segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

É o tempo das violetas - Viola odorata


Violetas - viola odorata.

Desde criança que me lembro das violetas nos jardins das casas. A minha mãe plantou violetas no jardim da casa da aldeia, e há décadas que elas por lá estão. Nem sequer precisam de ser cuidadas, pois todos os anos á volta da casa, elas surgem por todos os lados. Multiplicam-se abundantemente. Começaram a florir em janeiro e não param de florir. Cada vez que vou lá, encontro mais uns tufos floridos.

Também há violetas silvestres que habitualmente nascem no meio da vegetação rasteira, dos bosques e das matas; é o caso das que encontrei, por casualidade, há pouco tempo, em pleno coração da serra de Sintra. Estas são diferentes das dos jardins das casas; enquanto estas são lilázes - forte, as silvestres são azuis claras, quase azul côr - de - céu.


Violetas silvestres na Serra de Sintra.

Antigamente, encontrava também violetas silvestres brancas, havia-as todas as primaveras, na aldeia, num bosque junto á fonte da Segueteira. Ando com saudades de violetas brancas. Se alguém me souber dizer onde as posso encontrar eu ficaria muito grata.
A violeta - viola odorata, é originária da Europa mas está um pouco espalhada por todo o mundo. Segundo os estudiosos há pelo menos cerca de noventa variedades destas belas e perfumadas flores. Já agora, a violeta simboliza "amor escondido"e antigamente no Chiado, em Lisboa, andavam mulheres a vender pequeninos ramos de violetas aos namorados que passeavam por ali.

5 comentários:

dilita disse...

Olá Viviana

Muito gracioso o seu tema sobre as violetas.Parecem frágeis,mas não são.
São lindas,aromáticas,e voltam sempre na primavera,como visita prometida.
Lembra-se do filme Violetas Imperiais? Lá estavam elas e a Violetera... e a voz bonita do Luís Mariano,numa história de amor.
(eu, e as m/ recordações...)
Beijinhos,e boa semana.
Dília

esperança disse...

Boa noite maninha querida, gratas recordações me trazem as violetas…Em Leiria debaixo da figueira grande, estava cheiinho delas, lembras-te? Havia-as por todo o lado!
Tenho saudades dos tempos em que os raminhos de violetas eram vendidos no Chiado, e não só.
Tem, tenhamos todos uma noite tranquila

Lilasesazuis disse...

Viviana,

Tive uma amiga portuguesa muito querida que agora descansa no Senhor, que me falava das lindas violetas das casas, dos campos ...

Quanta saudades da minha amiga senti agora!!!

Obrigada por me fazer recordar...

beijinhos,

Lígia ♥

Natalia Demczuk disse...

onde posso encontrar as mudinhas dessas violetas pois na minha região não encontro mais. elas trazem muitas recordações. demczuknatalia@gmail.com



Natalia Demczuk disse...

onde posso encontrar as mudinhas dessas violetas pois na minha região não encontro mais. elas trazem muitas recordações. demczuknatalia@gmail.com