quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Parabéns! Tia Edith, pelos seus 90 anos!

A tia Edith, maninha muito querida da minha saudosa Mãe. Aliás, muito parecida com ela...

A tia Edith fez 90 anos!

No passado dia oito de Agosto, a minha linda e querida tia Edith, completou 90 anos!

É uma das mais novas irmãs da Nena - minha mãe-  que, pela graça de Deus, ultrapassou também a barreira dos 90!
A tia Edith nasceu, tal como a Nena, na Argentina, Só que a Nena saiu de lá com trinta e poucos anos  e, por todo o resto da sua vida viveu em Portugal, e a tia Edith ficou sempre por lá.
Ela, como pode ver-se na foto, é uma pessoa linda. Linda e tranquila.
O Senhor nosso Deus deu-lhe uma família bonita e valorosa. Mantenho uma relação muito estreita e amigável, com  o seu neto Evaldo, que, foi quem me ofereceu esta linda foto.

Tia Edith:

Quero-lhe muito bem e, dou infinitas graças ao nosso bom Deus, pelos seu 90 anos de uma vida útil e muito bela!
Que esta data se repita, ainda, por muitos anos com paz, alegria e saúde.
Desde aqui de Portugal, envio o meu carinhoso abraço
E, "muchos besos para nuestros queridos, allá!
   Viviana

Nota final:
Peço desculpa por só hoje a felicitar, mas durante vários dias estive sem acesso ao  blogue.

terça-feira, 14 de agosto de 2018

É bom estar de volta.

Este é o passeio por baixo da minha janela. Onde está o pinheiro, estava uma árvore pequena que eu plantei.Trouxe-a de uma encosta da Serra de Sintra. Por algum motivo, os "funcionários" da Junta arrancaram-na sem meu conhecimento e plantaram o pinheirinho, ainda bem pequeno. Na altura fiquei triste, mas agora já não me importo, pois o pinheirinho esta cada dia mais alto e mais bonito.


É bom estar de volta!

Saúdo todos os amigos que habitualmente por aqui passam.

OLÁ!

Peço desculpa por não ter "voltado" no dia 10 como prometi.
Tentei, mas entretanto surgiram problemas técnicos que não consegui ultrapassar.
Só ontem,  ao fim do dia,  o problema foi solucionado por alguém...muito amigo.

O que tenho para vos dizer:

Primeiro,  manifestar a minha solidariedade e o meu carinho, para com todos os meus concidadãos,  que sofreram  perdas, de bens,  que eram para eles tão importantes... nos   recentes incêndios que lavraram  em Monchique e arredores. Para todos eles, o meu fraterno abraço.

Depois, a minha gratidão enorme e eterna...para com os incansáveis Bombeiros de Portugal.
Muito, muito Obrigada!

Depois, para todos os outros, incluindo a valorosa e tão dedicada e prestável G.N.R.
Obrigada, muito Obrigada!

**********************

Trago  ainda, alegres e boas notícias:

 Parabéns! ao Nelson Évora...pela brilhante vitória  no Triplo Salto, onde conquistou, de uma fora muito tranquila e muito bela, a medalha de ouro da Europa.

E, a  Inês Henriques, atleta portuguesa, que se  sagrou-se campeã europeia  nos 50 kilometros marcha,  em Berlim, esta última terça-feira.

Muitos, muitos Parabéns Inês!

E, por aqui me fico.

quinta-feira, 26 de julho de 2018

UMA PAUSA

Uma dália linda que fotografei em Mira-Sintra.
Ofereço-a, com muito gosto, aos bons e estimados amigos  que têm a gentileza de habitualmente, por aqui passar.
Informo que vou fazer uma pausa de duas semanas.

Estarei de volta, querendo Deus, no próximo dia 10 de Agosto.

Até lá...desejo que passem muito bem e que, se for o caso, tenham umas óptimas férias.

O meu muito obrigada e o meu fraternal abraço
Que a paz, o amor e a graça de Jesus Cristo, nosso Mestre e Senhor, convosco estejam.

terça-feira, 24 de julho de 2018

Ainda, as Mães

Uma  mãe - avó, uma mãe, e crianças , filhas e netas.

"O bébé nasce e a sua vida mudará mais
          do que alguma vez  sonhou.
  Descobre que desenvolveu antenas
         invisíveis que captam cada
           alteração na respiração,
    cada variação na temperatura,
       cada mudança de expressão
            na sua pequenina filha.
  Ninguém lhe diz que a mudança
é irreversível. Que sente no seu coração
   cada dor, cada perda, cada desilusão
   cada obstáculo, cada crueldade que
         ela encontrar pela vida fora."

