sábado, 10 de dezembro de 2011

100 anos, Mãe!


A minha Mãe e o meu Pai

- 10/12/1911 - 10/12/2011 -

Obrigada, João. meu filho, por o convite para irmos visitar a exposição sobre Natureza Morta, na Gulbenkian, mas eu não vou. Não leves a mal, mas o dia de hoje - o centenário do nascimento da avó Nena - que te tratava por o meu Joãozinho, lembras-te? Claro que te lembras - o dia de hoje, dedicá-lo-ei á minha doce e querida Mãe. Ela, hoje, preencherá o meu pensamento totalmente: Não haverá lugar para mais nada.Recordarei e meditarei em tudo...em tudo que sei acerca dela, da sua família finlandesa, de quem "perdeu o rasto" e só mesmo quase no fim da sua caminhada, veio a saber notícias, que lhe encheram a alma, que a revigoraram com tamanha alegria. Meditarei na sua impressionante e comovente história de vida, deixando a sua farta casa e a sua família mais chegada: mãe, pai e irmãos... e por amor...partir para uma longínqua terra estranha, onde penou e sofreu, onde soube da morte da sua mãe lá longe, e eu, sou testemunha- criança de quanto ela chourou e gritou de dôr, sem nunca mais poder regressar á sua casa e á sua família, acabando por morrer longe, com a alma rasgada pelas saudades. Meditarei no seu imenso amor para connosco, os filhos, o que fez por nós, como renunciou a si mesma para se dar por nós, inteiramente, totalmente. Meditarei na sua alegria, não me enganei...é mesmo alegria que eu quis dizer; sempre bem humorada, sempre prontinha para pregar uma partida, ou confrontar-nos com as advinhas mais engraçadas e quando não sabíamos responder ela ria, ria muito. Meditarei na sua simpatia para toda a gente.Cumprimentava com um sorriso e uma palavra todos na rua. Parava muitas vezes para conversar um bocadinho.Não havia ninguém que não gostasse dela. Ainda hoje, falam dela com ternura e uma grande admiração, mesmo aqueles que eu não conheço. Meditarei no seu amor e reverência para com Deus, de quem testemunhava continuamente em casa ou na rua. Não entrava ninguém na nossa casa que não ouvisse uma leitura bíblica e uma palavra de testemunho do amor de Deus, a par de um cházinho e um biscoito que ela preparava com grande alegria. Meditarei na sua enorme capacidade de trabalho e resistência física; trabalhava no campo ao lado do meu pai e carregava pesos enormes; caminhava dezenas de quilómetroa a pé, para ir vender os bolos que fazia, as couves tronchudas da horta, e mais tarde, o queijo da Serra que o pai mandava vir de Castro de Aire e ela vendia, no mercado, nas feiras ao redor, e de porta em porta lá em Leiria. Como ela conseguia fazer tantas coisas, para ajudar o pai a criar os quatro filhos! Meditarei em como, apesar de tudo, ela e o pai conseguiram fazer de nós os quatro o que somos hoje: Gente honrada, trabalhadora, honesta, lutadores na vida, crentes em Deus - o filho é Pastor - enfim, estamos todos muito bem e nenhum de nós envergonhou alguma vez a nossa mãe ou o nosso pai.
Hoje, meditarei nisto tudo e muito mais. Hoje é o dia da minha Mãe, o dia em que passam 100 anos que ela nasceu.
O meu reconhecimento e gratidão para com ela é imenso, não tem fim.
Porém, acima da minha querida e doce Mãe, está o meu Deus, o Deus dela, porque é a Ele que eu devo tudo, tudo, tudo, o que sou, o que tenho, e o que serei na eternidade. Foi Ele, com o seu amor e bondade, que fez com que eu nascesse e vivesse, e aprendesse...com esta mulher grande que foi a minha Mãe.
A Ele, toda a minha imensa e profunda gratidão e louvor.

24 comentários:

Pr Jorge Figueiredo disse...

Irmã viviana que texto lindo, maravilhoso, que Deus a abençoe muito e sempre. Mãe é um tesouro. achei sua atitude maRAvilhosa.

Maria disse...

Gostei da homenagem aos 100 anos da Nena, porém, conforme pede, vou-me calar e deixá-la com as bonitas recordações.
Shalom!

Joseneide Barbosa disse...

Lindo e comovente texto querida , sei que a saudade que você expressa da sua mãe e a mais pura , e isso nós comove quando minha bisavó morreu minha vó , me disse uma frase singela a qual nunca esqueci abraçada a ela , a enxugar suas lágrimas ela me disse : querida me deixe chorar pois mãe e corda presa ao coração sua partida doi .mais celebremos hoje esse dia não com tristeza mais sabemos que ela se encontra com o Pai e feliz pois habita no Senhor . Beijos

Anabela disse...

Foi um privilégio conhecê-la e ouvi-la contar as suas histórias.
Um abraço.

lidia disse...

Foi sem dúvida um grande privilégio,para mim ter conhecido esta"Senhora" maravilhosa.
Guardo com saudades a sua imagem.
Um abraço.

