sábado, 20 de outubro de 2018

Dedico "ás minha netas pequenitas" - Clara e Luz

Um repuxo lindo,  no largo da Feira da Agualva - Cacém. Foto minha.

Dedico esta linda canção infantil, ás minhas netas mais novas - Clara e Luz - que acabaram de chegar aqui a casa para visitar a "avó Viviana".

NÓS SOMOS LIMPOS

«Nós somos limpos  / nós somos asseados,
tratamos da limpeza com todos os cuidados.
Os dentes bem lavados à noite e ao levantar,
e o riso de quem tem vontade de brincar.

Toda a água para beber muito pura deve ser.
Se for tirada do poço há-de se ferver.
Alimentos muito frescos, sempre limpos,
bem lavados p´ra que não nos façam mal,
sejam crus ou cozinhados.

Lavar  as mãos sempre antes de comer,
cheirinho a sabonete só pode dar prazer.
Conservem a saúde com todos os cuidados,
tratando de ser limpos, meninos asseados!

No livro - Músicas Populares - Editado pelo G.B.U. (Grupo Bíblico Universitário) 
 na década de 90.
 

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Sobre a saúde da tia Edith

Um nenúfar, que fotografei perto de Sintra, para os amigos que oraram por a tia Edith

Sobre a saúde da tia Edith, trago boas notícias. Trnscrevo as palavras  neto Evaldo, meu primo:

"Hola buen día querida prima Viviana!! gracias por sus oraciones por la abuela Edith.  le cuento que gracias a nuestro buen Dios la abuela se esta recuperando, hace 2 días que viene mejorando contra los pronósticos de los médicos esta mejor.. muy delicada pero hace 2 días se despertó y comenzó a hablar.. ayer ya tomo una sopa.. sigue internada y creo que va a estar unos cuantos días.. muchas gracias por sus oraciones el Señor las escuchó! pido seguir en oración por ella.."

abrazo grande en Cristo!

Evaldo
 
*********************
 
De coração, agradeço, a todos os amigos que intercederam junto do Deus de amor pela saúde da minha querida tia Edith. 
 
DEUS É FIEL!
 
Por favor, continuem a orar.
Muito obrigada.
O meu abraço
Viviana


quinta-feira, 18 de outubro de 2018

O mês de Outubro e o seu jardim

Uma das minhas  rosas.

OUTUBRO

Estrumar, semear flores e plantar roseiras, crisântemos, lirios, narcisos, tulipas, ciclames,  açucenas,  jacintos, junquilhos, anémonas.. Colher as flores de Outono: Dálias,  rosas, entre outras.

         ( No Almanaque Bertrand)

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Folhinha - Um poema de Miguel Torga

O poeta e escritor português - Miguel Torga.

Folhinha

Murchou a flor aberta ao sol do tempo.
Assim tinha de ser, neste renovo
Quotidiano,
Outro ano,
Outra flor,
Outro perfume.
O gume
Do cansaço
Vai ceifando,
E o braço
Doutro sonho
Semeando.

É essa a  eternidade:
A permanente rendição da vida.
Outro ano,
Outra flor
Outro perfume,
E o lume
De não sei que ilusão a arder no cume
De não sei que expressão nunca atingida.

   (Miguel Torga - no livro - Antologia Poética)

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Pedido urgente de Oração

"A ORAÇÃO ACTUA PODEROSAMENTE QUANDO É FEITA POR UMA PESSOA JUSTA." (Ep. de S. Tiago 5:16)
                           

Peço a todos os amigos que por aqui passarem, que creiam no poder da Oração, o favor de interceder junto de Deus, por a minha linda e amada tia Edith - irmã da Nena, minha saudosa mãe - que está internada num hospital na Argentina - minha terra -  gravemente doente com uma Pneumonia.
Os médicos entendem que dificilmente sobreviverá, mas, crendo que para o nosso Deus não há impossíveis,  por favor,  juntem as vossas, ás minhas orações.
Muito obrigada
Irei dando notícias.

domingo, 14 de outubro de 2018

Porque hoje é Domingo (508)


Regozijai-vos  no Senhor, vós, justos,  pois aos rectos convem o louvor.
Louvai ao Senhor com harpa, cantai  a ele com  saltério de dez cordas.
Cantai-lhe  um cântico novo; tocai bem e com júbilo.
Porque a palavra do Senhor  é recta, e todas as suas obras são fiéis..
Ele ama a justiça e o juízo; a terra está cheia da bondade do Senhor. ..

...A nossa alma  espera no Senhor; ele é o nosso auxílio e o nosso escudo.
Pois nele se alegra o nosso coração, porquanto temos confiado no seu santo nome.
Seja a tua misericórdia , Senhor, sobre nós como em ti esperamos.

          (Salmo 33: 1 a 5 e 20 a 22)

sábado, 13 de outubro de 2018

Uma Quadra inédita de Agostinho da Silva

O filosofo e poeta português - Agostinho da Silva

"PARA   TANTOS  EXISTIR
È  UMA QUEIXA PEGADA
TEREM DE GANHAR A VIDA
QUANDO AFINAL LHES FOI DADA."
 (Agostinho da Silva -  No livro - Quadras Inéditas)

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

ELEGIA BREVE - De Sebastião da Gama

Uma linda rosa de Mira-Sintra.
ELEGIA BREVE

Ai a beleza das rosas!...

Porque não morro antes delas
quando passo no jardim
e, enquanto as olho, se fanam
sem terem pena de mim?
   (Sebastião da Gama - no livro - Serra-Mãe)

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Um pensamento de David Livingstone

O missionário e médico escocês - David Livingstone Fonte da imagem: https://www.biography.com

"Deus, envia-me para qualquer lugar, desde que vás comigo. Coloca qualquer carga sobre mim,  desde que me carregues, e desata todos os laços  do meu coração, menos o laço que prende o meu coração ao teu."
   (David Livingstone)

David Livingstone (1813-1873) foi um missionário e explorador escocês, que introduziu o cristianismo moderno na África e abriu os olhos da Europa para o continente africano.
(https://www.ebiografia.com/)

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

LIVRAMENTO - Um poema de Pedro Homem de Mello

O Poeta português - Pedro Homem de Mello.  

LIVRAMENTO
              A A. Aires S. Faria

Eram de Vila da Feira.
Magros, pálidos, curvados...
Foram ás sortes. Livraram.
Não puderam ser soldados.
Não juraram.
A bandeira.

