segunda-feira, 2 de maio de 2011

A crise do Cristianismo


Imagem de:meditai.blogspot.com

Esta noite, no Canal Odissseia, num determinado programa, passou a informação de que em França sessenta por cento da população declara que não crê em Deus ou não tem qualquer fé.

É conhecido, que em muitos países da Europa as Igrejas estão vazias ou quase vazias.

Entretanto, em Portugal, sabendo que as Igrejas não se enchem, continua a dizer-se que noventa e seis por cento da população é Católica Romana.

Tudo isto me dá que pensar e, não pode deixar de me preocupar, sabendo eu, da importância da presença de Cristo na vida das nações e de uma forma muito particular, na vida das pessoas.

9 comentários:

carmen disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
carmen disse...

É triste mesmo, Vivi

Mas tem sido muito comum esta descrença, até por terem se multiplicado os escândalos...

Mas creio que Deus, quando tem obra na vida de uma pessoa, faz o possível e o impossível para chamar a sua atenção!

Haja visto o encontro do apóstolo Paulo com Jesus, a quem perseguia.

É claro que não teremos muitas quedas de cavalo, graças ao nosso bom Deus, mas tem outras formas, que Ele mesmo cria...

bjs

Rosa disse...

Olá Viviana
Vamos constatando a indiferença, o querer viver sem (pensamos nós) dar quaisquer satisfação dos nossos actos.
Como andamos enganados!
E como ontem dizia no comentário, quanta alegria perdida, por não termos Cristo na nossa vida quotidiana, de casal, na sociedade, na politica, no mundo...

Mais tarde ou + cedo disso vamos dar conta.
Viviana, beijos de amizade

manuel marques disse...

"É próprio da fé esperar contra a esperança."

Abraço.

esperança disse...

Boa noite querida maninha, vim aqui espreitar e fiquei admirada por no sábado já teres postado, o teu Zé, é um menino de ouro, um beijinho para ele.

Que o teu poste de hoje sirva a todos nós, para reflexão profunda, pois é muito sério. Ainda, graças a Deus, temos o tempo da graça, ou seja, liberdade para ser cristão, pertencer á denominação que queremos, ler as Sagradas Escrituras e falar de Deus abertamente com toda a liberdade; nem nos damos conta do que isso é de bom!!! …Podemos ir construindo a nossa morada para a eternidade; como a granjearmos neste curtíssimo espaço de tempo que é a nossa vida, assim a teremos lá. Há, e vai haver no futuro muito mais; pessoas que querem seguir o Senhor Jesus, mas não têm liberdade, e nós, aqui na nossa velha Europa, que a temos toda… Não aproveitamos.

Tem, tenhamos todos, uma noite tranquila,

Viviana disse...

Querida Carmen

São sinais dos tempos que vivemos, creio eu.

O homem não se dá conta do que perde.

Tão entretido e aborvido anda, atrás de outros valores...

Mantenhamos a fé!E confiemos na soberania do que todas as coisas sabe e entende.

Um abraço, amiga

Viviana

Viviana disse...

Querida Rosa

A amiga sabe do que falo.
Tão bem quanto eu...

"Quanta alegria perdida"...

Tantas oportunidades desperdiçadas!

Que Deus com a sua luz ilumine o caminho e abra o entendimento.

Um grande abraço, amiga
viviana

Viviana disse...

Meu caro Manuel

Apreciei sobremaneira esta sua frase.

Conhece o autor?

Eu tenho interesse em saber quem dissse estas tão sábias palavras.

Um abraço, amigo

viviana

Viviana disse...

Minha linda maninha Esperança

Pois é, dizes bem...o meu Zé "é um menino de ouro".


Sempre, sempre, disponível para me ajudar e alegrar!
Que bom que ele nasceu!

Quanto ao post

"Há, e vai haver no futuro muito mais; pessoas que querem seguir o Senhor Jesus, mas não têm liberdade, e nós, aqui na nossa velha Europa, que a temos toda… Não aproveitamos.

É mesmo isso.

Quem dera que a humanidade fosse sensível áao tão grande e sublime amor de Deus...

Um grande abraço

viviana