sábado, 21 de maio de 2016

Tempos de aquietar - por Vilma Correia



 Li, no blogue da querida amiga e irmã em Cristo - Vilma Correia - achei oportuno e apropriado aos tempos que estamos a viver.
Trouxe a fim de partilhar com os amigos aqui.

Obrigada Vilma 



«Ao longo da minha caminhada com Deus, tenho vivido e experimentado momentos únicos.
Daqueles momentos tão especiais que as palavras são difíceis para expressar.
Mas também tenho alturas em que me parece que Deus está em silêncio, ausente.
Que O procuro e não O encontro.
E por estranho que possa parecer, têm sido esses momentos que me têm feito aproximar ainda mais Dele.
Gosto de ler sobre Elias, um dos meus profetas preferidos. Ele conheceu e experimentou Deus de formas muito especiais.
Quando Elias começou o seu ministério, com certeza esperando algo de bem movimentado na sua vida, Deus mandou-o retirar-se.
Mais à frente, após uma vitória tremenda sobre Jezebel e os profetas de Baal, Elias fugiu e recolheu-se.
Ao meditar nisto, percebo o quanto Deus usa caminhos e meios que nos transcendem, mas acima de tudo, o quanto Deus se preocupa muito mais com as pessoas do que com os meios e obras.
Por vezes, surgem situações na nossa vida, que nos fazem parar, desanimar.
No meio de tanta coisa que poderíamos fazer (pensamos nós) de repente, algo nos obriga a parar, a largar o que tínhamos planeado.
Pensamos em como esse tempo de paragem é um tempo perdido.
Mas não.
Quando confiamos em Deus, sabemos que para Ele não há tempos perdidos.
Que mais do que aquilo que fazemos, o que Ele deseja acima de tudo, é a nossa pessoa.
Que para Deus, o obreiro é muito mais importante que a obra.
Pois para Ele, preciosa sim, é a obra que Ele faz no obreiro.
E muitas vezes, para isso, é preciso saber escutá-Lo no silêncio, na quietude, nas paragens.
Isto não significa ser resignada, mas apenas confiante de que para Deus, o melhor está por vir.
Esta é a minha fé. E confiança.»


Vilma Corrreia 

No blogue -  blogue - http://coisasdemim.blogspot.pt/

4 comentários:

Paula Bento disse...

Boa tarde D. Viviana. Sou a Paula, filha da D. Ivete, de Morelena. Estive hoje de manhã consigo em Montelavar.
Assim que tive um bocadinho vim ao sue blogue. Como sempre com coisas lindas, que nos enchem da força de Jesus.
Obrigada, continue sempre, nunca é demais falarmos e principalmente sentirmos Deus na nossa vida.
Deus é tudo, é Luz, é vida, e acima de tudo AMOR.
Gostei muito, mesmo muito de a ter encontrado.
Um beijinho grande,
Paula Tomasio Bento

Manuela Pacheco disse...

Amiga li o seu email de Mira Sintra e fiquei como este poema fosse para mim! Gostei imenso, tocou muito o meu coração. Beijos,

Viviana disse...

Olá,Paula

Mas que alegria imensa encontrá-la ontem em Montelavar!...

Creia que fiquei muito feliz!

Valorizei os seus abraços cheios de carinho.


Quanto ao meu "humildezinho" blogue, alegra-me saber que a Paula aprecia e valoriza o que por aqui vou colocando.

Que tudo seja para glória e louvor do nosso bom Deus - Pai - Criador.

Que lindas e importantes as palavras de testemunho que a Paula aqui deixou...

Comoveram-me e tocaram-me, creia.

Desejo-lhe um lindo e abençoado Domingo
O meu abraço

Viviana

Viviana disse...

Querida Manuela

Desejo muito que tudo vá bem por aí, minha boa amiga.
Continuo intercedendo diariamente por si e por o Carlos.

O Senhor é bondoso...Ele irá responder.

Sigamos confiando e orando.

Tenha um abençoado Domingo.
Um apertado abraço para si e para o Carlos
Viviana