sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Obrigada Senhor, por me teres feito Enfermeira!

FEZ ONTEM, 52ANOS

o8/12/1964 

Recebendo o Diploma das mãos do Dr. Coriolano Ferreira - Director Geral dos Hospitais.
 
Ao centro, recebendo o emblema, da Senhora Enfermeira Geral - Franco Henriques.   
E em baixo o grupo das diplomadas. 
Eu sou a terceira à esquerda, na fila de trás ( a mais alta)

Ah! mas como o Senhor me usou!´Realizei-me, completamente e absolutamente  como enfermeira.

A minha gratidão é eterna, para com o meu Deus e Pai.
SOLI DEO GLORI

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Ainda, as Mães

Dwight David Ike Eisenhower - 34º Presidente dos Estados Unidos da América. Fonte da imagem:http://kdfrases.com/ 

Ainda, as Mães

"QUAL DELES"?

A mãe de Dwight  D. Eisenhower,
ao perguntarem-lhe se estava orgulhosa do seu filho.

(No livro  - Palavras de amor sobre  MÃES)

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Do livro - Leomil - de António de Sèves


Do livro - Leomil

«A caruge levantára. Só alvos rolos de névoas enchiam o leito dos corgos. Ainda fazia sieiro - e largas faixas de geada inteiriçavam os cultivos, ao redor da sombra dos muros. Mas, livre do basto negrume que o havia impecido, com a alegria que as aves trazem ao sair da água - e as faz espanejar, erguer vôo e partir a chilrear - o Sol já batia as azas, sózinho por todo o céu -  e sacudia sobre a terra um grande chuveiro de luz.
Azuis e azuis tão leves como liláses delidos subiam dos vapores dos códos, a cambear com os brancos das nevoas que rareavam.Os mais bravios maninhos e alpendurados calhaus perdiam a sua bruteza. E, com o oiro desmaiado que da luz do sol caía, e o azul desses azuis e a alvura fofa das nevoas - ribeiras e montes pareciam visões dum doce quebranto das moirinhas encantadas, que ao abrigo das penhas , nos vales de tenro arvorêdo, fiam  em rocas  d´oiro, os seus cuidados d´amor, eternamente meninas!»

  (António de Sèves - no livro Leomil - 1921)

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Apresentando a Bíblia em verso (13) Uma obra de Eduardo Henriques Moreira


Continuação

Era Augusto imperador
do forte povo de Roma
quando saiu uma ordem
dada em seu real diploma:

Que todo o Império Romano,
conquistado em fortes guerras,
desse o nome ao manifesto,
cada qual em suas terras.

Vai José, o carpinteiro,
para a vila de Belém,
e Maria, sus esposa,
foi forçada a ir também.

O carpinteiro José
do rei David descendia
tendo o direito judaico
de ascender a monarquia.

Mas à chegada a Belém
cumpria-se a profecia.
Nem lugar houve para eles
na modesta hospedaria!

No presépio da estalagem
a família se albergou.
Na mangedoura o Menino
ao nascer se reclinou.

Uns pastores que no campo
vigiavam seu rebanho
ficaram estarrecidos
pela luz de um brilho estranho.

Mas os anjos apareceram
na luz que brilhava ali,
dizendo: «Nasceu-vos o Cristo
na cidade de David.»

Ensina aos magos a estrela
que no Oriente surgiu:
nascera um Rei diferente
de todos que o mundo viu.

Não tem palavras o astro
para falar de salvação,
mas a fé lhes desperto
no ansioso coração.

Lá vêm eles de caminho
olhando a estrela nos céus,
buscando em Jerusalém
o novo Rei dos judeus.

Dizem sábios no Sinédrio
que havia em Jerusalém
ter de nacer o Messias
da vilota de Belém.

Arde no peito dos magos
um entuisiasmo intenso
indo adorar o Menino,
dando-lhe oiro, mirra e incenso.

(No livro - A Bíblia em verso - Uma obra do pastor Eduardo Henriques Moreira)

Querendo - o Deus, continua na próxima semana

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

O poema que ontem me dedicaram - Perder e Ganhar



PERDER E GANHAR

Não percas esse brilho em teu olhar.
Essa fonte de luz, de claridade
Que os outros é capaz de encantar
E atrair com elos de amizade.

Nãp percas esse teu sorriso lindo
Que, de menina, sempre conheci,
Que distribui contentamento infindo
E nos faz sentir bem ao pé de ti!

Não percas essa tua simpatia
Que dá força, coragem  alegria,
E doce bem-estar a outros traz...

