segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Ainda, as Mães

A beleza de uma gaivota voando. Fonte da imagem: .bcnplagas.com/gaviotas.html


"A MINHA MÃE QUERIA QUE EU FOSSE AS SUAS ASAS.
PARA VOAR COMO ELA NUNCA TEVE CORAGEM
PARA FAZER. AMO - A POR ISSO.
AMO O FACTO DE ELA TER QUERIDO DAR Á LUZ
AS SUAS PRÓPRIAS  ASAS."

(Erica Jong,  n. 1942)
      

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Porque hoje é Domingo (428)


«O Senhor é justo e compassivo,
o nosso Deus é misericordioso.
O senhor protege os indefesos;
quando eu estava sem forças, ele livrou-me.
Ò minha alma,  tem confiança,
pois o Senhor foi bom para ti.
Ele livrou-me da morte;
Parou as minhas lágrimas e impediu a minha queda.
Por isso, andarei na presença do Senhor.
no mundo dos vivos.»

(Salmo 116:5 a 9)

 Na Bíblia para Todos

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Sonha! Sempre - Um poema de Edite C.C.Pereira

Um lindo e prometedor pinheirinho-

SONHA!  SEMPRE

Amigo:
Se a vida não faz sentido,
se te sentes abatido
e já não sabes viver,
mesmo com a alma a chorar
e o coração a doer,
nunca deixes de sonhar!

Amigo:
Ás vezes o céu nublado,
feio, triste e molhado,
promete um dia chuvoso;
e só saber esperar.
Vem aí o sol radioso,
munca deixes de sonhar!

Amigo:
Vê o céu  e as estrelas
brilhantes em noites belas.
Vê o que é bom neste mundo,
contempla as ondas do mar.
Sai desse abismo profundo.
Nunca deixes de sonhar!

Amigo:
E mesmo que a ilusão
que te enche o coração,
esteja p´ra sempre perdida,
continua a esperar
porque há sempre uma saída.
Nunca deixes de sonhar!

Amigo:
Vai nascer um novo dia.
Terás de novo alegtia,
agarra bem a esperança.
Só porque quisesre olhar
voltaste a ter confiança.
Nunca deixes de sonhar!

(Edite C.C. Pereira - no livro - Lágrimas e Sorrisos)

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

O musaranho - segundo Edith Holden

Um musaranho - Fonte da imagem: https://commons.wikimedia.org

«O musaranho vive em túneis subterrâneos que ele mesmo cava na terra. Alimenta-se de insectos e vermes, e, quando procura comida, fá-lo ajudado pelo nariz flexível e comprido. O musaranho não suporta muito a fome e é incapaz de resistir a um jejum prolongado. Diz-se  que muitos  dos musaranhos que costumam encontrar-se mortos nos caminhos e veredas, ao chegar o  Outono, morrem de fome pelo facto de as minhocas terem penetrado demasiado  fundo na terra e os insectos terem desaparecido nos seus esconderijos de Inverno.
É provável que o facto de o musaranho morto não ser aproveitado como alimento pelas doninhas, corujas, etc., seja devido ao cheiro intenso que emana.
Antigamente, este bonito e inofensivo animal suscitava medo e ódio supersticiosos entre os camponeses.»

  (No livro - A Alegria de viver em contacto com a Natureza - de Edith Holden - 1906)

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Hoje de manhã, eu e a minha vizinha da frente

Pôr-do Sol em Mira-Sintra - foto minha.
 Vim morar nesta casa, em Mira-Sintra, há 42 anos.

Escolhemos ficar no terceiro andar  direito´.
Quando chegámos, estava a instalar-se, chegada há pouco, "a minha  vizinha da frente" - a Dª  Amélia que, tal como eu, tinha os filhos pequenos.
Desde a primeira hora , nasceram entre as nossas duas famílias, bonitos e duráveis laços de respeito e amizade, que perduram até hoje, muito aumentados ...por estes 42 anos de uma agradável e boa  convivência.

