sábado, 10 de outubro de 2009

Saudades dos lanches da avó Nena



Pão de Mafra - era este o pão


Queijo de ovelha curado apimentado



Café de mistura


Há dias, num belo momento de convívio familiar aqui em casa, de repente, o meu filho Zé exclamou:

Lembram-se dos lanches em casa da avó Nena?
Aquele delicioso queijo de casca vermelha, com aquele pão com um miolo tão macio e tão saboroso, e aquele café de mistura tão especial!?

Ele tinha razão.Todos nos lembramos.

Naquela casa, nunca acabava aquele queijo, aquele pão e aquele café.

A avó Nena foi morar no céu há quase sete anos...

È admirável como todos sentimos tanto a sua falta, e como todos nos lembramos dela com tanto carinho e saudade, e de tantas coisas relacionadas com ela!
Inclusivé, dos sempre desejados lanches que ela preparava para nós com tanto desvelo e ternura.

Quando ela nos deixou, todos chorámos muito por ela.
Agora, quando pensamos nela, sorrimos, e agradecemos ao Pai por no-la ter dado.

Ela deixou nos nossos corações uma suave, doce, e grata lembrança.

6 comentários:

Maria Emília disse...

Pois é... boa recordação, mas o mais importante é, seguramente, esse sentido de família e o conhecimento do Pai que vos legou.
É bom manter viva a lembrança. Lindo!
Um abraço e bons lanches de fim-de-semana.
Mimi

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA VIVI, GOSTEI MUITO DA TUA POSTAGEM... FICA BEM, FICA COM DEUS,,, ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Viviana disse...

Querida Mimi

Olá, amiga linda!

A Mimi bem conhece como era na casa da avó Nena!...

Sim, são lindas as recordações.

Saudades de si...

Um beijo e um bom dia do Senhor.

do coração

viviana

Viviana disse...

Querida Fernandinha

Poetisa linda

È sempre um prazer enorme encontrá-la aqui.

Obrigada pela presença assidua.

Que bom que gostou do texto.

Coisas simples e belas...da história do nossa vida.

Tenha um excelente Domingo

um beijo

viviana

gaivota disse...

é assim, recorara quem partiu com doces lanchinhos... faço muitas vezes essas "coisas" em honra da minha mãe e ponho uma toalha dela, pratos, e outros "cacos" que ninguém quis...
saudade imensa, minha amiga, já lá vão 5 anos e meio...
beijinhos

Viviana disse...

Olá Gaivota linda

Imagino essa mesa com a "toaha dela, pratos e outros cacos que ninguem quis."

Tão lindo!

Sabe que a minha mãe tambem chamava "cacos" á loiça"?
Costumava dizer:

"Vou lavar os cacos"

Saudades...

Beijos, amiga

Viviana