   (Pam  Brown - n.1928)
No pequeno livro - Mães e Filhas
  

domingo, 22 de julho de 2018

Porque hoje é Domingo (499)


SENHOR!, tu examinaste-me  e conheces-me.
Conheces todos os meus movimentos;
à distância, sabes  os meus pensamentos.
Vês-me quando trabalho e  quando descanso;
conheces todas as minhas acções.
Mesmo antes de eu falar,
já tu sabes o que vou dizer.
Tu estás à minha volta por todo o lado;
colocas sobre mim a tua mão protectora.
O teu conhecimento é para mim demasiado profundo;
está para além  da minha compreensão.

Onde poderia eu ir, para escapar de ti?
Para onde poderia eu fugir da tua presença?
Se subisse ao céu, lá estarias;
se descesse ao mundo dos mortos, lá estarias também.
Se eu voasse para além do oriente
ou fosse habitar nos lugares mais distantes do ocidente,
também lá a tua mão desceria sobre mim,
lá estarias para me segurar!
Se eu pedisse à escuridão para me esconder
ou à luz para se transformar em noite à minha volta,
a escuridão não me esconderia de ti
e a noite seria para ti tão brilhante como o dia.
Para ti a escuridão e a luz são a mesma coisa!...

... Examina-me ó Deus, e conhece o meu coração;
pôe-me à prova e conhece os meus pensamentos.
Vê se eu sigo pelo caminho do mal
e guia-me pelo caminho eterno.

(Salmo 139: 1 a 12 e 23 e 24)
      Na Bíblia para Todos

sábado, 21 de julho de 2018

A casa branca - Um poema de Gióia Júnior

 A casinha branca  no quintal da minha aldeia.

A casa branca

Entre as lembranças do passado, existe
a casa branca de portão fechado,
jardim florido e quarto perfumado;
sonho doirado de um menino tiste!

Fiz-te o projecto, fiz-te a planta, fiz-te
desde o alicerce aos cumes do telhado;
viste o desenho e, para meu agrado,
num delicado gesto consentiste...

Garoto inquieto, para seu regalo,
o próprio tempo em sua ingenuidade,
vendo o castelo, foi desmoroná-lo...

A casa branca já não mais existe;
resta somente o escombro da saudade:
amargo sonho de um menino triste!

 (Gióia Júnior - no livro - Orações do Cotidiano)

quinta-feira, 19 de julho de 2018

Lágrimas, choro, pranto.

 Lágrimas de vizinhos solidários: chorando e confortando  uma viúva. (Fotografei da janela)  
Lágrimas, choro, pranto. 
Lágrimas são gotas de humor áqueo que saem a pares dos olhos de quem chora. Choro é a acção de chorar, ou derramar lágrimas, por uma cousa não estranha a nós e por uma qualidade que nos  é inerente. Pranto é a efusão do sentimento que naturalmente fazemos  vertendo lágrimas, a impulso duma causa estranha a nós e que nos produz grande dor-  O choro pode ser mudo e silencioso; o pranto é sempre acompanhado de vozes sentidas, e de gritos lamentáveis, e então se chama pranto desfeito. Muito bem disse Vieira,  falando de Davide  na morte de Abner: «Eis  que começa  Davide a rebentar em lágrimas, e todos com ele em pranto desfeito». E falando de como foi chorada  a morte  de El-Rei D. Manuel, diz:  «O pranto mais público que se viu na nação portuguesa, foi quando chegaram à India as novas da morte de El-Rei D. Manuel...Começaram a chorar em gritos, e se levantou o maior e mais lastimoso pranto que jamais se  vira» (I, 876, e 879).

 (No Dicionário dos Sinónimos - Poético e de Epítetos da Língua Portuguesa)
          Lellos & Irmão

quarta-feira, 18 de julho de 2018

CONFIA NO SENHOR

A gaivota, descansa confiadamente, na chaminé  do prédio  em frente da minha cozinha. 

CONFIA NO SENHOR
de todo o teu coração:
não te fies na tua própria
inteligência. Apoia-te nele em 
tudo o que empreenderes e ele te
mostrará como deves agir.

  (Provérbios 3:5 e 6)

segunda-feira, 16 de julho de 2018

CONTO - Um poema de Pedro Homem de Mello

O belo mar do Cabo da Roca - Portugal (foto minha)

CONTO

Nunca ouviram contar
Que treze marinheiros
Ficaram prisioneiros
No cárcere do mar?

Malévolas e belas
Em volta do navio
As espadas das ondas
Bradavam desafio.

Então, dos tripulantes
Houve um só que sorriu
Ao ver a chama inquieta
Das ondas espumantes!

     - Mas esse, era poeta...

