terça-feira, 12 de agosto de 2008

O ninho do rouxinol - verdadeira obra de arte


Pergunto-me:

Como é que uma ave tão pequenina como o rouxinol consegue construir esta "obra de arte"?
Trata-se de um ninho em forma de taça, suspenso e entrelaçado nos caniços, sobre a água.

Quantas viagens teve que fazer para transportar no bico, uma palhinha de cada vez?

Tudo isto a mim me encanta, me fascina, e me faz ser grata para com o Deus - Criador!


11 comentários:

E o pensamento voa... disse...

Oi, Viviana!

Tenho te visitado, mas sempre correndo, agora que as aulas voltaram; mas não poderia deixar de comentar a foto que é muito linda, e dizer que a mim também me encanta as obras do Criador. Que perfeição, não, minha amiga?
beijo carinhoso e tenha uma seman abençoada! Neli

Viviana disse...

Olá querida Neli,

Que bom que tem passado por aqui!

Fico muito contente!

Mesmo com pressa, claro.

Na verdade, as obras portentosas do nosso grande Deus - Criador, deixam-nos maravilhados!

Sei que a Neli tem muito trabalho, muita coisa para dar conta...fico feliz por isso, pois é um óptimo sinal!

Beijos para si e para a sua linda família.

Bençãos dos céus, sem fim, para vós.

do coração
Viviana

bete pereira da silva disse...

Viviana, copiei a foto para guardar em minhas recordações.

Aqui onde trabalho, ao lado, há um coqueiro, nesta época ele está carregado de frutinhos.

Fica cheio de pássaros, são verdes, barulhentos, não sei o nome, acho que se chamam maritacas, mas não tenho certeza.

Fazem um barulho tão grande que às vezes não consigo ouvir o que se fala ao telefone.

É adorável.

Ana Maria disse...

Obra de arte divina.
Deus é Poderoso e Glorioso.
Beijinhos amiga Viviana.

Viviana disse...

Olá querida Bete,

Sabe, fui pesquisar no google os "Maritacas" e encontrei este vídeo que me deu uma ideia exacta dos ditos cujos... verdinhos e muto barulhentos.

No vídeo, é uma nuvem deles na Rondônia, são milhares... que pelos vistos destruiram o que ra uma floresta, transformando-a simplesmente num campo com algumas ervas.

Vai o endereço aqui em baixo, no caso de a minha amiga querer ver.

Tenha um bom entardecer.

Aqui são22 horas e eu acabei de chegar da minha caminhada de uma hora que faço demanhã e á noite.

È òptimo.

Um beijo

Viviana







http://br.youtube.com/watch?v=rJZwYVl5ecQ&eurl=http://passarinhar.blogspot.com/2006/07/bando-imenso-de-maritacas.html

Viviana disse...

Olá querida Ana Maria,

Como está?

Está ser muito difícil para si?

Posso imaginar...

Um grande e carinhoso abraço
Viviana

Rosa disse...

olá Viviana.
O rouxinol com a sua obra de arte "ninho" talvez nos queira ensinar que, tudo se consegue com perseverança, constância, e paciência.
Principalmente com a paciência "um dos frutos do Espírito Santo" que é uma virtude em vias de extinção.
A paciência é mesmo um tesouro oculto :)

Viviana, uma boa noite para si

beijos

R.I.

Viviana disse...

Olá Rosa,

Tem razão, muitos dos seres criados por Deus, ás vezes tão pequenos ou aparentemente pouco importantes, dão-nos grandes e importantes lições.

A Paciência!

A Rosa diz que "está em vias de extinção"...

Quanto carecemos dela!

Mas, tenhamos esperança!

A presença do Santo Espírito em nós, poderá fazer toda a diferença.

um abraço

Viviana

Anita disse...

Amiga linda um abençoado dia para si.
Como tudo o que Deus nos dá é marvilhoso não é verdade?
Como pode o ser humano destruir tantas vezes estas "verdadeiras obras de arte"?
Aqui nas árvores encontramos muitos ninhos e o mais interessante é que os pássaros depois dos ninhos construidos por fora aproveitam os pêlos dos nossos cães para forrarem por dentro os ninhos e assim ficarem bem quentinhos.
É mesmo digno de ser visto. Quem os ensinou que os pêlos fazem ficar quentinhos os ninhos??? Não fomos nós certamente.
muitos beijinhos.
Fique bem. Fique com Deus.
Anita (amor fraternal)

Viviana disse...

Olá querida Anita,

Então há ninhos nas suas árvores?
Que giro!

Sabe que na casa da aldeia no jardim, uma carriça construiu o ninho num ramo da roseira de Santa Teresinha?

E eu todas as semanas a regar o jardim e nunca dei pela presença do ninho que estava juntinho á minha cabeça!?

Nem sequer dei pelo pipiar dos filhotes1

Só há dias´´e que o vi msmo ali, bastava estender a mão para lhe tocar!

Claro que os filhotes já levantaram voo.

Mas ele ainda lá está.

Desejo que a minha amiga tenha uma boa noite de descanso.

Um abraço
Viviana

dra. costa disse...

...e assim a vida cristã: um passo de cada vez; na construção de algo muito maior que nós. Algo de beleza tão vastamente misteriosa que nem mesmo sabemos do que se trata. Nosso ninho. NOssa obra de arte. Abraço. Boas tuas idéias.