sábado, 29 de janeiro de 2011

É preciso avisar toda a gente


Campo de papoilas - Imagem da net.

É preciso avisar toda a gente
dar notícias informar prevenir
que por cada flor estrangulada
há milhões de sementes a florir.

É preciso avisar toda a gente
segredar a palavra e a senha
engrossando a verdade corrente
duma força que nada detenha.

É preciso avisar toda a gente
que há fogo no meio da floresta
e que os mortos apontam em frente
o caminho da esperança que resta.

É preciso avisar toda a gente
transmitindo este morse de dores.
É preciso imperioso e urgente
mais flores mais flores mais flores.

João Apolinário
(in Morse de sangue)

6 comentários:

Fernanda Maria Rocha Mesquita disse...

grande mensagem de urgencia! urgente e' preciso nao perder a sensibilidade, de saber olhar, sentir e colaborar para que a beleza natural nao se retenha ou definhe com o desleixo humano.
uma boa noite
fernanda

Rosa disse...

Lindo, lindo o post e a poesia.
Gostei.
Vivina, resto de uma boa tarde

Beijos

manuel marques disse...

Muito linda esta poesia.

Beijo.

Viviana disse...

Olá Fernanda

Sim, minha boa amiga, é preciso, é urgente mantaer a sensibilidade de saber olhar, sentir e vêr...

"São precisas mais flores, mais flores, mais flores!"

Um abraço

viviana

Viviana disse...

Querida Rosa

O poema é muito belo.

O Jorge desde a adolescência que o sabe de memória.

Recitou-o todinho, agora.

Um grande abraço

viviana

Viviana disse...

Sim, amigo Manuel

Esta poesia é linda.

Gostei de a encontrar

Um beijo e bom fim de semana

viviana