(Pedro Homem de Mello - no livro - SEGREDO)

domingo, 15 de julho de 2018

Porque hoje é Domingo (498)


Paulo,  apóstolo  de Cristo Jesus por vontade de Deus, conforme a promessa de vida que ele nos fez em  Cristo Jesus, ao querido filho Timóteo.
   Que Deus, nosso Pai,  e Jesus Cristo nosso Senhor, te dêem graça,  misericórdia e paz.  (II Ep a Timóteo 1:1 e 2)
           
   Quanto a ti, meu filho, fortalece-te na graça que vem de Cristo Jesus. E o que ouviste de mim, diante de muitas testemunhas, transmite-o a pessoas de confiança que sejam capazes de o ensinar a outros. Compartilha os sofrimentos como fiel soldado de Jesus Cristo. O soldado que vai para a guerra deixa de se  preocupar com os negócios da vida civil para poder agradar ao comandante. E quem  toma parte numa competição desportiva só rcebe o prémio se cumprir as regras do jogo. O camponês  que trabalha é que deve ser o primeiro a beneficiar  do fruto do seu trabalho. Fixa bem o que te digo, pois o Senhor há-de ajudar-te a compreender tudo isto.
   Lembra-te de Jesus Cristo, que ressuscitou de entre os mortos, o qual é da descendência de David   segundo o meu evangelho. É por ele que eu tenho sofrido até ao ponto de estar preso como um malfeitor. Mas a palavra de Deus não está acorrentada. Por isso eu suporto tudo, pensando nos que foram escolhidos por Deus, para que também eles possam ter a sua parte  na salvação em Cristo Jesus,  juntamente com a  gloria eterna. É bem verdade aquilo que se diz:
   «Se com ele morrermos, com ele viveremos;
   se nos mantivermos  firmes reinaremos com ele;
   se o renegarmos, também ele nos há-de renegar.
   Se nos tornar-mos infiéis, ele continua sempre fiel,
   pois não pode negar-se a si mesmo.   (II Tim. 2:1 a 13)
         Na Bíblia para Todos

sexta-feira, 13 de julho de 2018

A maravilhosa Natureza

Nascidas junto ás rochas da  Fonte da Segueteira - Maceira - Sintra,  (minha aldeia) estas florinhas brancas, parecem sorrir para nós...  (foto minha) 

"Onde estaríamos nós se a humanidade
nunca tivesse conhecido as flores? Se elas
não existissem e tivessem estado para sempre
escondidas dos nossos olhos...o nosso
carácter, o nosso comportamento, a nossa
vocação para a beleza, para a felicidade,
seriam os mesmos?"
    
    (Maurice Maeterlinck)
         (1862 - 1949)

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Flores e um belo pensamento de Miguel Torga.

Estão  novamente floridas as hortênsias do jardim do  meu filho Miguel  Não conheço outras iguais...

Um pensamento do meu poeta  preferido:

"NÃO POSSO TER OUTRO PARTIDO SENÃO O DA LIBERDADE."

(Miguel Torga)
        

quarta-feira, 11 de julho de 2018

A Lei do Coração

Florinhas da beira da estrada - em Mira-Sintra. (Foto minha)

A Lei do Coração

«O ensino que causa impacto em quem o recebe não é o que passa de uma mente para outra, mas de um coração para outro.
   Essa é a lei do coração, que só pode ser verdadeira se compreendermos o sentido bíblico da palavra coração.
   Esse termo é um daqueles que tomam sentidos diversos, e um deles acentuadamente sentimental. Hoje nós o empregamos incorrectamente, mas os escritores do Velho Testamento o usavam com o sentido certo.  Um texto que revela o signifcado escriturístico do vocábulo é Deuteronómio 6:4 a 6: "Ouve,  Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás, pois,  o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma,  e de toda a tua força. Estas palavras que hoje te ordeno, estarão no teu coração."
   Para oa hebreus, essa palavra englobava a totalidade do ser: intelecto, emoção e vontade.
   O processo de ensinar nada mais é  que a transformação total da personalidade, operada pela graça de Deus, e que depois, pela mesma graça,  alcança outros para transformá-los também. Que  glorioso privilégio!
   Transferir conhecimento de intelecto para intelecto é a coisa mais simples do mundo. Mas fazer esse trajeto pela via do coração é bem mais difícil, mas tabém muito mais compensador. Aliás, opera transformação de vida.»
    (Howard Hendricks - no livro - Ensinando para transformar Vidas)

terça-feira, 10 de julho de 2018

A CARIDADE - Um poema de João de Deus

João de Deus - Poeta lírico e pedagogo português

A CARIDADE

Eu podia falar todas as línguas
            Dos homens e dos anjos;
Logo que não tivesse caridade,
Já não passava de um metal que tine,
           De um sino vão que soa!

Podia ter o dom da profecia,
            Saber o mais possível,
Ter fé capaz de transportar montanhas;
Logo que eu não tivesse caridade,
            Já não valia nada!

Eu podia gastar toda a fortuna
            A bem dos miseráveis,
Deixar que me arrojassem vivo ás chamas;
Logo que eu não tivesse caridade,
            De nada me servia!

A caridade é dócil, é benévola,
        Nunca foi unvejosa,
Nunca procede temeráriamente,
        Nunca se ensoberbece!

Não é ambiciosa; não trabalha
Em seu proveito próprio; não se irrita;
         Nunca suspeita mal!
Nunca folga de ver uma injustiça;
          Folga com a verdade!

Tolera tudo! Tudo crê e espera!
         Em suma todo sofre!

