terça-feira, 12 de outubro de 2010

Há tanto tempo a querer saber o nome...


Gilbardeira -Rucus Aculeatos - Imagem da net.

Recordo-me que era ainda bem pequena, quando tive o primeiro contacto com esta bonita planta, nos arredores da cidade de Leiria, onde vivia então. Achei-a, por acaso, num silvado, misturada com silvas e outras plantas. Gostei logo dela, talvez por o contraste, entre as folhas verde-escuras e as bagas de um vermelho vivo.
Não havia muitas por lá, não. E lembro-me que na época de Natal elas eram muito procuradas e apreciadas para os enfeites natalícios, substituindo o tão famoso Azevinho.
Sempre desejei saber o seu nome e alguma coisa mais sobre ela, mas nada.
Há momentos, quando pesquisava na net sobre uma determinada árvore, não é que dei de caras com a plantinha e pude ler bastante a seu respeito.!? Ah! mas que contente fiquei! Como diz o nosso povo, "ganhei o dia."
Chama-se:
Azevinho-espinhoso, azevinho-pequeno ou menor, erva-de-vasculho ou dos-basculhos, gibaldeira, gibardeira, gilbardeira, murta-espinhosa, pica-rato..
E claro, o seu nome cientifíco é Rucus Aculeatos.
Soube com satisfação que é uma planta protegida, não porque esteja em vias de extinção, mas porque é muito procurada para os enfeites de natal.

8 comentários:

Fernanda disse...

Eu tambem conheco esta planta. E' realmente procurada pelo Natal, mas tambem a vi muitas vezes a' venda nessa altura. Penso que cada vez tem rareado mais, pelo menos eu lembro-me da dificuldade em que as pessoas nos campos nos ultimos anos tinham em encontra-la. Ela e' conhecida normalmente por bagas, sim.
Faz um arranjo florar bonito. A frase do poema de Fernando Pessoa em Lacos, tambem e' para mim a que mais me diz aquela que a Viviana ressaltou. Boa semana para si, cumprimentos do Eduardo que partiu de novo hoje, mas que esta ligado agora, neste momento( tentamos encurtar o tempo assim) na net e estavamos a falar do seu comentario. beijinhos amigos

Fernanda disse...

Ah esqueci de dizer. Publiquei em Viver e Sentir umas fotos que tirei a um painel pintado numa parede de uma padaria portuguesa aqui em Edmonton. uma das imagens que retirei do painel foi o Palacio de Sintra e lembrei-me da Viviana.

Rosa disse...

Olá querida Viviana.
Numa fugida, a filhota foi lanchar, vim olhar "os lírios "
Viviana, sabe que tenho gibardeiras junto de casa.
Existe um pequeno caminho que leva a terras de cultivo, e de um lado é ladeado por silvas "que me dá as famosas amoras" e lá pelo meio temos as gibardeiras e outras plantas.
Lá vou eu enviar mais uma foto :))

Viviana, desejos de um bom resto de tarde.

Beijos de amizade.

carmen disse...

Vivi:

Que lindo azevinho!

Depois que você pesquisou e deu as informações ficou bem mais fácil reconhecer o "enfeite de Natal"

Bjs, querida!

carmen disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Viviana disse...

Olá Fernanda

Então também conhece esta plantinha!

Interessante.

É mesmo isso que diz...não é facil encontrá-la por aí.

Quanto ás fotos que publicou sobre Portugal, da tal padaria que existe aí onde mora, já s fui ver.

São lindinhas.

E lá está o "o meu Palácio de sSntra,.. que posso ver sempre que que me apetecer...é olhar aqui desta janela.

obrigada pela partilha

Desejo-lhe um lindo dia

Beijo

Viviana

Viviana disse...

Olá Rosa

Então tem Gilbardeiras aí junto de csas!?
Giro.

Aqui onde moro só as encontro no bosque junto á Ribeira das Jardas.

São lindinhas!

Um beijo

viviana

Viviana disse...

Querida Carmen

Olá! amiga linda

Cçaro que por aí por esse imenso país...também se deve encontrar essa plantinha!

Um bom dia para si e família

Um abraço

viviana