E cantam!   

                   Vendo-os passar
Alguém comenta:- Infelizes...

Mas em todos os países
Aos vinte anos há luar
E sol sobre o mar sem fundo...

Magros? Pálidos? Curvados?
Pela vez primeira o mundo
Lhes parece mais liberto!

Não puderam ser soldados?
 - Serão Poetas, decerto...

(Pedro Homem de Mello - no livro - Bodas Vermelhas 
         Cabanas -1947    
 

domingo, 7 de outubro de 2018

Porque hoje é Domingo (507)


«Ainda que um exército me cerque,
não terei medo nenhum,
mesmo que se declare guerra contra mim,
manter-me-ei confiante.

Uma só coisa pedi ao Senhor,
uma coisa que ardentemente desejo:
viver no templo do SENHOR  toda a minha vida,
para sentir o encanto do SENHOR
e poder contemplar o seu templo.
Quando chegarem os dias maus, ele abrigar-me-á;
ele manter-me-à em segurança no seu santuário;
pôr-me-à a salvo sobre uma rocha.
Poderei então levantar a cabeça
por cima dos meus inimigos;
poderei oferecer sacrifícios no templo,
gritar de alegria e cantar hinos ao SENHOR.

Ouve-me, SENHOR, quando eu te invoco;
tem compaixão de mim e responde-me!
O meu coração suspira por ti , SENHOR,
os meus olhos te buscam  SENHOR!
Não desvies de mim o teu olhar! Não te zangues comigo!
Tu és o meu único auxílio! Não me abandones.
Não me desampares, ó Deus, meu salvador
Ainda que o meu pai e a minha mãe me abandonem,
O SENHOR tomará conta de mim.»

   (Salmo 27:1 a 10)
 Na Bíblia para Todos

sábado, 6 de outubro de 2018

ROSAS BELAS

Rosas  do Borel - Amadora. (foto minha)
E, olhando-as, a gente pergunta:

"QUEM AS FEZ ASSIM TÃO BELAS?

E a alma responde:

  O BOTÂNICO MAIOR,
O DEUS - CRIADOR.

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

"...haverá luz à tarde". - Spurgeon -

Ponte de Castelões - Portugal  - cheia de luz.
"...haverá luz à tarde".

«Muitas vezes olhamos para  os dias da velhice  com agouro, esquecendo-nos de que á tarde haverá luz. Para muitos santos (crentes)  a velhice é a época preferida na sua vida. Um ar perfumado sopra  no rosto do marinheiro enquanto ele  se aproxima da costa da imortalidade, menos ondas agitam o mar, a calmaria prevalece, intensa,  serena e solene. Do altar da idade os lampejos de fogo da juventude se vão,  mas a chama mais real de sentimento zeloso permanece. Os peregrinos  chegaram à terra de Beulá: Quer dizer "desposada".  O termo é usado em Isaías 62:4, a terra feliz cujos dias são os dias do céu na terra. Anjos a visitam, ventos celestiais sopram sobre ela, flores do paraíso crescem ali e o ar é repleto de música seráfica. Alguns habitam nela por anos e outros chegam até ela poucas horas antes da partida, mas é um Éden na terra. Podemos também ansiar, pela hora em que nos reclinaremos no seu pomar sombreado e seremos satisfeitos com esperança, até que o momento de realização chegue. O sol poente parece maior do que quando elevado no céu e um esplendor de glória colore todas as nuvens que o cercam. A dor não interrompe a serenidade do doce crepúsculo da idade, pois  a força aperfeiçoada na fraqueza permanece com paciência submetida a tudo. Frutos maduros de selectas experiências são coletados como o raro banquete da tarde da vida, e a alma prepara-se para o descanso.
    O povo do Senhor também desfrutará  da luz na hora da morte. Lamentos de incredulidade;  as sombras caem, a noite vem, a existência se finda. Ah,  não, clama a fé, a noite  há tempos se esgotou, o verdadeiro dia está próximo. A luz surgiu, a luz da imortalidade, a luz do semblante do Pai. Junte seus pés na cama, veja as multidões de santos aguardando!  Anjos o elevam. Adeus, amado,  você se foi acenando. Ah, agora há luz. Os portões perolados estão abertos, as ruas áureas reluzem á luz do jaspe. Cobrimos os nossos olhos, mas você olha para o que não podemos ver;  adeus, irmão você tem a luz do entardecer, a luz que ainda não temos.»

   (Spurgeon - no livro - Manhã e Noite)

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Jovem português vence campeonato do mundo de acordeão


 O jovem João Palma. Foto de: .https://ncultura.pt/
 João Palma tem 18 anos

 O português João Palma, de 18 anos, venceu no domingo a 71.ª Copa do Mundo de Acordeão, que se
realizou na Lituânia.

 João, natural de Loulé, tornou-se o "primeiro português a vencer na categoria" de virtuoso júnior do mundial da Confederação Internacional de Acordeão (CIA), organismo que pertence ao Conselho Internacional de Música da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

"É um trabalho em que é preciso estudar muito, e ser o primeiro português a vencer na minha
categoria numa Copa Mundial é muito gratificante para o meu trabalho. Apesar de custar muito e dar muito, muito trabalho mesmo, é sempre bom reconhecerem o nosso valor nestes concursos", disse João Palma à agência Lusa.
A Copa do Mundo conta com 100 participantes, que representam mais de 20 países. A edição do próximo ano realiza-se na China e a de 2020 em Portugal.

(No Jornal  I )

 Nota pessoal:

Gosto muito da música do acordeão.
Em Leiria, onde cresci,  era frequente  nas  "descamisadas", que tinham lugar nas eiras, à noite,  onde se tiravam as "camisas" ás espigas de milho,  no final, haver sempre música e um bailarico, animado muitas vezes por um acordeão.  

Para o João Palma, vencedor deste importante prémio,  as minhas felicitações e o meu abraço de PARABÉNS!

  Continue, vá em frente e alegre-se com a "sua" música.

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

MANHÃ DE OUTONO NUM PALÁCIO DE SINTRA - Um poema de Sophia de Mello Breyer Andresen

Um lugar  aprazível da bela Sintra. 