 (João de Deus - no livro -  Campo de flores) 

Nota :

Caridade  -  Amor ao próximo
No Dicionário da Língua Portuguesa 
De Fernando J. da Silva)

segunda-feira, 9 de julho de 2018

UMA SUGESTÃO

Florinhas do campo juntas com flores do jardim,  alegram, concerteza,  uma casa.  
        Aproveite! Saia por aí, olhe em volta de si, e traga um ramo para alegrar o seu cantinho.

domingo, 8 de julho de 2018

Porque hoje é Domingo (497)


«Não permitam que a paixão do dinheiro vos domine. Contentem-se com o que têm, porque o próprio Deus vos prometeu:
Nunca te deixarei,
nem te abandonarei.
É por isso que podemos dizer confiadamente:
O Senhor é quem me ajuda:
Não tenho medo de nada.
Que mal me poderão fazer os homens?

...Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e para sempre.»

     (Ep.de S.Paulo aos Hebreus 13:5, 6 e 8)
              Na Bíblia para Todos
          

sexta-feira, 6 de julho de 2018

A"jovem" tília do meu bairro.


Vejo-a daqui da janela. Como fica bem...sob o céu azul e num espaço tão limpo e arejado.
Aqui, vista de um outro ângulo e sob um céu lindo azul e branco.


E aqui...dá para ver como a sua copa é tão redondinha, tão perfeita, tão igual.

quinta-feira, 5 de julho de 2018

MENSAGEM A UM SOLITÁRIO

Casa solitária, em Vale de Lobos - Sintra (foto minha)
Impressiona, não?
 
MENSAGEM A UM SOLITÁRIO

"Meu irmão, tu precisas falar com Jesus,
nesta tua solidão!
Ele faz o convite e espera por ti:
Não buscarás em vão!
 
Ele estende a sua mão aos que não têm paz,
pois comprende a sua dor.
Aos cansados e aflitos convida a chegar,
seja qual  seu fardo for.
 
Nicodemos de noite a Jesus procurou,
com a mente a duvidar.
A palavra do novo nascer pela fé
trouxe luz ao seu pensar.
 
Madalena não pôde ao Mestre falar  - 
de vergonha e dor chorou.
Compreendendo a linguagem do coração,
o Senhor lhe perdoou.

Os discípulos todos, qual Pedro e André,
homens falhos, qual tu e eu,
recebidos foram por Cristo Jesus,
atendendo ao chamado seu.

Só Pilatos e Judas se foram vazios,
e sem luz seguiu Caifás.
Rejeitando a palavra do Filho de Deus,
rejeitaram graça e paz.

Meu irmão, tu precisas falar com Jesus,
tu precisas de comunhão!
Convivendo com Cristo e o povo seu,
vencerás a solidão!
 
   ( Lindolfo Weingartner - no livro - PRÁTICA DA ESPERANÇA)

terça-feira, 3 de julho de 2018

Apresentando a Ribeira das Jardas


Ponte sobre a Ribeira das Jardas (junto ás piscinas) Foto minha.  
Gosto muito de ir até este local que a foto mostra. Fica aqui pertinho de casa e o caminho a pé "faz-se bem".  Agora, vou menos vezes,  dada a minha dificuldade em  caminhar; mas quando andava bem, ia lá com frequência. Até chegámos a almoçar numa pequenina praia de areia limpinha...mesmo ´à beirinha da água.
De salientar, também, que neste local da Ribeira, a norte e a sul, da ponte, as galinhas de água costumam deixar-se ver. Depois..escondem-se no meio dos  caniços. Os patos também gostam de pousar aqui. Por cima, sobrevoando o local, podem ver-se  (com alguma sorte) águias e  garças "boieiras ou carraceiras"

 O local, na foto acima, mereceu obras da parte da Câmara de Sintra, há algum tempo atrás.
Foi muito bom! Porque a "pontezinha",  muito antiga encontrava-se partida e muito degradada., bem assim como o muro atrás da mesma.

Assim:
 

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Do Diário de Edith Holden

Edith Holden - Fomte da imagem: http://www.morning-earth.org/. 
Julho de 1906
"O amarelo do trevo estende-se pelas clareiras,
o amarelo da potentilha de folhas orvalhadas,
e o amarelo da perpétua. Amarelos estão
os montículos de musgo. O trigo, de colo azul,
baloiça até se tornar amarelo nos fardos.
Amarelo esverdeado, irrompe da matagal o alegre pica-pau.
Afiada como foice é a margem entre a luz e os céus.
Pensando na colheita, olho e penso na minha."

 (Edith Holden - no livro - A Alegria deViver com a Natureza)

domingo, 1 de julho de 2018

Porque hoje é Domingo (496)


O Senhor é a minha luz e salvação.
De quem poderei  ter medo?
O Senhor defende a minha vida.
Quem me poderá assustar?
Quando os malvados me atacam e tentam matar-me,
são eles, os meus inimigos, que tropeçam e caem.
Ainda que um exèrcito  me cerque,
não terei medo nenhum;
mesmo que se delare  guerra contra mim,
manter-me-ei confiante...

