segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

O meu filho mais novo - o Zé - fez 35 anos

O  Zé  "no cimo da montanha", na Segueteira - Maceira.

Ontem, dia 29 de Janeiro, foi um dia de muita alegria e festa.
O Zé, o meu filho mais novo, completou 35 anos.
Na sua casa, que é enorme e tem um grande salão, juntou à mesa os 19 elementos da família mais directa: Pai e mãe, três irmãos, três cunhadas, nove sobrinhos  e a sogra do irmão mais velho.

Vivemos ali momentos verdadeiramente felizes e inesquecíveis.Ninguém tinha vontade de ir embora. 
Até a sobrinha  de dois anos,  que estava radiante de alegria, e que   brincou; brincou, com a prima de 17 anos, quando o pai lhe disse para calçar os sapatos para ir embora,  respondeu: "Não vamos ainda, quero ficar mais um bocadinho".

Existe uma grande afinidade entre o Zé  e  os sobrinhos. Quantas vezes se viram para o tio e exclamam: 
"O Zé é  o maior!
Ah ganda Zé!"

Considero uma  bênção a  preciosa vida do Zé.
Para além do mais, é um cristão, fiel ao seu Deus,  de quem recebeu o dom de  comunicar a Sagrada Palavra.
E fá-lo com tanta alegria!

Quero muito que o Senhor o abençoe e dirija.

OBRIGADA SENHOR POR O ZÉ

4 comentários:

L. disse...

Que lindo! Muitas felicidades e anos mais em saude para ele e toda a familia.

Viviana disse...

Obrigada, L.

Um abraço
Viviana

esperança disse...

Boa tarde minha querida maninha e mãe do menino de ouro, presente de Deus que veio no hora certa, pois os outros três estão há muito arrumados, cada um com a sua linda família, nos seus lares. O teu Zé, que agora festejou com tanta alegria o seu 35 aniversário, na sua linda casa, na companhia de todos da família e já não são poucos, está sempre perto e pronto a ajudar em tudo o que for preciso…E sempre com alegria…E além do mais, é temente a Deus como era seu avô e todos da tua família. Minha querida irmã, Isso não tem preço!!!...É dádiva de Deus e a recompensa da tua vida. Tu mereces…Parabéns …

Viviana disse...

Querida maninha Esperança
Mas que lindinho e terno o teu comentário...
Gostei muito.
Li-o ao Jorge que está aqui ao lado.

Na verdade, tenho que levantar as mãos para o Senhor, Deus dos nossos pais, nosso Deus e, Deus dos nossos filhos e netos..e dar-lhe infinitas graças.
Não só por o Zé, mas os outros três filhos e os nove netos e...os meus três queridos maninhos e os meus queridos sobrinhos e cunhados.
A Deus, a minha eterna gratidão.
Um abraço e um bom dia
viviana