MANHÃ DE OUTONO NUM PALÁCIO DE SINTRA

Um brilho de azulejo e de folhagem
povoa o palácio que um jovem rei trocou
Pela morte frontal no descampado.

Ele não quis ouvir o alaúde dos dias
Seu ombro sacudiu a frescura das salas
Sua mão rejeitou o sussurro das águas

Mas o pequeno palácio é nítido - sem nenhum fantasma - 
Sua sombra é clara como a sombra de um palmar
No seu pátio canta um alvoroço de início
Em suas águas brilha a juventude do tempo.

(Sophia de Mello Breyner Andresen - no livro - OBRA POÉTICA II)

domingo, 30 de setembro de 2018

Porque hoje é Domingo (506)


A mãe e os irmãos de Jesus foram ter com ele, mas não conseguiram aproximar-se por causa da multidão.Entretanto, alguém lhe disse: «Olha que a tua mãe e os teus irmãos estão lá fora á tua procura.»  Mas Jesus respondeu: «A minha mãe e os meus irmãos são aqueles que ouvem a  palavra de Deus e a praticam.»

   (Ev. de S. Lucas cap. 8:19 a 21)
         Na Bíblia para Todos

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

EM MEMÓRIA - Um poema de Edite C.C. Pereira

Uma flor do meu jardim - para a Aurora.
EM MEMÓRIA

O seu nome era Aurora.
Faz lembrar a madrugada,
a terra ainda orvalhada
e quase a nascer o dia.
Era o nome desta tia
que recordo nesta hora.

O seu nome era Aurora.
E, ás vezes,  p´ra me entreter
(porque eu não sabia ler)
tinha histórias inventadas
de meninas e de fadas,
que lembrei p´la vida fora.

O seu nome era Aurora.
Minha tia e madrinha
que amava esta sobrinha,
lhe queria tanto bem.
Um amor quiase de mãe
e que eu guardo até agora.

O seu nome era Aurora.
Eu cresci, fiz-me mulher
mas recordo com prazer
o tempo que já passou,
e que a tia me  amimou
e tão cedo foi embora.

 (Edite.C.C. Pereira - No livro  Lágrimas e sorrisos - 2002)

Nota pessoal:

Ao folhear o livro de poemas da Edite, encontrei este poema com a foto da Aurora.
Aurora...uma grande amiga minha,  e irmã em Cristo, companheira  de trabalho no Hospital de Santa Maria - Lisboa - onde, bem jovenzinha, iniciei a minha vida profissional  na Enfermagem. A Aurora não era enfermeira, tinha outra função, importante, no hospital.
A Aurora partiu cedo, muito cedo.
Deixou muitas saudades.
Foi com emoção  que li o poema acima.
Publico-o, sorrindo...e dando graças ao bom Deus, por a sua preciosa vida. 

Um dia encontrar-nos-emos.

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Que maravilha! O melro matou a sua sede na folha de uma árvore

Um melro.

Acabei de, pelo telefone, felicitar e dar os Parabéns a uma boa amiga e irmã na fé em Cristo.
Quando  falávamos da bondade de Deus  para connosco, como cuida de nós e nos ama tanto...ela contou-me o seguinte:

Ontem, ela e o marido foram caminhar um pouco  num local agradável, perto de casa, onde há várias árvores. Depois de caminharem, e para descansar um pouco e desfrutarem da paisagem, sentaram-se num banco. Eis senão quando, pousa ao lado deles um melro, e, imaginem...começa a matar a sua sede, que devia ser muita...bebendo água de uma folha  de árvore, em forma de concha, caída no chão. Segundo a minha amiga, bebeu, bebeu, até se saciar.

Impressionada, a minha  amiga disse-me ao telefone:
Ó Viviana! É bem verdade que o nosso Deus se preocupa e, cuida das avezinhas.
Veja-se: matou a sede do melro na água contida na folha!

Bem diz a Palavra Sagrada:

"Não se preocupem com o que hão-de comer ou beber, nem com a roupa que  precisam para vestir.
 Olhem para  as aves do céu, que não semeiam, nem colhem, nem amontoam nos celeiros. E no entanto,  vosso Pai lhes dá de comer. Não valem vocês muito mais  do que as aves?  "
          ( Ev S. Mateu 6:26)

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Parabéns Nuno pelos teus 15 anos.


  Querido neto Nuno:

Parece que foi ontem  que, pequenito, aqui em casa, te  divertiste  a distribuir as nozes pelos cestinhos.
É provável que ainda te lembres.

Pois bem, vários anos se passaram e, a partir de hoje, já contas 15 anos!
Como alguém poderia dizer: Quinze anos bem medidos!
Incrível, com cresceste e te  desenvolveste...
Estás um belo adolescente!
Pois bem, meu neto querido, a avó sente muito orgulho por ti.
Não só porque tens tido bom aproveitamento escolar, mas, principalmente, porque trilhas o caminho do Senhor, Deus, da nossa família. 
Fazes bem, muito bem!
Vai em frente, avança!
Sem medos ou ansiedade...porque caminhando com Deus e procurando estar atento à Sua vontade, poderás ultrapassar as "surpresas" menos boas que a vida pode trazer.
És muito meu amigo, eu posso ver isso quando nos encontramos,  pois  na maneira como me abraças  mostra-lo bem.
Então, Nuno querido, com imensa alegria... e  uma enorme gratidão, para com o nosso bom Deus e Pai, felicito-te pelos teus belos 15 anos, e desejo as mais preciosas bênção do Senhor, sobre ti e sobre a tua linda família.

Aceita o meu grande, grande e carinhoso abraço
Tua avó Viviana

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

"HÁ MUITO TEMPO QUE NÃO VI-TE."

LUZ

Ontem, teve lugar a festa de aniversário da minha neta Clara, que completou oito anos.
A família encontrou-se  nos jardins de uma bela quinta, em Belas, aqui perto.
Quando cheguei lá, estando lá já muita gente...a minha neta mais nova, com 4 anos, a Luz, irmã da Clara, ao ver-me chegar  veio ter comigo e olhando-me nos olhos, disse:

"HÁ MUITO TEMPO QUE NÃO VI-TE".

Nota:

A Luz, passou uma boa parte das férias de verão, aqui em casa connosco.
Só há uma semana que não me via, ou seja, desde que voltou para o Infantário.
Mas, fiquei contente... pois para ela era já há muito tempo.
Bom sinal!

domingo, 23 de setembro de 2018

Porque hoje é Domngo (505)



SENHOR,  tu és a porção da minha herança;
e o meu cálice está nas tuas mãos.
Agradável é o lugar que me calhou em partilha
e preciosa é a herança que me coube.

