sábado, 8 de maio de 2010

Tristeza - Virgínia Vitorino


Imagem da net.

Nos dias de tristeza, quando alguém
Nos pergunta, baixinho, o que é que temos,
Às vezes, nem sequer nós respondemos:
Faz-nos mal a pergunta, em vez de bem.

Nos dias dolorosos e supremos,
Sabe-se lá donde a tristeza vem?!...
Calamo-nos. Pedimos que ninguém
Pergunte pelo mal de que sofremos...

Mas, quem é livre de contradições?!
Quem pode ler em nossos corações?!...
Ó mistério, que em toda parte existes...

Pois, haverá desgosto mais profundo
Do que este de não se ter alguém no mundo
Que nos pergunte por que estamos tristes?!

Virgínia Vitorino

(1895-1967)

http://laosdepoesia.blogspot.com/

9 comentários:

gaivota disse...

um retrato de solidão...
e ninguém se achega para nada...
nem para despertar um sorrisito...
bom fim de semana, viviana
beijinhos

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

A poetiza tem razão:tristeza maior que a própria tristeza que sentimos é ninguém se importar com a nossa tristeza...

Lindo poema!

Recebo seu abraço e o retribuo!

Junto com o abraço vai um beijo pelo Dia das Mães que aqui no Brasil é comemorado amanhã!

Tenha um domingo feliz!

Sonia Regina.

Rosa disse...

Olá Viviana
Que o seu (vosso) dia tenha sido bom.
É assim mesmo Viviana, temos momentos em que estamos mais tristes e nem sequer percebemos o porquê.
Claro que, ter os bons pensamentos ao acordar ajuda muito, mas há "coisas" que são difíceis de contornar.
E quando assim é, um amigo, uma pergunta, uma atenção, faz milagres...

"À tristeza, se puderes, não lhe dês entrada no coração; se não puderes, não a ostentes no rosto."
( São Martinho Dumiense )

Viviana, tenha um bom resto de tarde, e amanhã um feliz Domingo.
beijos

Viviana disse...

Olá Gaivota linda

É assim, minha amiga.

Porquê?

um grande abraço

viviana

Viviana disse...

Querida sónia

Obrigada pelo seu abraço. amiga.

Aqui em Portugal hoje também foi o Dia das Mães para os Cristãos Evangélicos.

Os católicos festejaram domingo passado.

Eu própria fui convidade para colaborar hoje, numa dessas festas.

Foi muito, muito bonito!

Um grande abraço

viviana

Viviana disse...

Querida Rosa

Boa amiga

Que lindo esse pensamento sobre a tristeza, que aqui deixou.

Gostei muito.

Tenha uma boa noite

Um grande abraço

viviana

Fernanda disse...

Obrigado Viviana pelo seu comentario.
Parabens pelo momento vivido descrito acima. Esses sao o verdadeiro tesouro da vida. Uma boa semana.

catarina silveira disse...

ola nao conhesia este blog escrevi a palavra que me veio á cabeça o seu poema fezme pensar muito obrigado porque fico sempre irritada com as pessoas que me perguntao se estou triste a minha avo que so me quer bem estame sempre a perguntar isso e eu começei a responder mal muito obrigado pelas palavras sabias que me ajudaram a compreender

Viviana disse...

OLá, Catarina!

Olha minha amiga, só hoje, 27 de Maio de 2011, e por puro acaso, descobri o teu comentário que deixáste neste espaço.
Isto porque não tenho nenhum sistema de informação sobre a colocação de comentários nos postes antigos.
Geralmente coloco os postes e não volto lá, a não ser por um motivo especial, que foi o caso.


Já vi que tens um blogue que não está actualizado; de qualquer modo irei lá colocar um comentário. Obrigada por as tuas palavras aqui deixadas. Incentivaram-me a continuar.

Um grande abraço e que Deus te abençoe e cuide sempre de ti, como tem sempre cuidado de mim.

viviana