quinta-feira, 14 de abril de 2011

O canto da carriça


Carriça - Troglodytes- Trouglodytes - Imagem da net.

Empoleirada num ramo alto da nossa figueira da casa da aldeia, uma pequena e graciosa carriça, entoa a sua bela melodia, insistentemente, alegrando o nosso espírito enquanto vamos cuidando das flores e do jardim.
Quando ela chega, e inicia o seu canto, eu paro o que estou a fazer e fico quietinha, em silêncio, esticando o pescoço no desejo de pousar os meus olhas nela - o que não é facil pois ela sabe muito bem esconder-se no meio da folhagem. Sei que ela está a observar-me...e num instante pára o seu canto e levanta vôo até uma árvore próxima onde continua alegremente a cantar.

8 comentários:

esperança disse...

Bom dia minha querididinha, tudo bem? Aqui e pela Madeira, tudo vai bem graças a Deus. Lindo o teu “ Olá desde Mira-Sintra “ Que lindo e tocante escreveu Marlene Maravilha, é uma oração sentida. Que o Senhor lhe conceda e que seja sempre, e por longos anos como ela pede
.
Maninha conseguiste fotografar a carriça,!? É o que eu digo, sempre, mas sempre preparada para qualquer eventualidade, contigo nada falha, sempre to tenho dito. Sabes que sonhei um pouco, imaginando-me lá no jardim de nossa mãe, que tu tão bem tratas desde que ela, já não podendo, te ordenou que o fizesses, tu fazias exactamente como ela te dizia, até te vi levar vasos que ias tratar, para ela te dizer como queria, e continuas sempre, sempre…Que Deu te dê, agilidade para o fazeres durante muuuiiiitooooossssss anos.Também estou muito reconhecida á nossa Teresinha que trata da casa, está sempre impecável, pronta para receber seja quem for, é liiiinnnndoooo o que vocês as duas fazem todas as semanas há longos anos, ah! E antes de irem lá a casa, vão limpar e pôr flores frescas ao lugar onde nossos queridos pais repousam, eu sou mesmo um zerinho, em comparação, bem sei que moro mais longe, do outro lado da grande Lisboa, mas mesmo assim não tenho desculpas,

Tem, tenhamos todos um belo e tranquilo dia.

as-nunes disse...

É das aves que mais me trazem à memória recordações dos tempos em que fazíamos o percurso de casa para a escola, por caminhos de carros de bois, os regatos de água corrente vinda da serra, encaminhados pelas valetas para regar as terras.

E lá estava um ninho, quase imperceptível, no muro de suporte das terras de um dos lados do caminho.

Hoje ainda gosto de apreciar a sua figura irrequieta, rabito alçado, a cantarolar, arredores de Leiria.

Uma maravilha. Vou tentar fotografar a carriça, este ano!
Depois conversamos eheh

Beijinhos
António

Rosa disse...

Mas só é possível ouvir o seu belo canto se fizermos silêncio, se estivermos atentos, o que nem sempre é fácil, tanto é o barulho que nos rodeia e distrai.


Viviana, tenha uma boa noite, tranquila e abençoada.

Beijos

Viviana disse...

Olá, minha linda maninha Esperança

Quanta coisa gira escreveste!

Sobre a foto da carricinha, esta não fui eu que fotogradei; ontem, bem tentei, mas ela voou antes de carregar no botãozinho da máquina.

Como sabes, eu e a nossa irmã temos um prazer e uma alegria enorme em ir a Maceira, cuidar do jardim e da casa dos nossos pais.

Há sempre tanta coisa para fazer...
Ontem fiz muitas sementeiras mas ainda falta fazer outro tanto.
Será na próxima semana se Deus quiser.

Obrigada por o teu comentário

Beijinhos para os dois e uma boa noite

viviana

Viviana disse...

Olá António

Mas que bom encontrá-lo aqui!

Achei muito interessante o seu comentário.
Bonita a descrição que faz do caminho para a escola.
Descreveu-o tão bem que eu "vi" o caminho.

As carriças são na verdade muito graciosas. Há muitas lá junto da casa da aldeia, nos arredores de Sintra.

Obrigada por a simpática visita

Um abraço

viviana

Viviana disse...

Olá querida Rosa

Imagino quantas carriças haverá aí no seu "lugar"! Têm todas as condições para um habitat apropriado.

Desejo que tudo esteja bem convosco.

Beijos

viviana

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Viviana!

Estou bem,...apenas um pouco cansada do vai-vém com a Gabi!

Também gosto muito de observar os pássaros e fico imóvel em minha varandinha para que se acheguem aos bebedouros e comedouros que coloco para eles!!!

Nada se compara a vê-los de pertinho!!!


Um beijo carinhoso!!!

Sonia Regina

Viviana disse...

Querida sónia

Sabe que não consigo "ler" os seus posts no seu blogue?

A página não pára de fugir...
Hoje tentei por tres vezes. mas não acedi ao último post.
Será que o problema é meu?
Mas aquilo só me acontece no seu blogue...

Tenho muita pena.

Um beijo

viviana