Louvarei ao SENHOR, porque ele me orienta,
até durante a noite  a minha consciência  me adverte.
Tenho sempre o SENHOR diante dos meus olhos;
com ele à minha direita, jamais vacilarei.
Por isso, o meu coração se alegra,
a minha alma rejubila
e o meu corpo repousa tranquilo.

   (Salmo16:5 a 9)

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Uma doce recordação, e um alegre aniversário.


 
 Uma doce recordação

Na imagem acima,  a minha família, numa  das paragens do navio que nos transportava da Argentina para Portugal, em 1945. Eu estou diante do meu amado e saudoso pai.

Lembro este acontecimento, porque  hoje, dia 21 de Setembro,  completam-se 117 anos do nascimento  de José Baltazar Regueiras,  meu pai.

21 de Setembro de 1901 - 21 de Setembro de 2018.

Deus, a quem muito amava, e a quem com muito amor servia, chamou-o para si há 43 anos.
Mas, o pai só não está presente fisicamente, porque na verdade, ele sempre esteve e continua a estar no nosso coração e no nosso dia a dia.

Todos os dias, na minha oração matinal, eu agradeço, agradeço, de todo o coração, ao Deus de amor, por  o pai e a mãe que me deu.

Assim, apraz-me dizer no dia do seu aniversário:

OBRIGADA SENHOR!
MUITO OBRIGADA.

*********************

E...UM ALEGRE ANIVERSÁRIO

               
Podemos chamar Clara a esta  linda flor. 


Hoje,  a minha linda e doce neta Clara, filha do meu João e da "minha Joana", passa o seu oitavo aniversário.
   
21 de Setembro de 2010 - 21 de Setembro de 2018

É uma menina  admirável!
De uma ternura e  uma doçura  comovente.
Tranquila, serena,  dotada na arte de pintar e desenhar (a mãe é formada em belas artes) e de escrever.
Já tem um diário, onde cada dia  regista o que acha importante.

Ah! como ela gosta de vir "para a casa da avó Viviana!"
Pode estar aqui até à noite, porém, quando chega a hora de ir embora, quer sempre ficar mais um bocadinho.
A Clara, disse-me há dias:
"Avó, sabes que as pessoas dizem que eu sou parecida contigo?"
Eu respondi-lhe: pois e, tu ficas triste...
Ao que ela logo respondeu: "Não! Não fico."
Acho que ela me admira e gostaria de ser parecida comigo.
Sorrio...e, agradeço ao nosso Deus.

A Clara, trás no seu sangue, genes de pessoas admiráveis!
Grandes homens e mulheres de Deus!
Executaram feitos extraordinários!
Há um bisavô e uma bisavó, que têm o seu nome numa das ruas principais do Porto.
Por feitos admiráveis para com as crianças e idosos  desprotegidos.

A pouco e pouco, vou-lhe falando dos seus feitos.
Ela precisa de saber.

Como avó, sinto-me orgulhosa pela Clara.
Sei que Deus  tem projectos belos para a sua vida,

Então, para a Clara, um abracinho da avó Viviana, e:

MUITOS PARABÉNS!

Minha querida:

Que o bom Deus te abençoe, te dirija e te proteja .

 

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Como é lindo o céu de Mira-Sintra!


 Da minha janela posso ver isto.

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Partilhando as belas flores que enfeitam a Casa de Oração da Igreja Baptista das Boas Novas - Amadora


Temos a bênção, de ter na nossa Igreja,  uma amada irmã - Teresa Ferreira, que não só trata das flores, como as oferece.
A Casa de Oração, tem durante o ano inteiro, flores naturais sempre frescas..e bonitas.
É com muito prazer, que partilho algumas delas:








terça-feira, 18 de setembro de 2018

Chuva - Um poema de Miguel Torga

Chuva,  vista da minha janela.

                 Chuva
Chove uma grossa chuva inesperada,
Que a tarde não pediu mas agradece.
Chove na rua, já de si molhada
Duma vida que é chuva e não parece.

Chove, grossa e constante,
Uma paz que há-de ser
Uma gota invisível e distante
Na janela a escorrer.
   (Miguel Torga - no livro  - Poesia Completa I)

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

É muito bom voltar a ouvir as vozes das crianças no recreio da escola, aqui ao lado.

imagem.png
Hoje, voltou a alegria à escola, aqui por baixo da minha janela.
 Todos os anos é a mesma coisa. Entre meados de Junho e meados de Setembro, tudo fica mais triste e, sem graça. Faz tanta falta... ouvir as vozes das crianças, no recreio da escola secundária que fica aqui ao lado da minha janela. Hoje, enquanto escrevo, mesmo com a janela fechada, tenho "uma música especial" a chegar aos meus ouvidos que, veja-se lá! Parecem acordes de uma sinfonia suave que nos acalma e descontrai.
   Ah! as crianças!
   Quanto mais avanço na idade, mais as amo  e mais bem lhe quero.
   O que seria o mundo sem crianças?

   Como eu compreendo o poeta, quando diz:

   "Belas são as flores, as músicas e as danças,
    Mas o melhor do mundo são as crianças!"
               (Fernando Pessoa)

Desde aqui de Mira-Sintra...
O meu abraço, para todas as crianças do mundo!

domingo, 16 de setembro de 2018

Porque hoje é Domingo (504)


Pela vossa parte, queridos amigos, lembrem-se das palavras já anunciadas pelos apóstolos de nosso Senhor Jesus Cristo. Pois eles diziam-vos: «No final dos tempos, hão-de vir pessoas que enganarão os outros e viverão conforme os seus maus  desejos.» Estes são os que provocam divisões, porque seguem os instintos e não têm o Espórito. Mas no que vos diz respeito, meus amigos, continuem a crescer na vossa fé. Orem em união com o Espírito  Santo e contnuem a viver no amor de Deus, esperando que nosso Senhor Jesus Cristo, pela sua misericórdia, vos dê a vida eterna.
   Sejam compreensivos para com aqueles que têm dúvidas. Salvem aqueles que estão em perigo, arrancando-os ao fogo. Para com os outros sejam também compreensivos, mas com prudência, pois até as suas roupas manchadas pela imoralidade vos devem parecer desprezíveis.
   Deus que tem poder de vos livrar do mal e vos apresentar sem pecado e cheios de alegria na sua glória, somente a  ele, que é o vosso único Deus e Salvador, sejam dados, por meio de Jesus Cristo, nosso Senhor,  a glória, a honra, o poder e a autoridade desde sempre, agora e por toda a eternidade.
Ámen.»
   (Ep. de Judas 1:17 a 25)
    Na Bíblia para Todos

sábado, 15 de setembro de 2018

Lembrando Camões

Flores -  presente  divino


As mansas e pacíficas ovelhas,
Do comer esquecidas, inclinando
As cabeças estão ao som divino
Que faz, passando, o  Tejo  cristalino.
          ( Écloga I)
    No livro - Camões - Diário

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

E se tocarem à campaínha da sua porta para lhe oferecer UM NINHO!?