...Ouve-me, Senhor, quando eu te invoco;
tem compaixão de mim e responde-me!
O meu coração suspira por ti, Senhor,
os meus olhos te buscam Senhor!
Não desvies de mim o teu olhar! Não te zangues comigo!
Tu és o meu único auxílio! não me abandones
Não me desampares, ó Deus meu Salvador.
Ainda que meu pai e minha mãe me abandonem,
o Senhor tomará conta de mim.

(Salmo 27:1 a 3; 7 a 10)
 Na Bíblia para Todos

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Palavras sábias de Martin Luther King

Martin Luther King.
SE EU PUDER

 -  ajudar alguém a seguir adiante
 - animar alguém com uma canção
 - mostrar a alguém o caminho certo
 - cumprir o meu dever de cristão
 - levar a salvação a alguém
 - divulgar a mensagem que o Senhor deixou,
 - então, a minha vida não terá sido em vão.

(Martin Luther King - no livro - Cintilações - de Amantino Adorno Vassão)

quinta-feira, 28 de junho de 2018

OS CARDOS - Um poema de Vitorino Nemésio

Vitorino Nemésio -  poeta, romancista, cronista, académico e  intelectual açoriano.
OS CARDOS

Ai que plantaram cardos por suspeita
No meu jardim de rosas de algum dia!
Quem é que azedos em meu vinho deita?
Um triaga tal, quem na engolia?

E o búzio de sonhar, de boca estreita,
Onde a maré  da minha infância ardia?
Seu musgo é já verdete. A vida espreita
E arruina tudo o que a nossa alma cria.

Aceitarei os cardos para rosas:
Meu sangue estimulado as dá de si
Como todas as coisas preciosas.

E o vinho azedo e quente o tenho ali
Para as noites mais frias e saudosas -
Que outro não quero mais, se o já bebi.

(Vitorino Nemésio - no livro - Poesia  - 1935-1940)

quarta-feira, 27 de junho de 2018

O Cacém tem lugares lindos!

 O Cacém,  não é só "dormitório"; tem lugares lindos, como este repuxo  - no Largo da Feira -  frente aos Bombeiros.
Está junto à esplanada de um café, onde "a bica" parece ainda saber melhor. (foto minha)

terça-feira, 26 de junho de 2018

Um jardim de Rosas

Rosas do meu jardim.
Um jardim de rosas
esconde em si
sinais de amizade
e sorrisos de Deus...
Aprende a semear sorrisos
entre os homens
Como as flores do jardim
no meio de um mundo triste.
A rosa é símbolo do amor.
Como as rosas do jardim,
grita com a tua vida:
DEUS CONTINUA A  AMAR-NOS!
           (J.Santos)

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Sintonizados com a Equipa de Portugal na Rússia


Hoje, segunda - feira, pelas 19 horas, a equipa da Selecção Nacional de Futebol, vai defrontar, no Mundial, na Rússia, a equipa do Irão, capitaneada por "o nosso Carlos Queiroz"
Claro que ambas as equipas vão querer ganhar...
Para Portugal é muito importante este jogo, pois do seu resultado depende a sua continuação no Mundial.
Pelo menos, precisa de empatar.
Mas.. . nós  portugueses, vamos "torcer" para que Portugal ganhe.

"Bora", todos a ver Portugal ganhar!

domingo, 24 de junho de 2018

Porque hoje é Domingo (495)


«Portanto, irmãos sejam pacientes, esperando a vinda do Senhor. Vejam como o camponês espera o precioso fruto da terra. Ele espera com paciência até que venham as chuvas do Outono e as da Primavera. Sejam também pacientes. Ganhem coragem porque a vinda do Senhor está próxima.
   Irmãos,  não murmurem uns contra os outros para não serem  julgados por Deus. Olhem que o juiz está à porta. Sigam o exemplo de coragem e de paciência dado pelos profetas que falaram em nome do Senhor. Nós louvamos aqueles que perseveraram. Já vos falaram da perseverança de  Job e conhecem também a recompensa que o Senhor, por fim, lhe deu. De facto, o Senhor  é cheio de misericórdia e compaixão.»