Entre as coisas bonitas que nos unem, está o hábito de dividir-mos  frutas, legumes, flores, e várias outras coisas que nos são ofertadas  por amigos.
No último Domingo, recebi muitos limões e laranjas criados na  zona do Oeste, - terra da famosa e saborosa Pera - Rocha.
Pois bem, tal como habitualmente, coloquei num cestinho,  alguns limões - enormes...e algumas doces laranjas, que em nada ficam atrás das do Algarve. Peguei no cestinho, bati à porta e, lá apareceu sorridente a Dª Amélia. Ficou muito contente e muito agradecida.

Eu tinha a porta aberta e estava em cima da mesa da sala, um belíssimo arranjo floral, de rosas vermelhas num vasinho, que  me foram oferecidas por o Jorge, meu marido, ontem...dia de S. Valentim ou, dos Namorados.
Estamos casados há 50 anos e nunca o Jorge deixou passar um destes dias festivos, sem me ofertar flores,  sempre acompanhadas de um lindo e apropriado cartão.
Pois bem, quando vinha a entrar, lembrei-me de mostrar à Dª amélia, essas flores. Ela achou-as lindas!
E, pesarosa, disse-me que o marido não tinha esse hábito de lembrar o Dia de S. Valentim. Porém, quis mostar-me um pequeno quadro de madeira, com um pensamento, que ela sempre gostou muito, e que lhe foi oferecido por o marido há muitos, muitos anos.
Passou-mo para as mãos e eu, li e fiquei encantada com a beleza do pensamento.
Achei-o tão lindo que o desejei partilhar aqui neste espaço  com os amigos.

           «O SOL  PÔS-SE... MAIS UM DIA QUE PASSOU.
  NÃO TENHO A CERTEZA SE FIZ TUDO O QUE DEVIA...
...MAS TENHO A CERTEZA QUE FIZ O MAIS IMPORTANTE!

                      LEMBREI-ME DE TI »

                  Não tem o nome do autor.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Dez anos da Lei sobre a despenalização Voluntária da Gravidez até ás 10 semanas

Fonte da imagem: http://www.verfotos.net.

Dez anos de vigência da Lei da Interrupção Voluntária da Gravidez - 
 - 11 de Fevereiro de 2007 - 11 de Fevereiro de 2o17

   160.000  abortos provocados - 160.000 meninos mortos

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Porque hoje é Domingo (427)



«Portanto, procuremos  ser adultos e deixemos esses ensinamentos  mais simples. Não vamos agora começar outra vez com os primeiros fundamentos da doutrina, tais como:  nessecidade de arrependimento,  abandono das obras inúteis, fé em Deus,  doutrinas acerca do baptismo, imposição das mãos,  fé na ressurreição dos mortos,  e julgamento eterno.  E é isso que havemos de fazer, se Deus assim o permitir.Ora é impossível que aqueles que uma vez  receberam a luz de Deus, participaram do Espírito Santo, experimentaram o gosto da  palavra de Deus e sentiram as maravilhas do mundo do futuro, sim  é impossível que esses que abandonaram a fé  sejam novamente trazidos ao arrependimento. É que eles crucificam de novo o Filho de Deus com as suas próprias mãos e expoem-no publicamente  à injúria.

São como a terra que absorve a chuva sempre que chove. Se essa terra produz plantas úteis aos que trabalham, é abençoada por Deus. Mas se a terra apenas produz espinhos e cardos, então  não presta para nada. Será amaldiçoada por Deus e por fim será queimada..

Mas, embora falemos assim, queridos amigos, estamos certos de que as melhores coisas vos esperam , que têm a ver com a salvação. Ora Deus não é injusto. Não se esquece do vosso trabalho nem do amor que mostraram por ele, ao atenderem,  como ainda atendem,  ás necessidades dos outros irmãos na fé.  Fazemos ardentes votos para que cada um de vós mantenha a sua dedicação até ao fim, de modo que todos possam alcançar tudo aquilo que esperam. Não queremos que se tornem preguiçosos, mas antes que sigam o exemplo  daqueles que, pela  sua fé e perseverança alcançam a herança que Deus prometeu.»

