quinta-feira, 21 de abril de 2011

Jesus no Getsemani


«Então chegou Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani, e disse a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto vou além orar.

E, levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se muito.

Então lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza até a morte; ficai aqui, e velai comigo.

E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres.

E, voltando para os seus discípulos, achou-os adormecidos; e disse a Pedro: Então nem uma hora pudeste velar comigo?

Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.

E, indo segunda vez, orou, dizendo: Pai meu, se este cálice não pode passar de mim sem eu o beber, faça-se a tua vontade.

E, voltando, achou-os outra vez adormecidos; porque os seus olhos estavam pesados.

E, deixando-os de novo, foi orar pela terceira vez, dizendo as mesmas palavras.

Então chegou junto dos seus discípulos, e disse-lhes: Dormi agora, e repousai; eis que é chegada a hora, e o Filho do homem será entregue nas mãos dos pecadores.

Levantai-vos, partamos; eis que é chegado o que me trai.

E, estando ele ainda a falar, eis que chegou Judas, um dos doze, e com ele grande multidão com espadas e varapaus, enviada pelos príncipes dos sacerdotes e pelos anciãos do povo.

E o que o traía tinha-lhes dado um sinal, dizendo: O que eu beijar é esse; prendei-o.

E logo, aproximando-se de Jesus, disse: Eu te saúdo, Rabi; e beijou-o.

Jesus, porém, lhe disse: Amigo, a que vieste? Então, aproximando-se eles, lançaram mão de Jesus, e o prenderam.

E eis que um dos que estavam com Jesus, estendendo a mão, puxou da espada e, ferindo o servo do sumo sacerdote, cortou-lhe uma orelha.

Então Jesus disse-lhe: Embainha a tua espada; porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão.

Ou pensas tu que eu não poderia agora orar a meu Pai, e que ele não me daria mais de doze legiões de anjos?

Como, pois, se cumpririam as Escrituras, que dizem que assim convém que aconteça?

Então disse Jesus à multidão: Saístes, como para um salteador, com espadas e varapaus para me prender? Todos os dias me assentava junto de vós, ensinando no templo, e não me prendestes.

Mas tudo isto aconteceu para que se cumpram as escrituras dos profetas. Então, todos os discípulos, deixando-o, fugiram.»
(Ev. de S. Mateus cap. 26:36 a 56)

8 comentários:

Marlene Maravilha disse...

Amiga querida,
Quantas licoes e quanto aprendizado temos nesta passagem das escrituras. Quanto amor e humildade poderíamos aprender, nao é verdade? O mundo com certeza seria melhor. Mas as coisas sao como sao, e a comecar em nós, que se quebrem os coracoes daqueles que entenderem melhor as licoes.
Feliz Páscoa!!!
beijos

manuel marques disse...

Desejo-lhe uma Páscoa feliz.

Abraço.

esperança disse...

Boa noite maninha muito querida.

Oxalá estes textos sagrados que tens postado nesta semana Santa calem bem fundo nos nossos corações, para aprendermos com o Senhor Jesus, Ele embora fosse o filho de Deus, era humano, e estava triste até á morte, o Senhor Jesus afastando-se e prostrou-se sobre seu rosto para orar, isto por três vezes. E nós? Como é que oramos?
O Senhor disse: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.”
Portanto mostrou, que o segredo para resistirmos ás tentações, é ORAR.

Tem, tenhamos todos uma noite tranquila

Rosa disse...

Esta é a hora, o tempo de despertar.

"Orai e vigiai" diz o Senhor.

Não podemos deixar-nos adormecer, como aconteceu com os discípulos, para que não aconteça, "entrarmos em tentação".

Senhor, como Tu, no Monte das Oliveiras, ensinamos a orar, a velar Contigo.
A estarmos vigilantes.

Senhor, nesta noite de Quinta -Feira Santa, nós Te pedimos, ainda que Te abandonemos, não nos abandones Tu.

Viviana disse...

Querida Marlene

É verdade, amiga.

São textos repletos de ensinamentos preciosos para os que amam e servem o Deus eterno.

Ah! quanto gosto desse coro:


"A começar em mim
Quebra corações
Pra que sejamos todos um
Como tu és em nós

Onde há frieza
Que haja amor
Onde há ódio o perdão
Para que seu corpo
Cresça assim
Rumo a perfeição
Um abraço querida"

viviana

Viviana disse...

Meu querido Manuel

Obrigada, bom amigo.

Também para si e para todos os seus, o desejo de uma Santa e alegre Páscoa!
Um abraço
viviana

Viviana disse...

minha querida Maminha Esperança

Um texto belíssimo!
Tocante!
Comovente!

Como terá sido essa extraordinária oração no monte das Oliveiras?

Todo o nosso pecado estava a pousar sobre os seus ombros...
Ele carregou esse peso por nós.
Quanta gratidão deverá existir nos nossos corações?

Um beijo, maninha

viviana

Viviana disse...

Querida Rosa

Oro consigo:

"Senhor, como Tu, no Monte das Oliveiras, ensinamos a orar, a velar Contigo.
A estarmos vigilantes."
Um abraço, amiga
viviana