sábado, 21 de novembro de 2015

Atenção! Deus vê os corações e não apenas as acções - (6) - A AVAREZA

 Fonte da imagem: novasdaguinebissau.blogspot.com

A AVAREZA

Caracterizada pelo egoísmo, é a atitude de apego ao dinheiro e aos bens materiais que alia a ganância com incapacidade de ajudar os outros. Trata-se de um toque de amargura na alma que nunca está satisfeita e que jamais se abre para o auxílio do próximo.

Na Bíblia há ênfase constante no apoio ao próximo e a lei repetia com frequência necessidade de ajudar os  pobres, as viúvas,  orfãos e estrangeiros. (Deuteronómio 24:14 a 22). Os profetas também lembravam que o culto prestado por aqueles que não faziam caridade era desprovido de valor. (Isaías 1:11 a 17). O senhor Jesus exortou os discípulos sobre o correcto modo de dar esmolas e alertava contra a avareza (Lucas 12:15). O mestre tinha uma bolsa comunitária para o auxílio dos pobres e colocou o amor ao próximo como parte do mandamento principal (Mateus 22:39). A mesma ênfase á dada pelos  apóstolos nas epístolas e Paulo coloca os avarentos na lista dos devassos de I Coríntios 6:10...

...A vareza é criticada na literatura mundial e caricaturizada no famoso  personagem da Disney, o Tio Patinhas. Esse personagem é aliás inspirado no avarento mais famoso da literatura criado por Charles Dickens em seu conto de natal. O inominável senhor Scrooge  precisou da visita de fantasmas para descobrir a verdade da vida. Fora da literatura os avarentos são apelidados de sovinas, mão fechada ou simplesmente precavidos. A falta de amor ao próximo não é  no entanto um mal que preocupe a sociedade moderna.

No âmago de uma análise cuidadosa, veremos mesmo, que o coração avarento governa o mundo e é o responsável pela maioria das injustiças que conhecemos e das políticas malignas que provocam o total desiquilíbrio na distribuição da riqueza. É o espírito avarento que permite que em meio a uma crise mundial, executivos de firmas e bancos continuem recebendo prémios milionários totalmente insensíveis ás dificuldades globais. A avareza vai bem mais fundo que o punho cerrado.


Não é preciso ser rico para ser avarento. Até a criança da escola  pode começar a desenvolver este vício fechando a sua lancheira ou recusando-se a emprestar um lápis. A virtude cristã que contrapõe-se à avareza  é o altruísmo que entende a vida como uma oportunidade de ser bênção. "Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber" (Actos 20:35) é uma expressão do Senhor Jesus que descobrimos fora dos evangelhos. Esta máxima está  intimamente ligada à regra  áurea que diz  que "aquilo que quereis que os outros vos façam fazei-lhes vós também" (Mateus7:12) Jesus com esse princípio inverteu a pressão negativista do pensamento judeu tradicional (aquilo que não quereis  que vos façam não façais aos outros) por uma atitude pró-ativa de bênção. Trata.se de ser abençoador proposital, de primeiro grau, premeditado.

O Cristão deveria pensar a vida como um  dia após outro vivido em gratidão pelo que temos, louvando e dando glórias a Deus e sendo motivo de louvor nas vidas de outros por meio da bênção. Isso começa  em casa. Nos mais próximos!  Estende-se aos domésticos da fé (igreja),  vizinhos e amigos (Judeia), mesmo os que não gostam  de nós(Samaria) e aos campos  missionários (confins da terra). Vida asim é o oposto da avareza. Se o pecado do coração avarento é como um buraco negro que suga tudo, a benção do coração altruísta é como um farol que ilummina longe e leva esperança em meio à tempestade.

 ( Joed Venturini - No jornal  - Semeador Baptista, nº 1083)

 Joed Venturini é  médico, escritor,  e pastor, da III Igreja Ev. Baptista de Lisboa.)

2 comentários:

Orlando Arraz disse...

Precioso artigo que vem acrescer às nossas convicções e fortalecer a nossa fé em Cristo, pois como filhos fomos acolhidos por Ele com bênçãos insondáveis. Vamos, portanto, abrir nossos corações e dispensá-las aos que nos cercam. Somos ricos em Cristo, e portanto, tornemos outros ricos também.

Viviana disse...

Olá, meu bom irmão Orlando Arraz Maz
Deu-me muita alegria a sua visita.

Obrigada por ela e pela sua apreciação deste tema - A avareza - da autoria do pastor Joed Venturini.

"Vamos, portanto, abrir nossos corações e dispensá-las aos que nos cercam. Somos ricos em Cristo, e portanto, tornemos outros ricos também."

Vamos a isso, meu bom irmão.
Há tantos à espera...
Um grande abraço e um abençodo Dia do Senhor, amanhã-
Viviana