sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Adeus Lisboa - um poema de António Gedeão

Caravela portuguesa - Fonte da imagemwww.barbearclassico.com
Adeus Lisboa

Adeus, adeus, ribeirinha
cidade dos calafates,
rosicler de água marinha,
pedra de muitos quilates.
Iça as velas, marinheiro,
com destino a Calecu.
Oh que ventinho rasteiro!
Que mar tão chão e tão nu!
Ó da gávea! Põe - te alerta!
Tem tento nos areais.
Cá vou eu á descoberta
das Indias Orientais.
Não tenho medo de nada,
receio coisa nenhuma.
A vida é leve e arrendada
como esta réstea de espuma.
Toda a gente é gente séria e boa!
Não existem homens maus!
Adeus, Tejo! Adeus Lisboa!
Adeus, Ribeira das Naus!
Adeus! Adeus! Adeus! Adeus!

  (António Gedeão)

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Uma lembrança de Meijoadela - Cabeceiras de Basto - Portugal

Meijoadela - Cabeceiras de Basto - Portugal. Vista parcial da aldeia e espigueiro.
 Fonte da imagemretratosdeportugal.blogspot.com
 Hoje lembrei-me da Meijoadela, "uma terrinha" perto de Vilela - Cabeceiras de Basto, terra do meu saudoso pai. Recordo-me que ele falava com frequência da Meijoadela, das vezes que lá ia jogar o jogo do pau. Rapaz novo, cheio de vida e energia era conhecido nas redondezas pelo nome de:  "o Zé do Serafim",Tinha fama . Era "contratado" para defender as raparigas da terra, dos rapazes das aldeias vizinhas, que as vinham "cortejar". Tentou ensinar-nos a jogar o pau, a mim e aos meus irmãos, porém nós nunca aprendemos. Admirava-mos sim, a sua agilidade e destreza.
Por tudo isto e por muito mais,  são muitas e belas as recordações das conversas do meu pai.
Costumo dizer que o pai e a mãe só não estão connosco (filhos) fisicamente, pois não há dia nenhum em que eles  não estejam  presentes. Acompanham-nos e acompanhar -nos- hão sempre.

Agradeço ao  Paulo,  o ter publicado no seu blogue esta bela e interessante fotografia  (postal)
Também lhe agradeço por  me ter   permitido  trazê-la comigo para publicar aqui.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Há dois amores, somente - Michel Quoist

Foto da Viviana

Por amor nós somos feitos - e para o Amor. Aqui 
na terra aprendemos  a amar. Ao morrermos passaremos o 
nosso exame sobre o amor.Se nos tivermos preparado bas-
tante,  iremos viver eternamente no Amor. Ora, aqui no mun-
do, cada vez que amamos a nós próprios (egoísmo) 
malbaratamos um pouco o nosso destino e o destino do Mun-
do. Há dois amores somente: O nosso amor próprio e o
 amor de Deus e dos outros.

«Ninguém pode servir a dois senhores : ou há-de odiar 
a um e amar o outro, ou se apegará a um e menosprezará o 
outro».
(Ev. de S. Mateus, 6:24)

Quem ama a seu irmão permanece na luz e não há nele
 motivo algum de queda. Mas quem odeia  o irmão está nas
 trevas, nas trevas caminha, não sabe aonde vai, porque as
 trevas cegaram-lhe os olhos.
 (Primeira carta de S. João, 2:10 e11)

Há dois amores somente, Senhor,
O amor de mim mesmo
E o amor de Ti e dos outros.
E, cada vez que me amo, é um pouco menos de amor por Ti
   e pelos outros.
È um esvaziamento do amor,
Uma perda de amor,
Pois o amor foi feito para sair de mim e voar para os outros; 
Cada vez que ele volta para mim, estiola, apodrece e morre.
O   amor de mim, Senhor, é um veneno que absorvo cada dia.
O   amor de mim escolhe a melhor parte e guarda o melhor   lugar.
O   amor de mim fala de mim - e faz me surdo à palavra do outro.
O   amor de mim afaga os meus sentidos  -  e rouba o alimento à mesa dos outros.
O   amor de mim prega as minhas ideias  -  -e desprza as dos outros
O   amor de mim considera-me virtuoso,  chama-me homem de bem.
O   amor de mim convida-me a ganhar dinheiro, a gastá-lo para meu prazer,
        e entesourá-lo para o meu futuro.
O   amor de mim aconselha-me a dar aos pobres para adormecer
         a minha consciência e viver em paz
O    amor de mim calça-me nos pés chinelos bem macios, e
         senta-me em poltona confortável.
O    amor de mim está contente comigo, adormece-me doce-
         mente.
O que é mais grave, Senhor, é que o amor de mim é um
      amor roubado.
Era destinado aos outros, alguém precisava dele para viver,
       para desabrochar  -  e fui eu que o desviei.
Assim o amor de mim faz o tormento humano.
Assim o amor dos homens a si mesmos faz a miséria humana,
Todas as misérias humanas.
Todos os sofrimentos humanos.
O sofrimento do miúdo em quem a mãe bateu sem ter razão
        e o do homem repreendido pelo patrão na presença dos
        operários.

