quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Um Culto a Deus ao ar livre em 1942


Hoje, ao abrir a pasta das "fotos da Argentina", os meus olhos pousaram sobre esta.

Ela recorda um grupo de crentes num Culto de Adoração a Deus, feito ao livre,debaixo das árvores... no longínquo ano de 1942, ao qual eu assisti no colo da minha mãe.
O meu amado e saudoso pai tinha acabado de "Nascer de novo", através de um encontro pessoal e íntimo com Cristo, o nosso Salvador, a quem ele até aí só conhecia de nome, e a quem já procurava cultuar, andando para isso várias horas a cavalo até ao local mais próximo de Culto.
Mas foi quando apareceu no Yerbal Viejo onde vivíamos, um Missionário Evangélico salvo o erro, inglês,e comunicou áquele povo a mensagem maravilhosa do Amor de Deus, que ele compreendeu perfeitamente quem era Deus e quem era o Jesus que ele adorava.
Aí, ele aceitou Esse Jesus como seu Salvador pessoal e entregou-lhe completamente o seu coração e toda a sua vida, até ter sido chamado a receber "a corôa da glória" há já há 34 anos atrás.
Aí, eu, fui muito abençoada porque desde os dois anos comecei a receber a influência benéfica do Evangelho de Cristo na minha vida.
Quão grata e reconhecida estou para com o meu Deus!

Na foto acima, o meu pai é o primeiro á direita na primeira fila dos que estão em pé, o que está com as mãos na cintura;eu,estou ao colo da minha mãe (que tem um lenço na cabeça) na fila de trás, a primeira da direita.

12 comentários:

Maria Emília disse...

Que bonito homem, o mais bonito desta foto. Pena que a Nena e a Viviana não se consigam ver tão bem. Os "retratos", como antes se dizia, são para mim pedras preciosas. Com eles podemos revisitar o passado e ter recordações de ternura, como esta.
Mas, o melhor de tudo, é o testemunho e, quando olhávamos o irmão Zé, ao vivo, podiamos ver Cristo. Este, é o grande motivo para não o esquecer e o homenagear.
Shalom!
Mimi

Ana Maria disse...

Lindas fotos.
Família religiosa, amor a Deus.
Amiga, por favor, deixe um recadinho para a amiga Flor; sempre tem tentado entrar no blog dela, mas nem sempre eu consigo.
Diz que estou com saudades dela, mas não consigo entrar para comentar. As vezes consigo entrar e escrevo, quando vou publicar o comentário, trava o pc e tenho que desligar e ligar de novo.
Estou com Net discagem direta ao fone. Logo vai ser solucionado.
Abraços a ela e à você.
Beijinhos!

Rosa disse...

Olá Viviana
Gosto de pensar que, as recordações são a roupa com que vestimos a vida.

Viviana, adoro quando saímos com os adolescentes e jovens da catequese para retiros ou acampamentos, as Eucaristias ao ar livre deixam a sensação que a nossa oração e louvor chega até Ele sem impedimentos.:)

Viviana, tenha uma boa noite.

Beijos
R.I.

BC disse...

Que bonito Viviana, como é bom recordar, e as coisas do passado fazem-nos reviver tanta coisa boa, e as pessoas que por vezes já não estão em corpo connosco, mas acompanhar-nos-ão sempre ao longo da vida de uma maneira ou de outra, estão ao nosso lado.
Beijinhos
São as luzes que nos guiam ao longo da estrada,....!

gaivota disse...

é como dizes minha amiga, na argentina há tanta crença, tanta fé, sempre que passávamos perto duma igreja, duma capela ou de um simples nicho, todos se benziam, as vezes todas que se cruzassem com estes locais de fé, era incrível para nós, europeus...
gente simples e crente, mesmo ao ar livre em pleno campo,
tantos factores que me fizeram apaixonar por este país fantástico!
hei-de voltar, mais e mais
beijinhos linda amiga

Viviana disse...

Olá querida Mimi,

Que bom encontrá-la aqui!

Seja muito bem vinda!

È verdade, o pai era um lindo homem!

Era um grande homem!

Como diz, podia ver-se nele Cristo.

Tambem gosto muito de fotografias.
Sei muito bem que a Mimi tambem!

Parece que estou a ver seus albuns muito bem arranjadinhos, cada fotografia com uma legenda...

Tenha uma boa noite

um beijinho
viviana

Viviana disse...

Olá querida Ana Maria,

Sim, a nossa família foi sempre uma família reverente e temente a Deus.

Creio que foi a melhor herança que os nossos pais nos deixaram!

Darei o recado á Flor, sim.
Eu vou explicar o que se pasa.

Um beijo

Boa noite
Viviana

Viviana disse...

Olá querida Rosa,

"Gosto de pensar que as recordações são a roupa com que vestimos a vida".

Que lindo, Rosa!
Gostei muito.

Sim, louvar e cultuar a Deus ao ar livre, em contacto com a natureza, é fantástico!

Eu sei o que isso é.

Até só o facto de ir-mos caminhando por um campo ou um monte, ou pela praia e ir-mos olhando a beleza á nossa volta ou por cima de nós, parece que nos aproxima mais de Deus.

Tenha uma boa noite

Um beijo
Viviana

Viviana disse...

Olá querida Isabel,

Sim, é tão lindo e tão bom recordar as coisas do passado!

Através das fotos por exemplo.

Quantas vivências, quantas experiências!

Como diz e muio bem, os nossos queridos que já partiram , só não estão conosco fisicamente... pois de outro modo, eles caminham na vida conosco e vivem para sempre nos nossos corações e nas nossas almas.

Ainda bem que assim é.

Tenha uma noite tranquila

Um beijo

Viviana

Viviana disse...

Olá querida Gaivota,

Eu sei, eu sei...que a minha amiga gosta muito da minha linda Argentina!

È um País fabuloso!

Com tantas coisas lindas e tantas coisas grandiosas!

E o povo é muito crente, sim senhora.
Eu vejo isso pela minha família.

Um dia destes tenho que pensar em lá ir.

Tenha uma boa noite, amiga linda
Um abraço
Viviana

bete pereira da silva disse...

Essa foto é um ícone do evangelismo na américa latina!

Viviana disse...

Olá querida Bete,

Aí está... muito bem observado!

O meu pai fez uma casinha pra o Pastor Cantalício - assim se chamava, algum tempo depois disto, dentro da nossa chácara, porque ele era pobre e não sabia para onde ir com a mulher e os filhos.

O meu pai era um homem de Deus, um homem bom!

Um abraço, amiga linda

viviana