sábado, 4 de outubro de 2014

António Damásio e o Cérebro Humano


O cérebro humano é um imitador de primeira água. Tudo o que se encontra no exterior do cérebro - o corpo em si, claro está,  desde a pele ás entranhas, bem como o mundo em seu redor, homem e mulher e criança, cães, gatos e lugares, calor e frio, texturas macias e ásperas, sons altos e baixos, o doce mel  e o salgado peixe - é imitado no interior das redes cerebrais. Por outras palavras, o cérebro tem a capacidade de representar aspectos da estrutura de coisas e acontecimentos não cerebrais, onde se inluem as acções levadas a cabo pelo nosso organismo e pelos seus componentes, tais como membros, orgãos do aparelho fonador, e assim por diante. A forma como o mapeamento acontece ao certo não é simples de explicar. não se trata de uma mera cópia, uma transferência passiva do exterior do cérebro para o seu interior. A montagem levada a cabo pelos sentidos envolve uma contribuição activa do interior do cérebro, disponibilizada desde o início do desenvolvimento, tendo há muito sido descartado o conceito do cérebro como uma tábua rasa.
  (António Damásio - no livro - O Livro da Consciência
                                           A Construção do Cérebro Consciente)

2 comentários:

Fmaria Mesquita disse...

Parabens ! Eu sei o quanto este blog tem de si. Beijinho grande

Viviana disse...

Olá, Fernanda!
Ah! mas que surpresa agradável "encontrá-la por aqui"...

Como vai?
Pela bela foto parece estar bem.
Que bom!
Desejo que o Eduardo também possa estar bem.

Obrigada pela sua visita e pelas suas palavras, boa amiga.
Sempre me lembro de si com um pensamento muito bonito e muito bom.
O meu grande abraço
também para o Eduardo.
viviana