Este, foi o ninho que chegou pelo correio.

Pois foi o que aconteceu.

Já uma vez me enviaram um ninho pelo correio.
Agora, trouxeram-me  um à porta.
Tocaram a campaínha, fui abrir, era o "sr M", meu vizinho do andar de baixo.
Tirou de um saquinho de plástico que trazia na mão, um embrulho muito bem feitinho, o qual abriu. com extrema delicadeza, e  de lá tirou um pequeno ninho de um passarinho, tão bem feito, tão perfeito, tão lindo!
Muito macio, feito de pequenas palhas secas, douradas...lindo, lindo!

Trouxe-o de uma laranjeira, que possui, numa quintinha do outro lado do Tejo.
Sendo já idoso, parece que não foi fácil recolhê-lo lá de cima.
Disse-me que o ninho pertencia a um pequeno passarinho, muito sociável. que pousava muitas vezes perto dele. Passarinho esse que construiu o ninho, criou os filhotes, estes levantaram voo e, o ninho por ali ficou abandonado.
O " sr.M",  sabendo do meu carinho pelas aves, quis presentear-me  com este  tão belo ninho.
Há pouco tempo  atrás, ofereceu-me um ninho enorme, de melro. Também muito belo.

Juntamente com o ninho que agora me deu, ofertou-me uma preciosa caixa de "figos pingo - de mel."
Os primeiros  com que me deliciei este ano.

Claro que fiquei emocionada. Parada, diante dele, com o ninho numa mão e a caixa de figos na outra, fiquei sem palavras. Fitando-o nos olhos, disse-lhe:

"sr.M", muito obrigada! Obrigada, de coração. Quero que saiba, que este presente tão especial...tem para mim mais valor, do que se ofertasse uma peça de ouro.


segunda-feira, 10 de setembro de 2018

O JARDIM - Um poema de Edite C.C. Pereira

Vejam que bela imagem do jardim da "Avozinha Nena"  - tratadinho por mim!


O JARDIM

O jardim da avozinha
tinha tantas, tantas flores!
Era uma festa de cores.
Havia cravos e rosas,
malmequeres, alecrim
e sardinheiras vistosas
que enfeitavam o jardim,
mesmo em frente das janelas.
De manhã ou à noitinha,
sob o sol ou as estrelas,
perfumes inebriantes
enchiam o ar e a terra.
Das memórias mais distantes
que o meu coração encerra
e não me deixam sozinha,
há uma que na verdade,
faz acordar a saudade:
é o jardim da avozinha!

         (Edite C.C. Pereira)
 No livro - Lágrimas e Sorrisos

domingo, 9 de setembro de 2018

Porque hoje é Domingo (503)


«Portanto, se algum encorajamento, alguma consolação de amor, alguma comunhão de Espírito, alguns entranhados afectos e sentimentos de compaixão resultam da nossa união com Cristo, então peço-vos que me dêem a grande satisfação  de viverem em harmonia. Estejam unidos pelo mesmo amor numa só alma e nos mesmos sentimentos. Não façam nada por ambição pessoal nem por orgulho, mas com humildade, considerem os outros  superiores a vós próprios. Que ninguém procure apenas o seu interesse, mas também o dos outros. Tenham os mesmos sentimentos  que havia em Cristo Jesus: 
   Ele que opor natureza era Deus,
   não quis agarrar-se a esse direito
   de ser igual a Deus.
   Pelo contrário, privou-se de tudo que era seu
   E tomou a condição de escravo,
   tornando-se igual aos homens.
   E, vivendo como homem,
   humilhou-se a si mesmo,
   obedecendo até à morte, e morte de cruz.
   Por isso, Deus elevou  Jesus acima de tudo
   e deu-lhe um  Nome que  está acima  de todo o  nome;
   para que ao  Nome de Jesus se dobrem todos os joelhos:
   no  Céu, na Terra  e debaixo da terra;
   e para que todos  proclamem, para glória de Deus Pai:
   Jesus Cristo é Senhor!»
        (Ep. de S. Paulo aos Filp. 2:1 a 11)
             Na Bíblia para Todos

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

DAR POR AMOR

 
Um pensamento de madre Teresa de Calcutá:

"O IMPORTANTE NÃO É O QUE SE DÁ
MAS  O AMOR COM QUE SE DÁ."

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Parabéns, linda neta Inês, pelos teus 19 anos.

Belas buganvílias  do jardim da avó Nena, para a linda Inês.

A minha linda  neta Inês, completou 19 anos no passado dia 3 de Setembro.
É filha do "meu" Miguel e da minha nora Teresa.

Para toda a família, ela  é  um presente precioso de Deus.

Frequenta o 2º ano do curso de Biologia Celular e Molecular, no qual está muito empenhada.
Gostaria de ser cientista.
Tem o curso de piano do Conservatório de Sintra.
É pianista, na Igreja Baptista do Cacém, onde é membro, e canta no Grupo Coral.

Dá-lhe imenso prazer colaborar nos Acampamentos da A.P.E.C. quer como conselheira dos mais novos, ou ajudando  na manutenção.