O  sofrimento da rapariga feia deixada a um canto do salão
        de baile e o da esposa que o marido já não beija.
O   sofrimento da criança que deixam em casa porque atra-
          palha  e o do avô de quem a garotada ri e zomba porque
          está velho demais.
O   sofrimento do homem ansioso que não teve em quem con-
          fiar e o do adolescente inquieto cujo tormento foi ridi-
          cularizado.
O   sofrimento do homem desesperado que se atira ao rio e do
          bandido que vai ser guilhotinado.
O   sofrimento do desempregado que quisera trabalhar e o do
          trabalhador que gasta a sua saúde por um salário irri-
          sório.
O   sofrimento do pai que amontoa a família num quarto úni-
          co ao lado de um casarão vazio.
          e o da mãe cujos filhos estão com fome enquanto se
          deitam ao lixo os restos de um festim.
O   sofrimento do que morre sózinho, enquanto ao lado a
         família espera o desenlace bebendo cafézinhos...

Esta noite, eu te peço, Senhor,  que me ajudes a amar.

Faze, Senhor que eu derrame no Mundo o amor verdadeiro.
Faze que por mim e por Teus filhos ele penetre  um pouco
        em todos os meios, em todas as sociedades, todos os
        sistemas económicos e políticos, todas as leis, todos os
        contratos, todos os regulamentos.
Que ele penetre nos escritórios, nas fábricas, nos bairros, nos
        prédios, nos cinemas, nos bailes.
Que ele penetre no coração dos homens e não esqueça nun-
        ca que a luta por um mundo melhor é uma luta de amor.
        ao serviço do Amor.

Senhor,  ajuda-me a amar,
       a  não desperdiçar as minhas faculdades de amor.
       a amar-me cada vez menos para amar os outros cada
       vez mais.
Para que em volta de mim, ninguém sofra nem morra por
       haver eu roubado o amor de que precisava para viver.

Michel Quoist
 no livro - Poemas para orar
           

domingo, 26 de outubro de 2014

Porque hoje é Domingo (315)

Porque meu é todo o animal da selva, e as alimárias sobre milhares de montanhas.
Conheço todas as aves dos montes; e minhas são todas as feras dos campos.
Se eu tivesse fome, não to diria, pois meu é o mundo e a sua plenitude.
Oferece a Deus sacrifício de louvor, e paga ao Altíssimo os teus votos.
E invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei e tu me glorificarás.

  (Livro dos Salmos  50:10 a 12 e 14 e 15)

sábado, 25 de outubro de 2014

Não Desistir


Foto da viviana
Achei tão importante e tão necessário, que  decidi trazer este texto, do blogue do meu bom amigo Paulo Costa, para partilhar aqui, com os amigos.

NÃO DESISTIR

“Não importa o quanto às vezes seja difícil, o quanto às vezes eu me atrapalhe, o quanto às vezes eu seja a densa nuvem que esconde o meu próprio sol, quantas vezes seja preciso recomeçar: combinei comigo não desistir de mim.
Quanto mais o tempo passa, mais amorosamente, mais contente, mais compassiva, eu cumpro esse trato.”
Ana Jácomo
Publicado por Paulo Costa
http://abrigodossabios-paulo.blogspot.pt/

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Prémio Nobel da Paz

A jovem Malala Yousafzai
Do blogue - Abrigo dos Sábios - da responsabilidade do meu bom amigo Paulo, trouxe este interessante texto e esta foto, que publico aqui com muito gosto..

PRÉMIO NOBEL DA PAZ

Merecidamente atribuído. Esta menina é um exemplo de coragem, determinação e altruísmo.
Malala Yousufzai tornou-se conhecida pela sua defesa do direito universal à educação em todo o mundo. Em 2013, a paquistanesa de 17 anos foi galardoada com o Prémio Sakharov, atribuído pelo Parlamento Europeu. Torna-se agora a mais jovem vencedora de um Prémio Nobel.
Em 2012, fez esta quinta-feira dois anos, a jovem foi alvo de um atentado por um grupo de taliban que controlava a região paquistanesa onde vivia. Malala sobreviveu e tornou-se uma das vozes mais ouvidas na área dos direitos das crianças à educação. Entre as muitas acções em que participou, sublinha-se o discurso da jovem na sede da ONU em Nova Iorque em que apelou à tolerância e compreensão entre os povos.
O dia 12 de Julho, data do seu aniversário, foi baptizado pela ONU como o “Dia de Malala”. Há um ano foi publicada a sua biografia, Eu Malala, da autoria da jornalista britânica Christina Lamb.

Paulo

  http://abrigodossabios-paulo.blogspot.pt


quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Por Ti - Do Grande Livro do Amor


Fonte da imagem:atelliefotografia.com.br 
POR TI

  Os meus pés hão-de correr por tua causa.
Os meus pés hão-de dançar por tua causa.
O meu coração há-de bater por tua causa.
      Os meus olhos vêem por tua causa.
      A minha mente pensa por tua causa.
              E hei-de amar por tua causa.

