sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Acham a "osguinha" feia? Eu não!


A "osguinha" a apanhar sol na parede da casa da aldeia.
Clique em cima para ampliar e ver melhor.

A semana passada, estando nós, eu e a minha irmã, na casa da aldeia, ela chamou por mim: "Viviana, anda cá ver uma coisa"! Eu estava no pátio a tresplantar umas flores e fui ter com ela á frente da casa. Ela disse, apontando para a parede branca cheia de sol: "Tu que gostas tanto das osgas olha aquela osguinha bébé que está ali a apanhar sol. Deve ser filha daquela osga gordinha que costuma estar por aqui e que se esconde no telhado."
A osguinha estava quietinha. creio que ainda não sabe o que é o medo pois não fugiu de nós. Observei-a com muita atenção e reparei como era perfeito o seu corpo: A pequenina cauda, tinha um tracinho amarelo, um tracinho preto...em toda ela. Os próprios dedos - 5- tem cinco dedos com uma ventosa na extremidade, que serve para se agarrar ás paredes e árvores, sem cair, esses pequenos dedos tal como a cauda têm também tracinhos amarelos e pretos.
Deu tempo de a observar em pormenor e de conversar com ela.
A certa altura trepou pela parede, devagarinho, e foi para baixo de uma telha (a casa é térrea).
Conheço bem a mãe dela, que anda sempre por ali; geralmente pára e olha-me com curiosidade, seguindo depois o seu caminho. A vizinha do lado, quando a vê diz-me: "Ó menina Viviana olha que osga tão grande a trepar por a sua casa, mate-a"! Eu pergunto-lhe: Porque razão eu a hei-de matar? Ela não me faz mal nenhum e além disso até a acho "bonita", vistosa, perfeita... pelo que tem todo o direito de viver e ser feliz. De salientar que as pessoas da aldeia não simpatizam com as osgas e a tendência natural é matá-las. Mas, apesar disso, ainda se vêm muitas por lá; creio que não existe o perigo de extinção destes "repteizinhos" que têm fama de atacar as pessoas, o que não é verdade. De tanto ouvir dizer isso, quando era criança e ia por um daqueles caminhos com muros de pedras empilhadas, e elas estavam nos orifícios a apanhar sol, eu ia cheia de medo que elas saltassem sobre mim e "deitassem" veneno, que era o que se dizia. Até que percebi que elas não faziam mal a ninguém e aí, deixei de ter medo e passei a simpatizar mais com elas e, agora, posso dizer que gosto das osgas e até convivemos muito bem como amigas.
Acham que elas são feias?
Eu, sinceramente, não acho.
E, alem do mais, basta serem criadas por Deus, para que eu as respeite e admire.

4 comentários:

manuel marques disse...

é bicho pelo qual não nutro muita simpatia,mas também sou do tipo quem vai,vai quem está,está.

Bom fim de semana.

Beijo.

Avozinha disse...

Além de tudo isso, elas comem os insectos que nos ferram, tipo, as melgas!

Viviana disse...

Meu caro Manuel

Gostava que ouvisse a gargalhada que eu dei quando li o seu comentário!

li-o ao Jorge, que também se riu.Há quanto tempo não lia esta frase:

"quem vai,vai quem está,está".

Um abraço. amigo

viviana

Viviana disse...

Querida Eunice

É verdade!

Elas são úteis.

Um abraço
viviana