sábado, 24 de setembro de 2016

Apresentando a Rosa X Damascena

Rosa X  Damascena -Fonte da inagem: http://www.paulbardenroses.com/

Sobre esta bela e atraente  Rosa:

Foi introduzida em 1893  e colocada no túmulo de Edward Fitzgerald em Suffollk (Inglaterra) , esta roseira seria proveniente  de sementes produzidas pelas roseiras que ornamentam o túmulo de Omar Khayyam em Nishapur no norte do Irão.
As flores sublimes são acompanhadas  por um perfume intenso quando expostas a temperaturas elevadas.

Sub-arbusto: 1,70 m x 0,90m.
Sol directo.
Diâmetro das flores: 8cm, mais de 40 pétalas. 
Perfume***.
Só floresce uma vez por ano.

(No livro -  Rosas -Antigas e Silvestres  - Paul Starosta e Eleónore Cruse)

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

A riqueza faunistica que pode encontrar ao viajar no Concelho de Sintra

 
Uma águia calçada. Fonte da imagem: lugar-dos-animais.blogspot.com
 

Numa viagem pelo concelho de Sintra, deve ter sempre presente a riqueza faunística que vai encontrar. Cruzando os céus em pleno IC19, entre o Cacém e Massamá, uma águia calçada ou  um pato bravo, os famosos búteos ou alguma águia de asa redonda (Buteo buteo) ou os tradicionais  peneireiros- de-dorso- malhado (Falco timunculos)  não são de admirar.

Um belo pato bravo . Fonte da imagem: raivaescondida.wordpress.com
Peneireiro-de-dorso-malhado. Fonte da imagem:pnsac-viveatuanatureza.blogs.sapo.pt

 
Curiosa e de referir, é a presença constante destes últimos em pleno centro urbano, em Monte Abraão ou S. Marcos. E é em ocasiões como esta que nos  apercebemos da importância de espaços como  a Serra de Sintra e da Carregueira (aqui pertinho de onde eu moro) ou a encosta de Colaride, para a manutenção da riqueza  faunística.

(No livro - SINTRA- GUIA - Uma edição da Câmara de Sintra)  

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Adeus Verão! Sê bem vindo Outono!

Hoje, dia 22 de Setembro pelas 15, 20 H,  começa o Outono  em Portugal.

É muito bela esta estação.

Vamos aproveitá-la.

Vivê-la  e saboreá-la,  com entusiasmo e alegria.

Douro - Portugal - no Outono Fonte da imagem: http://sorisomail.com/

Crepúsculo de Outono

O crepúsculo cai, manso como uma benção.
Dir-se-á que o rio chora a prisão de seu leito...
As grandes mãos da sombra evangélicas pensam
As feridas que a vida abriu em cada peito.

O outono amarelece e despoja os lariços.
Um corvo passa e grasna, e deixa esparso no ar
O terror augural de encantos e feitiços.
As flores morrem. Toda a relva entra a murchar.

Os pinheiros porém viçam, e serão breve
Todo o verde que a vista espairecendo vejas,
Mais negros sobre a alvura unânime da neve,
Altos e espirituais como flechas de igrejas.

Um sino plange. A sua voz ritma o murmúrio
Do rio, e isso parece a voz da solidão.
E essa voz enche o vale...o horizonte purpúreo...
Consoladora como um divino perdão.

O sol fundiu a neve. A folhagem vermelha
Reponta. Apenas há, nos barrancos retortos,
Flocos, que a luz do poente extática semelha
A um rebanho infeliz de cordeirinhos mortos.

A sombra casa os sons numa grave harmonia.
E tamanha esperança e uma tão grande paz
Avultam do clarão que cinge a serrania,
Como se houvesse aurora e o mar cantando atrás.

 (Manuel Bandeira - poeta brasileiro)

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Hoje, celebro o nascimento do meu amado pai e da minha neta Clara

Sempre achei que a Clara  era idêntica a uma rosa.  Hoje, aos 6 anos, ela será assim!         

Já o meu amado e saudoso pai, era, e é...comparável a  um  enorme castanheiro

Ambos, bisavô e bisneta, nasceram no dia 21 de Setembro.
Separam-os  109 anos.
O meu pai nasceu em 1901 e a a Clara em 2010.

Hoje, celebro a vida de ambos.
Por os dois, louvo, agradeço e bendigo ao Senhor Deus todo Poderoso.
O Deus da nossa família.

Obrigada Senhor!
Aceita a minha  profunda e eterna gratidão. 

Cuida, dirige e protege a Clara.
Que ela seja bênção para a humanidade e uma fonte de inspiração e alegria para todos nós, os da sua família, e para todos que tocarem a sua vida.

Muitos Parabèns! Menina linda da avó.
Que passes um belo dia de aniversário.
Um abracinho da avó Viviana.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Apresentando a Bíblia em verso (2) uma obra de Eduardo Henriques Moreira


 Continuação

A Velha Aliança

Quando Deus criou o mundo
(vem nos livros de Moisés)
disse logo no começo:
»Haja luz!» e luz se fez.

Fez-se o  Dia, fez-se a Noite,
logo no tempo primeiro;
no segundo, o Firmamento;
e terra e mar no terceiro.
 
Ao quarto tempo surgiram
o sol, a lua, as estrelas.
Um de dia, outro de noite, 
todas úteis, todas belas.

No quinto surgem os peixes
e os répteis do grande mar,
e as aves de toda a espécie
que povoaram o ar.

Ao sexto tempo nasceram
os que em terra firme estão,
e sobre todos o Homem,
coroa da Criação.

Pôs Deus o homem sozinho
num jardim delicioso;
depois deu-lhe companhia
para mais perfeito gozo.

Eva foi a companhia
nascida do próprio Adão:
duma parcela vizinha 
do inocente coração.

(A Bíblia  em verso - por o pastor Eduardo Henriques Moreira - Continua)

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Pontes de Portugal - (13) - Ponte da Lagoncinha - sobre o Rio Ave

Ponte da Lagoncinha,  sobre o Rio Ave - Fonte da imagem: //algarve-saibamais.blogspot.pt/

Ponte da Lagoncinha sobre o rio Ave
 
«A ponte da Lagoncinha atravessa o rio Ave, e situa-se no Lugar da Garrida, na freguesia portuguesa de Lousado, concelho de Vila Nova de Famalicão. Foi construída no século XII, provavelmente nas ruínas de uma estrutura romana que ligava Bracara Augusta a Cale, e foi classificada como monumento nacional em 1943, pelo IPPAR.»
 

domingo, 18 de setembro de 2016

Porque hoje é Domingo (407)


«Paulo. apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo, à igreja de Deus , que está em Corinto, com todos os santos que estão em toda a Acaia.
Graça a vós, e oaz da parte de Deus nosso Pai, e da Senhor Jesus Cristo.

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação; que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos  consolar os que estiverem  em alguma tribuação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus.
Porque como as aflições de Cristo são abundantes em nós,  assim também é abundante a nossa consolação por meio de Cristo.»

   (II Epístola do apóstolo Paulo aos Coríntios cap.1:1 a 5)