quinta-feira, 3 de julho de 2008

Ontem á noite apanhámos um Pirilampo


Ontem á noite (22 horas) eu o Jorge e a Sara, fomos fazer a nossa caminhada do fim do dia.
Aproveitámos para dar comida a uns gatos abandonados que vivem junto a uns arbustos.
Enquanto eu tratava dos gatos, a Sara descobriu a luz de um pirilampo a brilhar no meio das ervas.
Ao ver a luz verde no chão, chamou logo por nós e perguntou: “O que é aquilo?”
Eu respondi-lhe que era um pirilampo e disse ao Jorge para o apanhar para ela ver como era.
Peguei numa folha do plátano que estava acima das nossas cabeças e coloquei-a na palma da mão do Jorge onde ele colocou o bichinho.
A luz era de um verde – amarelo forte.

Entretanto, a Sara disse que assim que viu a luz no chão, pensou que era um telemóvel (celular) que alguém tinha perdido.
Com muito cuidado, para não magoar o pirilampo, levámo-lo para casa, onde o mostrámos á Miriam (irmã da Sara, de 3 anos) e ao Gil.
Depois, com muito jeitinho coloquei-o no canteiro de ervas aromáticas que tenho no parapeito da janela da cozinha.
Daqui a pouco, quando formos fazer a caminhada da manhã, vou levá-lo e colocá-lo no mesmo lugar onde o encontrámos.

Quando eu digo que dá gosto morar em Mira – Sintra… eu tenho razão!
Até condições de vida para os pirilampos há!

Os pirilampos ou vaga – lumes (Elateridae) pertencem á família dos Coleopteros e têm, como característica principal a bioluminiscência, ou seja, a capacidade de emitir luz própria, neste caso uma luz fosforescente, visível na escuridão.

Podem ser encontrados entre Maio e Agosto.
A sua luz não queima, é das luzes mais frias da terra e tem como função o acasalamento. Geralmente a fêmea, um pouco mais pesada que o macho por carregar os ovos, posiciona-se num lugar bem visível na relva, e atrai o macho que sobrevoa o local.
A luz da fêmea é mais brilhante.

Atenção!

Se apanhar um pirilampo, segure-o cuidadosamente e solte-o depois de o ter estudado.Estes insectos estão a desaparecer por causa da poluição e também por destruição do seu habitat natural, pelo que devem ser cuidadosamente tratados

15 comentários:

Anita disse...

Amiga querida bom dia passando para lhe desejar um dia cheio de paz. Paz de Jesus.
Paz é uma qualidade dificíl de reter. À medida que o ritmo da vida aumenta, e imagens, afirmações e deveres nos bombardeiam, podemos ansiar por um sentimento de calma. Mas lembremo-nos que não estamos sozinhos na nossa busca pela paz.
Milhões de beijinhos.
Fique bem. Fique com Deus.
Anita (amor fraternal)

Viviana disse...

Olá querida Anita,

Deve madrugar, não?

Para vir aqui tão cedinho!
Obrigada pelo esforço da presença.
Para mim é n muito importante.

Paz, paz, sempre a Paz...

Como ele é boa?

Como precisamos dela!?

Que maravilha! O nosso Deus no-la dá!

Um beijinho e um lindo dia
Do coração
viviana

Raul Martins disse...

E lembrei-me do tempo de criança quando os pirilampos eram imensos e nos deliciavamos a vê-los. Agora... só de longe a longe e que pena! E temos que lutar para que estes dons da natureza não se percam porque o bom Deus vai-nos pedir responsabilidades, e se vai!
.
Carpe diem!

Vilma disse...

Gosto tanto dos pirilampos!
Fazem-me sempre pensar em coisas boas! :D
No Alentejo e no meu refúgio costumo encontrar muitos também! :))
Um beijinho.
DVA

bete pereira da silva disse...

Viviana, que coisa boa vir aqui e ler esta simpática historinha. Eu não vejo vagalumes há umas cinco décadas.

Anabela disse...

Quando era criança tinha um grande fascínio por estes insectos. Apareciam imensos no quintal lá de casa.
Actualmente é muito raro encontrar algum.
É uma pena, mas são tão raros, hoje em dia, que as minhas filhas ainda não tiveram a oportunidade de ver um destes bichinhos ao vivo.
Beijinhos,
Anabela

Viviana disse...

È mesmo, Raul.

Quanta coisa bela, o homem tem destruido por causa da sua desmesurada ambição!?

Todos temos que estar atentos e entrozados, nesta batalha da protecção da Natureza!

Tenha um bom entardecer
um abraço
viviana

Viviana disse...

Olá Vilma,

Tambem acho que o pirilampo é um bichinho simpático.

Creio que não haverá ninguem que não goste dele!

Ainda bem que tem possibilidades de ver muitos...
e de os mostrar á sua filhota.

tenha um bom entardecer
Um abraço
Viviana

Viviana disse...

Olá! Bete,

Que bom que gosta de vir aqui.

Quem vive nas grandes cidades... tem poucas hipóteses de ver pirilampos.

Tenha um bom entardecer.
Um abraço
Viviana

Viviana disse...

Olá Anabela,


Posso imaginar que na sua infancia deveria mesmo ver muitos pirilampos!

Um dia destes, ou aqui, ou em Maceira, vamos tentar que as nossas meninas os vejam.

Um bom entardecer

Beijinhos para essa linda família
Viviana

Georgia disse...

Oi Vivi tudo bem? Eu acho esses bichinhos lindos demais e às vezes acho alguns aqui na Alemanha, mas é raro.

Beijao e bom fim de semana

Georgia disse...

Oi Vivi tudo bem? Eu acho esses bichinhos lindos demais e às vezes acho alguns aqui na Alemanha, mas é raro.

Beijao e bom fim de semana

esperança disse...

Que o dia tenha corrido a teu gosto...e que os três aí em casa, tenham uma noite tranquila, de sono reparador...eu não tardo nada a ir fazer óó, pois estou cansadita, mas contente por ir ver os meus amores.

achei imensa graça... arregalei os olhos, pois há mais de meio século, que não vejo um pirilampo; desde Leiria, quando éramos pequenos; embora o céu fosse muito estrelado, as noites eram escuras, e havia muitíssimos pirilampos. Foi uma boa aventura para a Sara, para o Gil , e para a pequena Miriam.
Diz-me cá: o vaga-lume ainda estava no canteiro de erva de aromáticas, quando te levantaste? Sempre o levaste para o lugar aonde o encontraram ? Só tu! Minha doce Viviana.
Um xi apertado para os três, e até à volta.

Viviana disse...

Olá Georgia!

Então, tambem gosta dos vagalumes?

São bichinhos muito simpáticos!

A Georgia vive na Alemanha ou está só por algum tempo?

Não sabia!

Já sabia que o seu marido era alemão...

Tenha um lindo dia

Um abraço
Viviana

Viviana disse...

Olá, Maninha Esperança,

Ontem cheguei de Morelena cansada e fui logo deitar-me por isso só hoje vi o teu comentário.

Não vi assim á primeira o pirilampo...mas creio que ele está lá!

Tambem lá tem alimento!

Mas talvez hoje com calma eu o encontre.


Estão mesmo de abalada, não é?
Desejo uma boa viagem até á Nadeira e que encontrem tudo bem.

Um grande abraço
Viviana