quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

A Ti Rosa, outra vez


Cemitério de Montelavar -Sintra

Eu tinha acabado de colocar as Margaridas brancas e os cravos cor- de rosa, na campa da Nena, minha mãe, quando a Ti Rosa (lembram-se dela? publiquei aqui um post com este título)chegou.
Assim que a vi dirigi-me logo a ela para a abraçar e cumprimentar, e reparei que ela estava diferente, faltava-lhe a vivacidade, o sorriso, e aquele brilho nos olhinhos que ela habitualmente tem. Não gostei.
Trazia na mão um pequeno ramo de verdura que deve ter apanhado na Segueteira(um local bucólico na aldeia) para enfeitar a campa do marido, o Ti Luís.
Ela dirigiu-se para a campa do marido e eu disse-lhe que daí a nada já lá iria ter com ela.
Quando lá cheguei, já tinha colocado a verdura na jarrinha, onde pôs tambem três rosinhas de plástico. Ficou bonito, simplezinho mas bonito. Com um pano seco limpava o granito preto da campa, deixando-o a brilhar.Disse-lhe que estava bonito e ela ficou contente, sorriu.
Entretanto olho para a fotografia do marido, o ti Luís, e digo-lhe : Ò Ti Rosa , o seu marido era bonito!Que lindo homen! Ela responde-me: "Era bonito sim, muito bonito!"
Reparo então, que no vidro da moldura da fotografia, mesmo por baixo do olho direito, está um pingo de água, tal qual como se fosse uma lágrima! Estava um dia de sol e nada mais estava molhado na campa, só aquele pingo!
Então disse-lhe: Ò Ti Rosa, o seu marido tem aqui um pingo junto ao olho que até parece uma lágrima!" Ela parou de dar brilho ao granito e aproximando-se, tirou do bolso um lencinho branco e foi-lhe enxugar a "lágrima" com uma ternura e carinho tão grandes, que me emocionou.
Despedi-me dela, abraçando-a com força e dando-lhe um beijo cheio de carinho, como se fosse a última vez que a abraçasse, pois nunca se sabe...ela tem mais de noventa anos...
Fui andando e pensando... naquele pingo de água na fotografia, e deduzi que podia ser uma lágrima sim, mas da Ti Rosa. que quase de certeza quando chegou foi beijar o seu Luís e muito provávelmente deixou caír as lágrimas dela no rosto dele.
Quando cheguei á aldeia a minha vizinha do lado, informou-me que só no mês de Dezembro, morreram quatro idosos, entre eles a Ti Pinta, uma boa amiga minha, com 95 anos. e a qual eu tive e sorte de fotografar há pouco tempo, á janela da casinha dela, uma daquelas casinhas muito antigas características da zona dos saloios se Sintra.
Tive muita pena de não ter sabido a tempo do seu falecimento, pois queria tanto, mas tanto, tê-la acompanhado áté ao cemitério de Montelavar.
Os idosos da aldeia estão todos a partir...
Tenho lá tantos amigos!

Nota final:

Eu, conhecendo os meus amigos leitores que aqui vêm, deduzo que alguns ficarão preocupados comigo, por eu logo no início do ano estar aqui a falar da morte. Mas quero-lhes dizer que não se preocupem, pois o que acontece, é que eu lido tão naturalmente com a morte, como com a vida. Uma faz parte da outra. E depois, sou crente em Jesus Cristo e creio na vida eterna, por isso a morte não me assusta e não é nenhuma tragédia, apensas uma separação e o início, ou o começo da verdadeira vida.

24 comentários:

Anita disse...

Que tenha hoje e a cada dia:
A Força dos CÉUS, A Luz do SOL;
O Resplendor do FOGO; O Brilho da LUA; A Presteza do VENTO; A Profundidade do MAR; A Estabilidade da TERRA; A Firmeza da ROCHA.
Que assim seja e sempre será. Luz e Amor.

Um dia lindo.
Amei o texto e emocionei-me!
Muitos beijinhos.
Fique bem. Fique com Deus.
Anita (amor fraternal)

Nuno de Sousa disse...

E porque não se falar da morte afinal ela também faz parte da vida, verdade?
Uma texto que aqui nos deixaste e uma história comovente, gostei de a ler amiga.
Bjocas grandes em ti e força para um bom ano,
Nuno de Sousa

Pelos caminhos da vida. disse...

Apesar da morte fazer parte da vida,não gosto de falar dela.

Bom dia amiga.

beijooo.

gaivota disse...

sim, minha amiga, afinal a vida é apenas um espaço que a morte nos concede... já que é a única certeza que temos logo à nascença...
e a saudade de quem partiu, sempre presente, a dor...
beijinhos para ti

Maria João disse...

É verdade ... A Vida Eterna ....

Muito bonito. Obrigada por este momento.


beijos

BC disse...

Acho que é uma história muito bonita Viviana, o ser triste não importa pois a vida é feita de algrias e tristezas, e temos que lidar com as duas.
O acto da Ti Rosa para o Ti Luís é que conta e a saudade que nos deixam aqueles que partem, mas é a lei natural da vida e da morte.
Beijinhos
Isabel

Marlene Maravilha disse...

