terça-feira, 4 de novembro de 2014

Relatório revela uma diminuição preocupante destas três belas aves, em Portugal


Picanço Real - Fonte da imagem: http://imagem.casadasciencias.org/ 
Picanço Barreteiro. Fonte da imagem:  cesar-oliveira.blogspot.com - 
Rola Brava. Fonte da imagem:apgvn.blogspot.com 
 Quando,  de manhã, o Jorge chegou com o Diário de Notícias, sabendo bem do "meu amor pelas aves",  apressou -se  a falar-me de um relatório  que indica que estas três belas espécies de aves portuguesas estão preocupantemente, a diminur de número em Portugal, "o coração caiu-me aos pés", no bom dizer do nosso povo.
São tudo aves da minha vivência infanto - juvenil. Criança pequena, bem sabia o nome, e conhecia cada uma, mercê  das minhas andanças com o meu irmão Serafim pelos campos  e olivais  da estação de Leiria. Nessa altura aprendi a "amar" as aves e, pela vida fora até hoje (aos73 anos)cada vez mais gosto delas e interesso-me por elas. O curioso, é que quando saio por aí, os meus ouvidos e os meus olhos, estão cem por cento atentos,  na esperança de visualizar ou ouvir,  algum deles. E, na verdade, em relação à Rola Brava, ainda há dias estava a pensar porque motivo eu deixei de as ver há muito tempo. Sem saber deste relatório, o certo é que eu estava preocupada e á espera de uma "má notícia".

Vamos aos números do Relatório:

O Picanço Real, cuja estimativa de efectivos, segundo o relatório, é,  entre dez mil e cinquenta mil casais, sofreu um decréscimo de vinte e seis por cento, entre os anos de 2004 e 2011
O Picanço Barreteiro do qual se estima existirem os mesmos números que o Picanço Real, sofreu um decréscimo de trinta e oito por cento.
A Rola Brava,  cujo número de  aves é semelhante aos dos dos tipos de Picanços, sofreu um decréscimo de cerca de quarenta e nove por cento, no mesmo período de tempo.

  (informações recolhidas do Diário de Notícias de  03/11/2014

Eis o título do artigo no Diàrio de Notícias

Europa perdeu 421 milhões de aves em três décadas

Biodiversidade.  Estudo alerta para as mudanças agrícolas que estão a afectar os pássaros.

«As populações de aves estão a diminuir  por toda a Europa, incluindo algumas bem comuns, como os pardais, os estorninhos ou as perdizes cinzentas. Estimativas de um estudo publicado hoje na revista Ecology Letters apontam que nos últimos trinta anos o continente europeu perdeu 421 milhões de aves e pássaros. Em Portugal, onde os censos anuais só têm uma década, essa tendência não é clara, a não ser para três espécies bem identificadas. A rola brava e dois picanços, o real e o barreteiro. A perda de habitat, devido a mudanças profundas nas práticas agrícolas e na paisagem florestal, é a principal causa do problema.
O Estudo que  foi realizado por investigadores da Universidade de Exeter, no Reino Unido, do Pan- European Common Bird Monitoring Scheme (PECBMS) e da organização de conservação  da natureza RSPB, também britânica, mostra que 90% destas perdas  populacionais de aves afectam  sobretudo três dezenas  de espécies que são as mais comuns, entre as quais se destacam o pardal-comum, as lavercas, as perdizes- cinzentas,  ou os estorninhos.»

 (Excerto do artigo publicado no Diário de Notícias em 03/11/2014

Sugerimos, que,  se possível , seja lido o artigo na íntegra,
pois por uma questão de espaço, limitámo-nos a publicar uma parte.

4 comentários:

Rosa disse...

Olá amiga Viviana.

É por essas e por outras "coisas" que, mesmo sem saber qual a sua espécie, deixo as minhas migalhas de pão para que eles, passarinhos, possam vir e se alimentarem e como recompensa eu os ouça a cantar nas árvores pelo quintal :))


Viviana, desejo que tudo esteja bem convosco e que o dia, por esses lados esteja com solinho como aqui, ainda que frio.

Abraços de amizade

Lilasesazuis Gata disse...

Que pena, Viviana!!

Infelizmente o sumiço das espécies tem um único culpado...muito triste isso!!

Querida, desejo um mês de novembro repleto de momentos agradáveis!

beijinhos, Lígia e =^.^=

Viviana disse...

Querida Rosa

Essas migalhas da sua mesa...e as migalhas da minha mesa...são importantes para esses belos presentes divinos, os passarinhos.

Deles, devemos cuidar e por eles devemos zelar!
Um abraço
Viviana

Viviana disse...

Querida Lígia

Olá, boa amiga!

Sim, é o homem...que devia amar e zelar pela natureza, o principal destruidor dela.

Que pena!

Um grande abraço, samiga
Viviana