domingo, 27 de junho de 2010

Porque hoje é Domingo (108)


Igreja Baptista das Boas Novas.

Mas trazemos este tesouro como que em vazilhas de barro,para que se veja que esse poder extraordinário pertence a Deus e não a mim. Sofremos em tudo dificuldades, mas não ficamos angustiados. Sentimos insegurança, mas não nos deixamos vencer. Perseguem-nos, mas não nos sentimos abandonados. Deitam-nos por terra, mas não nos destroem. Trazemos contínuamente no nosso próprio corpo o sofrimento mortal de Jesus, para que também a sua vida se manifeste em nós. Enquanto vivemos, estamos entregues á morte, por causa de Jesus, de modo que também a sua vida se manifeste no nosso corpo mortal.
(II Ep. de S. Paulo aos Coríntios cap. 4: 7 a 11)

6 comentários:

manuel marques disse...

Bom domingo para si e para os seus.

Beijo.

Pelos caminhos da vida. disse...

Viviana, vim te fazer um convite para conhecer o mais novo blog meu e da amiga, Marcia, o link é esse aqui:

http://meninaspoderosasdoblog.blogspot.com/

Será um prazer te receber.

BOm domingo.

beijooo.

Rosa disse...

Mais um capitulo bíblico que nos enche da esperança.
Apesar de todas as contrariedades terrenas sabemos "acreditamos" que um dia teremos a felicidade total junto do Senhor do universo.

Pedimos-Lhe:
Senhor, não nos deixes perder a fé e a esperança em nenhuma situação, em especial naquelas em que nos é mais difícil entender, mais difícil perceber e aceitar o que nos vai acontecendo na vida e que sai daqueles que são nossos desejos mundanos.

Viviana disse...

Obrigada Manuel


Desejo que esteja a viver uma boa segunda-feira..

Por aqui tudo bem...graças a Deus.
Hoje está mais calor.
Dou-me mal com o calor, prefiro o frio.

um beijo

viviana

Viviana disse...

Querida Ana

Obrigada pelo convite, amiga.

Já estive lá...tudo muito lindinho.

Parabéns!

Beijos

viviana

Viviana disse...

Querida Rosa

Que benção é a Palavra Sagrada!

Como dizia o grande Rei David:

"Lâmpada para os meus pés é a tua Palavra e luz para o meu caminho,"

Que sempre a saibamos valorizar e amar.

Um beijo, amiga

viviana