos, aconteceram coisas muito importantes  e dignas de registo, na Casa da Cultura. Isto, por iniciativas de um grande homem - seu Director - Dr. Joaquim Leite - uma pessoa mesmo  adequada ao cargo que ali ocupa.

Confesso que nunca tinha assistido a uma actuação da Banda da Força Aérea Portuguesa, porém fiquei rendida ao seu nível e categoria. Tive oportunidade de no fim do concerto falar com o seu maestro - Rui Silva (ignoro a patente)  a quem agradeci, o excelente trabalho apresentado. E, duma forma muito especial, um Obra do compositor argentino Alberto Ginastera, apresentada pela primeira vez, num grande Teatro de Buenos Aires - Argentina - terra onde nasci e, onde na altura, vivia... numa "chacra", com os meus pais e a minha irmã Esperança. Eu tinha na altura 3 anos. A obra do autor argentino, era dedicada à vida nas "chacras" da Pampa argentina. Recordo a minha vivência  na nossa "chacra" em Missiones e, impressionei-me ao ouvir, e sentir a música, pois ela reflectia na perfeição, a nossa vivência lá.

  Sem dúvida, que ontem, pudemos viver momentos muito tocantes e belos, graças à Banda da Força Aérea Portuguesa. Estou-lhes muito grata e reconhecida.

A assistência,  bastante numerosa, era constituída essencialmente por pessoas de cabelos grisalhos...como eu. Viemos viver neste belo e tranquilo bairro de Mira-Sintra, há cerca de 42 anos. Viemos inaugurá-lo. Os nossos filhos cresceram aqui,  casaram, ou, por outros motivos foram "à  sua vida" para outros lados e, ficámos nós, os idosos,  aqui, de onde não queremos sair, pois sentimo-nos lindamente neste espaço. Que o bom Deus nos conserve por aqui muito tempo!

Quanto ao Dr. Lívio de Morais, que deu o nome à nossa Casa da Cultura há dois anos, não o conheço, pois não mora aqui no bairro, mas, segundo dizem, é uma pessoa da cultura e com competência para o cargo. Esteve presente, ontem,  e usou da palavra para falar dos seus projectos para a Casa da Cultura.

domingo, 14 de maio de 2017

Porque hoje é Domingo (439)


«PORQUE HÁ UM SÓ DEUS E UM SÓ MEDIADOR ENTRE DEUS E OS HOMENS, JESUS CRISTO HOMEM. O QUAL SE DEU A SI MESMO POR PREÇO DE REDENÇÃO POR TODOS.»

 (Ep. de S. Paulo aos Efésios  cap.2: 5 e 6b)
       Bíblia Sagrada

sábado, 13 de maio de 2017

Os meus Hinos queridos (10) "SÓ POR JESUS"

Louvando  a Deus com hinos - na Igr..Ev.Bap.das Boas Novas - Amadora

HINO Nº 192  DO CANTOR CRISTÃO

        SÓ POR JESUS

Cristo veio dos santos céus,
Veio do mal salvar-nos;
Dado foi, pelo amor de Deus,
Em nossa redenção.
Por Jesus somente
Salvo está o crente.

Só por Jesus,
Só por Jesus,
É que nós somos salvos.
Só por Jesus,
Só por Jesus,
É que nós somos salvos

Oh, que graça nos revelou
Quando ele veio ao mundo!
Compaixão sem igual mostrou
A todo pecador.
Sim, por sua morte
Temos vera sorte.

Só por Jesus,
Só por Jesus,
É que nós somos salvos.
Só por Jesus,
Só por Jesus,
É que nós somos salvos.

Nem as lágrimas, nem a dor
Podem a paz ganhar-nos.
Nossas obras são sem valor
Para o perdão comprar.
Sem pagarmos na da,
Vida nos é dada.

Só por Jesus,
Só por Jesus,
É que nós somos salvos.
Só por Jesus,
Só por Jesus,
É que nós somos salvos.

Confiados em Cristo já,
Pleno perdão nós temos;
Fez-nos, nosso Pai, Deus Jeová,
Filhos por adopção!
Salvos nele estamos,
Glória a Deus rendamos!

Só por Jesus,
Só por Jesus,
É que nós somos salvos.
Só por Jesus,
Só por Jesus,
É que nós somos salvos.

(Autor da letra  e da música - Philip P.Bliss (1838-1876) 
Philip Paul Bliss













  Nota pessoal:

Este é um dos muitos hinos que eu sei de memória. Era cantado muitas vezes, nos cultos domésticos, que tinham lugar na casa dos meus pais. Nos meus ouvidos, permanece ainda,  o registe das vozes de cada um.
Era lindo!

Aqui está a música

           

quinta-feira, 11 de maio de 2017

A influência da Bíblia na vida de mulheres e homens ilustres (3)


A influência da Bíblia na vida de mulheres e homens ilustres

Billy Graham -   William Franklin Graham Jr. - Nasceu no Estado  da Carolina  do Norte, Estados Unidos da América, em 1918. É considerado o maior evangelista do século.
    
