segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

In Memorian - Ti António da Luisa


Entro no cemitério, dou alguns passos, e reparo num montão de flores frescas numa campa.
Estanco, e digo para a minha irmã que ia comigo: Espera aí. Esta campa éra da mulher do Ti António da Luisa; não me digas que ele morreu e eu não soube. Tanto que eu queria vir ao funeral...
Naquele lugar, durante muito anos, esteve uma pedaço de mármore com a seguinte inscrição:
"Este chão pertence a António da Luisa."
Há alguns anos atrás, poucos, foi sepultada ali a ti Carolina, mulher do ti António da Luisa.

O ti António da luisa era um velho amigo meu, de há longos anos, lá da aldeia onde moravam os meus pais, e que frequentou durante muito tempo, os Cultos na Missão Baptista lá, que era dirigida por o Pastor Leal, meu marido.
Era uma pessoa simpática, sempre sorridente e que gostava muito de conversar. Sempre que ia á aldeia e o encontrava, o que não era difícil, pois ele estava reformado (aposentado) e gostava de cirandar por ali, ficávamos sempre um bom bocado a conversar.
Recordo-me daquela vez que eu o encontrei na rua e perguntei-lhe pela mulher, eu não sabia que tinha morrido - e ele começou a chorar, não conseguindo nem sequer falar...
Logo depois, deixei de o ver por ali, e quando perguntei por ele disseram-me que estava muio doente, e já não podia sair de casa.
Fiquei um tempo na casa da aldeia e logo fui á procura dele, com o Jorge.
Batia, batia á porta, e ninguem abria nem dizia nada. Ele estava sózinho e não podis ir abrir a porta.Depois de várias tentativas, procurei alguem da família que providenciou quem me abrisse a porta.
Recordo que foi uma criança que me abriu a porta, uma menina.
Lá estava ele na cama, muito fraquinho, mal me viu começou a chorar, a chorar.Tentei alegrá-lo e encorajá-lo, procurei que ele sorrise ou risse um pouco. Conversámos bastante e notei que ele ficou muito contente por eu lá ter ido.
Despedi-me dele, abraçando-o e beijando-o, e com o sentimento de que poderia muito bem ser a última vez que o via.
E foi.
Que bom que eu consegui vê-lo!
Se não tivesse conseguido, o meu coração hoje ainda estaria mais tiste do que está.

Saímos do cemitério e fomos para a aldeia.
Quando chegámos lá, a vizinha do lado disse que a semana passada morreram quatro pessoas, uma delas o meu amigo ti António da Luisa.
Hoje, 9 de Fevereiro de 2009, o meu amigo ti António da Luisa, faria anos. È o dia do seu aniversário.

Dou graças a Deus por a vida dele, e igualmente dou graças, por o ter conhecido e termos sido bons amigos.

17 comentários:

Marlene Maravilha disse...

Amém.
É muito bom quando conseguimos ter um momento de paz com alguém antes de partir.
Um bom dia querida, na paz do SEnhor.
beijos

gaivota disse...

são sempre situações um pouco complicados e/ou difíceis de encarar... minha amiga, é o destino que nos é traçado logo que nascemos! sempre difícil quando existem laços de amizade assim...
beijinhos

esperança disse...

Olá! Maninha querida de coração bom.

Cá esta a genuína Vivianinha a transvasar do que tem, e sempre teve, o coração cheio; para ficarmos a conhecer mais um episodio, dos muitíssimos que continuamente lhe têm preenchido a vida. Ninguém imagina o quanto te tens ocupado dos velhinhos, minha irmãzinha de coração bom! Por isso o tens doente. Há bastantes anos, com quatro filhos; antes de ir para o trabalho, ias todos os dias a uma barraca tratar de uma pobre velhinha acamada, que não tinha ninguém; levavas a comida, e tratavas de tudo... não sei aonde ias buscar tempo. ( por este motivo e muitos outros como este, digo sempre que tens um coração bom, e arranjas sempre tempo para tudo).
Hoje postaste, e muito bem...homenageando o teu amigo: "Ti António da Luisa"
Um xi

BC disse...

