quarta-feira, 20 de junho de 2018

DEVERES DOS FILHOS - Traduzido por João de Deus


O poeta português João de Deus. Fonte da imagem: http://estoriasdahistoria12.blogspot.com/
"Diziam ás vezes os paes: - Deus te abençoe, meu filho, e Deus te pague tanta bondade e tantos benefícios!
 - Meus paes não teem que me agradecer; eu sim, que lhes devo tudo o que sou, o que tenho, e o que sei.
Quanto lhes pudesse fazer em minha vida, não seria nada em comparação do que os meus paes, no meio da sua pobreza, fizeram por amor de mim!."

(De uma tradução  para a língua portuguesa- do Livro - DEVERES DOS FILHOS   - por o poeta João de Deus- editada em 1900)

terça-feira, 19 de junho de 2018

Uma quadra inédita de Agostinho da Silva

O filósofo, poeta e ensaísta português - Agostinho da Silva.


Nunca voltemos atrás
tudo passou se passou
livres amemos o tempo
que ainda não começou. 

 (Agostinho da Silva - no livro -  Quadras Inéditas)
  

segunda-feira, 18 de junho de 2018

CANÇÃO PARADA - Um poema de Pedro Homem de Mello

O poeta e folclorista português - Pedro Homem de Mello.

CANÇÃO  PARADA

Palácios de oiro, jardins de cravos,
Nem os herdara, nem os quisera.
Procuro as ondas e os peixes bravos.
Para que servem jardins e cravos
Onde há mentiras de Primavera?
Abriu-se a noite como sacrário.
A lua deu-me chaves de prata.
Tenho elmo e gante. São de corsário.
Meus barcos leves são de pirata.
Berços? Esquifes? Baloiçar lento?
A morte e a vida vão devagar...
Meus barcos leves deu-mos o vento.
Berços, esquifes, baloiçar lento.
E círios brancos deu-mos o mar.
Tenho palavras. Não tenho ideias.

Ó melodias negras que sôlto!
Datas? Moradas? Cego, ignorei-as.
Para que servem tantas ideias
A quem se perde no mar revolto?
Faunos tombados no meu jardim!
Passei por eles sem lhes tocar...
Virão ceifeiros? Mas ai! de mim!
Murcha e renasce todo o jardim...
-  E a vida e a morte vão devagar!

(Pedro Homem de Mello)
No livro - Bodas Vermelhas

domingo, 17 de junho de 2018

Porque hoje é Domingo (494)


«Dêem graças ao Senhor, pelo seu amor
e pelas suas  maravilhas  a favor dos homens!

Aclamem-no na assembleia do povo,
glorifiquem-no no conselho dos anciãos.

 O Senhor converte rios em desertos
 e as nascentes em terra árida;
converte a terra fecunda em terra estéril,
por causa da maldade dos seus habitantes;
converte os desertos em lagos
e as terras áridas em nascentes,
para ali estabelecer os famintos
e eles construírem as suas cidades.
Semeiam os campos e plantam vinhas
e recolhem colheitas abundantes.
E ele abençoa e fá-los aumentar
e não deixa diminuir o seu gado....

...Aquele que é sábio, pense  nestas coisas
e medite no amor do Senhor.»

(Salmo 137: 31 a 38  e 43)
  Na Bíblia para Todos

sábado, 16 de junho de 2018

Ainda, as Mães

A tempestade prostrou-a  por terra.Vejam como era forte! Foi há alguns anos, aqui perto da minha janela. Foto minha.
"Mesmo depois de ter sido 
destroçado pela ingratidão
mais atrevida, pelo abandono,
pelo pecado,
por tudo quanto pode ferir
a fundo o coração humano,
o coração de mãe  renasce
sempre das próprias cinzas,
sempre apaixonado,
sempre palpitante,
sempre generosamente dadivoso."

(Montegazza)

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Os olhos do mundo vão estar hoje sobre PORTUGAL


Ao abrir  a janela da cozinha,  hoje,  "dei com os olhos" numa linda bandeira portuguesa, hasteada na janela da vizinha do prédio da frente.
 Depressa me lembrei porquê...

Hoje, Portugal, vai estar "na mira" de todo o mundo.
Vai jogar com a Espanha no mundial!

"Bora lá", todos a hastear a nossa bandeira na janela, como fez a minha vizinha?
Vai fiicar lindo!
Vou já pôr a minha!

quinta-feira, 14 de junho de 2018

UMA BOA NOTÍCIA

Foto minha.
"Quando passares 
pelas águas profundas
de grandes tribulações,
estarei contigo.
Quando tiveres de 
atravessar rios de 
pesadas dificuldades,
não te afundarás!
Quando passares pelas
labaredas da opressão,
não ficarás queimado
será fogo que não te
consumirá."

Deus procura-nos como um pai carinhoso querendo embalar o seu filho: "O senhor teu Deus veio para viver no meio de ti. Ele é um poderoso Salvador. Far-te-á vencer; terá grande prazer em ti; amar-te-á, não mais te acusará.
Ouço um alegre cântico que traduz a própria alegria que o Senhot sente em ti." (Sofonias 3:17)

"Não te deixarei nem te abandonarei".
          (Hebreus 13:5b)

Quando, por qualquer motivo, não estamos prontos a sair do nosso esconderijo, Deus procur-nos e, ao encontrar- nos, espera ao nosso lado.
   (No livro - Quando o nosso mundo desaba - Edição do Núcleo -Queluz)