       (Ep. de S. Tiago 5:7 a 11)

sexta-feira, 22 de junho de 2018

Sobre "A Escalada da Vida"

Várias vezes ao dia...preciso de descansar aqui. ( o pousa - pés está ao lado)
Ilga K.  Knorr, no seu livro - "A Escalada da Vida" -  partilha com o leitor o seguinte:
"Certa vez, tive uma aluna de língua alemã, que era esposa  de um Comandante do Exército,  Dª Lúcia. Aparentava ter  quarenta anos, era muito alegre e bem disposta. Quando eu soube a sua idade, fiquei pasmada: Sessenta e um anos!  E ela me confidenciou: "Eu sou eu, única, não há igual, Deus não fez ninguém igual, não tenho culpa que os anos voam por mim! Não me apavoram, sei que nunca haverá mais uma Lúcia  igual. Portanto, quero cuidar do que Deus me presenteou. Jovem ou idosa, tenho por obrigação valorizar a vida que me foi dada gratuitamente." E continuou:  "Todas as fases da vida são boas, é só saber valorizá-las e viver de acordo com  o que a idade nos permite e nos possa oferecer."
   E acrescento: Há a vantagem de poder assistir de camarote quando os  mais jovens se debatem na arena por um lugar ao sol. Nós já trazemos experiências mil, enriquecemos nossa existência, e como é gostoso dar um pouco de tudo que guardamos para alguém que encontramos no caminho e que precisa de um pouco de estímulo, de apoio moral. Alguém que pede  para lhes indicar o caminho.
   Sejamos, pois, nesta idade, luzes que iluminam as veredas dos caminhantes  que enfrentam as incertezas  do amanhã, e teremos cumprido uma grande missão.
 (Ilga K. Knorr - no livro - A Escalada da vida)

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Chegaram em força as minhas florinhas azuis do campo!

A falsa chicória, é  uma das minhas flores do campo preferidas.
Como florescem tarde - fins de Junho - . no fim do verão estão assim.. Caule curtinho.
Hoje, fui caminhar um pouco por aí, e deliciei os meus olhos  e o meu espírito, ao olhar a profusão de florinhas azuis  (falsa chicória) que  de repente...abriram à beira   dos caminhos e, bastante, por toda a parte. 
Lindas, lindas! De um azul  belíssimo! Balouçando com a brisa , como que a "rir" e a brincar com ela. Parei várias vezes para as olhar bem e, fixá-las, pois só voltarão daqui a um ano. 
Como nascem tarde, as últimas - que florescem lá para o fim de Setembro- por falta de água não conseguem "levantar-se" e,  florescem juntinho ao chão.  Olho para elas com uma certa tristeza, fazem-me lembrar  aquelas crianças carenciadas, sem condições para se desenvolver.

quarta-feira, 20 de junho de 2018

DEVERES DOS FILHOS - Traduzido por João de Deus


O poeta português João de Deus. Fonte da imagem: http://estoriasdahistoria12.blogspot.com/
"Diziam ás vezes os paes: - Deus te abençoe, meu filho, e Deus te pague tanta bondade e tantos benefícios!
 - Meus paes não teem que me agradecer; eu sim, que lhes devo tudo o que sou, o que tenho, e o que sei.
Quanto lhes pudesse fazer em minha vida, não seria nada em comparação do que os meus paes, no meio da sua pobreza, fizeram por amor de mim!."

(De uma tradução  para a língua portuguesa- do Livro - DEVERES DOS FILHOS   - por o poeta João de Deus- editada em 1900)

terça-feira, 19 de junho de 2018

Uma quadra inédita de Agostinho da Silva

O filósofo, poeta e ensaísta português - Agostinho da Silva.


Nunca voltemos atrás
tudo passou se passou
livres amemos o tempo
que ainda não começou. 

 (Agostinho da Silva - no livro -  Quadras Inéditas)
  

segunda-feira, 18 de junho de 2018

CANÇÃO PARADA - Um poema de Pedro Homem de Mello

O poeta e folclorista português - Pedro Homem de Mello.

CANÇÃO  PARADA

Palácios de oiro, jardins de cravos,
Nem os herdara, nem os quisera.
Procuro as ondas e os peixes bravos.
Para que servem jardins e cravos
Onde há mentiras de Primavera?
Abriu-se a noite como sacrário.
A lua deu-me chaves de prata.
Tenho elmo e gante. São de corsário.
Meus barcos leves são de pirata.
Berços? Esquifes? Baloiçar lento?
A morte e a vida vão devagar...
Meus barcos leves deu-mos o vento.
Berços, esquifes, baloiçar lento.
E círios brancos deu-mos o mar.
Tenho palavras. Não tenho ideias.

Ó melodias negras que sôlto!
Datas? Moradas? Cego, ignorei-as.
Para que servem tantas ideias
A quem se perde no mar revolto?
Faunos tombados no meu jardim!
Passei por eles sem lhes tocar...
Virão ceifeiros? Mas ai! de mim!
Murcha e renasce todo o jardim...
-  E a vida e a morte vão devagar!

(Pedro Homem de Mello)
No livro - Bodas Vermelhas

domingo, 17 de junho de 2018

Porque hoje é Domingo (494)


«Dêem graças ao Senhor, pelo seu amor
e pelas suas  maravilhas  a favor dos homens!

Aclamem-no na assembleia do povo,
glorifiquem-no no conselho dos anciãos.

