quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Morreu Malangatana


Malangatana Valente NGWENYA


Vivências - Uma de entre as suas muitas obras.

A noticia entristeceu Portugal, África e todo o mundo.

«Malangatana, o mais conhecido pintor moçambicano, 74 anos, faleceu hoje às 03:30 (hora de Lisboa) no Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, vítima de doença prolongada, segundo a direção da unidade de saúde, onde o artista plástico se encontrava internado há vários dias.

Malangatana Valente NGWENYA nasceu a 6 de Junho de 1936 em Matalana, Moçambique. Produziu uma vasta obra no campo da pintura e é hoje um dos mais notáveis artistas africanos.
Representado em inúmeros museus e colecções particulares em todo o mundo, Malangatana, artista multifacetado, que canta, dança, faz poemas, teatro, cerâmica e escultura, é grande animador sócio-cultural e vê erguer-se presentemente o sonho de construção do Centro Cultural na sua aldeia natal.»

A Mamã preocupada

Nos teus braços eu fiquei
quando me nasceste muito preocupada
quem estava aflita
naquela altura perigosa
com o receio de que Deus me vai levar?

Tudo em silêncio olhava
para ver se o parto corria bem
tudo lavava as mãos
para poder receber quem vinha dos Céus
e toda a mulher quieta e aflita

Mas quando afastei-me
do lugar em que me guardaste durante longo tempo
dei logo o primeiro respiro
tu gritaste logo de alegria
o primeiro beijo foi o da Avó

Que levou-me logo para o lugar
que me guardaram e é secreto
tudo foi proibido a entrar no meu quarto
porque tudo cheirava mal
e eu todo fresco, fresco
respirava finalmente dentro das minhas fraldas

Mas a Avó que se supunha doida
estava sempre ao meu lado
ver-me e rever-me sempre
porque as moscas vinham ter comigo
e os mosquitos inquietavam-me
Deus que revia-me também
era o amigo da minha Avó velhinha

In livro de Malangatana Valente NGWENYA "Vinte e quatro poemas", edição do ISPA

2 comentários:

manuel marques disse...

Malagatana não morreu,mudou simplesmente de lugar,

Linda homenagem.

Beijo.

Viviana disse...

É verdade, Manuel.

Malangatana estará sempre presente.

Vou ver se consigo comprar um dos seus quadros...pois gostaria muito de possuir um.

Um beijo

viviana