sábado, 21 de novembro de 2009

"Da minha aldeia" - um poema de Fernando Pessoa


Longroiva - Distrito da Guarda

Da minha aldeia vejo quando da terra se pode ver no Universo....
Por isso a minha aldeia é grande como outra qualquer
Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não do tamanho da minha altura...

Nas cidades a vida é mais pequena
Que aqui na minha casa no cimo deste outeiro.
Na cidade as grandes casas fecham a vista a chave,
Escondem o horizonte, empurram nosso olhar para longe de todo o céu,
Tornam-nos pequenos porque nos tiram o que os nossos olhos nos podem dar,
E tornam-nos pobres porque a única riqueza é ver.

Alberto Caeiro - O Guardador de rebanhos

12 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Só passei para saber ...
da sua saúde esperando
sempre que esteja bem,
da sua casa rezando
para que esteja em Paz,

da sua família esperando
que esteja em harmonia,
de seu trabalho desejando
um enorme progresso,
dos seus problemas mais bobos
almejando uma solução,
das suas finanças aspirando
que você prospere,
da sua vida sentimental torcendo
para que tenha um amor,
das suas preocupações pedindo a
DEUS que você encontre tranqüilidade,
se você se sente só tomara
que perceba que estou sempre aqui,
se sente em total abandono quero
que encontre apoio na FÉ,

Só passei para te desejar
Bom dia...
Boa tarde...
Boa noite....

E para que saiba que estará
sempre acompanhado (a)
pelo bom pensamento desse anjo,
E se ainda assim tudo lhe parecer escuro
e você sentir que nada posso fazer,
Saiba assim mesmo que sempre
rezarei por você!
até sempre.....
(Seu Anjo da Guarda)

Autor Desconhecido

beijooo.

neli araujo disse...

Oi, Viviana querida!

Que lindo este poema de Fernando Pessoa!

E a imagem que a amiga escolheu é maravilhosa!

Desejo um final de seman abençoado!

beijo carinhoso,

neli

BC disse...

Como as aldeias podem ser tão mais grandes que uma grande cidade.___________Na cidade vimos pouco comunicamos pouco e nas alfeias como Fernando Pessoa tão bem diz vê-se tudo, bebemos os cheiros, sentimos as gotas de chuva na cara de outra forma, vemos as flores com outras cores!!!!
Beijinho e Bom Fim de Semana
Isabel

Angela Guedes disse...

Oi Viviana!!!
Confie na sua intuição. E siga em linha reta.
É o futuro que você vai construir !
Lute, mas lute com todas as forças. Você é Luz!
Neste momento, anjos te cercam,
abençoam seus projetos. Com esta certeza, não
desista de nada. Reconheça que você
merece ser feliz ! E não olhe para o passado.
Imite os pássaros na longa Viagem.
Apenas tenha certeza de que vai chegar.
Muita paz e luz pra você !!!
Ângela

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA VIVIANA, BELA ESCOLHA DESTE POEMA DO GRANDE FERNANDO PESSOA... FIQUEI FASCINADA... ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Viviana disse...

Olá Ana linda

Obrigada, obrigada por tanto desejo lindo para mim!
Bem haja, boa amiga.

Tenha um lindo Domingo

um beijo
viviana

Viviana disse...

Néli querida

Muito simples mas muito rico e muito belo!

No Fernando Pessoa encontramos contínuamente coisas belas e surpreendentes.

Tenha um lindo Domingo

um beijo

viviana

Viviana disse...

Querida Angela

Obrigada por todo esse encorajamento que a minha boa amiga me deseja!

È bom ter amigos que assim se preocupem conosco...

Desejo-lhe um Domingo muito abençoado

um abraço

viviana.

Viviana disse...

Querida Fernandinha

Poetisa linda

È sem dúvida um belo poema!

Ele sabia bem do que falava!

Tenha um lindo Domingo

um beijo

viviana

Viviana disse...

Querida Isabel

È admirável como a minha boa amiga perscruta e retira palavras tão belas e ricas da mensagem do autor!

Eu creio qiue mesmo isso...que a Isabel tão bem descreve, que ele nos quer transmitir.

Lindo!

Tenha um bom domingo

beijos

viviana

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Quando o poema é de Caieiro nada há a comentar a não ser ressaltar as frases:"...porque eu sou do tamanho do que vejo
e não do tamanho da minha altura..."

Perfeição!!

Linda escolha!

Beijos!

Sonia Regina.

Viviana disse...

Querida Sonia

Tem razão, boa amiga.

"Quando o poema é de Caieiro nada há a comentar a não ser ressaltar as frases:"...porque eu sou do tamanho do que vejo
e não do tamanho da minha altura...""

Um abraço

viviana