quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Que saudades dos Pêros Casanova!


Pipo de Basto - imagem da net

Quando criança, comi muita fruta, muitos legumes e muito peixe.
A fruta era barata e de boa qualidade, criada sem pesticidas e adubos "manhosos".Nos lugares onde vivemos, nos arredores de Leiria, havia abundância de pomares, e práticamente não havia ninguém que não amanhasse um pedaço de terra e não plantasse árvores de fruto.
Entre estes estavam os meus pais, os quais desde que me lembro de mim, sempre cultivaram a terra.
Tanto o Pai, que partiu para o céu 27 anos antes da mãe, como a mãe, que deu continuidade ao amanho das terras depois de o pai partir, e até para além dos oitenta anos fez questão de as trabalhar, sempre, sempre cultivaram a terra.
Quanto ao peixe, que chegava á praça de Leiria fresquinho, vinha directamente das lotas da Nazaré, Vieira de Leiria e Peniche, tinha tambem preços muito acessiveis e estava sempre presente na nossa mesa.
A carne, já não era bem assim, pois era mais cara e para obstar essa dificuldade criavam-se coelhos e galinhas que eram cozinhados mais, em dias especiais.
Mas voltemos á fruta.
Havia nesse tempo um tipo de Pêro - nesse tempo destinguiam-se os peros das maçãs...hoje se perguntar a uma criança ou a um jovem se sabe o que é um pero, dificilmente ele saberá responder. Hoje, é tudo maçãs - um tipo de pero dizia eu, que se chamava "Pero Casanova".
Era muito saboroso, sumarento, com a polpa muito branquinha, um pouco ácido, o que o tornava muito agradável, e era vermelho e branco, mais vermelho na parte de cima e branco junto á basse.Tinha um formato alongado e ia estreitando em cima e alargando em baixo.
Aparecia, como todas as maçãs, no fim do verão.
Nessa altura, acho que ninguém pensava sequer em armazenar fruta em frigoríficos; ela vinha na época e quando acabava, acabava.
Algumas pessoas costumavam guardar algumas maçãs e pêros para o Natal.
Recordo-me da uvas cujos cachos mais loirinhos e mais doces, se penduravam no tecto da casa, e ali ficavam á espera da festa de Natal e ano novo. Já "passinhas" como nós dizíamos.
Hoje, como nós sabemos, cultivam-se em portugal muitíssimas novas espécies de fruta, sobretudo maçãs.
Pesquizei na net a ver se encontrava o tal Pero Casanova, e fiquei espantada com a lista de tipos e variedades de maçãs que encontrei.Incrível, mesmo.
Pesquizando em Pero Casanova, não encontrei nada, imaginem! Apareceram-me tantas outras coisas como lojas de roupa etc
Então "andei" no meio das maçãs na tentativa de encontrar alguma que fosse pelo menos parecida.Seleccionei duas, mas ambas com nomes que não têm nada a ver.Uma delas chama-se: "Camoesa de burro!" Vejam só!
O outro é o "Pipo de Basto!"
Mas porque é que estou para aqui a escrever tudo isto, perguntarão?
Pois é, é que esta semana para meu espanto e minha alegria, descobri no Super-mercado aqui de Mira-Sintra, uma caixa de Pêros Casanova!
Que emoção!
Claro, que trouxe bastantes e desapareceram logo.
Daqui a pouco, vou voltar lá, com a esperança de ainda encontrar alguns, para me consolar e recordar a minha infância.
Uma vez por ano, no fim do verão, com um pouco de sorte acabo por encontrar uma caixa destes saborosos pêros.
Eu creio que eles não tem "perfil" para serem conservados no frio.
Já agora, se entre os meus simpáticos leitores, houver alguém que me possa passar alguma informação acerca destes meus preferidos pêros, eu agradeceria.

15 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Bom dia amiga!

Muita paz,
muita alegria,
muito amor e
muita saúde!

beijooo.

renato disse...

Olá Viviana!

Minha boa Amiga, eu nem sequer conhecia estes pêros Casanova! Se os visse chama-lhe maçãs!

E com este nome "Casanova" conheço outro tipo de "Pêros"!

Infelizmente, Viviana, não a posso ajudar! Mas que são bonitos e apeteciveis, lá isso são!