"Sem a Bíblia, este mundo seria, de facto, um lugar triste e assustador, destituído de qualquer post indicativo ou farol."
 " É o único Livro que oferece redenção ao homem e que aponta o caminho para  ele se livrar dos seus dilemas."
"O conhecimento da Bíblia é essencial para uma vida cheia de significado. É que as palavras deste Livro conseguem dar-nos o que nos falta: preencher as lacunas e transformar as cores desbotadas da nossa vida em brilho de pedras preciosas."

(No livro - O IMPACTO DA BÍBLIA - da autoria de Henrique Queiroz Vieira)

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Canção Infantil - Um poema de Eugénio de Andrade

O Belo amieiro . Fonte da imagem: http://museubiodiversidade.uevora.pt/
    A velha azenha - Fonte da imagem: http://bloguedominho.blogs.sapo.pt

A  querida Ribeira das Jardas, Foto do meu filho - Pedro Leal.

CANÇÃO INFANTIL

Era um amieiro.
Depois uma azenha.
E junto
um ribeiro.

Tudo tão parado.
Que devia fazer?
Meti tudo no bolso
para os não perder.

(Eugénio de Andrade - no livro - Os primeiros Poemas)

terça-feira, 9 de maio de 2017

QUEM MAIS PODERIA?

 Fonte da imagem: http://blog.cancaonova.com/
Multiplicar  a comida?

«Um discípulo disse: "Está ali um rapaz com cinco pães de cevada  e dois peixes.
Mas o que é isso para tanta gente?" Disse então Jesus aos discípulos: "Mandem sentar toda a gente." Havia muita relva naquele lugar e sentaram-se nela. Só homens eram uns cinco mil. Jesus pegou então nos pães,  deu graças a Deus e destribuiu-os à multidão. Fez o mesmo com os peixes e comeram quanto quiseram.

Quando ficaram satisfeitos, Jesus disse aos discipulos: "Recolham todos os pedaços que sobraram para que nada se perca." Recolheram-nos e encheram doze cestos com o que sobrou dos cinco pães  de cevada. Então aquele povo, ao ver o milagre que Jesus tinha feito, disse: "Este é, na verdade,  o profeta que havia de vir ao mundo".

 (Ev de S. João 6:9 a 14 - No livrinho - QUEM MAIS PODERIA? )

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Doce Milagre - Um poema de Florbela Espanca

 A Poetisa Portuguesa - Florbela Espanca
DOCE MILAGRE

«Pois se eu vejo os olhos teus
A fitarem-se nos meus,
Não há-de tudo ser lindo?
Se eles são prodigiosos
Esses teus olhos suaves!
Basta fitá-los, mimosos,
Em dias assim chuvosos,
Para ouvir cantar as aves!
A Natureza, zangada,
Não quer os dias risonhos?
Tu passas... e uma alvorada
P ra mim abre, perfumada,
Enche-me o peito de sonhos!»

(Florbela Espanca -  Excerto de Doce Milagre - no Grande Livro do Amor - de Hellen Exley)

domingo, 7 de maio de 2017

Porque hoje é Domingo (438)


«Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o SENHOR, o Criador dos fins da terra, nem se cansa nem se fatiga? É inescrutável o seu entendimento.
Dá força  ao cansado, e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor.
Os jovens se cansarão e se fatigarão, e os moços certamente cairão; 
Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão e não  se cansarão; caminharão e não se fatigarão.»

    (Livro do profeta Isaías  cap. 40: 28 a 31)

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Um Poema de Miguel Torga

Um rouxinol a cantar. 
POEMA

É um rouxinol que canta.
Molha o bico em amor e solidão,
E levanta
O mais alto que pode o coração.

A ninguém mostra as penas verdadeiras;
Dá beleza de si...
(A desgraças caseiras
Nem a lua sorri...)

Dobra e redobra a sua alada mágoa,
Como um  herói de circo a voar nas alturas;
E reflecte na água
As reais amarguras...

(Miguel Torga - Coimbra, 3 de Maio de 1943)

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Não usar o nome de Deus em vão

O pastor e escritor Alan Pallister. 
Não usar o nome de Deus em vão - desafios da actualidade