   (Cançãode amor esquimó)

No grande livro do Amor - de Helen Exley

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

E, todas as cinco já partiram


   Há pouco, retirei da estante um livro, para seleccionar  um texto para publicar aqui, neste espaço.
Dentro dele encontrei, possivelmente, como "marcador, um pequeno Boletim -  O Despertar - da igreja das Boas - Novas, na Amadora - onde me congrego. Tive curiosidade de ver a data da sua publicação, tendo concluído que era do dia 25-06-1995, portanto há 19 anos. Passei os olhos por ele, e num dado momento, estava a ler a lista de oração pelos irmãos doentes. Lá estavam os nomes:

D. Luísa Angeja
D. Margarida Rosa
D. Catarina Fernandes
D. Madalena de Sousa
D. Isabel Falcoeiras

   Queridas, e muito amadas irmãs, com quem convivemos muito tempo. Todas elas com a sua personalidade, a sua maneira de ser e de estar, a sua história de vida com mais ou menos lutas e problemas, as suas doenças, os seus anseios e os seus sonhos.
   Diante destes cinco nomes, fiquei em silêncio algum tempo, e, para além de uma imensa saudade que senti, comovi-me,quando me apercebi que todas elas já tinham partido para a Pátria Celestial.
Todas as cinco. A primeira a partir foi a irmã Margarida Rosa, e a última foi a irmã Luísa Angeja - que tantas vezes me disse que gostava muito, muito, de viver.

    Quanto agradeço a Deus por ter tido a oportunidade de as conhecer, de as amar e, por elas ser muito amada! Todas elas, à  sua maneira, enriqueceram a minha vida e deram-me muita alegria!

   Este facto, trouxe ao meu pensamento, o belo hino  que costumamos cantar e que diz:

"De todas as terras irão chegar
Um a um! um a um!
Na eterna mansão, para ali morar,
Sim, um a um!
Vestidos de trajes celestiais,
bem longe do mundo e dos tristes ais,
Desfrutam com Cristo a perfeita paz,
Gozando uma vida que satisfaz..

No eterno lar, querido lar,
Ei-los entrando um a um!
No eterno lar, no lindo lar,
Sim, um a um!

Também nós havemos de ali chegar,
Um a um! um a um!
Da glória dos salvos compartilhar,
Sim, um a um!
Irão uns entrar nesse lar de além
Sem muito sofrer no viver de aquém,
Mas outros terão de lutar, sofrer
Porém  hão-de entrar sem desfalecer.

Humildes, submissos a Ti, Senhor,
Todos nós! todos nós!
Queremos viver sob o teu favor,
Sim, todos nós!
Contigo almejamos participar
Da vida gloriosa do eterno lar.
Ó  Tu. que dominas a terra e os céus,
Transporta-nos todos nos braços teus!

 (Cantor Cristão - nº 517 -)

Autor: Salomão l. Ginsburg (alt.)

 Compositor: W. A. Hogden

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Semear e Colher

Fonte da imagem: alimentodoalto.blogspot.com

SEMEAR E COLHER

     "Toda a árvore boa, produz frutos bons
       e toda a árvore má frutos maus".

         ( Ev.S. Mateus 7:17)

   Identificando a qualidade do fruto com a qualidade da árvore, Jesus está ilustrando qualidades morais; contudo tal declaração reafirma, também, o princípio de que "o que o homem semear isto há-de ceifar".
   Certa vez  o Senhor contou uma rápida parábola cujo sentido teve de explicar posteriormente a seus discípulos - foi a do Semeador.
   Sementes que caíram indeterminadamente em vários locais surpreendidas por terrenos diferentes, não germinaram, germinaram e não cresceram, germinaram e deram frutos em escalas diferentes.
   A semente semeada leva, conforme a sua qualidade e natureza, um certo tempo para produzir frutos, com mais brevidade ou mais tardança.
   A semente semeada produzirá  fruto da mesma espécie e natureza.
   A semente produz naturalmente, em  condições normais, com grande percentagem, pelo que o semeador espera colher mais do que semeou.
   Assim o homem está semeando sempre, para colher neste mundo ou na eternidade.
   O que o homem semear há-de colher:  se na carne, os frutos da carne; se no espírito, os frutos do espírito.
  Tal semeadura poderá ser benção indizível, ou desdita inenarrável.
   Por essas razões é preciso atentar com diligência para o tipo de semeadura que estamos  fazendo para que a ceifa não venha a constituir uma irremediável desgraça, mas uma locupletação  (riqueza) de bençãos divinas e eternas.

(Ler Ev. de S. Mateus 13:1 a 23)

S. J. Ribeiro - no livro - Ninguém falou como Jesus -pag. 81 e 82

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Meu Canto - um poema de Denilson Henrique


 MEU CANTO

Meu canto há-de chegar ao infinito
Em forma de oração ao  criador
para que na terra só exista
alegria, bondade e muito amor.