Um abraço,

Renato

gaivota disse...

minha amiga, a minha região é a melhor em toda a fruta... no distrito de leiria é bem conhecida toda a fruta e legumes, os bons pêssegos, o pero golden delicious e outras maçãs de alcobaça, como o casanova (era a preferida da minha mãe, havia sempre lá em casa) a pera rocha da minha terra, de caldas da rainhae só mesmo nesta zona, oeste, é que há esta pera!
o mercado de leiria era e ainda é muito bom, já não é no mesmo sítio!
e lá vai o peixinho a saltar, vindo pelas mãos das peixeiras da nazaré!
não me quero gabar, mas... pertenço ao melhor distrito do nosso país, em muita qualidade dos produtos consumíveis!
e chamem-lhe pêros, ou maçãs, tanto faz...
e pendurávamos uvas e melões, para o natal...
outros tempos minha amiga, outro tipo de "vivências"
beijinhos

Pelos caminhos da vida. disse...

Voltei amiga pois esqueci de falar que tem Meme pra vc no blog:

http://anasique.blogspot.com

beijooo.

esperança disse...

Olá! Boa noite minha querida e doce maninha.
Mais um poste a fazer-me recordar toda a bela vivência da nossa infância, na querida e linda cidade de Leiria. Até comia agora uma brisa do Lis.
Quantas saudades tenho de comer um pêro casanova, que eu comprava à dúzia, davam 13, no velho e farto mercado da cidade.
Eu tinha paixão, por Leiria, pelo seu lindo castelo, pele Senhora da Incarnação, aonde passei com os amigos, filhos do Sr. Fabrício, e não só, agradáveis terdes.
É uma cidade magnifica !!!
Tem, tenhamos todos, uma noite tranquila.
Esperança

Viviana disse...

Olá Ana loinda

Desejo tudo igualzinho para si, boa amiga.

Um abraço

viviana

Viviana disse...

Olá Renato, meu bom amigo

Como o Renato, há muitas pessoas que os não conhecem.

Tambem não sei se serão frequentes por aí nessa zona...

Ou se os haverá.

Um abraço

viviana

Viviana disse...

Olá Gaivota linda

È bem verdade o que diz!

Toda essa Zona da sua terra é riquíssima em excelente fruta.

Então a "minha" saborosa e crocante Pera Rocha!

E de verduras, e de bom peixe...

Enfim, muita coisa boa.

Parabéns, boa amiga

Um beijo

viviana

Viviana disse...

Ana linda

Já fui espreitar o Meme do seu blogue.

Acgei-o interessante.

Logo já irei buscá-lo.

Um beijo e muito obrigada por o carinho.

Viviana

Viviana disse...

Olá minha linda maninha Esperança

Lembras-te bem, não é verdade?

Tanta farturinha de fruta!

Um maravilha!

Eu aqui, com sorte, encontro-os á venda uma vez por ano, no fim do verão.

Um grande abraço

Viviana

Linda Neto disse...

Eu também adooooro de paixão os Peros Casanova, pois era a futa que mais amava na minha infância, em conjunto com as cerejas :)

Mas tenho facilidade em arranjar, ainda para mais nesta altura, no nosso mercado principal em Setubal :)
Se quiser, podemos tratar de lhe enviar uns quantos, para matar a saudade :

Linda

Viviana disse...


Olá, Linda!

Que agradável surpresa a sua presença neste cantinho!
É muito bem vinda!

Que atitude gentil e simpática, a sua!
Tocou-me.

Muito obrigada.

"Deixe estar" (assim se dizia na minha mocidade)

Pode ser que um dia destes eu volte a ter a grata surpresa de deparar-me com uma caixa de Peros Casa - Nova, em algum super-mercado!

Creio que não nos conhecemos, pois não?
Tenho vários amigos para essas bandas...

Um grande abraço e...uma vez mais...muito obrigada
Viviana

Linda Neto disse...

Olá,

Penso que não nos conhecemos, encontrei este blog por acaso :)

Mas se entretanto tiver saudades desta fruta, já sabe ;)

Beijinho

Linda

Viviana disse...

Olá, Linda!

Fico-lhe muito grata por tamanha gentileza.

É interessante, que ás vezes, quando não o esperamos...
acontecem "coisas bonitas", como esta nosso "encontro".
Deus lá sabe porquê...

Tudo de bom para si.
Que o Deus de amor a abençoe
Um grande abraço
Viviana

Ana Ventura disse...

Olá! Os meus pais têm um pomar antigo, que pertencia aos meus avós, no qual ainda têm
algumas árvores desse pêro. Realmente é um pêro bastante apreciado pelas pessoas que experimentam. Também moramos no distrito de Leiria, mais propriamente Caldas da Rainha.Se passares por aqui perto, os meus pais costumam vender a preço simpático (penso que a volta de 0.50. Estamos na altura dele.