  (Ep. de S. Paulo aos Hebreus 6:1 a 12)
   Na Bíblia  para Todos

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Aconteceu faz hoje 111 anos

O Diário de Edith Holden - em português
Dia nove de Fevereiro de 1906

«De noite nevou e, esta manhã, deparámos  com uma paisagem branca. Até agora, neste inverno, munca tinha nevado tanto. Retirei a neve de uma parte  da  relva e depois deitei na clareira pão e arroz. Veio uma multidão de pàssaros. Também instalei metade de um coco, sustentado pot três paus, e em dado momento havia oito melharucos ao mesmo tempo. Em várias ocasiões travaram entre si terríveis batalhas. Um  minúsculo chapim apossou-se do coco e sentou-se  no centro, mostrando uma atitude de desafio para com todos os demais. Era divertidíssimo vê-lo agachado na concavidade fazendo fintas e ciciando a um chapim- real, muito maior  que ele, que se lhe acercava de asas e bico abertos.

     Esta manhã  houve um eclipse parcial da  lua, visível ás cinco e cinquenta e sete minutos. Ás oito da noite, a lua estava rodeada de uma  auréola maravilhosa com as  cores do arco-íris, perfeitamente visível e muito brilhante.»

(No livro - A Alegria de viver com a Natureza - de Edith Holden) 

E agora, acrescento eu, estes dois belos passarinhos de que fala o texto:
               
Um abelharuco. Fonte da imagem:http://pescadordeaves.blogspot.pt   

     
 Um lindo chapim azul . Fonte da imagem: http://www.serradaestrelaselvagem.org/galeria-de-imagens/
      

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Um poema de Eugénio de Andrade



«Se pudesse, coroava-te de rosas
neste dia -
de rosas brancas e de folhas verdes,
tão jovens como tu, minha alegria.

Terra onde os versos vão abrindo,
meu coração, não tem rosas para dar;
olhos meus, onde as águas vão subindo,
cerrai-vos, deixai de chorar.

(Eugénio de Andrade - no livro -Primeiros Poemas)

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Apresentando a Bíblia em verso (21) Uma obra de Eduardo Henriques Moreira

Representa o Apostolo João na Ilha de Patmos. Fonte da imagem:http://iadrn.blogspot.pt/ 

Continuação

Convertido à fé cristã
e baptizado entrementes,
tomou o nome de Paulo
e foi o «Doutor das gentes».

Foi a Roma e a Corinto,
andou as sete partidas,
levando o Santo Evangelho
a muitas almas perdidas.

Naufrágios, fomes, prisões
não o conseguem vergar,
e afirma sempre animoso:
«Ai de mim se  não pregar!»

São João, preso e velhinho,
fala ainda do amor;
vê o futuro distante
e o juízo do Senhor.

Vê feras, selos quebrados,
Vê nas nuvens um «ceifeiro»,
a queda de Babilónia
e a vitória do Cordeiro.

Vê  céus novos, nova terra
onde só existe o bem
e termina a profecia:
«Amem: cedo Jesus vem!»

Desde então o povo crente
vela e ora sem cessar;
esperando o Salvador
que nos prometeu voltar.

Mas enquanto Ele não volta
e justiça a todos faça
devemos nós neste mundo
dar testemunho da Graça.

Sabendo que o tempo é nada
para Deus, que tudo cria:
um dia é como mil anos
e mil anos como um dia.

Quando voltar, justiceiro,
oxalá Ele nos veja
um bem unido «rebanho»,
uma obediente Igreja.

  (Na Bíblia em verso - uma obra do pastor Eduardo Henriques Moreira)

Nota:

Assim, está concluída, a apresentação desta interessante e valiosa obra, que este grande homem de Deus nos deixou.
Saibamos nós, apreciá-la, valorizá-la, preservá-la e divulgá-la; é o mínimo que podemos fazer  como prova de gratidão, primeiro ao Senhor Deus, que inspirou o seu servo, e depois, para com este fiel e fervoroso  cristão,   que nos antecedeu e constitui um exemplo para nós.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

A lenda do Pintarroxo

Um pintarroxo - Fotografado na Serra da Gardunha.
A minha amiga Dilita, publicou no seu Blogue - http://rendadebirras.blogspot.pt/,
esta interessante lenda, acerca de um passarinho chamado Pintarroxo.
Gostei de a ler, aliás, eu gosto de ler tudo o que encontro sobre "os passarinhos",  porque desde pequenita  procuro aprender sobre  eles,  e sinto por estas interessantes "criaturas" um carinho muito especial.
Daí, achei por bem partilhar esta,  para mim, surpreendente lenda, aqui com os amigos.
Peço desculpa por o tamanho da letra, mas não consegui aumentá-la.