Todos sabemos que Deus só criou o  bem,
e que o mal foi pelo homem germinado
e espero que pelo homem seja eliminado.

Venham fazer parte da corrente,
da luta contra o ódio e contra o mal
e oremos todos juntos pela paz universal!

Venham fazer parte da corrente,
a favor da alegria, liberdade e da felicidade
para que a paz universal se torne realidade!

 ( Denilson Henrique - 9º C )

No livro -Palavras de Paz - Uma experiência Pedagógica pela Paz

 Escola Secundária de Santa Maria - Sintra - 1987

 Nota:

QUE SERÁ FEITO DESTE "MENINO"?

domingo, 19 de outubro de 2014

Porque hoje é Domingo (314)

O repouso do cristão

Temamos, pois, que, porventura,  deixada a promessa de entrar no seu repouso, pareça que algum de vós fica para trás. Porque também a nós foram pregadas as boas novas, como a eles, mas a palavra da pregação nada lhes aproveitou, porquanto não estava misturada com fé naqueles que a ouviram.Porque nós, os que temos crido, entramos no repouso tal como disse...
...não entraram  por causa da desobediência. Determina outra vez, um certo dia, Hoje, dizendo por David, muito tempo depois, como está dito:
Hoje, se ouvirdes a sua voz,
Não endureçais os vossos corações...
...Procuremos, pois, entrar naquele repouso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência. Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante  do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar.
Visto que temos um grande sumo-sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou nos céus, retenhamos  a nossa confissão. Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; Porém um que, como em nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.Cheguemos , pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.

(Ep. de S. Paulo aos Heb. cap. 4:1 a 3;5b; 6b e7; 11 a 16)

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

O cego (invisual) que tem saudades do azul do céu

Fonte da imagem:http://oculos.blog.br/ 

E o cego (invisual) disse ao entrevistador:

"TENHO SAUDADES DO AZUL DO CÉU."

 E eu fiquei com um nó na garganta e senti por ele uma enorme compaixão

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Ao Outono - um poema de John Keats

Bagas de Outono - Fonte da imagem: bobeirasemgeral.blogspot.com
Ao Outono

   "Estação de bruma e doce abundância!
        Amiga íntima do  Sol que amadurece,
   como ele conspirando para encher de frutos
e  abençoar as vinhas que se estendem pelas latadas.
      Para carregar de maçãs as árvores musgosas.
      E  amadurecer todos os frutos até ao caroço.
Para  inchar as cabaças e encher as avelãs de doce miolo,
   para abrir cada vez mais às abelhas as flores tardias
   até elas pensarem que os dias quentes não acabarão,
   pois o Verão já fez transbordar os seus favos viscosos.

           Quem não te viu, tantas vezes, na tua abundância?
            Por vezes, quem procurar aí fora pode encontrar-te
            sentado no chão de um celeiro descuidadamente
        com o cabelo levemente agitado pelo vento,
            ou adormecido num sulco já ceifado,
   entorpecido pelo odor das papoilas, enquanto a tua foice
         poupa o trigo próximo e as flores entrelaçadas
         e, outras vezes, como um rebusqueiro,
         firmas  a cabeça ao atravessar um ribeiro
         ou observas com calma, junto a um lagar,
        a longa passagem do tempo, horas e horas.

   Onde estão as canções da Primavera? Onde estão?
      Não penses nelas, tens a tua música própria!
      Quando os farrapos  de nuvens florescem o suave crepúsculo
  e tingem de róseos matizes as planícies de restolho,
            surge então o lamentoso coro dos mosquitos
                   entre os salgueiros do rio,
    aumentando ou diminuindo com o soprar do vento.
   E berram os cabritos já adultos, nas cidos na montanha,
       cantam os grilos nas sebes e, numa branda voz,
               o pintarroxo canta no jardim.
            Nos céus piam bandos de andorinhas."

                             (J. Keats)

Poeta romântico  inglês - 31/10/1725 - 23/02/1821
   
No livro - A Alegria de Viver com a Natureza - de Edith Holden
   

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Graça Maravilhosa - A história de Raabe

Raabe, a prostituta -  Fonte da imagem: berakash.blogspot.com
Se Deus planeasse destruir a cidade em que habitas e decidisse  poupar uma pessoa, quem pensas  que seria? Seria um Pastor de alguma Igreja Evangélica, alguma criança inocente ou alguém importante  como o presidente  da câmara? Qual a nossa reacção se porventura, fosse algum toxicodependente ou criminoso? Em Jericó, Deus fez  exactamente isto: salvou um proscrito da sociedade - a prostituta Raabe.
Na letra do cântico "Amazing grace" encontramos os seguintes versos:"Graça incrível, como é doce o som / Que salvou um miserável como eu".
Embora não nos imaginemos miseráveis, perante Deus puro e santíssimo que nos observa, a vileza do pecado que havia em nós atingia tão grande dimensão que nos mantinha afastados da Sua  graça. Porém, a mancha da nossa impureza e iniquidade não pode resistir à maravilhosa  graça  do Senhor! A graça  de Deus manifesta-se no amor que manifestou e continua a manifestar a miseráveis como nós! Raabe é uma das muitas provas do poder de Deus para transformar alguém que confia nEle e experimenta a transformação realizada pelo Seu Espírito. Que dizer da transformação que Deus operou em Raabe? Deus tirou-a da casa  da vergonha para o"Hall" da fama (Heb.11:31; a mulher da noite passou a ser a mulher da Luz; a mulher de má reputação passou a ser  de ilustre reputação, de prostituta a princesa.
    (Pastor Joaquim Emanuel Pinto - na Revista da Escola Bíblica Dominical da A.I.B. P -.página 5)

