quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Sal, por favor


Esta é a capa do Livro - Sal, por favor - cujos autores são o Jorge Viegas e o Pedro Leal.

Para que se tenha uma ideia do que é que o livro trata, apresentamos, aos amigos que por aqui passarem, o Prefácio, da autoria do Tim Cavaco.

Informamos ainda que quem estiver interessado poderá adquirir o livro através deste Link.

O preço de capa é de 11 euros.

«Certamente irreverente, possivelmente inconveniente mas absolutamente inteligente… Numa explosão de criatividade, o Jorge e o Pedro enveredam por uma fórmula de análise e de critica religiosas pouco comum em Portugal e, arriscaria dizer, em língua portuguesa.

Podia até este livro começar com uma advertência do tipo: “esta é uma obra de ficção. Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência”: No entanto, ninguém acreditaria!

O que perpassa pelas páginas desta criação artística é fundamentalmente a mais pura verdade da vida das nossas congregações e das nossas relações pessoais, familiares, etc. O humor é aqui o mais excelente veículo de uma interpelação muito séria em relação á forma de se ser cristão e de se viver o “mero cristianismo” nas palavras de C. S. Lewis, ou seja, o cristianismo tal como ele é, tal como nos é apresentado nas páginas do
Precisamos urgentemente de sal. Precisamos de pessoas que nos mostrem onde errámos nesta caminhada de dois mil anos e em que momento nós perdemos a memória daqueles que nos antecederam com as suas vidas marcadas tantas vezes pelo martírio para que uma “ideia” pela qual lutaram sobrevivesse. Acima de tudo, porém, importa ter bem presente que a Igreja que foi construída ao longo dos séculos, com todos os seus defeitos e em toda a sua pluralidade é Obra de Deus e teve uma intervenção decisiva na transformação do mundo que habitamos. Precisamos de ajudar a restaurar o sabor do sal que se foi perdendo. Em muitos casos trata-se de reenvagelizar; noutros casos de levar a Palavra onde ela ainda não chegou.

Mais do que uma obra encerrada e confinada a um contexto particular,
O meu desejo é que este livro seja apenas o primeiro de muitos outros que se lhe sigam, pois o tema está longe de estar esgotado. Deus possa preservar a acutilância, com sentido de responsabilidade, do Jorge e do Pedro para que assim continuemos a contar com outros momentos tão divertidos quanto sérios, com origem nesta parelha de observadores sociais que trazem até nós uma forma fresca de reflexão sobre o fenómeno religioso.»

(Tim Cavaco)

8 comentários:

bete pereira da silva disse...

Puxa! pareceu-me muito bom!

esperança disse...

Não tenho palavras....
MUITOS PARABÉNS

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Viviana, belíssimas palavras, sobre um livro que não tenho dúvida será um êxito... Parabéns!
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Viviana disse...

Olá querida Bete,

Tenho o livro aqui á minha frente!

Está fantástico!

E se eu lhe disser que os desenhos são feitos por um jovem que eu vi crescer nos bancos da minha Igreja
desde bem pequenino... e o texto é da autoria do meu filho Pedro, o mais velho.

Od filhos dão cá cada alegria ás mães!...

Louvado seja por isso o mom Deus.
Um beijo

Viviana

Viviana disse...

OLá minha linda maninha Esperança,

Pois é, o teu sobrinho Pedro escreveu o texto deste livro!

Se soubesses como ele está feliz!

Andou aí uns 16 anos a amadurecer a ideia...mas pela graça de Deus conseguiu.

A Deus toda a Glória!

Um beijinho

Viviana

Viviana disse...

Olá querida Fernandinha,

Acho que vai ser um êxito sim.

Estou muito feliz por o Pedro (meu filho mais velho) ter conseguido com o Jorge, realizar este sonho.

Vale sempre a pena sonhar!

Um abraço

Viviana

Anita disse...

Um olhar compreensivo, um sorriso acolhedor, uma boa palavra, uma ajuda qualquer e tantas outras pequenas coisas no decorrer de cada dia podem fazer-nos mais felizes.

Bom fim de semana amiga.
Beijos no seu lindo coração.
Fique bem. Fique com Deus.
Anita (amor fraternal)

Viviana disse...

Olá querida Anita,

Obrigada, obrigada!

Tambem para si e para a sua linda família um excelente fim de semana.
Bençãos

Um beijo

Viviana