terça-feira, 29 de março de 2011

Nem tudo está perdido


Rua da Travagem - Porto

Na rua da Travagem, no Porto,uma vizinha cuidadosa, estranhou não ouvir de manhã, como acontecia habitualmente, o vizinho do lado a tossir e ouvir o rádio a tocar. Ficou preocupada e dirigiu-se aos Bombeiros a pedir ajuda os quais vieram rápidamente e abrindo a porta da casa encontraram o morador morto na sua cama.
Importa salientar que isto sucedeu "numa ilha" - espéçie de pátio com casas normalmente térreas - onde a vizinhança é solidária e atenta.
Nem tudo está perdido.

7 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Quem tem uma boa vizinhança nunca está só...

Boa noite amiga.

beijooo.

Michele P. disse...

Tenho tanto medo de morrer só... espero encontrar sempre bons "vizinhos".

Um abraço carinhoso

carmen disse...

Vivi:

Acho muito triste a solidão na velhice...

Só se soube da morte deste idoso porque ele não estava mais a tossir... triste, muito triste... E a sua família, onde estava?

Muitas vezes o idoso morre de tristeza, de solidão, do descaso da família ou pela falta de amigos, algo que o faça achar que a vida ainda vale a pena...

Mas que esta senhora estava atenta, não tem dúvidas... Fazer o que?

bjs

Viviana disse...

Querida Ana linda


Escreveu uma grande verdade, amiga.
Os vizinhos podem ser uma benção.

Um beijo

viviana

Viviana disse...

Querida Michele

Acho que isso nunca irá acontecer consigo amiga.

Deus vai cuidar de nós...

Um grande abraço

viviana

Viviana disse...

Querida Carmen
Para não me alongar mais eu coloquei apenas uma parte da notícia.

Mas este homem tinha família que cuidava dele e ainda na véspera ele foi almoçar com uma sobrinha.

Ele fazia a vida normal e andava por ali e dava-se bemm com os vizinhos.

s+ó que vivia sózinho.
E morreu de ataque cardíaco.

Eu quis chamar a tenção para o cuidado da vizinha ...que estava atenta ao facto de não o ouvir tossir.

Um abraço, amiga

viviana

Viviana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.