segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Como a papoila no buraco

O buraquinho no passeio foi suficiente para a sementinha, vinda de algures, possívelmente transportada pelo vento, germinar, brotar, crescer, florir e dar semente, que reproduzirá a história de vida desta papoila. E, apesar de lhe "atirarem" das janelas do prédio, pontas de cigarro, possívelmente acesas... e de ter suportado a "seca"   desta Primavera, bem como algumas pisadelas de  transeuntes distraídos ou insensíveis, ela aguentou e não desistiu de viver, e pôde assim encher-me de alegria quando passei por ali e a contemplei. Talvez até muitas outras pessoas já tenham reparado nela e tenham sorrido também. Gostei dela e admirei a sua luta e persistência pela vida. Ela fez.me lembrar certas pessoas que nasceram, ou foram atiradas, em ciscunstâncias várias, como que para "buraquinhos" no passeio da estrada da vida, onde é preciso, tal como a papoila, lutar, resistir e nunca desanimar ou perder aesperança.Conheço pessoas nestas circunstâncias que, apesar de todas as dificuldades e contrariedades que surgem a cada dia, a cada hora, jamais desanimam ou baixam os braços, o que é louvável e muito importante.

Tenho amigas e amigos cuja vida é extremanente difícil e cruel. Admiro-os tanto! Ninguém ao nascer, sabe o que o futuro lhe reserva. Há tantas, tantas coisas para as quais não há explicação... Porém, como mulher crente no  Deus- Único- Criador- e sustentador da vida, e de todas as coisas , testifico aqui, com toda a minha convicção e fé, que por muito difícil ou cruel que as circunstâncias tornem as nossas vidas, em Deus, pela fé, nós poderemos obter ajuda, amparo, orientação, e todo o tipo de apoio que, duma forma extraordinariamente, amorosa e gentil, o Senhor está disponível  e interessado em nos conceder. Pois que, se Ele apoiou e cuidou do pé de  papoila, no buraquinho do passeio, muito mais e muito melhor, cuidará de nós que somos a coroa de toda a sua criação. Experimente falar com o Senhor, aborde-o, de uma forma o mais simples possível. Fale-lhe, e trate-o como a um pai extremoso e amoroso que é. Depois, abra-lhe o seu coração e convide-o a entrar nele  e nele fazer morada para sempre. Ele poderá com certeza, fazer florescer a sua vida  e cuidar de si, tal como fez com a papoila.

Viviana Bengelsdorff
Na revista - Lar Cristão

10 comentários:

Fmaria Mesquita disse...

Bom dia Viviana. Gostei muito do seu texto e do pormenor das papoilas na calcada. Eu tambem reparo e gosto dessas pequenas grandes coisas. Pois e', a vida exige grandes momentos de luta. gosto do modo como encara a vida. bj grande.

Maria disse...

Por aqui também encontro essas maravilhas e tiro fotos e sorrio para Deus.

Bela analogia! E, se Deus cuida destas pequeninas flores, quanto mais não cuidará de nós.

Obrigada e boa semana.

dilita disse...

Olá amiguinha.
Um tanto à pressa, porque acumulei tarefas,vim espreitar...
A "história" da papoila, é a vida em todo o seu percurso, ora dificil ora em grandeza. Sim porque até numa simples planta existe grandeza (grandiosidade.)
Maravilha da criação mesmo ali entre as pedras duma calçada. Gostei muito do que escreveu, e reparo uma vez mais na sua sensibilidade(grande)como pessoa.
Quantas pessoas olharam para essas flores? Talvez quase nenhumas, mas a Viviana viu-as, e deu-lhes o valor que merecem. Lindo, lindo o seu gesto, mais este, porque já tem tido muitos mais.
Recordo aqui uma confissão de Padre Américo alusiva à simplicidade; - dizia ele que muitas vezes rezava (falava a Deus) na estação ferroviária enquanto aguardava a chegada do combóio, sentado num vulgar caixote de ripas de madeira.E concluo eu dizendo, que o local pode ser modesto,ou agreste,mas a semente é vida e germina...
Beijinho amiguinha.

Dilita

carmen disse...

Linda foto e mensagem mais linda ainda! Eu me considero uma papoula, que Deus teve a imensa graça de criar e de fazer florescer apesar das agruras da vida...
Só Deus para nos forjar, nos dar significado para as nossas vidas, apesar das pedras, dos tropeços, das agruras da nossa vida...
bjs

esperança disse...

Boa noite maninha linda,
Venho aqui num instantinho para te dizer que gostei muito de mais este teu texto. É um poema á vida! á persistência! E um conselho para nós aguentarmos firmes as agruras da vida.
Tu sempre escreveste muito bem…E com grande facilidade…Lembro que mesmo quando tinhas os filhos pequenos (4) e uma vida cheiinha de trabalho…Pediam-te para escreveres um artigo, sobre isto, ou sobre aquilo; eu dizia-te: já tens tanto trabalho Viviana!!!... E tu encantada da veda dizias: não faz mal, enquanto aquece a chaleira de água, eu escrevo.
Bom, tem, tenhamos todos, uma noite tranquila.

Viviana disse...

Olá, Fernanda

Eu sei...eu sei que a Fernanda "repara nessas pequenas grandes coisas".

Essa alma sensível e bela de poetisa, vê. regista, interpreta, e reparte, sob a forma de palavras...

Obrigada, pois.

Desejo-lhe um lindo dia
Viviana

Viviana disse...

Querida Mimi

Sem sombra de dúvida, amiga!
Se não...reparemos e recordemos todos estes anos...a tomar conta de nós e dos nossos...
"Não te deixarei nem te desampararei, diz o Senhor".
E a gente sabe que é assim.

Um beijo
Viviana

Viviana disse...

Querida Dilita

"Sim porque até numa simples planta existe grandeza (grandiosidade".)

E quanta...amiga.
E ainda bem que registei essa grandeza e ela pôde ser vista e partilhada por aí além.
Obrigada, por as palavras gentís e amigas que aqui deixou.

Gostei nuito do exemplo do Padre Américo.Ele sabia...sabia isso muito bem, por experiência própria.
"Deus não vê como o homem vê. O homem olha para o que é aparente, porém Deus, olha para o coração.
Essa é a maravilha.

Obrigada por tudo.
Um abraço
Viviana

Viviana disse...

Querida Carmen

Grande é esta verdade que aqui deixou!

Só Deus para nos forjar, nos dar significado para as nossas vidas, apesar das pedras, dos tropeços, das agruras da nossa vida...

Nós sabemos que assim é. Quando penso em si, e nesse seu coração grande e amoroso de querer ajudar e fazer bem a todos...
Já sabe, já lhe disse e repito, querida Carmen...Admiro-a muito e alegro-me por ser assim como é.

A propósito, como vai "o seu sonho pós aposentação?
Quero muito que consiga.

Um grnde abraço minha amiga
Bençãos sem fim, dos céus, sobre si e a sua linda família
Viviana

Viviana disse...

Querida maninha Esperança

Esse teu coração puro e sem maldade...sempre a ver coisas lindas nos outros...

Orgulho-me de ti.

Obrigada por estas palavras bonitas e tão gentís que aqui me deixáste.

Que tenham um lindo dia.

Acabei de adormecer a Clara.

Beijos para ti e para o João Pedro
Viviana