Pedro Leal disse...

Lembro-me de,talvez na adolescência, imaginar como seria a festa do centenário da avó (nessa altura julgamos que os que amamos vão estar sempre connosco aqui...) Hoje ela já não está connosco, está com o Senhor, mas esta homenagem traz-nos parte das boas memórias que nos deixou.

Avozinha disse...

Foi mais ou menos assim que os conheci. Saudades! Parabéns pelo centenário da D. Juana e graças a Deus por tão boas memórias!

acácia rubra disse...

Emocionei-me.

Que palavras lindas se soltaram da sua alma!

Carinhosamente, um beijo

Viviana disse...

Estimado Irmão Pastor Jorge Figueiredo

Obrigada, de coração, pelas suas boas e lindas palavras.

Diz bem..."Mãe é um tesouro"

Um grande abraço meu e do Pastor Leal

Bençãods no trabalho do Senhor, amanhã.

Viviana

Viviana disse...

Querida Mimi

Sei quanto a estimava e lhe queria bem, amiga!
Ela também gostava muito da Mimi.

Que bom poder recordá-la assim!

A Deus toda a glória e Louvor

Beijos

v iviana

Viviana disse...

Querida Joseneide

Obrigada por o seu comentário e as amávies palavras aqui deixadas.

Apreciei muito, creia.

Como eu compreendo a sua avó...
"Deixe-me chorar"

Mãe, como diz o amado Pastor Jorge Figueiredo é um Tesouro.

Um beijo viviana

Viviana disse...

Querida Anabela

Ela gostava tanto de si!

Foi muio tê-la connosco 91 anos.
Por pouco chegava ao centenário.

Obrigada
Beijos para toda essa gente linda dessa casa

viviana

Viviana disse...

Querida Lidia

Conheceu-a bem, sim.

Quanto ela apreciava as suas visitas!

É uma alegria enorme recordar aquele seu sorriso e a sua simpatia para todos os que lá iam a casa.
Louvo ao nosso Deus por isso.

Um grande abraço e um bom Culto amanhã nessa amada e saudosa igrejinha da Guarda.
Cumprimentos ao Pastor Emanuel e á Guida

Viviana

Viviana disse...

Pedro, meu filhote lindo

Priváste bastante com a avó Nena, sim.

Até chegáste a ficar lá com ela em pequenito quando estavas doente, lembras-te?

Quantas recordações boas ela nos deixou!

Tu, o seu neto mais velho, tinhas um lugarzinho especial no seu coração

Obrigada por o teu comentário
Beijos para toda essa hente bonita

Uma boa noie e um bom Culto amanhã na Igreja de Rio Maior

mãe

Viviana disse...

Querida Eunice

São uma benção estas recordações.

A Eunice conhecia-a bem..

Obrigada por as suas palavras lindas que aqui deixou

Um beijo e um bom Culto na Igreja De Queluz, amanhã
viviana

Viviana disse...

Querida Acácia

Obrigada por as suas palavras lindas e amáveis.

Um beijo
viviana

Rute disse...

Recordo a sua Mãe muito bem.e sempre que falava com ela pelo telefone,vinha a sua voz doce de despedida!"Deus te abençoe minha filha"! Obrigada por partilhar connosco estas boas memórias!Um beijo!

Viviana disse...

Querida Rute

É verdade! Ela tinha esse bonito hábito de desejar a todos que Deus os abençoasse.

E ficava tão contente quando lhe telefonavam...terminava dizendo: "Então obrigadinha... já conversámos um pouco."

Obrigada Rute por a visita e comentário
um beijo e...até daqui a pouco

viviana

Mi disse...

Querida Viviana

Que lindo texto e que belas recordações. Acho que Deus não devia permitir que as mães fossem embora, não é?

Um abraço,
Michele

carmen disse...

Que linda homenagem, Vivi...

É sempre muito bom podermos lembrarmos dos nossos ente queridos com gratidão a Deus por tudo o que representaram para nós!!!

bjs

Viviana disse...

Querida Michele

Tem razão, amiga.

Houve um poeta que escreveu sobre isso e eu já o publiquei aqui...

Não consigo recordar o nome.

Um beijo, amiga linda
viviana

Viviana disse...

Querida Carmen

Escrevi alguma coisa do muito que "enche o coração"...

Ah1 mas quantia gratidão eu sinto para com Deus!

A Minha Mãe...é hoje uma doce recordação.

Obrigada, amiga querida

Um forte abraço
viviana

Marlene Maravilha disse...

E eu agradeco e louvo a Deus contigo por tudo isso que li. Que linda história de vida! Nos meus testemunhos por este mundo afora, eu sempre digo, que se dermos oportunidades as pessoas para relatarem suas histórias, haveremos sempre de bendize-lO.
Parabens Viviana! Deus é contigo!
Relembre mesmo. Viva este momento e outros que virao, intensamente, por que esta saudade é bem vinda e faz bem a nossa alma!
beijo

Marlene Maravilha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.