 O Senhor converte rios em desertos
 e as nascentes em terra árida;
converte a terra fecunda em terra estéril,
por causa da maldade dos seus habitantes;
converte os desertos em lagos
e as terras áridas em nascentes,
para ali estabelecer os famintos
e eles construírem as suas cidades.
Semeiam os campos e plantam vinhas
e recolhem colheitas abundantes.
E ele abençoa e fá-los aumentar
e não deixa diminuir o seu gado....

...Aquele que é sábio, pense  nestas coisas
e medite no amor do Senhor.»

(Salmo 137: 31 a 38  e 43)
  Na Bíblia para Todos

sábado, 16 de junho de 2018

Ainda, as Mães

A tempestade prostrou-a  por terra.Vejam como era forte! Foi há alguns anos, aqui perto da minha janela. Foto minha.
"Mesmo depois de ter sido 
destroçado pela ingratidão
mais atrevida, pelo abandono,
pelo pecado,
por tudo quanto pode ferir
a fundo o coração humano,
o coração de mãe  renasce
sempre das próprias cinzas,
sempre apaixonado,
sempre palpitante,
sempre generosamente dadivoso."

(Montegazza)

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Os olhos do mundo vão estar hoje sobre PORTUGAL


Ao abrir  a janela da cozinha,  hoje,  "dei com os olhos" numa linda bandeira portuguesa, hasteada na janela da vizinha do prédio da frente.
 Depressa me lembrei porquê...

Hoje, Portugal, vai estar "na mira" de todo o mundo.
Vai jogar com a Espanha no mundial!

"Bora lá", todos a hastear a nossa bandeira na janela, como fez a minha vizinha?
Vai fiicar lindo!
Vou já pôr a minha!

quinta-feira, 14 de junho de 2018

UMA BOA NOTÍCIA

Foto minha.
"Quando passares 
pelas águas profundas
de grandes tribulações,
estarei contigo.
Quando tiveres de 
atravessar rios de 
pesadas dificuldades,
não te afundarás!
Quando passares pelas
labaredas da opressão,
não ficarás queimado
será fogo que não te
consumirá."

Deus procura-nos como um pai carinhoso querendo embalar o seu filho: "O senhor teu Deus veio para viver no meio de ti. Ele é um poderoso Salvador. Far-te-á vencer; terá grande prazer em ti; amar-te-á, não mais te acusará.
Ouço um alegre cântico que traduz a própria alegria que o Senhot sente em ti." (Sofonias 3:17)

"Não te deixarei nem te abandonarei".
          (Hebreus 13:5b)

Quando, por qualquer motivo, não estamos prontos a sair do nosso esconderijo, Deus procur-nos e, ao encontrar- nos, espera ao nosso lado.
   (No livro - Quando o nosso mundo desaba - Edição do Núcleo -Queluz)

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Lugar vazio - Um poema de Gióia Júnior

 A  chegada da noite à minha rua.  Foto tirada  da janela.

Lugar  vazio

hà sempre na distância uma cadeira vaga
à espera de um que parta e que já tenha escrito
"nas páginas de luz do livro do infinito"
a sua salvação que mnunca mais se apaga!

Perdida pelo espaço a vista se embriaga,
tentando ir muito além do seu poder restrito,
mas só o coração descobre  a imensa plaga
envolto no mural de jaspe e de granito...

Ganhei o meu lugar de preço encalculável
das mãos de Jesus Cristo e espero recebê-lo
depois de atavessar o caudaloso rio!

...Amigo, vem chegando o dia memorável,
medita no problema, atende ao meu apelo:
não deixes para sempre o teu lugar vazio!!!

   (Gióia Júnior - no livro - Orações do Cotidiano)
    Campo Grande (Brasil ) 1946

terça-feira, 12 de junho de 2018

Aconteceu faz hoje 112 anos.


Aconteceu faz hoje 112 anos -

12 de Junho de 1906

«Floresceram  a argentina, a sanícula, o epilóbio de flor pequena, a consolda - maior e a piloseca-das-boticas. O mostajeiro já esta florido há várias  semanas. Com o dia de hoje, são já onze dias de sol resplandecente e sem chuva.»
  (Edith Holden - no livro - A Alegria de viver com a Natureza)

Consolda maior . Fonte da imagem: https://pt.wikipedia.
Epilóbio - Fonte da Imagem: https://pt.wikipedia.
A sanícula - Fonte da imagem: https://pt.wikipedia.o
   

segunda-feira, 11 de junho de 2018

CANÇÃO DO BÚZIO VELHO - Um poema de Vitorino Nemésio


O Poeta e escritor português -Vitorino Nemésio  Fonte da imagem:http://www.citador.pt/ 
A CANÇÃO DO BÚZIO VELHO

Deixem-me ouvir o búzio velho,
Que me ofereceram por escárnio,
O grito da ave  que no espelho
Do longo mar partiu a asa:
E meu coração - descarne-o
Seu bico ardente como uma brasa.

Deixem-me ouvir nesse antigo
Búzio de sala (que agora
Os sobrados são o mar)
As vozes que ele traz consigo
Como o relógio dá a hora
Sem a gente lhe tocar.