Há tempo para todo propósito debaixo dos céus, tempo para nascer e tempo para morrer. Também considero a morte natural,e já estive tao perto dela, que também lido bem. Faz realmente parte da nossa vida.
Obrigada pelo texto Viviana e obrigada pela visita querida!
Deus te abencoe!
beijos

Rosa disse...

Viviana, só para deixar um abraço e dizer que a admiro.
Obrigada por tudo que nos transmite e a forma como o faz.
Beijos

esperança disse...

Olá! Maninha querida, boa noite para ti e para os teus aí bem casa.
Então a ti Rosa desta vez não tinha o sorriso lindo e os olhinhos a brilhar? É o peso de 95 anos, a humidade e o frio do Inverno, que não é nada bom para os velhinhos; e mais-a-mais naquela zona que é tão fria!! Mas vê bem! Que bênção!! Com 95 anos, foi apanhar a verdura lá abaixo à Segueteira, e andou mais de dois quilómetros para cada lado, para ir limpar e enfeitar a campa do marido; nem o frio a impediu!! Tem aquela pedra de granito a brilha!! Dizes tu. Que garra! Que fibra! Que exemplo para a maior parte das pessoas muito mais novas; incluindo eu.
Podes crer! Maninha ; que a ti Rosa para mim é uma lição.
Que O Senhor, que tudo sabe, console a ti Rosa, concedendo-lhe o que almeja o seu coração.
Muitos beijinhos e um xi-coração gostoso!

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Olá Viviana!Este é o futuro certo de toda a humanidade!!!!

Um beijo carinhoso!Sonia Regina.

Viviana disse...

Querida Anita,

Obrigada, amiga.

Um grande abraço e o desejo de uma boa noite.

viviana

Viviana disse...

Olá Nuno, meu bom amigo

Claro que devemos, duma forma natural...falar da morte, até para que nos possamos preparar para ela.

Um abraço e boas fotos...

viviana

Viviana disse...

Olá Ana linda,

Cpmpreendo e respeito totalmente o seu ponto de vista, boa amiga.

Sei que há muita gente que pensa assim...

tenha uma boa noite

um abraço

viviana

Viviana disse...

Olá Gaivota linda,

Nazarena de coração!

A vida é um dom de Deus e devemos vivê-la com alegria...

Isso não obsta a que nos lembremos que um di destes...havemos de partir.

Um beijo, minha boa amiga

Viviana

Viviana disse...

Querida Maria João,

Como é bom sabermos que para os que aceitam e amam o Senhor Jesus Cristo... há uma vida Eterna para além deste "tempito"... que estamos a passar aqui.

um grande abraço, amiga

viviana

Viviana disse...

Querida Isabel,

Sabe que gostei imenso de viver esta experiência com a Ti Rosa!?

Cada vez que tenho oportunidade de a encontrar e falar com ela, sinto-me previlegiada, abençoada, enriqiecida...

Que o bom Deus mantenha por cá mais um tempinho para ela alegrar e enriquecer a minha vida.

Um abraço, amiga

viviana

Viviana disse...

Querida Marlene,

Quantas vezes eu me lembro dessa passagem do Livro de Eclesiástes...


Recordo tambem tantas vezes as palavras sábias da minha mãe:

"Há um tempo para tudo, minha filha".
E ainda:

"Tudo passa".

Mas há tanto para realizar... que não podemos ficar agarrados ao passado.

O tempo urge.

Um grande abraço, amiga querida

viviana

Viviana disse...

Querida Rosa,

A Rosa é uma benção de Deus na minha vida.

Sorrio quando penso nisso.

Ai os mistérios que o Pai urde nas nossas vidas!...

Nem sei que pensar...

Mas sei agradecer!

Que possamos ser o sal e ser a luz,
que Ele espera que sejamos.

Um abraço amiga

viviana

Viviana disse...

Olá minha linda maninha Esperança,

Sim, a Ti Rosa estava diferente.

Eu creio que as filhas dela (2) estão atentas para que ela tenha o conforto e o aquecimento necessário na casinha dela, para não vir a ser mais uma das muitas vitimas do frio entre os idosos de Portugal.

Ela é uma pessoa linda!

Espero que Deus me permita conviver com ela durante mais algum tempo.

Ela anda a pé kilómetros por dia aos 95 anos...

Um beijo para ti e outro para o João Pedro.

Uma boa noite

viviana

Viviana disse...

Querida Sónia,

Sim, é isso mesmo.

Que tenha uma boa noite de descanso e continue assim linda como é.

Um beijo

viviana

Ana Maria disse...

Amiga, continue crente em Jesus, só Ele é Poderoso.
Beijos,beijos!

Anita disse...

A amizade verdadeira sorri na alegria, consola na tristeza, alivia na dor e se eterniza com Deus.

Um dia abençoado minha querida e doce amiga.
Beijinhos.
Fique bem. Fique com Deus.
Anita (amor fraternal)

bete disse...

Vivi, por mim você pode falar dos seus saudosos o quanto quiser, a vida e a morte para mim são as duas pontas da nossa mesma história.

Viviana disse...

Querida Bete,

Obrigada amiga.

Eu sei que a Bete já me conhece muito bem..

Isso é muito fixe.

um beijo

viviana