Nota:
Se quiser saber mais sobre Raabe leia na Bíblia Sagrada - no livro de Josué o cap 2:1 a 15 e  6:21 a 25)

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Coisas bonitas da Vila de Góis - Portugal

Ribeira da Pena - Penedos de Góis Amplie e veja quanta beleza...).
Ponte Velha - Cabreira
Largo Francisco Inácio Dias Nogueira - Vila de Góis
Rio Ceira - Folgosa
O Concelho de Góis situa-se na parte oriental do Distrito de Coimbra, inserindo-se na Região do Pinhal Interior Norte. Possui uma vasta área territorial estimada em 276Km2, de enorme riqueza e biodiversidade. A sua vida social e económica cruza-se com a forma de implantação e desenvolvimento dos aglomerados tradicionais existentes, apresentando o território formas de povoamento disperso, como atestam as 190 povoações existentes distribuídas pelas suas 5 freguesias: Alvares, Cadafaz, Colmeal, Góis e Vila Nova do Ceira.

Góis é atravessado pelo Vale do Rio Ceira, sendo delimitado e separado da Beira Serra Interior pelas Serras da Lousã e Açor. Marcado por uma geografia própria, muito acidentada e por uma dimensão essencialmente micro-regional e local, onde perduram as heranças históricas que definem o tipo de ocupação, o modo de organização do seu território assume uma forte componente rural. 
Capital do Ceira, por ser a única sede de concelho banhada por este rio, Góis apresenta um imponente enquadramento paisagístico, dominado por altas e majestosas serras. Entre o rio e a montanha resultam as praias fluviais com a pureza das suas águas que proporcionam aos muitos turistas e visitantes irresistíveis e refrescantes banhos. A paisagem do território é ornamentada por povoações de casas brancas e de xisto.

(Fonte das imagens e texto: http://www.cm-gois.pt/)

domingo, 12 de outubro de 2014

Porque hoje é Domingo (313)


O edito do rei  Nabucodonosor

Nabucodonosor rei, a todos os povos, nações e línguas, que moram em toda a terra:
Paz vos seja multiplicada.
Pareceu-me bem  fazer conhecidos os sinais  e maravilhas  que Deus, o Altíssimo, tem feito para comigo.
Quão grandes são os seus sinais, e quão poderosas as suas maravilhas! O seu reino é um reino sempiterno, e o seu domínio  de geração em geração.

   (Livro do profeta Daniel cap. 4:1 a 3)

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

O caracol - Um poema de Cabral do Nascimento

Caracol . Fonte da imagem: nhacdj.org

O CARACOL

Pode a noite ir já distante
E o sol arder como brasa:
Mais atrás ou mais adiante,
Eu paro, cheguei a casa.

A ave de volta ao ninho,
Rasgue o ar com sua asa,
Que eu, devagar, no caminho,
Direi já que estou em casa.

Todo o tempo me sobeja,
no monte ou campina rasa,
Em qualquer lado onde eu seja,
Se paro, cheguei a casa

(Cabral do Nascimento)

 Alguns  dados sobre o poeta: 

João Cabral do Nascimento

      1897 - 1978

Nasceu a 22 de Março de 1897, no Funchal. É filho de João Cabral Crowford do Nascimento e de D. Palmira Cabral do Nascimento.
Fez o curso primário e secundário nesta cidade até 1915.
Entre 1915 a 1922 frequentou a Faculdade de Direito de Lisboa e de Coimbra.
Em 1923, já no Funchal, ensinou na Escola Industrial e Comercial.
Em 1931 foi nomeado primeiro director do recém-formado Arquivo Distrital do Funchal.
Em 1937, fixou residência em Lisboa e ensinou nas escolas Ferreira Borges e Veiga Beirão até se aposentar, em 1958.
Em 1943 obteve o prémio Antero de Quental.
Faleceu a 2 de Março de 1978, em Lisboa.

Fernando Pessoa elogiou a sua primeira obra,"As Três Princesas Mortas num Palácio 
em Ruínas" (1916), na revista "Exílio", considerando-o como "um poeta digno" do movimento "Orpheu".

(http://escritoresdamadeira.no.sapo.pt/)


quinta-feira, 9 de outubro de 2014

O " Olhai os Lìrios do Campo" completou sete anos

Fonte da imagem:luahofmann.blogspot.com 
08-10-2007 - 08 - 10- 2014

Completaram-se ontem, sete anos, sobre a existência deste humilde blogue.

