segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Ainda...as mães


Não parece mesmo uma árvore, esta mãe minha amiga?

Uma mãe é uma árvore grande
que te oferece todos os frutos...
e por mais que lhe peças
encontrarás sempre algum.
Oferece-te os frutos, as flores, as folhas;
por ti despoja-se de tudo
até ficar sem ramos, se preciso for.
Uma mãe é como uma árvore grande...

Uma mãe é como o mar;
não há tesouros
que ela não encerre;
a ternura dela é como as ondas
que embalam e beijam,
sem nunca parar.
Não há ferida, por mais profunda,
que possa fazê-la sangrar.
Uma mãe é como o mar...

Uma mãe é este mistério:
tudo compreende e perdoa,
tudo sofre e tudo doa.

(F. Pastonchi)

6 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Lindo poema dedicado a todas nós que somos mães.

UMa semana iluminada amiga.

beijooo.

esperança disse...

Maninha querida, “MÃE” é como diz (F. Pastonchi). E muito mais…Mãe é simplesmente tudo...Ela por vezes já não pode, mas vai buscar forças sabe se lá aonde?!?.
Mãe é mãe, minha querida e saudosa mãe.
Tem tenhamos todos mude…

manuel marques disse...

Já Balzac dizia:
"O coração das mães é um abismo no fundo do qual se encontra sempre um perdão."

Beijo.

Marlene Maravilha disse...

Que linda foto Viviana!! Divina!
E lindo poema! É maravilhoso ser mae!
Louvado seja mesmo Deus pela maternidade que nos concedeu!
beijo

Dina Bernardino disse...

olá D. Viviana!!
Quero lhe agradeçer este lindo poema!! Como sempre fiquei com a lágrima no canto do olho de alegria!! Ser mãe é algo de maravilhoso!! Espero que esteja tudo bem consigo!! Um beijinho muito especial, Meu, da Laura e da Madalena!!

Dina Bernardino disse...

D. Viviana!!Nem de prepósito, hoje, a esta hora, faz dois anos que soube da mais bela da notícia!! que estava grávida das minhas princesas. e nada melhor presente para comemorar este momento, do que receber este lindo poema.
Obrigado mais uma vez.
Dina Bernardino