domingo, 24 de setembro de 2017

Porque hoje é Domingo (458)


A travessia do Jordão  a pé enxuto.

«Josué  deu ainda estas ordens ao povo:
"Purifiquem-se, porque amanhã o Senhor fará no vosso meio coisas maravilhosas."...

...E quando o povo saiu das suas tendas para atravessar o rio, os sacerdotes que levavam a arca da aliança iam à sua frente.  Chegaram ao rio Jordão. Era no tempo das ceifas, quando o rio vai a transbordar pelas margens. Mas logo que os pés dos que levavam a arca tocaram na água, as águas que desciam  pararam e amontoaram-se como se fosse uma barragem, numa grande extensão até perto de Adam, localidade situada nas proximidades de Sartam. E as águas que desciam para o mar de Sal ficaram completamente separadas, de modo que o povo pôde atravessar. Isto deu-se perto de Jericó.
Os sacerdotes que levavam a arca da aliança do SENHOR conservaram-se de pé  sobre o leito do rio seco, enquanto o povo de Israel  ia atravessando a pé enxuto. Ali estiveram até que o povo  atravessou   o Jordão.»

(Livro de Josué cap. 3: 5 e 14 a 17)
Na Bíblia para Todos

sábado, 23 de setembro de 2017

Uma quadra inédita de Agostinho da Silva

O Filosofo e escritor português - Agostinho da Silva

"Fulano que bem conheço
é pior do que lacrau.
mas talvez se eu for melhor
se torne ele menos mau".

(Agostinho da Silva - no livro - quadras inéditas)

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Adeus Verão! Sê bem vindo Outono!

Imagem intercalada 1
Esta plantinha, alegrou o meu jardim, desde a Primavera   ate  a semana Passada, sempre  florida.
Este arbusto, na base do qual vive a minha linda flor acima,  vai -  me alegrar no Outono e no Inverno.
                Plantado por mim, vindo da Quinta dos Arcos - Beira-Alta,  cresceu tanto que já ultrapassou o telhado da casa.
Gosto muito desta fotografia que lhe tirei!

Pois, o Verão está mesmo "a abalar"! (na linguagem saloia).
 Hoje, ás 20h02 vamos receber o Outono. 
Apraz-nos dizer: Adeus Verão!
Até para o ano se Deus quiser!
Ao que chega dizemos: 
Sê bem vindo Outono!

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Feliz aniversário! minha linda neta Clara

Fonte da imagem:http://aniversariofrases.com/ 
Hoje, a minha linda neta Clara faz sete anos!
 
Está bastante crescida e muito desenvolvida.
 Calma, tranquila, serena, mas muito "esperta"!
 É muito inteligente! 
Presta atenção ás conversas  em família, e habitualmente, dá a sua opinião sobre os temas tratados.
Tem o dom de desenhar.
Consegue fazer desenhos que são verdadeiras obras de arte!
E a maneira de usar e misturar as cores!?
Não se cansa de desenhar. e pintar.
Os seus presentes de aniversário para a família, são sempre belos desenhos!
 
Querida Clara:
A avó está muito feliz pelos teus sete anos! 
PARABÉNS, minha querida!
Um abracinho da avó
Que o Deus da nossa família, te abençoe, te guarde e te dirija.

Nota:

Também hoje, celebro o nascimento do meu saudoso e querido pai.
 
21 de Setembro de 1901.
Portanto, há 116 anos que nasceu.
Foi viver no céu, há já, longos 43 anos! 
O meu pai era um santo homem de Deus!
O melhor cristão que até hoje conheci.
Ah! mas quanto, quanto, agradeço ao Senhor por a sua vida e o seu exemplo!
Não  há nenhum dia que o não faça.

MUITO OBRIGADA SENHOR DEUS, POR O PAI QUE ME DESTE!
Que eu possa seguir o seu exemplo.

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Feliz Aniversário! Amado Pastor António dos Santos

O Pastor António dos Santos -  meu mui amado Pastor.

Hoje, é um dia muito alegre para mim!
É o dia de aniversário do meu mui amado Pastor Santos.
Oitenta e  cinco anos! Uma linda idade!
Leva oito à minha frente...
Conheci-o, quando  eu tinha 13 e ele 21. Portanto, há já muito tempo.
Fui "ovelha do seu rebanho" na minha adolescência e  juventude. 
Quando "me casou",  há cinquenta e um anos,  fui viver para o outro lado do Tejo e congreguei-me com a Igreja local. Isso, não obstou a que o Pastor Santos continuasse a ser "o meu pastor". Ainda é!
E, tenho escrito, que acaso eu parta para o Senhor antes dele,  que quero que seja ele que dirija o serviço fúnebre.

Devo-lhe muito, muito.Para além de  tudo, que é tanto, devo-lhe sobretudo todo o carinho, amizade, estima e o amor cristão, que sempre  dele recebi.  O Pastor Santos, é para mim, uma das pessoas mais lindas que Deus colocou no meu caminho. Aquele sorriso permanente, a doçura das palavras, o olhar terno  e bom,  marcaram indelevelmente a minha vida. 
Estou em crer, que o bom Deus, a quem toda a vida serviu, lhe dará uma vida  bem longa.
É esse o meu desejo e a minha oração.

