terça-feira, 30 de outubro de 2012

Hino Acordai! Acordai!

Tenho reparado que desde o passado mềs de Setembro, altura em que numa manifestação  foi cantado o Hino Acordai, do autor Lopes Graça, praticamente todos os dias  alguém vem a este espaço "procurar" esse hino, que eu publiquei aqui já há bastante tempo.

 Lembrei-me de "fazer uma 'partidinha" e publicar aqui também, o meu amado e querido Hino - Acordai! Acordai!, do Cantor Cristão, o meu velho Hinário que me acompanha desde a minha infância.
Sei-o de memória.

Ei-lo:

Eis que vamos para aquele bom país,
Onde o crente, sim, é Cristo quem diz,
Com seu Salvador, pra sempre ali feliz,
Vai gozar e descansar.
Trabalhemos, pois, com zelo e com vigor,
Constrangidos pelo seu imenso amor;
Trabalhemos pelo nosso Salvador;
Eis que a vida vai findar!

Acordai! Acordai! Despertai! Despertai!
E cantai! Sim, cantai!
O Senhor não tardará!
Eis que vamos para aquele bom país,
Onde o crente, sim, é Cristo quem o diz,
Com seu Salvador, pra sempre ali feliz,
Vai gozar e descansar.

Eis conosco nosso insigne Capitão
Que nos assegura a eterna salvação!
Eis da santa fé o invicto pavilhão!
Vamos, vamos trabalhar!
Eia, avante! Nada temos que temer;
Por Jesus havemos sempre de vencer;
Trabalhemos juntos sem desfalecer
Para a obra completar.

Revestidos da couraça de Jesus,
Como servos seus, e filhos, sim, da luz,
Gloriando-nos em Cristo e sua cruz,
Vamos, vamos trabalhar!
Os perdidos vamos com amor buscar,
Aos desesperados vamos declarar
Que Jesus deseja os homens transformar!
Oh, sim, vamos trabalhar!

Auto: Henry Maxwell Wright

Alguns dados sobre o autor:

henry_maxwell_wright.jpg


Entre os inúmeros escritores de hinos Cristãos do século XIX, temos Henry Maxwell Wright conhecido pelas iniciais H.M.W.. Nasceu em Lisboa, Portugal, no dia 7 e Dezembro de 1849, tendo partido para o Senhor no ano de 1931, repousa no cemitério dos ingleses no Porto.
     Dedicou-se, primeiramente, ao comércio, mudando-se, depois para Londres a fim de cuidar dos seus interesses profissionais. Foi ali que se converteu ao Senhor. Era filho de pais ingleses,  os quais eram verdadeiramente Cristãos. Depois de auxiliar o célebre pregador Dwight Moody numa grande campanha de evangelização realizada em Londres, em 1874 e 1875, abandonou a sua próspera carreira comercial para dedicar-se à evangelização da Inglaterra e Escócia.

     Dedicou-se à evangelização na Inglaterra e Escócia durante três anos. Em 1887 regressou a Portugal. Aqui trabalhou não só no Continente, mas também nas ilhas, como Madeira e São Miguel, nos Açores. Visitou o Brasil quatro vezes: uma em 1881, outra em 1890-1891, outra em 1893 e, por último, em 1914, a convite de J. L. F. Braga, crente brasileiro que morava na cidade do Porto, Portugal.
(foto e texto retirados deste site )

8 comentários:

Portal de blogs teia disse...

Olá.
Seu blog é muito legal,tem muita coisa interessante,gostaria de ter seu blog divulgado em um Portal?, isso mesmo, ´Portal de Blogs Teia, um divulgador de blogs de qualidade ,assim como o seu.
Se quiser participar é só nos visitar, é rápido e grátis.
Eu ficaria muito feliz em indicar seu blog aos meus amigos.
Até mais

Maria disse...

Boa ideia esta.
Espero que muitos possam ler o poema deste belíssimo hino e acordar.

Beijos para a família.
Shalom!

Ao toque do Amor disse...

Olá, minha linda e doce Viviana...me desculpe...voltei a trabalhar e o tempo ficou meio apertado e não consigo entrar diariamente no blog.
Mas, vim matar as saudades e te oferecer de coração um cartão... Um toque
bjus da San

Viviana disse...

Olá, Portal de blogue

Estou grata pelas palavras de apreço aqui deixadas. São por certo um incentivo para mim.


Quanto a divulgar o meu blogue no Portal, agradeço a disponibilidade, mas dado os objectivos com que foi criado, neste momento prefiro não participar.

Espero que compreenda
Um abraço e, obrigada pela visita
Viviana

Viviana disse...

Olá, querida Mimi

É essa a ideia!

Que o possam ler...

Um abraço
Viviana

Viviana disse...

Querida Sandrinha

Minha amiga doce e linda

Que bom receber a sua visita!

Sorri de felicidade!

Sabe que não consigo entrar no seu blogue?

Ontem tentei várias vezes e nada.
Daí não poder ir buscar o cartãozinho oferecido. Muito obrigada.Irei tentar novamente.

Desejo muitas bençãos dos Céus para si e para a sua família

Um grande, grande abraço
Viviana

esperança disse...

Olá! Maninha querida, bom dia!
Belo hino, fizeste-me recordar com saudade!!!...Daquele tempo tão bom que O Senhor nos concedeu, na companhia de nossos queridos e saudosos pais. Lá em casa era contado muitas vezes nos cultos diários, e cantarolado durante o dia, muitas vezes, especialmente pelo nosso pai, que andava sempre a cantar, e por algum de nós, ou ainda, assobiado pelo nosso querido irmãozinho, (até me arrepiei) que assobia maravilhosamente bem…É mesmo um assombro ouvi-lo!!! É verdade, tenho, ouvido, pela vida fora assobiar bem, mas como ele, ninguém.
Tem, tenhamos todos, um excelente dia

Viviana disse...

Querida maninha Esperança

Quantas recordações este belo hino nos trás!

Tantas vezes cantado!
Quer em casa nos culytos domésticos, quer na Igreja...

Recordo a energia e a enfase com que o cantava o querido e saudoso Pastor António Maurício.

Gosto muito deste hino.
Um beijo
Viviana