Búzio ridiculo, malhado,
Casa onde  nunca entro,
Assim torcido, conservado
Com frio barulho dentro:
Se me falasses em voz alta
Todos ouviam o que eu ouço
Quando uma simples areia salta
No bafo estreito do teu pescoço,
Búzio velho,
Meu começo e meu destroço.

Já que ninguém te aproveita,
Búzio de bicho comido,
Sejas meu
Aqui e em todo o lugar
Onde a minha mão te deita
Com o que soube e esqueceu,
Como um pouco do céu velho,
Búzio relho,
Minha boca e meu ouvido.

Ai!
Esta canção do búzio desusado,
Como a posso acabar dentro de mim,
Se eu sou o bicho dele despegado?
Talvez só cante lá para o fim,
Como o cisne agoniado...
Antes mais tarde, antes assim!

(Vitorino Nemésio - no livro -  Poesia  1935-1940)

domingo, 10 de junho de 2018

Porque hoje é Domingo (493)


«Da parte de Simão Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo,àqueles que pela justiça do nosso Deus e Salvador Jesus Cristo receberam uma  fé  tão preciosa como a nossa.Que a graça e a paz aumentem em vós  pelo conhecimento de Deus  de Jesus, nosso Senhor.

Deus, pelo seu poder, concedeu-nos tudo o que é necessário para vivermos em santidade, ao dar-nos a conhecer aquele que nos chamou pela sua glória e poder. Foi assim que ele nos concedeu  os grandes e preciosos dons que havia prometido, a fim de que tomem parte na natureza divina e fujam dos maus desejos da corrupção que existe no mundo. Por isso, esforcem-se por juntar á vossa fé o bom procedimento;  ao bom procedimento, o conhecimento; ao conhecimento, o domínio de si próprio; a esse domínio, a paciência; á paciência o apego aDeus; ao apego a Deus, a dedicação  fraterna; e á dedicação, o amor. Se tiverem estas virtudes em abundância, elas hão-de tornar-vos activos e capazes de progredirem no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo. Mas quem não tem estas virtudes é um cego que anda ás apalpadelas e se esqueceu de que lhes foram perdoados os seus   pecados de outrora.
   (II Ep. de S. Pedro cap.1:1 a9)
          Na Bíblia pata Todos

sábado, 9 de junho de 2018

Ainda, as mães

 A Mimi- minha amiga querida que partiu cedo, para o céu.
Ah, como  os seus filhos - Marco e Débora - sentem a sua falta... 
À Mimi -Mãe - dedico este poema:

"QUEM É QUE ME AMA  E AMARÀ PARA SEMPRE
COM AFECTO; O QUAL NENHUM  ACASO;
NENHUM  INFORTÚNIO, NENHUM CRIME
COMETIDO POR MIM PODE AFASTAR?
ÉS TU MÃE."

(Thomas Carlyle -  1795 -1881)
Numa carta a sua mãe
  

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Vindima - Um poema de Miguel Torga

O poeta e escritor português  Miguel Torga
Vindima

Mãe:
Já só te encontro no meu coração.
Fora dele, é o renovo e a negação
Dos pesadelos.
Enxertam-se os bacelos
Do presente,
E o mesmo alvaralhão tinge a nascente
Que mana dos lagares,
Altares
Do esquecimento.
E nenhum pensamento
Se detém
A recordar, na embriaguês do mosto.
A doçura das linhas do teu rosto
Mãe!

(Miguel Torga - no livro - Poesia Completa II)
       Coimbra, 20 de Outubro de 1953

quinta-feira, 7 de junho de 2018

O LIVRO CHEIO DE PAZ E O CORAÇÃO CHEIO DE ANGÚSTIA

 A água corre tranquila, enquanto as papoilas saudam o Crisdor. (foto minha)

O livro cheio de paz e o coração cheio de angústia.

  «O coração  do homem vive sempre cheio de angústia e ansiedade porque está distanciado de Deus.
Para este coração ferido de dor, de tédio e de desespero, há uma grande mensagem de poder e paz que está inscrita na primeira página do LIVRO: "No princípio Deus" .

   Impressionado com a criação do mundo, o homem não tem reparado nestas três palavras significativas, no pórtico do Genesis   "NO PRINCÍPIO DEUS".

   Deus no princípio do mundo e de todas as coisas.

   Deus no princípio da vida, de todos os planos e de todas as aspirações - eis o fundamento da paz e segurança que os homens esquecem, para segurar-se desesperadamente ao bezerro de ouro dos bens materiais das fazendas, do fausto e do poder. 

   O LIVRO DA PAZ diz: NO PRINCÍPIO DEUS; mas o coração do homem replica: "NO PRINCÍPIO O OURO".  O livro da graça diz "NO PRINCÍPIO DEUS", no entanto o coração replica envaidecido "NO PRINCÍPIO a riqueza, o capital". 

  (João Crisóstomo de Oliveira - no livro - O LIVRO DO CORAÇÃO)