terça-feira, 5 de abril de 2011

Os meus Hinos queridos (8)


Louvando a Deus com hinos

Gosto muito de cantar hinos. Comecei a aprendê-los era criança, e até hoje, aos setenta anos, continuo a ter um prazer imenso em cantá-los, para louvor e glória de Deus. O meu pai era um crente exemplar que também gostava de cantar hinos e, cantava-os bem, mesmo sem acompanhamento de qualquer instrumento musical. Na minha memória, está, e estará para sempre gravado o tom da sua bela voz. Todos sentados á volta da mesa da sala, que ainda lá permanece, e onde estão pousados a sua velha bíblia e o seu velho hinário, com muitas marcações e muitas folhas dobradas a assinalar os seus hinos e leituras preferidas.
Um dos hinos preferidos do meu pai era o número 481 do Cantor Cristão, com o título: "Ao Lar Celestial".Sorrio e comovo-me quando passa na minha mente aquela imagem belíssima da família reunida em Culto Doméstico para adorar e louvar o nosso Deus e aprendermos mais da sua Palavra Sagrada.Aprendi tanto, tanto, que praticamente muito do que sei hoje, vem daí desse tempo. Sei de memória muitos dos 581 hinos do Hinário, fora todos os outros hinos e coros de outras publicações. Como poderão imaginar, sou inteiramente grata ao meu Deus por a benção dos pais que Ele me deu.
Este hino que decidi publicar aqui hoje está muito presente no meu pensamento, bem assim como a voz forte e bonita do meu pai e a voz suave da minha mãe.

Ao Lar Celestial

Para a terra abençoada vou,
Ansioso peregrino sou,
Em busca do feliz lugar
No qual eu hei-de descansar.

Refrão

Oh! bela terra de primor,
Querida herança do Senhor,
Olhando, vejo, além do mar,
Que breve eu hei-de atravessar,
A praia aurea, perenal,
Do lindo lar celestial.

Comigo vai o meu Senhor
Do mal me guarda com amor,
De paz transborda o coração,
E dá-me eterna salvação.

Na vastidão celestial
Ressoa o canto angelical
Da triunfante multidão
Feliz por sua redenção.


Autor: Justus Henry Nelsons
1850 - 1937



Compositor: John R. Sweney
1837 - 1899

8 comentários:

Maria disse...

Já tinha dado pela falta deste título. Obrigada!
É verdade, belos hinos. Que saudade tenho de os cantar com outros crentes, embora os vá cantando sozinha. Hoje quase não se usam e, um dia desses, passam a desconhecidos...
Shalom!
Mimi

Rosa disse...

Olá Viviana.

Que pena não termos a musica, decerto que gostaríamos tanto como gostamos da letra.

Como já lhe disse, também gosto muito de cantarolar, e qualquer frase ou palavra que se diga "aqui em casa" dá para nos lembrar de algum cântico.
E como se diz que, cantar é rezar duas vezes, cantemos.

Viviana, bom fim de tarde, aqui de autentico verão.
Beijos.

Ao toque do Amor disse...

Olá, minha doce e linda Viviana...Parabéns pela escolha do hino.lindo!!!!
Hoje vim te oferecer o premio tocou-me/2011 e deixar um beijinho
sn

Viviana disse...

Querida Mimi

Cantou-o tantas vezes, não foi?

Mas é como diz, hoje quase não se cantam estes hinos tradicionais.
É tudo "coros" da modernidade!

Não têm nada a ver.

Um grande abraço

viviana

Viviana disse...

Querida Rosa

Só não coloquei a música para não alongar mais o post.

Mas eu irei fazer com que a conheça.
É bem linda.

Um grande abraço

viviana

Viviana disse...

Sandrinha querida

Doce e linda amiguinha

Mas que gentil!

Sempre a lembrar-se de mim...
Nem sei que lhe diga.

Obrigada.

O Prémio é muito lindinho.
Já o fui buscar.

Um beijo

viviana

Marlene Maravilha disse...

Minha querida Viviana!
Temos muitas coisas em comum e ja falamos sobre isso. Eu também amo os hinos e tenho com eles muitos momentos lindos de louvor e adoracao. Que grata imagem a lembranca do teu pai!Foi passada com tanta clareza que eu visualizei com detalhes.
Estou retornando querida, depois de um mes no Uruguai com a familia.
Deus é bom!
beijos da amiga e obrigada pelas tuas palavras de carinho.
Uma semana de bencaos!

Viviana disse...

Querida Marlene
Que alegria enorme, amiga, encontrá-la aqui!
Tinha muitas saudades!
Que bom que "Deus é bom!"
E eu que o diga!

Obrigada por as suas lindas e boas palavras e todo o seu carinho para comigo.

Bençãos, sem fim, do céu, sobre si e a sua linda família, amiga querida

um beijo

viviana