Começou assim:

segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

Deus cuida dos seus Filhos

Olá, mundo da blogosfera!

Venho tambem "meter a minha colherada"!

E começo assim:

"È por isso que eu vos digo: não andeis preocupados com o que hão-de comer ou beber, nem com a roupa de que precisam para vestir. Não será que a vida vale mais do que a comida, e o corpo, mais do que a roupa: Olhem para as aves do céu, que não semeiam, nem colhem, nem amontoam grãos em celeiros. E no entanto o vosso Pai lhes dá de comer. Não valem vocês muito mais do que as aves? Qual, de vocês,por mais que se preocupe, poderá prolongar um pouco o tempo da sua vida?
E porque hão-de vocês andar preocupados por causa da roupa? Reparem como crescem os ´lirios do campo! E eles não trabalham nem fiam! Contudo digo-vos que nem o rei Salomão, com toda a sua riqueza, se vestiu como qualquer deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é queimada,quanto mais vos há-de vestir a vocês, ó gente sem fé?´
Portanto, não andem preocupados a dizer: "Que havemos de comer? Que havemos de beber?Que havemos de vestir?" Os que não têm fé, esses é que se preocupam com todas essas coisas. O vosso Pai celestial sabe muito bem que vocês precisam de tudo isso. Procurem primeiro o Reino de Deus e a sua vontade e tudo isso vos será dado. Portanto , não devem andar preocupados com o dia de amanhã, porque o dia de ananhã já terá as suas preocupações. Basta a cada dia o seu mal."
Palavras de Jesus no Ev. de Mateus cap. 6:25 a 34
Novo Testamento - A BOA NOVA PARA TODA A GENTE
Publicada por Viviana à(s) 23:18 
Creio que, por vontade de Deus, passados sete anos ainda continuo por aqui.
Andarei, até Ele me mostrar que devo retirar-me.
Aí, assim como cheguei, assim me irei.
Pois é Deus, o meu Paizinho misericordioso e bom, que guia e dirige a minha vida, os meus passos, nesta jornada aqui. É assim desde "menininha" e quero que seja assim por toda minha caminhada neste mundo.
Não imaginam a benção que é! .É uma delicia de viver.
Acordar cada manhã com uma esperança e uma alegria renovadas.
Contar as bençãos  que chegam  a cada instante, e, agradecer, agradecer, agradecer.

Este blogue"humildezinho", tem sido uma fonte de alegria e de contentamento.
Ah! quantas pessoas lindas e admiráveis aqui grangeei como amigos fiéis, de um carinho e dedicação incríveis! Comovo-me só de deles me lembrar. Espalhados por muitos lugares do mundo, muitos,do outro lado do Atlântico.

Assim, quero de coração, agradecer, a todos aqueles que durante este sete anos por aqui têm passado.
Que me têm incentivado, encorajado  e apoiado.
OBRIGADA, MUITO OBRIGADA!
Que Deus vos abençoe
A cada um, o meu abraço carinhoso

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Parque Nacional de Yosemite - Estados Unidos da América

View Large - Yosemite . U.S.A.
Parque Nacional de Yosemite - Estados Unidos da América

O nome Yosemite é atribuído tradicionalmente aos ursos pardos que costumavam vaguear  por aqui. O maior predador da actualidade é o urso-negro, embora ainda exista uma subespécie de urso - pardo, o Grizzly.Uma sequóia com 2700 anos, que continua a crescer num bosque de árvores gigantescas conhecido por Mariposa Grove, marca também presença. As árvores fazem com que Yosemite brilhe no Outono com carvalhos vermelhos da América, cedros brancos do Oregon e pinheiros da Ponderosa, espécies que existem nas encostas florestadas e nos vales de alguns dos mais espectaculares panoramas do mundo. Desde 1901  que os turistas afluem ao parque para percorrer o lindíssimo Vale de Yosemite., junto ao Rio  Mercer. Aqui, pode ver-se não apenas o mais alto paredão intacto do mundo, El Capitan, que se eleva a 900 metros, mas também a espectacular cascata de Yosemite que se precipita de 739 metros de altura sobre três penhascos, tornando-a  na sexta mais alta do mundo A região foi formada há cerca de 10 milhões de anos, quando violentos movimentos da crosta terrestre empurraram a terra para cima, enquanto  os rios a sulcavam em sentido descendente. Há cerca de  de três milhões  de anos, os glaciares da Idade do Gelo tornaram os vales  mais profundos e largos. Ao derreter, deixaram o Vale Yosemite e o Grand Canyon do  Rio  Tuolumne, agitando-se a norte.

No Livro - 1001 Maravilhas  Naturais

  - Que deve ver antes de morrer -

Nota:
Uma preciosíssima oferta do meu filho João

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Perfume do Céu - Um poema de Graciete Pio




PERFUME DO CÉU

Um dia choveu
Perfume do céu...
Perfumou os ares,
As flores, os mares,
Árvores e rios,
Terrenos baldios,
Os grãos de café
E os homens de fé!

