quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

E pronto...o carnaval já se foi.


Uma vista do interior da Assembleia da República.

Acabou-se. Assim, de repente.E a gente pergunta: O que ficou? O que se ganhou?
Individualmente, como povo, e como nação.
Desde que o Senhor Primeiro Ministro sugeriu que dadas as condições dificílimas que o País atravessa, seria melhor que "todos" nos envolvessemos em ajudar a resolver quanto antes, os problemas gravíssimos que enfrentamos como nação, desde aí, gastaram-se "rios de tinta", horas e horas de tempo de antena nas televisões e rádios, catadupas de palavras de todos os lados, etc. ect., porque "aqui-del-rei"! não se podia trabalhar no dia de carnaval. E realmente muitos escolheram não trabalhar.No entanto, o Governo, os deputados da Assembleia da República e os reprezentantes da Troika que estão aí a "vigiar" a forma como estamos a usar o dinheiro que eles nos emprestaram, para não cairmos na banca rota, esses, tiveram um duro dia de trabalho.

2 comentários:

esperança disse...

Boa tarde querida maninha.

Como muito bem dizes: Acabou-se. E gente pergunta: O que ficou? Tristeza por algumas mortes nas estradas, mentes de excessos, cansaço, muito lixo, e algumas lecas na venda de comida, bebidas, e em todo o material gasto, que agora é lixo. Eu diria que de proveitoso nana ficou, o país continua em cacos, e a viver com dinheiro emprestado, o que não pode de maneira alguma continuar, o povo tem que se render conta que viver á grande acabou, e não é por alguns anos, é para sempre, pois tanto o povo como os que gerem este país, só podem gastar o que têm, e ponto final. Temos que deitar mãos ao trabalho e granjear cada palmo de terra, e dela tirar o alimento para os filhos. E o carnaval da Assembleia e de todos os que botam palavra neste país, tem que acabar. Eu por mim, estou farta!!!...Já não os posso ouvir.

manuel marques disse...

E de repente ficaram apenas cinzas...

Beijo.