quinta-feira, 27 de outubro de 2011

"Mau tempo!?" Porquê?


Fonte da Imagem: http://www.ulicafotograficzna.pl

Começa a cair a chuva, que até já vem atrasada, e ouve-se por todo o lado, principalmente nos meios de comunicação social, que "o mau tempo chegou."
Se a chuva vem acompanhada de vento, o que é natural, então já se trata de "o temporal que se abateu sobre." E assim, se fica com mais um tema para juntar á "crise económica" para abrir e encher os telejornais e os debates televisivos.
Quando se esperou tanto por esta chuvinha que tanta falta fazia, reparem que em Bragança já se teve que recorrer a camiões - tanque para fornecer água para uso doméstico, por falta de água na barragem, em vez de a chuva ser recebida com um: Sê bem vinda, chuvinha! Com ar carrancudo diz-se: "O mau tempo chegou".E, se ela se prolonga por alguns dias, o que é óptimo e necessário, dada a sequidão que existia, então diz-se como ouvi ontem: "O mau tempo veio para ficar".
Confesso que na minha forma de olhar e avaliar as coisas, com o máximo de justiça que consigo, baseada no ensino do Evangelho, irrita-me e provoca-me alguma indignação que se veja e analise as coisas por este prisma negativo. Há pouco, entrevistaram algumas pessoas em Bragança acerca "do mau tempo", e, todos com um sorriso de satisfação e tranquilidade dissseram que a chuva era bem vinda e houve até uma senhora que muito contente, disse bem claro: "Esta chuva é um bem precioso." Gostei de ouvir! Ora aí está alguém que sabe ver as coisas e avaliá-las. A mim, garanto-vos que nunca me ouvirão dizer"mau tempo".
O tempo é sempre bom! E nós já devíamos saber que desde que o mundo é mundo, sempre houve tempo de sol, céu azul e calor e tempo de chuva, vento e frio. Como dizia o sábio rei Salomão no seu livro de Eclesiástes - "Há um tempo determinado debaixo do céu para cada coisa." - Agora, que é Outono, é tempo de chuva e vento.

5 comentários:

esperança disse...

Boa tarde maninha muito querida, que tudo esteja bem por aí, por aqui tudo vai bem…
Sensato o teu poste, concordo contigo a 100%, e com a senhora que disse que a chuva é um bem precioso. Chuva é vida. Reportei-me em pensamentos da nossa infância, e lembrei que chovia durante semanas. No mês de Março chovia sempre, para nosso mal, pois esperava-mos com ansiedade a feira de Março, e não queríamos que chovesse, mas não tínhamos sorte nenhuma, pois era tempo dela., O Sr. Ribeiro, pai da menina Lurdes, ficava bem contente se as terras dele á beira Rio Lis, ficassem alagadas duas vezes no ano. O João Pedro levou-me lá, e as tais terras estão cheias de prédios. O que vai acontecer quando o Rio transbordar?
Tem, tenhamos todos um bom resto de dia

Michele P. disse...

Que bonito jeito de entender as coisas, minha amiga. :)

Boa quinta-feira.
Um abraço

lilasesazuis disse...

Viviana, concordo com você...chuva é benção divina...antes de ontem, aqui em São Paulo, caiu uma chuva muito forte...ontem, os agapantos das praças desabrocharam...tudo lilás, hoje, estão exuberantes, lindos, lindos de se olhar e agradecer ao Criador!!!beijinhos, Lígia

dilita disse...

Querida Viviana
Desculpas por nada ter dito por tanto de bom que nos mostra.
A chuva é ouro! Diziam os lavradores da minha terra. Só deviamos desejar que não caísse de
forma desmedida como por vezes acontece,mas que a chuva venha em conta peso e medida que é um bem incaculável que nos é dado. Recordo-me de quando vivi em Braga, chuver diáriamente durante um mês e intermitente nos retantes meses de inverno,era natural, ninguém se ralava com o facto,até dizim em geito de graça "que Braga era o peniquinho do céu".
Cheguei a Braga com chuva e toda a noite chuveu e trovejou. (tenho mêdo da trovoada quando é forte). No dia seguinte perguntei se era habitual aquele tempo,fiquei logo a conhecer aquela afirmação,tipica das gentes nortenhas.(gente boa,devo dizer).
Viviana, alonguei-me desculpe.
Beijinhos.

dilita disse...

Viviana,
Escrevi à pressa fiz erros; faltam letras, faltam virgulas, desculpe,sim?
Ainda um abracinho.
Dília Maria