Parabéns! Menina linda da avó!
Que continues a ser "O Bom Perfume de Cristo".
"Serve ao Senhor com alegria e, apresenta-te a Ele com canto."
       Um abracinho carinhoso da avó Viviana

terça-feira, 4 de setembro de 2018

O QUE É UM VERSO - Um poema de Graciete Pio

Uma foto do "meu céu" de Mira-Sintra, tirada aqui diante desta janela.
O QUE É UM VERSO

Um verso é som, é melodia suave,
É beleza e colorido intenso,
É o gorgeio, o pipilar da ave,
É doce paz, contentamento imenso...
Entre dores um verso é uma palma
Estendida no caminho pedregoso,
Um verso é sempre a voz o grito d´alma,
É suspiro, é gemido doloroso...
É o refúgio da desilusão
Aonde se reparte o sofrimento,
Um verso é o rogar duma  oração,
A expressão dum  queixume, dum lamento ...
É gargalhada, é riso cristalino,
É lágrima cruel , é pranto ardente,
É a graça infantil dum pequenino,
É morte, é vida simultâneamente!
É o recipiente onde guardo
As minhas alegiras e os meus ais,
Incertezas, vitórias e fracassos
Que nunca caberiam em meus braços;
Um verso é tudo isto e ainda mais...

 (Graciete Pio - no livro - Perfume do Céu)

domingo, 2 de setembro de 2018

Porque hoje é Domingo (502)


Cântico de peregrinação. Salmo da colecção de David.

"SENHOR, o meu coração não é orgulhoso
nem o meu olhar é arrogante;
Já não corro atrás de grandezas,
ou de coisas fora do meu alcance.
Pelo contrário, estou calado e tranquilo,
como uma criança saciada ao colo da mãe;
a minha alma é como uma criança!
Israel, põe a tua  esperança no Senhor,
desde agora e para sempre.»
       (Salmo 131)
Na Bíblia para Todos

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

A "multiforme" Graça de Deus

Participando de um culto na Igreja das Boas - Novas -Amadora
O dicionário da língua portuguesa diz, acerca da palavra multiforme, o seguinte: "Que se apresenta de várias formas."
  A Palavra de Deus, na I Epístola de S. Pedro cap.4 e versículo 10, diz-nos:"Cada um administre aos outros como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.
  Esta "graça", no conceito Bíblico, significa "favor não merecido".

Posto isto, eu, como serva de Deus, que caminho com Ele pelas estradas da vida...desde pequena, posso afirmar com garantia, que tenho recebido Dele - Deus, ao longo da minha já um tanto extensa vida, "muitas gracinhas", as quais me enchem de um enorme gozo (grande alegria) espiritual.

Hoje, vou partilhar uma delas:
Há cerca de vinte anos, sendo membro da Igreja Ev. Baptista das Boas Novas - na Amadora, cuja foto acima  mostra, teve lugar um acontecimento que ainda hoje, e, cada vez mais, me enche de alegria.
 Estávamos na altura, sem  ninguém contratado para limpar a casa de Oração. Decidiu-se então, que um grupo de senhoras  se encarregaria  dessa função. Fez-se uma escala e, cada sábado  vinha uma senhora. Eu, era uma  delas.

Então, aconteceu o seguinte:

Estando a fazer o trabalho e, tendo a porta da rua aberta,  surgiu uma jovem  que fez a seguinte pergunta: 

"Aqui é uma Igreja?" Respondi que sim, que era uma Igreja Evangélica Baptista. Então, ela perguntou o horário dos cultos, eu informei-a e ela, agradecendo,  retirou-se.
  Apercebi-me que morava no primeiro andar do prédio ao lado.
  No Domingo  seguinte ela entrou,  e participou do culto. Nunca mais deixou de vir. Contou-nos depois, que era da Guiné e que tinha fugido a pé para o Senegal, quando tinha 13 anos, porque a família queria casá-la com um tio de 55 anos, que tinha ficado viúvo. No Senegal, foi trabalhar em cada de uma família de portugueses que tinham casa no Borel - Amadora, ao lado da Igreja. Quando estes regressaram a Portugal, trouxeram-na com eles para continuar a trabalhar na casa deles. 
  Não sabia ler, nunca tinha andado na escola e, manifestou ao pastor da Igreja,  que gostaria muito de aprender.  Até porque pretendia deixar  o trabalho actual e arranjar um emprego, talvez numa fábrica ou empresa. O pastor da Igreja, que já tinha experiência de  levar adultos ao exame da quarta classe, prontificou-se para dar-lhe as aulas necessárias. E, assim foi. A Quinta Sanca, asim se chamava, aprendeu facilmente e, passados poucos meses fez o exame da 4ª classe e foi trabalhar numa fábrica.
Juntou dinheiro e com um empréstimo bancário, comprou uma casa em Mem.-Martins - Sintra.
Entretanto, enamorou-se de um jovem também guineense, o  Fernando Cabi.  Casaram na nossa igreja e eram muito felizes. Nasceram duas meninas, que hoje são mulheres.
 Sempre, sempre, houve uma relação muito amiga  entre eles e nós. A Quinta cozinha muito bem...e fez, vezes sem conta, "uns pastéis", deliciosos, para nós e para os crentes na nossa igreja. Entretanto "veio a crise" de emprego no país e a Quinta e o Fernando emigraram para Manchester, onde ela foi trabalhar num hotel e ele como  motorista de pesados (camiões).
Num Natal, há alguns anos, o Fernando Cabi veio a Portugal tratar assuntos relacionados com
 a casa em Mem-Martins. Era inverno, a  "luz estava desligada",  por não viverem cá. O Fernando acendeu uma braseira para se aquecer e colocou-a no quarto.
Foi fatal. O Fernando morreu.

Uma tristeza enorme.

Recebia a Quinta  na minha casa e acarinhei-a . Deitada, com a cabeça  no meu colo, no sofá da sala, chorava, chorava..Recordo que lhe disse: Chora, chora, minha filha...porque precisas de chorar.

