sábado, 17 de dezembro de 2011

E agora?


Morre Christhofer Hitchens, autor de "DEUS NÃO È GRANDE"

COMO TERÁ SIDO O ENCONTRO?

Há em mim uma réstea de esperança de que foi bom.

Quem sabe?

Escritor e jornalista britânico, morreu em Houston nos Estados Unidos, onde vivia desde 1981, vítima de cancro do esofago.

«Em "Deus não é grande", fez uma crítica às principais religiões com seu ateísmo afiado. Ele argumentou que a religião era a fonte de toda a tirania e que muitas das perversidades no mundo haviam sido cometidas em nome da religião. Ele escreveu ainda obras sobre Thomas Paine e George Orwell - e inúmeros artigos e colunas, sem nunca perder seu humor aguçado. Os alvos preferidos iam de Deus e Madre Teresa até Henry Kessinger.

Christopher Hitchens - um crítico incomparável, um mestre da retórica com uma inteligência aguçada, e um bom vivant destemido - morreu hoje aos 62 anos", disse a Vanity Fair. Ele fumava e bebia muito."

http://g1.globo.com/pop-arte/noticia

5 comentários:

dilita disse...

Olá Viviana!

A fé é demasiado valiosa,não se compra, nem se vende.
Feliz de quem a usufrui,de alma e coração.
Beijinhos e bom Domingo.
Dilita.

manuel marques disse...

"A razão de ser de qualquer fé é trazer-nos uma certeza."

Beijo.

Pelos caminhos da vida. disse...

Paz e Luz...

Bom domingo para vc amiga.

beijooo.

Maria disse...

Estou de acordo com ele, quando diz que "muitas das perversidades no mundo haviam sido cometidas em nome da religião", porém ele, sem religião, podia ter feito a diferença e não fez.

Temos pena!

Tenho todas as dúvidas de que o encontro com Deus tenha sido bom... a menos que o arrependimento e a salvação tenham acontecido.
Um abraço e um domingo gostoso.

carmen disse...

Quem sabe, mas é triste saber que a pessoa viveu uma vida inteira sem conhecer o Amor de Deus... E ainda saber que bebia, para esquecer avida sem sentido que provavelmente viveu...

bjs