PARABÉNS! Muitos PARABÉNS! amado Pastor António dos Santos
O meu abraço carinhoso e fraterno
Desejo -lhe  bênçãos do céu, sem fim

terça-feira, 19 de setembro de 2017

UM POVO COM IDENTIDADE - Pastor Samuel Kimputo


«Um dos aspetos que diferencia a fé  bíblica das demais realidades religiosas é, sem dúvida, o seu embasamento histórico. Todo o enquadramento histórico do relato bíblico, com o envolvimento de sucessivas civilizações, de reis e reinos, de povos e nações, ao longo de séculos, confirma o seu carácter singular, em que o sobrenatural invade e penetra o tempo e o espaço, dirigindo os acontecimentos que, sem interrupção, se vão sucedendo.
Esta abordagem histórica, que envolve tensões, relacionamentos e dramas humanos, faz com que  a fé bíblica seja uma experiência essencialmente prática, e não um mero exercício contemplativo (ou místico)  que se esgota em meditações de busca de equilíbrio interior.


Uma verdadeira experiência bíblica de fé evidencia-se nas opções feitas e em decisões tomadas nas interações do dia a dia, onde o amor a Deus e ao próximo deve constituir o parâmetro pelo qual tudo  é analisado.
A salvação, portanto, deve ser encarada como uma operação de origem (e de carácter) sobrenatural, realizada pelo próprio Deus no âmago do ser humano, mas que implica uma experiência dinâmica e real de vida, que envolve todas as dimensões da personalidade, incluindo uma nova  e renovada perspetiva a partir da qual se avaliam todos os relacionamentos interpessoais.
É neste sentido que entendemos os constantes apelos feitos pelos escritores bíblicos às igrejas às quais dirigiram os seus escritos, desafiando os seus destinatários a demonstrarem, em termos práticos, e por meio de atitudes, comportamentos, ações e escolhas, a realidade e a eficácia da mudança (radical) ocorrida no interior do seu ser.
Por outras palavras, o desafio bíblico (aqui expresso por Paulo) encontra a sua versão mais acurada nas palavras de Tiago, que considera a falta de (boas) obras na vida de alguém como uma clara evidência de uma fé vaga, inconsequente e morta, que se circunscreve a um assentimento mental teórico e infrutífero, que não passa de uma simples confissão de fé (Tiago 2:14,17-20,26, cf. Tito 2:14; 3:8).
O desafio de Paulo, no nosso texto em análise, vai no sentido de que os crentes que constituíam a igreja em Éfeso deveriam andar (agir, proceder, comportar-se) de acordo com os valores da nova fé que tinham abraçado.

Ao dizer “...que andeis de modo digno da vocação a que fostes chamados”, Paulo, numa abordagem de grande sensibilidade pastoral, quis estimular os efésios ( e a todos os que são eficazmente chamados pelo Espírito Santo) a desenvolver um estilo de vida coerente com a sua fé, e a evitar qualquer espécie de “esquizofrenia existencial” reveladora de uma religiosidade defeituosa, que só confunde e é prejudicial.
No seio da igreja, onde impera uma  variedade de personalidades, de pontos de vista e de preferências, a coerência de vida deve ser nutrida pelas virtudes tais como: humildade (simplicidade assumida), mansidão (modéstia que se autorregula) e longanimidade (uma elasticidade de alma).
O exercício destas virtudes provocará, no seio da igreja, uma capacidade de apoio mútuo que, sob o alicerce do amor, fará com que a paz reine entre os irmãos, e a unidade seja mais e mais mantida e consolidada.
Que o Senhor permita que esta experiência seja uma realidade na vida de cada uma de nós. Soli Deo Gloria! »
(Pastor Samuel Kimputo - Set.de 2017)
 Igreja Ev.Bp. de Sete Rios - Lisboa


segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Aconteceu fez ontem 111 anos

A protagonista -  escritora inglesa Edith Holden

17 de Setembro de 1906

«Atravessei a remo o Loch Vennachar e merendei na outra margem. Os fetos das colinas começam a tingir - se  de amarelo e bronze. Os camponeses cortaram muitos e deixaram-nos a secar nas ladeiras.

Fetos do campo. Fonte da imagem: https://pt.wikipedia.org  

De longe vêm-se  grandes manchas vermelhas e castanhas.Ainda não  há nenhuma árvore a mudar de cor. Ao voltarmos para casa vimos um maravilhoso pôr-do-sol  do outro lado do lago. A luz reflectida que dava nas colinas orientais oferecia um espectáculo soberbo: Viam-se todos os matizes do dourado, do vermelho e do castanho, que iam escurecendo até ao amora e ao cinzento da base das montanhas.
Sobre toda a superfície do lago havia um estranho pó dourado. Pensamos  que podia ser o pólen da urze arrastado até lá pelo vento.
 A bela for da urze. Fonte da imagem: rouxinoldepomares.blogs.sapo.
(Edith Holden - no livro - A ALEGRIA DE VIVER COM A NATUREZA )