Já nessa altura, ela me tratava por mãe, e ao Jorge, meu marido, por pai.
Assim continuou, e cada vez mais,  ela é a minha filha e eu sou sua mãe. Como o Pastor Leal, meu marido, é pai..
Habitualmente, telefona-me de Manchester e diz-me  coisas  muito belas... Uma dessas coisas.. é que a minha voz e a minha gargalhada lhe dão muita paz.
Pois bem, a Quinta esteve ontem aqui em casa.
Como uma filha muito querida.
Trouxe-me tantos presentes  bonitos! E, encheu-me  o frigorífico de comida. Trouxe carne, muita carne. Lavou a loiça e não me deixou fazer nada. 
Na véspera, convidou-nos  para jantar num restaurante de renome, perto de Sintra
Com que alegria o fez!
Ontem, antes de sair daqui de casa, enquanto eu repousava das minha dores ósseas,  chamei-a para junto de mim e li, para ela, o Salmo 20 da Bíblia Sagrada. Depois unimos as nossas mãos e orámos.
Entreguei-a ao cuidado do Senhor, a ela e as suas filhas Isabel e Madalena. 
Saiu. Foi apanhar o auto-carro para ir para casa.  Fui à janela dizer-lhe "adeus" e, reparei que chorava. Foi chorando até desaparecer no passeio. 
Fechei a janela e, chorei eu.
Vai apanhar o avião amanhã ás 5 da manhã, para mais uma etapa da sua vida.
Acabei de chorar e, orei. orei , com muito fervor, ao nosso bondoso Deus, para acompanhar e cuidar da minha filha Quinta Sanca.
Eu sei...que Ele continuará a tomar conta dela.
Medito, e reflicto...na maravilhosa "MULTIFORME GRAÇA DE DEUS" para comigo.

Obrigada Senhor!.


terça-feira, 28 de agosto de 2018

O meu neto Nuno - adolescente - deu-me uma enorme alegria

O Nuno era assim. Agora, está quase a completar 15 anos.

Estamos em época de férias, e os meus oito  netos gostam muito de  vir passar uns dias em casa da "avó Viviana".
 Agora tenho cá cinco...
 Entre eles está o Nuno,  que completará 15 anos dentro de algumas semanas.

Pois bem, há alguns dias atrás, estávamos na sala, numa amena conversa,  na qual eu aproveitei para lhes falar da minha fé em Cristo. Disse-lhes que antes de saber ler já conhecia a Palavra de Deus, pois o meu muito amado e saudosos pai, tinha o extremo cuidado de, diariamente, por muito cansado que estivesse...  "fazer o culto doméstico", onde cantávamos muitos hinos do Cantor Cristão e ouvia-mos a exposição da Palavra de Deus.
  Expliquei-lhes que, pela vida fora, até aos dias de hoje, com os meus quase 78 anos, sempre mantive uma estreita relação com Deus, através a oração, meditação na Palavra e, dos cultos na Casa de Oração - Igreja.
Falei-lhes também, do quanto eu hoje consigo sentir-me  tão pertinho de Deus, que quase o sinto a tocar-me.

  A certa altura, a neta Margarida, de 12 anos, esboçou algum desconforto, por  lhe surgirem algumas dúvidas quanto à sua vida de relação com Deus. Foi então, que o Nuno saiu da sala e voltou com a sua Bíblia na mão. Parou diante da Margarida  - de quem ele gosta muito, mesmo muito...e disse-lhe:
 "Olha, Margarida, ouve o que  está escrito em Romanos 10:9. «A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo.»

Perante isto, a Margarida sorriu tranquila e com um  olhar  muito doce...agradeceu ao Nuno.

Quanto a mim, avó dos dois... senti uma alegria imensa e uma felicidade  enorme... ao confirmar  que os meus amados netos, vão na senda do bem, seguros nos caminhos de Deus, do Deus da nossa família. O que é para mim, avó,  a certeza de que irão ser felizes nos caminhos difíceis da vida, porquanto caminham de mão dada com o Senhor, como eu faço desde criança.

A minha gratidão eterna, de avó,  ao Senhor-Deus Todo Poderoso, Criador do céu e da terra, do mar e de tudo quanto existe. A Ele, toda a Glória, Louvor e Adoração.

domingo, 26 de agosto de 2018

Porque hoje é Domingo (501)


«Cristo libertou-nos para sermos realmente livres. Portanto, permaneçam firmes e não voltem a ser escravos.  (Ep.de S. Paulo Aos Gálatas 5:1)

Digo-vos pois: Vivam segundo o Espírito de Deus e não sigam os maus instintos. É que esses instintos são contrários  ao Espírito, e o Espírito é contra esses instintos. Se se deixarem orientar pelo Espírito, então já não estão sujeitos à lei,
   São bem conhecidas as obras dos maus instintos: desregramentos sensuais, imoralidades, libertinagem idolatria, superstição, inimizades, intrigas,  ciúmes, iras, rivalidades, discórdias, divisões, invejas,  embriaguez, abusos na comida e outras coisas semelhantes.. Previno-vos,  como já o fiz de outras vezes, de que os que fazem tais coisas não herdarão o Reino de Deus.
   O Espírito, pelo contrário, produz amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade,  fidelidade, modéstia,  auto-domínio. E contra estas coisas não há lei. Os que pertencem a Cristo já se crucificaram a si mesmos com as suas paixões e maus desejos. Ora se vivemos  por meio do Espírito, devemos deixar-nos guiar por ele. Não sejamos orgulhosos, não nos irritemos uns aos outros, nem haja invejas entre vós.»   
(Ep. de S. Paulo  aos Gálatas cap. 5:16 a 26 - Na Bíblia para Todos)
 

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Regressei, depois de uma nova pausa, esta forçada.

Caminhando  aqui por perto,  descobri estes frutos tropicais. Creio ser oriundos de S.Tomé.

Desde o passado dia 19, tenho estado impedida  de aceder ao blogue  por  problemas técnicos.
Sei de leitores que também não conseguiram aceder.
Hoje, falando do assunto ao meu neto Nuno, de cerca de 15 anos, que está por aqui a passar uns dias de férias, ele prontificou-se a ajudar-me a  resolver o problema e, em poucos minutos  conseguiu.
Claro que fiquei contente. Contente e grata.

O que publicar?
Olhei a estante ao lado e reparei num livro da capa azul. Abrio-o, não folheei sequer...e  comecei a ler  o poema que surgia diante dos meus olhos.
Ei-lo:

QUANTOS...

