terça-feira, 13 de setembro de 2016

Apresentando a Bíblia em verso - Uma obra de Eduardo Henriques Moreira

A BÍBLIA EM VERSO

Na nossa casa, temos a bênção, de ter livros  praticamente em todas as divisões.
Creio ser "o produto" onde, durante mais de cinquenta anos, mais investimento fizemos.
Estando há dias, sentada  no sofá da sala,  fazendo aplicações de gelo na "artrite", e olhando a estante recheada de livros, à minha frente, reparei no belo azul da capa de um livro e, pegando  nele,  comecei a  folheá-lo, e logo fiquei interessada no que acabava de descobrir. 
Calmamente, serenamente, li o Prefácio, que passo a apresentar-vos aqui:

PREFÁCIO

Em boa hora se publica esta pequena maravilha em quadras que é a Bíblia em verso, inicialmente publicada com o título A «História Sagrada»  para o povo decorar. A primeira edição remonta a 1920 e a iniciativa de revelar ao público  português esta obra é uma acção meritória e oportuna.

Eduardo Henriques Moreira nasceu em 1886 e faleceu em 1980. Foi pastor em várias Igrejas Evangélicas, viajou pelo Brasil e pela  África Portuguesa tornando-se símbolo  e referência no Protestantismo em Portugal. Foi Presidente da Aliança Evangélica quando reconhecida legalmente em 1935. Foi ainda professor do Seminário Evangélico de Teologia.

A sua faceta de escritor não é menos importante. Erudito e trabalhador incansável da escrita, em 1905, com apenas dezanove anos de idade, escreveu Pur Asbeston - um poema , com base no capítulo 3 do Livro de Daniel, a que Erasmo Braga se referiria em 1918 como «Fogo Inextinguível»  e acerca do qual Bulhão Pato escreveria: «As décimas terminadas com oitavas comonianas estão metrificadas de modo que  não parecem de um rapaz de vinte anos. Parabéns pela estreia!». Daí para frente viria a publicar novelas, conferências, poesia e historiografia, felizmente por muitos anos. São mais de duas dezenas as obras publicadas.

Tinha um profundo conhecimento da Bíblia, da História Religiosa e da Literatura em geral. Mostrava tal cultura que alguém, pessoa  respeitável, ouvindo-o falar numa conferência, teve este desabafo:  «Por  que não reconhecermos o Pastor Eduardo Moreira como Doutor Eduardo Moreira». Não possuía qualquer  título académico universitário, embora contactasse com intelectuais e artistas,  sem deixar de ser  a pessoa simples que se preocupava em escrever para o povo em geral. Em 1925, O Menino da mata e o seu  Cão Piloto já tinha editado dez mil exemplares e Duas Revoluções,  novela evangélica com ilustrações de Roque Gameiro, publicada pela primeira vez em 1912, tinha chegado aos sete mil exemplares em 1925.

Foi correspondente da Academia de Coimbra e sócio de várias academias e instituições semelhantes. Fez parte da vereação da Câmara de Lisboa e chegou a ser nomeado Capelão do Corpo Expedicionário Português na I  Guerra Mundial.

Um autor português a homenagear e a descobrir, pelo que não fica mal que se comece com esta maravilhosa colecção de quadras que nos contam, de modo tão pedagógico e simples, cenas e doutrinas do Livro dos Livros.
   (Jorge Leal - meu marido)
      
O pastor Eduardo Henriques Moreira 

Decidi que,  à terça feira, a começar hoje, darei início à publicação destas belas e importantes "Quadras", do Livro - A Bíblia em verso, editada pela Sociedade Bíblica  e publicada pela Texto Editora.

  INTRODUÇÃO

Vou contar a História Sacra
na maior das singelezas,
em palavras bem modestas
e em quadras bem portuguesas.

Vinde ouvir a narrativa,
todos haveis de gostar,
que a história das coisas santas
é bela pra decorar.

Tem no Velho Testamento
a história da criação;
e a do povo que nasceu
do grande Pai Abraão.

E no Novo Testamento
conta a história de Jesus,
o Filho de Deus, que trouxe
ao mundo a Divina Luz,

As belezas dessa História
são tamanhas e são tantas!
É bela pra decorar
a história das coisas santas.

 (Continua, querendo-o Deus, na próxima semana)

2 comentários:

Orlando Arraz disse...

Olá irmã Viviane, a paz. Ótima matéria sobre o Pr. Eduardo. Nosso Hinário "Hinos e Cânticos", que neste ano completa 140 anos, iniciado pelo Sr. Richard Holden, tem 4 hinos traduzidos pelo Pr.Eduardo, por sinal todos excelentes: "Terno e Suave,está Cristo chamando", "És minha Rocha, Senhor da vida"; "Cativa-me, Senhor" e "Comigo fica".Abraços aqui do Brasil.

Orlando Arraz disse...

E.T. Há mais um hino que ia me esquecendo: "Ó amigo Divinal".Portanto, 5 hinos maravilhosos.