Não percas de Jesus os Seus ensinos
Que a Deus levam adultos e meninos
E segurança eterna ganharás!


(Autora: Graciete Pio - minha companheira dos Bancos da Igreja,  de menina)

Dedicada a mim, por a querida irmã - Maria do Carmo Silvestre,  na  "minha" Igreja,  pela celebração dos meus 76 anos

Gostei muito!
OBRIGADA
  

domingo, 4 de dezembro de 2016

Porque hoje é Domingo (417)


«No princípio criou Deus os céus e a terra.

E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.
E Deus os abençoou, e disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a;  e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves do céu, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.

E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente  que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore,  em que há  fruto que dê semente, ser - vos - à para mantimento. E a todo o animal da terra, e a toda a ave dos céus, e a todo o reptil da terra, em que há alma vivente, toda aerva verde será para mantimento; e assim foi. E viu Deus  tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã do dia primeiro.»

    (Na Bíblia Sagrada - livro de Génesis cap.1: 1, 27 a 31)

sábado, 3 de dezembro de 2016

EBENEZER - Até aqui me ajudou o Senhor

O Arco - íris visitou-me anteontem. Ficou viradinho para mim, diante desta minha janela.   
EBENEZER

 - Até aqui me ajudou o Senhor - 

Já vai longo o meu caminho.
Já  vou cá  diante, na curva da vida.
Não me sinto cansada, nem me falta "a energia" para continuar. 
Quanto mais vivo, mais gosto de viver.
Consoante os cabelos  embranquecem,  e as marcas do tempo vão surgindo no rosto...
parece que "mais apetitosa" é a caminhada.
Completaram-se ontem - 2 de Dezembro -  76 anos, sobre a minha chegada à  vida.
Olho para o caminho percorrido e  parece-me um sonho.
Reflicto sobre a riqueza e os tesouros preciosos que possuo e,
espanto-me como os fui conquistando, como os fui  granjeando, passo a passo,
dia -a - dia, prosseguindo, não perdendo tempo a olhar para trás.

E dou por mim a pensar:

Meu Deus!
Quanta coisa fiz...
Com quanta alegria e entusiasmo!
Dando-me inteira, o melhor de mim, aos outros.
Sem cansaço nem fadiga, sem indecisões ou paragens...
Sempre em frente!

E agora, que já vou cá adiante, e muitas coisas mudaram consoante o tempo passa por nós... e a vida tem as suas fases, naturalmente, como dizia a minha saudosa mãe: "Tudo tem o seu tempo",
me espanta, e me  interrogo, como tudo isso fluiu, como todo se encadeou e sucedeu, duma forma tão natural e tão espontânea.

Ah! é que eu tenho um segredo, uma explicação:

Sei que desde o primeiro momento,  do inicio da minha já longa vida, o Deus - Criador está comigo. Nascendo eu, de dois crentes fiéis, que tinham o Senhor como seu guia e Salvador, sei que  me  entregaram aos cuidados ternos e amorosos do Pai. Sei que acompanharam o meu desenvolvimento, em oração.
Sei também, que enquanto viveram, não passou  um só dia sem que me colocassem nos braços e aos cuidados do Senhor.
Sou levada a pensar, que ainda hoje, lá no céu onde habitam,  intercedem por mim.

 Ensinaram-me a conhecer e a amar a Deus.
Todos os dias, a Palavra Sagrada de Deus, era lida e explicada pelo pai ou pela mãe, nos cultos domésticos. Louvávamos o Senhor cantando lindos e inesquecíveis hinos do Cantor Cristão. Ainda hoje os sei de memória.

Daí, de tudo que atrás fica, bem cedo, conheci  Deus e aprendi a amá-lo, a segui-lo e a servi-lo.
Foi  a herança maior que os meus queridos pais me deixaram.
Para eles, assim como para mim, Deus é a melhor porção da nossa vida.
Como é bom caminhar de mão dada com ele!
Como é bom ter a certeza que ele nos ama, nos quer muito bem, nos encoraja, nos anima, nos alegra e nos faz verdadeiramente felizes!

Daí, a minha alegria e gosto de viver.

Como os meus pais fizeram comigo e com os meus irmãos, eu procurei fazer com os filhos e netos com que o Senhor enriqueceu a minha vida. 
Todos eles, conhecem e amam a Deus e   vão no caminho certo.

Então, eu digo , com a alma profundamente agradecida:

EBENEZER!

ATÉ AQUI ME AJUDOU O SENHOR!

SOLI DEO GLORI