Quantos morreram sem ver o mar
Nem o espaço atravessar,
Nas brancas nuvens de algodão,
Dando  asas fortes à emoção...
Quantos viveram sem se aquecer
Na sensação de lençóis lavados,
De corpos quentes e perfumados
Nas curvas brandas do anoitecer...
Quantos partiram sem ter chegado
À sua meta ou alcançado
Porto d ´abrigo num peito amigo
P ´ra no seu ombro poder chorar
E suas mágoas desabafar...
Quantos subiram e se cansaram
E se feriram e se rasgaram
Sem alcançar o seu ideal
Frustrados, tristes, presos ao mal...
Quantos forçados ao que não queriam,
Quantos traídos e não sabiam,
Quantos famintos não saciados
Com seus desejos aprisionados
Na honestidade, na obrigação,
No cumprimento da devoção!
Cheios de culpas inconfessáveis...
Têm vida triste, insatisfeita,
(Em si fechada tal como um ovo)
Que se levanta e à noite deita
Sempre à procura de algo novo...
Quantos perdidos indo à deriva
Sem descobrirem uma saída;
Estão no mundo para sofrer,
Um pouco basta para os  encher...

....................................................

A vós que estais acorrentados
Aos vossos males, dores, pecados,
Sem voz nem gesto e sem vontade,
Cristo promete a Liberdade!
Ele é a Porta franca de entrada
P ´ra toda a alma desesperada,
Graça preciosa. amor e luz
Dará a todos que Ele conduz...
Por esta porta vinde, entrai,
Encontrareis um Deus que é Pai
E dá alívio aos abatidos,
Descanso e paz aos oprimidos!
Então direis com doce voz:
Quantos queriam estar como nós!
Depois voltai a todos e dizei
Que Jesus Cristo é Senhor e Rei!
Quantos esperam esta mensagem
P ´ra receber amor, coragem
E curar dores, chagas e prantos
No dom divino, oh quantos! Quantos...

(Graciete Pio - no livro - Perfume do Céu)

domingo, 19 de agosto de 2018

Porque hoje é Domingo (500)


«De resto, sejam fortes no Senhor e confiantes no seu imenso poder. Revistam-se da armadura de Deus. Só assim poderão resistir aos enganos do Diabo. Pois não é contra seres humanos que temos de combater, mas contra os poderes e autoridades, que dominam este mundo de escuridão, e contra os espíritos do mal, que não se vêem. Sirvam-se, por isso, das armas que Deus nos oferece para poderem resistir  naquele dia difícil e para poderem ficar de pé, depois de terem vencido todos os inimigos. Estejam preparados. Usem a verdade como um cinto bem apertado e a justiça como armadura Que a prontidão em anuncar o evangelho da paz  seja como o calçado para os vossos pés. Andem sempre armados com o escudo da fé, para poderem defender-se das setas incendiárias do inimigo. Que a salvação vos sirva de capacete e combatam com a espada do Espírito, que é a palavra de Deus. Façam tudo isto com espírito de oração e orem contnuamente, em união com o Espírito Santo. Estejam vigilantes, prestem muita atenção a essas coisas e orem por todos os santos. Lembrem-se  também de mim na oração, para que Deus me inspire, quando eu tiver de falar, e para que eu tenha liberdade para dar a conhecer a mensagem da boa nova, da qual,  mesmo preso continuo a ser embaixador.. Peçam a Deus que eu tenha coragem para a anunciar como convém.»

   (Ep.de S. Paulo aos Efésios cap.6:10 a 20)

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Parabéns! Tia Edith, pelos seus 87 anos!

A tia Edith, maninha muito querida da minha saudosa Mãe. Aliás, muito parecida com ela...

A tia Edith fez 87 anos!

No passado dia onze  de Agosto, a minha linda e querida tia Edith, completou 87 anos!

É uma das mais novas irmãs da Nena - minha mãe-  que, pela graça de Deus, ultrapassou  a barreira dos 90!
A tia Edith, nasceu, tal como a Nena, na Argentina, Só que a Nena saiu de lá com trinta e poucos anos  e, por todo o resto da sua vida viveu em Portugal, e a tia Edith ficou sempre por lá.
Ela, como pode ver-se na foto, é uma pessoa linda. Linda e tranquila.
O Senhor nosso Deus deu-lhe uma família bonita e valorosa. Mantenho uma relação muito estreita e amigável, com  o seu neto Evaldo, que, foi quem me ofereceu esta linda foto.

Tia Edith:

Quero-lhe muito bem e, dou infinitas graças ao nosso bom Deus, pelos seu 87 anos de uma vida útil e muito bela!
Que esta data se repita, ainda, por muitos anos com paz, alegria e saúde.
Desde aqui de Portugal, envio o meu carinhoso abraço
E, "muchos besos para nuestros queridos, allá!
   Viviana

Nota final:
Peço desculpa por só hoje a felicitar, mas durante vários dias estive sem acesso ao  computador..

terça-feira, 14 de agosto de 2018

É bom estar de volta.

Este é o passeio por baixo da minha janela. Onde está o pinheiro, estava uma árvore pequena que eu plantei.Trouxe-a de uma encosta da Serra de Sintra. Por algum motivo, os "funcionários" da Junta arrancaram-na sem meu conhecimento e plantaram o pinheirinho, ainda bem pequeno. Na altura fiquei triste, mas agora já não me importo, pois o pinheirinho esta cada dia mais alto e mais bonito.


É bom estar de volta!

Saúdo todos os amigos que habitualmente por aqui passam.

OLÁ!

Peço desculpa por não ter "voltado" no dia 10 como prometi.
Tentei, mas entretanto surgiram problemas técnicos que não consegui ultrapassar.
Só ontem,  ao fim do dia,  o problema foi solucionado por alguém...muito amigo.

O que tenho para vos dizer:

Primeiro,  manifestar a minha solidariedade e o meu carinho, para com todos os meus concidadãos,  que sofreram  perdas, de bens,  que eram para eles tão importantes... nos   recentes incêndios que lavraram  em Monchique e arredores. Para todos eles, o meu fraterno abraço.

Depois, a minha gratidão enorme e eterna...para com os incansáveis Bombeiros de Portugal.
Muito, muito Obrigada!

Depois, para todos os outros, incluindo a valorosa e tão dedicada e prestável G.N.R.
Obrigada, muito Obrigada!

**********************

Trago  ainda, alegres e boas notícias:

 Parabéns! ao Nelson Évora...pela brilhante vitória  no Triplo Salto, onde conquistou, de uma fora muito tranquila e muito bela, a medalha de ouro da Europa.

E, a  Inês Henriques, atleta portuguesa, que se  sagrou-se campeã europeia  nos 50 kilometros marcha,  em Berlim, esta última terça-feira.

Muitos, muitos Parabéns Inês!

E, por aqui me fico.