Bonitas as suas histórias de vida Viviana, levam-nos ao pé das situações tão reais que parece que as vivemos também, pena esta tenha sid uma história de partida.

Mas estas também fazem parte da vida e a morte não podemos fugir.
Gostei da partilha e do seu reencontro com o amigo antes do final que pelos vistos já se avizinhava.
Beijo
Isabel

Viviana disse...

Querida Marlene,

Sim, é muito bom, boa amiga.

Obrigada.

Um abraço
viviana

Viviana disse...

Gaivota linda,

Eu como tenho tantos amigos idosos...estou comm frequência a viver estas situações.

Não me queixo, pelo contrário...

Para mim, há já muito tempo, que as pessoas são muito mais importantes que as coisas...

Um abraço, boa amiga.

Viviana

Viviana disse...

Olá minha linda maninha Esperança,

Tu sempre tão gentil e carinhosa.

Colocar aqui um post sobre os meus
amigos que partem, é o mínimo que eu posso fazer em memória deles....

Sinto-me bem a fazê-lo.

Uma noite descansada e um beijinho.

viviana

Viviana disse...

Querida Isabel,

Vivo estas situações com muita intensidade, porquanto valorizo muito a amizade e as pessoas que tenho por amigas.

Mas, tudo isto é natural, muito natural para mim.

Como diz e muito bem...a morte faz parte da vida.

Um abraço, boa amiga
viviana

Ana Maria disse...

Susto que levou, em minha amiga?
Situação complicada.
Obrigada pela visita.
Convido a ser seguidora dos meus 4 blogs, basta clicar. Obrigada!
Beijinhos e boa noite!

Viviana disse...

Querida Ana Maria,

Obrigada pelo convite para visitar os seus outros blogues.

Logo, logo, tentarei dar um saltinho lá.

Um beijo, amiga linda

Viviana

Licas disse...

Viviana
Passei apenas para lhe manifestar a minha gratidão pelas felicitações que deixou no meu blog.
Obrigada e Bem-Haja!

Po`´em tb não me foi indiferente a sua história, mais uma vez, a prova do seu coração cheio de ternura e amor pelos outros.
Felizes os que partem deixando alguém a lembrá-los.
Um abraço
Licas

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Viviana!Seu coração é do tamanho do mundo!!!

Deus a abençoe!

Beijos com carinho!Sonia Regina

Ao toque do amor disse...

Olá... Bom dia!
Vim te visitar e deixar o meu carinho.
É bom guardar no coração as lembranças que temos de pessoas queridas e que estão com o Senhor.
Minha mãe partiu quando eu estava ao lado dela, foi um momento unico e especial, que o Senhor preparou pra nos duas.
Que sua semana seja linda, perfeita e agradavel, minha querida.
beijos

Viviana disse...

Querida Ana Maria,
È verdade.

Quanta surpresa a gente tem nesta vida!

Quando menos se espera...as coisas acontecem.

Um beijo, amiga do coração

viviana

Viviana disse...

Querida Isabel,

Sou assim amiga.

Quero muito aos meus amigos e quando eles partem...esse desprendimento é difícil, mesmo sabendo que um dia nos evoltaremos a encontrar na Eternidade.

Um beijo, boa amiga

viviana

Viviana disse...

Querida Sónia,

Obrigada amiga pelo carinho.

Pela graça de Deus, sou o que sou.

Nada mais.

Um abraço, amiga linda

viviana

Viviana disse...

Querida Sandra,

Tenho muitos, muitos amigos idosos...

Por isso, de vez em quando lá parte mais um ao encontro do Senhor.

Entendo e aceito a partida, mas fico com o coração abalado, por a falta e a saudade.

Um beijo minha boa amiga e irmã

Viviana