segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Crise? Qual crise?


O "tio Teco" com os gatinhos.


O brinquedinho do gatinho "Pipo"
(O mais escurinho)

Decididamente, crise, é coisa que não se vislumbra aqui por casa!
Se até o gatinho se entretém a brincar com uma nota de cinco euros... no chão da cozinha!
Ah! mas eu ainda fui a tempo de a salvar inteirinha...

4 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Uma boa semana pra vc amiga.

beijooo.

lilasesazuis disse...

Mas esse tio Teco é um amor de tio...rsrsrrs...lindo de se ver...bj em seu coração!!

Flor disse...

Que fofinhos... o tio é um tio a sério, adoptou-os os garotos... eh eh e já agora, o Teco não poderá vir a ser pai junto com a mãe dos gatinhos?

Passar de um para três gatinhos.. mostra o grande amor que existe ai em casa pelos animais... lindo!

Eu tenho uma gatinha, a Bekas, que é muito ciumenta, já pensei adoptar um outro gatinho que não tenha família, mas tenho receio da reacção da Bekas, afinal ela é a única cá por casa e já cá está à 5 anos e veio com apenas 2 meses, será que ela se adaptará melhor se for um gato ou uma gata?

O Teco e a mãe dos gatinhos hoje dão-se bem?

Flor

Viviana disse...

Olá querida Flor

Que delicia "encontrá-la" aqui!

Nós estamos bem, pela graça do Senhor.

Sabe, o Teco adoptou a Lili - a gatinha pequena - como filha.
Brinca imenso com ela, lambe-a...é mesmo uma ternura. E a Lili fica feliz com isso.

A mãe da gatinha, que "bufava" para o Teco quando veio para cá, agora é uma perdida por ele... brincam os dois tempos sem fim.
Os tres são uma autêntica família.
Quando o Teco era sózinho e foi-o durante uns três anos ou mais...ele passava os dias a dormir, agora não, agora dorme quando todos dormemm. Mas está muito mais rejuvesnecido e activo.

Acho que é muito mais feliz.

Para o caso da sua gatinha, não faço ideia do que será melhor. Mas, creio que talvez se levasse um gatinho pequeno ela o aceitasse melhor...não sei.

Obrigada por a visita e comentários
Beijos dde nós os dois
do coração
viviana