quarta-feira, 18 de junho de 2008

Tozé - "O menino da sua Mãe"


Trabalhou, estudou, tirou um curso superior, namorou, construiu uma casa, casou, comprou um Cartório notarial, teve um filho, tornou-se um homem de sucesso, estimado e respeitado por toda a gente da aldeia e da vizinhança.

Para a mãe…ele era a luz dos seus olhos!

Era, como diria o Poeta:

“O menino da sua mãe”!

( Ela tivera um outro, que “desistiu” de viver…” por vontade própria, há alguns anos atrás)

De repente…a “vida dele partiu-se ao meio”!

Separaram-se… e foi cada um para o seu lado.

O filho de 8 anos ficou com a mãe.

Todos os dias, quando saía do trabalho, ele ia ver o filho

No último domingo, o Tozé não suportou mais o fardo.
Era pesado demais para os seus ombros…

Vou daqui a pouco acompanhá-lo á sua última morada.

Tinha apenas 39 anos.

“Tão jovem! Que jovem era!
(E agora que idade tem?)
Filho único a mãe lhe dera
Um nome e o mantivera:
“ O menino da sua mãe.”

Bem perto, em casa há a prece:
“ Que tudo acabe em bem”.
Malhas que a vida tece!
Jaz morto e apodrece
O menino da sua mãe.”

Poema de Fernando Pessoa
(adaptado por mim na última parte)

16 comentários:

Anita disse...

Minha querida irmã que texto triste mas que nos faz pensar tanto.
Saibamos confiar no Senhor e descansar nos Seus braços.
Um dia com muita paz.
Muitos beijinhos
Fique bem. Fique com Deus.
Anita (amor fraternal)

Ana Maria disse...

Bom dia amiga do coração!
Cheguei!!!!!!!!!!!!!!!!!
Lendo o texto, como é triste e reflexivo!
Obrigada pelas visitas carinhosas que me proporcionou.
Postei bem simples, pois ainda estou com pequenos problemas no pc.
Logo estarei contando as minhas aventuras da viagem.
Amo você!
Beijinhos calorosos!

Mari disse...

Oie amiga da amiga, vim conhecer seu espaço...
Tenho 2 blogs, um de oração chamado gratidão e um de poesias e coisas da vida, do momento. Que forte essa passagem do poeta, nunca tinha lido.
Beijos, prazer, amiga dos amigos, marii

Multiolhares disse...

tanta dor há na vida
beijinhos

aidil disse...

Boa tarde irmã:Este sempre foi um texto,que me tocava, profundamente,nos meus tempos de estudante.Realmente,é muito trite quando se perde avida ,assim na mocidade. Deixo umas palavras as quais ue já senti.
"Um amigo que chorora a meu lado,
Naquele choro íntimo,contido...
Não caem lágrimas,não se ouve o lamento.
Mas,...na alma, abrasa a dor retida,
O lamento,atrozmemte sufocado.
Amiga,eu sei o que é sofrer!...
Eu sei o que é sangrar!...
Eu sei o que é calar!...
Fique com DEUS.

esperança disse...

Boa noite querida maninha Viviana, foste para o funeral, deves estar cansadinha ! Não faz bem nenhum à tua saúde, assistir ao desgosto daquela mãe!!!...De certeza, que consolaste, como só tu sabes, aquele coração triturado pela dor!!!... Tenho muita pena...
Tem uma boa noite de descanso

Rosa disse...

Só nos resta pedir ao Senhor da vida, que console essa mãe.

Deus é nosso refúgio e nossa força,
um socorro sempre alerta nos perigos.
Por isso não tememos se a terra vacila, se as montanhas se abalam no seio do mar;
(SL 46)

Tenha uma boa noite.

R.I.

Viviana disse...

Olá Anita,

Só hoje pude vir aqui agradecer a sua visita e o seu comentário.

Tenha um bom final de dia.
Um abraço
Viviana

Viviana disse...

Olá Ana Maria,
Que bom que está de volta!
Espero que tudo tenha corrido muito bem!


Um grande abraço
Viviana

Viviana disse...

Olá Mari,

Obrigada pela sua visita.

Amiga da minha amiga... minha amiga é!

Assim diz o povo!

E eu tambem...

Já fui espreitar os seus blogues e achei lindo!

Que Deus a abençoe e lhe dê muita Paz.

Um abraço
Viviana

Viviana disse...

Olá Multiolhares,

Diz bem: Tanta dôr na vida!

E sabe como se chsama esta munher sofredora?

Maria da Cruz!

Acho que nunca um mome esteve tão certo com a pessoa!

Um abraço
Viviana

Viviana disse...

Olá Aidil,

Ontem cheguei tão triste do funeral!

Que apenas vim aqui, espreitar os comentários... e fui descansar.

Mas hoje aqui estou para agradecer a sua visita e as suas palavras.

Compreendo muito bem o que diz...

Sabe que muitas vezes penso em si e no facto de em tão pouco tempo, os seus queridos terem assim partido... e a minha querida amiga e irmã, ficou sózinha!

Deve saber bem o que significa isso.

Desejo que o nosso bom Deus, que sempre está conosco... a possa encorajar e alegrar.

um grande e carinhoso abraço
viviana

Viviana disse...

Olá maninha Esperança,

Sim, fui ao funeral.

Eu queria muito abraçar aquela mãe sfredora, e manifestar-lhe todo o meu carinho e solidariedade.

Que grande mulher!
Como eu a admiro!

Se Deus quiser, vou procurar apoiá-la e ir visitá-la quando for lá a Maceira.

Um grande xi - coração
viviana

Viviana disse...

Olá Rosa,

È verdade!

Temos que interceder junto do Deus de todo o Amor e bondade... que console e encorage esta mãe sofredora.

Ele vai fazer isso, eu sei.

um grande abraço
viviana

bete pereira da silva disse...

Olá Viviana, apenas hoje tive tempo de escrever, embora tenha lido ontem, e me emocionado. Que Deus a console, que ele nos console - tanta tristeza que há por aí. Mas independentemente das tristezas, o seu jeito de contar é imensamente belo. Continue a contar suas alegrias e tristezas, que nós continuaremos vindo aqui nos encantar e nos emocionar (e chorar, porquê não?) com você.

Viviana disse...

Olá Bete,

Muito obrigada pelas suas amáveis palavras.

Elas me estimulam a continuar, sim.

"Eu sou deste jeito mesmo"!

Dá-me um imenso prazer, abrir o meu coração e partilhar com os outros, aquilo que considero que tem alguma importância.

Há os que acham que faço bem... e há os que acham que me abro demais...

Porém, para mim, está bem assim!

Pensando bem... eu gosto de ser assim!

E aos que acham que me "abro demais"... eu respondo sempre:

Sempre, sempre, eu ganho qualquer coisa por gostar tanto de falar com os outros e por me a"brir" com os outros!

E, aqui para nós que ninguem nos ouve... eu creio que os outros tambem ganham sempre, ou quase sempre... qualquer coisa!

Obrigada minha querida amiga

Desejo-lhe um lindo dia
Um abraço
Viviana