Perfume do céu
É benção, é dom...
Não tem voz nem véu
Não tem cor nem som,
Mas tem o sabor
Doce, do amor,
Que vem do  Além
E nos faz tão bem!

Quando eu cheguei
Já pouco apanhei...
Mas, feliz, sorri
E agradeci
Essas gotas claras,
Cheirosas e raras,
Caindo assim
Do céu para mim.

Quando percebi
O dom derramado
De joelhos caí,
Olhar perturbado...
No fundo da mina
Eu me senti réu...
Senhor, não sou digna
Do perfume do céu!

(Graciete Pio - no livro - Perfume do Céu)

Nota:
A Graciete Pio, natural e residente em Leiria - sentava-se ao meu lado nos bancos da Igreja Baptista de Leiria, na minha infância e parte da juventude.Tenho dela lindas e excelentes  recordações

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Jovens enfermeiras "pedalam" Londres - Lisboa - por amor ao próximo- neste caso, em África

As jovens enfermeiras - Ana e Nádia-  partindo de Londres.
Da terapeuta Alexandra, mãe da Ana Valinho, acabei de receber estas notícias referentes á viagem Londres - Lisboa, que estas jovens enfermeiras estão a fazer, por amor a uma causa: ajudar uma Organização Humanitária, em África.

Amigos,
 
Estamos em Alma de Tormes, sítio muito bonito, á beira do rio Tormes, num Parque de Campismo em que o dono é um Português que tem sido muito simpático para nós.
A jornada tem corrido bem. Hoje fizeram 98km, é obra, mas continuam animadas para concluirem o projeto Ride for Ashanti.
Estaremos em Cacéres a 8/9, em Évora 9/10, 10/11 pernoitar em Pegões, e 11 ao princípio da tarde chegaremos ao Terreiro do Paço.
Venho agradecer a vossa atênção sobre este projeto e se puderem incentivar os vossos amigos, será muito bom para a Clinica Gana.
 
Muito obrigada
********************

Que cada um de nós colabore consoante puder.

Faz o teu donativo em:
IBAN: PT 50 0035 0692 00012819 800 61
NIB: 0035 0692 00012819 800 61
Visita, mostra que gostas e partilha:

domingo, 5 de outubro de 2014

Porque hoje é Domingo (312)

Casa de Oração da Igreja Baptista de Morelena . Pero - Pìnheiro - Sintra
DEUS FALA A JOSUÉ E ANIMA-O

Depois da morte de Moisés, servo do Senhor, falou o Senhor a Josué, filho de Num, servidor de Moisés, dizendo:   Moisés, meu servo, é morto; levanta-te pois agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, para a terra que eu dou aos filhos de Israel.   
Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo dei, como eu disse a Moisés.   
Desde o deserto e este Líbano, até o grande rio, o rio Eufrates, toda a terra dos heteus, e até o grande mar para o poente do sol, será o vosso termo.   
Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida. Como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei.   
Esforça-te, e tem bom ânimo, porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria.   
Tão-somente esforça-te e tem mui bom ânimo, cuidando de fazer conforme toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; não te desvies dela, nem para a direita nem para a esquerda, a fim de que sejas bem sucedido por onde quer que andares.   
Não se aparte da tua boca o livro desta lei, antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido.   
Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não te atemorizes, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus está contigo, por onde quer que andares.

   ( Livro de Josué cap. 1:1 a 9)

sábado, 4 de outubro de 2014

António Damásio e o Cérebro Humano


O cérebro humano é um imitador de primeira água. Tudo o que se encontra no exterior do cérebro - o corpo em si, claro está,  desde a pele ás entranhas, bem como o mundo em seu redor, homem e mulher e criança, cães, gatos e lugares, calor e frio, texturas macias e ásperas, sons altos e baixos, o doce mel  e o salgado peixe - é imitado no interior das redes cerebrais. Por outras palavras, o cérebro tem a capacidade de representar aspectos da estrutura de coisas e acontecimentos não cerebrais, onde se inluem as acções levadas a cabo pelo nosso organismo e pelos seus componentes, tais como membros, orgãos do aparelho fonador, e assim por diante. A forma como o mapeamento acontece ao certo não é simples de explicar. não se trata de uma mera cópia, uma transferência passiva do exterior do cérebro para o seu interior. A montagem levada a cabo pelos sentidos envolve uma contribuição activa do interior do cérebro, disponibilizada desde o início do desenvolvimento, tendo há muito sido descartado o conceito do cérebro como uma tábua rasa.
  (António Damásio - no livro - O Livro da Consciência
                                           A Construção do Cérebro Consciente)

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Jesus Cristo - o Libertador


Dezanove séculos antes de Abraão Lincoln abolir a escravidão  nos Estados Unidos da América, Jesus de Nazaré, familiarizado como o sofrimento dos povos, proclamou na sua terra a necessidade de incutir nas almas um elevado conceito de fraternidade....

