sábado, 18 de setembro de 2010

É bom saber que há gente honesta


João Rodrigues - exemplo de honestidade

"A honestidade não tem preço." É desta forma que António Prata Rodrigues resume a decisão que teve de tomar ao final da tarde de quarta-feira, minutos depois de ter encontrado uma carteira que, entre notas (750 euros) e cheques já endossados, tinha mais de 3300 euros no seu interior. Para muitos, a tentação de ficar com aquilo tudo ou, mais que não fosse, com o dinheiro, seria natural, mas António Prata Rodrigues garante que só a ideia "já arrepia". Assim, "sem pensar duas vezes", este homem, natural de São Vicente da Beira, concelho do Fundão, rumou imediatamente para a GNR a fim de devolver aquilo que "era pertença de outros".

"Nem quero imaginar a aflição que aquelas pessoas não estavam a viver. Três mil euros é dinheiro", sublinha este homem que, conforme faz questão de frisar, todos tratam por Marechal Spínola. "Eu não abdico dos meus valores. Sou deficiente das Forças Armadas e pára-quedista reformado, e o lema dos pára-quedistas é que 'nunca por vencidos se conheçam', ora eu ficar com este dinheiro seria certamente um vencido", diz António Rodrigues, que até adiou uma viagem a Lisboa só para entregar o dinheiro.

"Estava a sair de casa, aqui no Fundão, para ir a uma consulta de oftalmologia em Lisboa, quando vi a bolsa nas escadas de um prédio. Pensei que podia fazer falta ao dono e peguei logo nela. Só depois de a abrir é que percebi que tinha tanto dinheiro e que os cheques até já estavam endossados. Podia levantá-los com facilidade e o dinheiro podia ir gastá-lo, mas isso não era correcto. Por isso, já nem fui embora. Perguntei onde era a GNR e fui entregar tudo", relata.

Confrontado com a pergunta de "se o dinheiro não o ajudava a completar a reforma, João Rodrigues responde sem hesitar: "O dinheiro dá sempre jeito, então não dá. Mas, como já disse, nunca pensei ficar com ele. Só vivo com o que é meu. A minha cabeça não me permitiria tal coisa", conclui.

Entretanto, a GNR do Fundão já localizou o dono do dinheiro, José Dias Gonçalves, 79 anos, natural da Barroca Grande, nas Minas da Panasqueira, que naturalmente faz questão de agradecer a João Rodrigues, conforme contou ao DN Zita Teixeira, a filha do homem que tinha perdido o dinheiro.

"Já pedi o número de telefone dele porque quero agradecer-lhe pessoalmente. O meu pai já falou com o senhor e já lhe deu os parabéns por ser um homem honesto e recto, mas eu também vou fazer questão de lhe apresentar o meu reconhecimento", refere Zita Teixeira, que também foi beneficiada por este gesto.

"Parte daquele dinheiro também era meu. Como o meu pai foi dormir à casa que tem no Fundão, mandei-lhe dinheiro para ele depositar no banco. Ele assim fez. Mas, quando estava a entrar em casa, encontrou uns amigos e ficou a falar com eles. Deve ter sido nessa altura que deixou cair a carteira e, como tinha mais pastas na mão, nem sequer deu conta. Passou a noite toda preocupado, e hoje de manhã [quinta-feira] telefonou-me para eu cancelar os cheques. Felizmente, pouco tempo depois, telefonou a GNR a avisar que afinal a carteira tinha sido lá entregue. Pronto, o meu pai foi logo lá e entretanto o dinheiro já nos foi restituído e já está depositado no banco", conclui Zita Teixeira, reiterando o reconhecimento e agradecimento em relação ao acto de João Rodrigues.

(Diário de Notícias (17/09/2010)

10 comentários:

Margarida Fernandes disse...

Felizmente que ainda há gente assim.
Mal de nós se assim não fosse.

Beijinho e bom fim-de-semana

Pelos caminhos da vida. disse...

Ainda temos nesse mundão pessoas honestas.
Um homem de gde valor.

Bom fim de semana amiga.

beijooo.

Fernanda disse...

Sao em alturas destas que eu tenho de reconhecer que Deus existe. Estou comovida. Pessoas assim nao se encontram muitas. Muito bonito Viviana ter publicado isto.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Um lindo gesto...mas fico pensando...triste mundo em que vivemos em que parabenizamos o que deveria ser natural em todos...pagam os justos pelos pecadores!

Deus abençoe este homem que cumpre com os Seus preceitos!

Um beijo honesto e carinhoso!

Sonia Regina.

esperança disse...

Boa noite minha querida e doce maninha.

Gostei muito que tivesses postado sobre o feito do Sr. João Rodrigues; Marechal Spínola como ele é conhecido. Ele merece, e de que maneira!!! O nosso pobre mundo está carente de pessoas como esse homem. É por não as haver, que existe tanta desonestidade, e mesmo tanta maldade.
Quanto a mim, ele foi bom para quem perdeu o dinheiro; e ainda mais para ele próprio; porque está com a consciência leve e tranquila, pode dormir a sono solto, porque não lhe pesa a consciência. Termos a consciência tranquila, é o que conta na vida para mim.
Tem, tenhamos todos uma boa noite.
Esperança

Viviana disse...

Olá, Margarida

Também acho!

Um abraço viviana

Viviana disse...

Olá, Ana linda

Alegra-nos que assim seja.

Um beijo

viviana

Viviana disse...

Querida Fernanda

De vez em quando...ouvimos ou lemos sobre pessoas assim.

Achei que seria a minha gratidão para com ele, publicando.

Um abraço

Viviana

Viviana disse...

Querida Sónia

Sim, amiga.

Em princípio deveria ser assim com toda a gente!

Mas...como há hoje tanta falta de valores e princípios...até estranhamos.

Um grande abraço

viviana

Viviana disse...

minha linda maninha Esperança

Foi um bom exemplo, este do sr. João.

Imagino como se sentirá bem com ele próprio...

Um beijo

Viviana