(No Blogue - http://rendadebirras.blogspot.pt/)

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Porque hoje é Domingo (426)


SENHOR  que o teu nome glorioso seja louvado,
cuja grandeza está acima de toda a benção e louvor!

Tu és SENHOR  e não há outro.
Foste tu que fizeste o céu
e o mais alto dos céus, com todas as estrelas;
fizeste a terra e tudo o que nela existe,
e os mares  e o que eles contêm.
És tu que dás a vida a todas as coisas.
Adoram-te as estrelas do céu.

   (Livro do profeta Neemias - cap.9)

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Um pensamento de Albert Camus

O escritor e filósofo francês - Albert Camus
«Eu não creio na sua ressurreição, mas não ocultarei a emoção que sinto diante de Cristo e dos seus ensinamentos. Perante Ele e a sua história não experimento senão respeito e reverência.»
            (Albert Camus)
 

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

INFÂNCIA - Um poema de Casimiro de Abreu

O poeta brasileiro Casimiro de Abreu.

INFÂNCIA

Ó  anjo da loura trança,
           Que esperança
Nos traz a brisa do sul!
 -    Correm brisas das montanhas
             Vê se apanhas
A borboleta de azul!...

Ó anjo da loura trança,
          És criança,
A vida  começa a rir.
 -  Vive e folga descansada,
         Descuidada
Das tristezas do porvir.

Ó anjo da loura trança,
      Não descansa
A primavera inda em flor;
Por isso aproveita a aurora,
           Pois agora
Tudo é riso e tudo amor.

Ó anjo da loura trança
          A dor lança
Em nossa alma agro descrer.
 -   Que não encontres na vida,
           Flor querida,
Senão contínuo prazer.

Ó anjo da loura trança,
          A onda é mansa,
O céu é lindo dossel.
E sobre o mar tão dormente,
          Docemente
Deixa correr teu batel.

Ó anjo da loura trança,
          Que esperança
Nos traz a brisa do sul!...
 -   Correm brisas das montanhas...
            Vê  se apanhas
A borboleta azul!...

(Rio de Janeiro -  1858
Casimiro de Abreu - 1839 / 1860) 

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Sê bem vindo, mês de Fevereiro

 As Violetas - viola odorata. - já estão em flor.
  
Entre as várias plantas que há no meu jardim, estão as violetas -viola odorata -. Foram plantadas há muitos, muitos anos pela minha mãe e não requerem grandes cuidados, pois são muito resistentes.Elas gostam de ambientes húmidos, sombrios e frios. Florescem nos fins de Janeiro /Fevereiro e permanecem floridas durante muito tempo.Ontem quando olhava o jardim ,reparei que elas já estavam em flor. Fiquei tão contente! São lindas, tão lindas!
Já estamos em Fevereiro

«O nome deste mês vem da palavra  "Februare", purificar, ou de Februa, festival romano de expiação que se celebrava no final deste mês. Em anos correntes, Fevereiro tem  28 dias, mas em anos bissextos tem 29.

Eis como,  na Escócia, foi  o dia um de Fevereiro de 1906 - faz hoje 111 anos:

"Pela manhã esteve  um dia cinzento, com ligeiros chuviscos, mas a tarde foi clara e sem frio."
         (no livro - A Alegria de Viver com a Natureza - de Edith Holden)  

Curioso...afinal, muito igual ao dia de hoje em  Mira-Sintra - Portugal.

A minha  árvore - lima-limão - já está carregada de frutos maduros.

Produz durante quase todo o ano. 

Alguns provérbios populares  referentes ao mês de Fevereiro:

1 - Em Fevereiro cada sulco um regueiro.
2 - Fevereiro afoga a mãe no ribeiro.
3 - Em Fevereiro frio ou quente chova sempre.
4 - Em Fevereiro enche a velha o fumeiro.
5 - Quando não chove em Fevereiro
      não há bom prado nem bom palheiro
      nem bom corno de carneiro.
6 - Em Fevereiro neve e frio é de esperar ardor no Estio.

Desejo a todos os amigos, que habitualmente por aqui passam, um  lindo, alegre, feliz e abençoado mês de Fevereiro.