...Como era seu costume, um dia, Jesus entrou na sinagoga local e ofereceu-se para fazer uma leitura. Entregaram-lhe, então, um grande rolo de papiro, para Ele escolher a passagem a ser lida. Desenrolou-o e os seus olhos incidiram sobre algumas linhas  que pareciam ter sido preparadas para aquela ocasião

Diziam assim:

"O Espírito de Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu para anunciar boas novas; enviou-me a apregoar  liberdade aos cativos, a dar vista aos cegos, a tirar da prisão os oprimidos, e a restaurar os contritos de coração." (Isaías 61:11,  Lucas 4:18)

  (M. Conceição Júnior - no livro - Rumo ao alto)


quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Ovelha - Guia



Do blogue da Vilma, minha amiga e irmã na fé em Cristo, trouxe este texto e estas fotos, que têm a ver com um importante acontecimento que teve lugar  no passado dia sete  - O Baptismo  de uma adolescente , "a menina da Vilma".
Tanto as fotos como o texto tocaram-me de uma forma muito especial, daí, ter decido partilhá-las aqui com os amigos.

Eis o que a mãe da menina nos diz:

   OVELHA GUIA

"No passado dia 7, a minha filha deu o seu testemunho público de fé, ao desejar obedecer a Jesus, através do baptismo.
Ela mesma escolheu uma passagem da Bíblia, para imprimir na T-shirt que vestiu, em Romanos 1:16, que diz:

"Porque não me envergonho do evangelho, pois ele é o poder de Deus para salvar todo aquele que nele crer."

Sei que foi um passo dela e que não o tomou por tomar, mas em consciência e 
com
 fé. 
Afinal, sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que Ele existe e que recompensa aqueles que O buscam.
A alegria que experimentei nesse dia é  indescritível!
Com todos os sonhos e desejos que tenho para a minha filha e para o seu futuro, sei que este passo é o mais importante de toda a sua vida, pois irá projectar-se pela eternidade.
E neste mundo em que vivemos, o que importa mais: ganhar o mundo e perder a alma? Ou morrer para o mundo e ter toda a eternidade pela frente?

Li certa vez a história de um pastor, cuja ovelha o seguia para todo o lado.
Ele então colocou um sino nela, para que as outras ovelhas ao ouvirem o sino,  a seguissem, pois ela serviria como ovelha-guia, visto andar sempre nas pegadas do pastor.

E este tem sido sempre o meu alvo e oração: que a minha filha possa olhar para mim e encontrar uma ovelha-guia, que vai atrás do Pastor, levando o resto do rebanho atrás!
Que o Senhor a abençoe no seu caminhar junto Dele!"

  Vilma  - no blogue -   http://coisasdemim.blogspot.pt/

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Carta da Mimi aos seus intercessores


A querida Mimi, que se encontra gravemente doente, e por quem aqui pedi as orações, endereça aos seus intercessores  esta carta:

CARTA AOS MEUS INTERCESSORES

No pior cenário da nossa saúde nunca pensamos poder ter cancro, mas ele existe e tem nome…
Tenho encarado o meu com tranquilidade, não por inconsciência, mas porque estou a ser suportada por um exército.

Agradeço a Deus, sempre fiel, Ele tem estado ao meu lado em cada fracção de segundo e tem dado entendimento aos médicos;
Agradeço aos meus filhos, eu sempre soube que eram os melhores, porém, eles têm superado todas as expectativas;
Agradeço o sorriso dos meus netos, as perguntas que fazem e, acima de tudo, por me lembrarem que estão a orar por mim;
Agradeço o apoio e disponibilidade do meu genro;
Agradeço aos meus pastores e a todos os irmãos que intercedem pela minha vida - uma igreja guiada pelo Espírito e que se levanta em oração é uma igreja vitoriosa;
Agradeço a várias outras igrejas e irmãos que, no país e no estrangeiro, estão nesta corrente de amor.
Peço a Deus que a cada um dê bênçãos dobradas!

Quando tinha 11 anos tive um grave acidente de automóvel por atropelamento. Coma prolongado, morte aparente, muito sofrimento e perspectivas médicas negativas.
E Deus encorajou inúmeras igrejas do país em oração. Hoje tenho 65 anos e formei descendência.
O meu Deus faz milagres!
Não sei se agora o Senhor me quer usar dessa forma, se é um teste à minha fé, ou se é para deixar testemunho, porém, quero estar pronta a dizer: “Eis-me aqui!”

Se por vezes não consigo dar atenção a todos os irmãos que me abordam, peço desculpa e saibam que os considero e amo.

Aos 20 anos de idade descobri Romanos 12:12 este transformou-se no meu versículo favorito por toda a vida…, cada vez mais presente:
“Alegrai-vos na Esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração.”

(Mimi – 14.09.14)

Nota:

Esta carta foi lida pelo pastor Joede Venturini, há alguns domingos atrás, 
na III Igreja Baptista de Lisboa,  da qual a Mimi é membro.
Ela, fez questão de ma fazer chegar e é com conhecimento dela que estou a partilhá-la aqui com os amigos, pois sei,  e ela sabe, que há amigos que estão a interceder por ela ao Pai.