sábado, 9 de abril de 2011

As Glicínias estão no auge da sua beleza


Glicínias. Imagem da net.

Lembro-me delas desde criança. Achava muito bonitos aqueles enormes cachos de flores azuis, habitualmente pendurados em caramanchões ou debruçados sobre os gradeamentos de jardins ou escolas. Ao longo dos anos fui-me apercebendo que esta bela flor começou a ser secundarizada em relação a outras que, importadas sobretudo da Holanda, ganhavam a preferência das pessoas.
Nesta última semana, nas minhas saidas diárias, tenho reparado que há por aqui perto algumas, a maioria em jardins e gradeamentos de casas antigas, as quais estão no auge da sua floração e beleza. Elas encantam-me! Frequentemente paro para as acariciar e falar com elas; com muito cuidado claro, porque as abelhas e os zangãos andam numa roda viva recolhendo o seu perfumado polen e a mais pequena distração pode corresponder a uma valente picada.

Para os amantes destas lindas flores deixo aqui algumas dicas sobre elas:

«No início da primavera, ela se "veste" de lindos cachos de flores: é a glicínia, uma trepadeira versátil que pode ser cultivada até como bonsai!

Pertencente à família das Leguminosas, a glicínia ‚ uma planta trepadeira de grande valor ornamental. Por suas características, pode ser cultivada como um arbusto e até mesmo como um bonsai, dependendo das podas que forem realizadas.

Planta vigorosa e lenhosa, a glicínia produz belos cachos de flores nas colorações branca, lilás ou rosadas. São três as espécies disponíveis: Wisteria sinensis, Wisteria floribunda ou multijuga e Wisteria macrostachya. A espécie Wisteria sinensis, nativa da China, apresenta cachos de flores com tamanho que não ultrapassa 30 cm. Já a Wisteria floribunda ou multijuga produz cachos floridos que podem atingir até 45 cm.

A glicínia se reproduz bem e floresce mais rapidamente por meio de estacas de galho, entretanto, o plantio pode ser realizado também através de sementes, apesar da floração ser mais demorada.

A planta necessita de sol direto para se desenvolver bem e florir bastante. Quanto ao clima, não é muito exigente, mas o ideal para o cultivo é o clima temperado. O solo para o plantio deve apresentar boa drenagem.

Um cuidado especial: as glicínias necessitam de boas regas, principalmente nos períodos de crescimento e floração, portanto, não descuide das regas, evitando deixar o solo excessivamente seco.

As podas, que devem ser realizadas durante os meses de abril e maio, é que vão determinar o formato da planta. De qualquer forma, a glicínia vai precisar ser tutorada para que seu crescimento seja ordenado.

Como planta de grande valor ornamental, a glicínia pode ser cultivada isoladamente ou combinada com uma ou mais variedades, resultando em belos efeitos no revestimento de caramanchões ou enroscando-se em troncos de árvores, colunas, grades e portões. Nos jardins ou varandas, pode até ser plantada em vasos grandes ou caixas que suportem bem o crescimento das raízes.

Sob outro aspecto, é importante destacar que a glicínia é muito apreciada pelas abelhas, sendo uma espécie muito valiosa para os apicultores.

(http://www.jardimdeflores.com.)

8 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

São muito bonitas amiga, adoro flores essa eu não conhecia, cor maravilhosa.

Fim de semana iluminado.

beijooo.

Rosa disse...

São lindas, e com um aroma fantástico.
Só é aborrecido que (as minhas) me obriguem a andar sempre de vassoura na mão, as suas flores estão agora a desprenderem-se e a dar lugar à folhagem.
Viviana, bom fim de semana.

Beijos

Viviana disse...

Querida Ana linda

São muito belas!

Um beijo, amiga

viviana

Viviana disse...

Querida Rosa

Claro que a amiga tem glícìnias!

A gostar de flores como gosta...

Um abraço

viviana

FABÍOLA PIETRA disse...

olá...eu não conhecia, e só de ver as fotos já apaixonei...rs...
gostaria de saber como e onde arrumar sementes? vcpoderia ajudar-me
obrigada , fabíola

FABÍOLA PIETRA disse...

Olá...não conhecia esta trepadeira...esó dever algumas fotos apaixonei...rs... será que vc poderia dizer-me onde eu acho as sementes, moro em belo horizonte
um abraço. fabíola

Luciano disse...

Puxa que blog bonito minha irmã. Por conhecidencia o encontrei e já me identifiquei com sua fé e gosto pela natureza. Aliás um versículo que vem à minha memória nesta relação - Criador x criatura é: Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas
Romanos 1:20

Deus abençoe.

Viviana disse...

Olá, Luciano

Foi muito agradável"encontrá-lo" por aqui...

Estou grata pelas palavras de apreço e amizade, aqui deixadas.
Tudo que faço aqui neste espaço, é na verdade para Glória do nome do SENHOR.

A Ele toda a Honra, Glória e Louvor!

Apreciei e gostei muito do versículo que citou.

Desejo-lhe muitas e muitas bençãos dos céus

Um grande abraço
Viviana