quinta-feira, 10 de julho de 2008

O menino enforcou-se


Anteontem, um menino de 12 anos, residente no norte de Portugal, enforcou-se.
Pendurou-se numa corda num telheiro.
O pai encontrou-o já inanimado e conduziu-o para o hospital onde, ontem, se encontrava em situação extremamente grave, considerando os médicos que tem poucas hipóteses de sobreviver.
Não se conhece o motivo porque o fez, mas crê-se que terá a ver com os resultados das notas escolares.

Recordo que todos os anos nesta altura, há adolescentes que se suicidam pela mesma razão – as notas escolares.

Li esta notícia no jornal, ontem, logo de manhã cedo, e digo-vos que fiquei profundamente triste, até agora.
Isto não deveria acontecer! A escola deveria ser motivo de alegria, de contentamento! E nunca, por nunca ser… motivo de tristeza, angústia, sofrimento e morte.
Imagino o quanto esta criança sofreu, sozinha! Até tomar a decisão e a concretizar, deve ter vivido momentos de angústia extrema.

E ninguém deu por nada, ninguém sequer reparou na sua tristeza que deveria ser imensa…decerto andava cada um a pensar em si, a tratar de si, a fazer “coisas” muito importantes! E o adolescente a debater-se sozinho com a sua dor, com a sua morte.

Não pode ser, os meninos não têm que morrer por causa da escola, ou por outra coisa qualquer!Os meninos têm é que viver, brincar, aprender, e ser felizes.

9 comentários:

bete pereira da silva disse...

Esta é uma história enormemente triste, sem dúvida, essa criança deve ter sinalizado que algo não ia bem. Esta nossa sociedade cobra excessivamente desempenhos, escola é lugar de ser feliz, como você mesma disse, cada criança tem o seu tempo de aprender. Me recordo que quando meu filho, na segunda série começou a ir mal, eu me desesperei. Quando comentei com minha mãe que ele poderia repetir o ano, ela disse uma frase que eu uso até hoje: ela disse, Bete, o seu filho é mais importante do que o ano letivo, ele é mais importante do que o próprio estudo dele. Eu então me acalmei, e meu filho não perdeu o ano. Eu convido você a ir me visitar, porque há lá uma profunda reflexão também sobre crianças. Um bom dia.

gaivota disse...

Santo Deus! não ouvi nem li a notícia, qual seria a repressão da sua vida para o levar a um final destes, porque 12 anos, é um menino, uma criança...
quase bebé...
rezemos por ele
beijinhos, viviana

Viviana disse...

Olá, Bete

Obrigada pelas suas palavras deixadas aqui.

Sabe que eu penso como a senhora sua mãe!?

AS CRIANÇAS É QUE SÃO VErDADEIRAMENTE IMPORTANTES...

Quanto ao seu post de hoje no seu blogue, já li com toda a tenção, e acho muito, muito importante, que os leitores sejam alertados, para estes sinais e aspectos, a fim de eatarem precavidos e preparados para denunciar possíveis casos que ocorram e tambem para ajudarem as crianças e as famílias.

Obrigada pois, por aquela fatia de "pão amargo" que me entregou hoje.

Só um pormenor, quis deixar um comentário mas não encontrei forma de o fazer...

Tenha um bom entardecer

Fique bem, fique com o Altíssimo

Um abraço
Viviana

Viviana disse...

Olá linda Gaivota,

Foi um acontecimento muito triste.

Li a notícia no Correio da Manhã de ontem.

Permita Deus que o menino possa sobreviver.

Oremos por ele, sim.

Tenha um bom entardecer

Um abraço
Viviana

Alice disse...

Olá Vivi....que triste notícia essa !!.... sabe, a muitos anos atrás, qdo eu ainda era uma menina, uma amiguinha minha de escola tb se enforcou, lembro-me muito desse caso, pois ela sentava-se ao meu lado e chamava-se Elza. Era linda, mas certamente seu sorriso trazia tristes histórias por tráz que eu, em minha criancice não consegui ler.

bjusss

Rosa disse...

Olá Viviana.
Mais uma daquelas notícias que nos deixam tristes.
È pena que, o trabalho, a luta do dia a dia, o querer ter mais, o querer ser mais, muita vezes nos desviem a atenção e roubem o tempo do que deveria ser o mais importante, as pessoas.
E de lado ficam os sentimentos, e um olhar mais atencioso.
Ao Senhor Jesus, que ama as crianças, vamos pedir, que não desvie deste menino o seu olhar protector.

Uma boa noite, Viviana.

Rosa.I.

Viviana disse...

Olá Alice,

Quantas crianças há por esse mundo de Deus...que carregam sozinhas fardos tão pesados...
que lhes tira a vontade de viver.

Não deveria ser assim!

Que cada um de nós faça o que lhe for possível, para tornar esses fardos um pouco mais leves.

Um abraço
Viviana

Viviana disse...

Olá Rosa,

Façamos o que sugere, sim.

Eu acabei de chegar da reunião de oração, onde pedi aos irmãos para orar por o menino.

Ele que ama tanto as crianças, não deixará de estar ao lado deste menino.

Tenha uma boa noite de descanso.

um abraço
viviana

alealb disse...

muito triste...
beijos,
alê