sábado, 30 de outubro de 2010

Há momentos únicos que marcam as nossas vidas para sempre


Imagem da net.

Hoje, vivi um desses momentos. Nele, a personagem principal é um jovem chamado André que tem vinte e sete anos e que nasceu e cresceu connosco aqui na rua, morando no prédio em frente do nosso.
Desde bem pequenino começou a fazer amizade com o meu Zé que tem mais um ano do que ele.Brincavam juntos na rua - era o tempo em as crianças podiam com toda a segurança brincar na rua. - e brincavam também aqui em casa onde ele vinha com frequência.
Afeiçoei-me ao André e nutro por ele um carinho e uma amizade muito especial, mas ele também me estima e me quer muito bem.
Como tantos jovens portugueses, o André, estudou até ao décimo segundo ano e depois fez um curso profissional de Informática, matéria que ele gostava e para a qual tinha uma certa queda.Depois de muito procurar, conseguiu um emprego nessa área, porém passado pouco tempo a empresa foi á falência e o André ficou no desemprego. Tentou, tentou, mas não conseguiu nada.
Lembrou-se então de emigrar para a Suiça, onde vive uma irmã com a família; iria tentar a sorte, ver o que é que conseguia. Fez alguns biscates, e, numa situação de ilegal...por lá foi ficando até que lhe foi concedido o visto de residência, o que possibilitou encontrar emprego num grande armazém de frutas, onde lhe é exigido um enorme esforço físico que o fez emagrecer e sofrer um acidente que o levou a uma cirúrgia.
Como as saudades apertassem, há duas semanas, sem avisar ninguém, meteu-se no seu velho carro, sózinho, e rumou a Portugal.
Veio visitar- nos e abraçar-nos; reparei então como os seus olhinhos brilhavam e sorriam de contentamento. Jamais esquecerei aquele abraço!
Disse-lhe que gostaria muito que viesse tomar uma refeição connosco, ao que ele respondeu, que tinha muitas coisas para resolver, mas que iria tentar e depois me avisaria.Ontem, mandou recado por o Zé que viria hoje almoçar.Não imaginam como fiquei contente! Cantei, ri, e pareceu-me ficar até com mais energia e vivacidade.
Hoje, levantei - me cedinho e comecei a preparar as coisas com imenso gosto. Cozinhei um prato especial que eu fazia quando os meus filhos eram pequenos. Fiz uma sobremesa deliciosa; um creme de legumes com uma cor e um sabor de fazer crescer água na boca. Coloquei a toalha mais bonita na mesa, as louças, os talheres e os copos mais bonitos que tenho.
Quando nos sentámos os quatro á mesa sorrimos uns para os outros; O Jorge dirigiu a oração de acção de graças, e, duramte cerca de duas horas ali ficámos, conversando, rindo, brincando, até que a mãe dele, já pela segunda vez, o lembrou pelo telemovel que ele tinha várias coisas para resolver hoje.
Não o deixei partir sem, como uma grande amiga, mais velha, dar -lhe alguns conselhos, entre eles a necessidade de continuar a caminhar com Cristo, dando-lhe o primeiro lugar na sua vida, tal como o Zé e os seus tres irmãos.
Despedimo-nos com um longo, longo abraço...
O André dorme a estas horas, posso olhar daqui a janela do seu quarto.
São 02, 30 da madrugada, daqui a uma hora e meia, ou seja, ás quatro, ele vai levantar-se e viajar sózinho para a Suiça, onde chegará, querendo Deus, daqui a um dia e meio
Boa viagem André!
Que o Senhor Deus te acompanhe e te proteja.

10 comentários:

Fernanda disse...

Muito bonito Viviana. Momentos como esses tem o poder de rejuvenescer a alma de qualquer um. Ate' a mim que estou tao longe, mas so de ler e imaginar. Imagino a cena real porque eu faria exatamente a mesma coisa. Jovens assim mexem sempre comigo e me vem sempre lagrimas aos olhos ao imaginar que poderia ser um filho meu. o mundo e' tao ingrato para os jovens. daqui eu desejo boa viagem e a si felicito-a pela experiencia. muito enriquecedor.
fernanda
uma boa noite. deve estar a dormir.. eu vou jantar

acácia rubra disse...

Há momentos tão grandes nas nossas vidas! Que nos fazem felizes.

Beijo

manuel marques disse...

Boa viagem André,a Viviana certamente que está a orar por ti.

Abraço.

Velton Clarindo disse...

Eu também me vejo as
vezes me encontrado com pessoas
que amo mas que a muito não vejo
ou tenho notícias.
É nostalgiante.

E como um abraço
saudoso é delicioso.
um deleite..

Espero que ele fique bem
e que possa se entregar
por inteiro ao consolo divino.

Tem horas em que
um aconchego do pai celestial
é tudo de que precisamos.

Abç.

Viviana disse...

Querida Fernanda

Obrigada por a simpatia e a compreensão.

Sabe, eu valorizo muitíssimo a amizade!

Que interessante saber que a Fernanda faria a mesma coisa!

Lá está...até nisto somos parecidas!

Desejo-lhe um bom Domingo

Beijos

Viviana

Viviana disse...

Olá Acácia


É verdade!

É mesmo uma grande verdade!

Que bom, nãoé?

Um abraço

viviana

Viviana disse...

Olá amigo Manuel

Obrigada.

Sim, na verdade, desde que o André partiu, que elevo contínuamente a minha prece ao Deus todo poderoso e bom...para o proteger.

Um bom domingo

Um abraço
viviana

Viviana disse...

Olá Velton

è mesmo, assim comoo amigo diz.

É muito bom rever e abraçar os nossos queridos amigoa!

Sobretuo quando estão longe e estamos á muito tempo sem nos ver-mos...

É consoldor poder recorrer ao grande
"EU SOU"...para suplicar a benção e a protecção.

Tenha um bom Domingo e...vote bem!

Um abraço

viviana

carmen disse...

É tão bom quando os amigos se encontram!!!

São raros momentos de prazer, alegria, troca de experiências que enriquecem nossos dias.

que bom!!!

bjs

Viviana disse...

Querida Carmen

É mesmo, amiga.

Ah! mas quanta alegria esses encontros nos proporcionam...

Digo sempre, que os amigos são tesouros preciosos que o Pai nos oferta.

Vivam os amigos!

Viva a amizade!

Viva a amiga Carmen!
Beijo

viviana