«É curioso que o uso do nome de Deus, em provérbios populares portugueses, não levanta necessáriamente muitos problemas.Se forem ditos de ânimo leve, sem pensar,  é  óbvio que são condenáveis por essa razão. Se forem usados com alguma seriedade, muitos deles encerram uma sabedoria que se aproxima do texto bíblico: "Deus o dá, Deus o leva" tem  muito a ver com Job 1:21; "Deus não dorme" podia ser o lema da história da rebelião de Absalão contra David;  "Deus escreve direito por linhas tortas" podia ser o lema da vida de José.
"O futuro a Deus pertence" é uma frase  que não é retirada literalmente da Bíblia, mas perfeitamente válida à luz do seu ensino.
"Mais vale quem Deus ajuda do que quem muito madruga" também reflete o ensino da Bíblia, com um pequeno toque de graça para  contrariar a ênfase mais habitual nas obras que fazemos.
Noutros casos a sabedoria que encerram é mais banal, mas não deixa de ser válida: "Deus diz: faz que eu te ajudarei" (frase que o autor já ouviu ser citada muitas vezes , por crentes evangélicos, como se se tratasse de um texto bíblico!).
"Deus é pai, não é padrasto" expressa, em tom humorístico, uma verdade. E há alguma sabedoria no provérbio " Deus me defenda do amigo, que do inimigo  me defendo eu".
Em alguns casos, poucos,  os provérbios ensinam algo que é completamente errado: "Deus é bom e o Diabo também não é mau", por exemplo. 

Quando fazemos planos para o futuro, a Bíblia  ensina que devemos usar, com toda a reverência, o nome de Deus:

"Há por aí quem diga: Hoje ou amanhã vamos para tal terra, passamos lá um ano a fazer negócios e ganharemos bom dinheiro". Mas nem sequer sabem o que vos vai acontecer amanhã! Não passam de uma nuvenzinha, que aparece uns instantes e rapidamente desaparece. O que deviam dizer era: "Se Deus quiser, ainda estaremos vivos e poderemos fazer isto ou aquilo". Mas não! A vossa arrogância leva-vos ao orgulho. Porém  esse género de orgulho nunca é bom".
(Tiago 4:13 a 16)

"Se Deus quiser"  é uma expressão muitas vezes usada na linguagem popular. É bom que assim seja, e sobretudo que seja pensada e não, como muitas vezes acontece, uma mera frase feita.»

(Pastor Alan Pallister - no livro - Ética Cristã Hoje)

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Aconteceu faz hoje 111 anos (4)


Flor de Pereira . Fonte da imagem:http://obotanicoaprendiznaterradosespantos.blogspot.pt/  
 Dia 4 de Maio de 1906 

"Sopra  vento  moderado de sudoeste, com chuvas abundantes. Colhi algumas flores de pereira - brava   e as primeiras primaveras deste ano. Vi duas fêmeas de melro nos respectivos ninhos, um dos quais estava instalado  num tronco oco.
Fêmea de melro no ninho - Fonte da imagem: https://pt.wikipedia.org/wiki/Melro-preto 


A macieira -  brava ainda não tem as flores totalmente abertas. nesta zona. O mesmo acontece com as piteiras.»

Piteira em flor - Fonte da imagem: http://cabodesines.blogspot.pt/
( No Diário Edith Holden -  A  Alegria de viver com a Natureza)

terça-feira, 2 de maio de 2017

"Alegrai-vos com os que se alegram e chorai com os que choram."

Fonte da imagem: http://msgreligiosas.blogspot.pt/


"ALEGRAI-VOS COM OS QUE SE ALEGRAM E CHORAI COM OS QUE CHORAM"
                (Ep. de S. Paulo aos Romanos 12:15).

Estou triste. 

Nos últimos dois dias,  sucederam na nossa terra - Portugal -  situações muito tristes.
Pelo menos, seis vidas foram ceifadas quando ninguém o esperava.
Somos um "pequeno país" (em tamanho) mas somos um grande país de gente boa e solidária.Sofremos muito com o sofrimento "do outro", e estamos , geralmente, prontos a dar a mão e ajudar.

Na madrugada de sábado, em Almeida - Beira Alta - um pai  de 42 anos, e uma filha  de  14  morreram intoxicados com o  gás   do esquentador da casa de banho.

Na Nazaré, um casal de septuagenários espanhóis, foram levados por uma onde do mar. Na Caparica, um jovem de 30 amos morre afogado no mar.   A Norte, na praia da Póvoa do Varzim,  também uma mulher de 60 anos morreu afogada. No Algarve, uma mulher também septuagenária, morreu num acidente de carro, que caiu de uma ravina de 60 metros e que era conduzido pelo filho.  

Enfim... todas estas pessoas foram surpreendidas pela morte.
Nós sabemos,que, conforme diz o nosso povo: "O que nós temos de  mais certo é a morte." 
Mas, choca, entristece comove e, faz-nos ser solidários com  os familiares destes que  assim partiram.

Então, assim sendo, e tendo bem presente as palavras do grande Apóstolo  Paulo:

"Alegrai-vos com os que se alegram e chorai com os que choram", sejamos solidários, compassivos,  e amorosos, "Sentindo uma mesma coisa"  ( Fil. 2:2).
Tenhamos um pensamento digno do momento que estas pessoas estão a passar, a viver. E, se  crermos em Deus e tivermos nele fé, oremos, intercedendo a misericórdia e ao consolo e conforto de Deus, para todos os familiares que choram os seus queridos que partiram sem ninguém estar à espera.
Façamos isso e, o Pai de amor e de toda a misericórdia, os consolará e confortará e, ficará muito contente connosco.