quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Como foi possível? Ninguém deu por nada?


Casas antigas em Lisboa

Como foi possível que 19 idosos morressem sózinhos nas suas casas, no mês de Janeiro, deste ano, em Portugal, sem que ninguém tenha dado por a sua falta?

14 destes casos aconteceram na cidade de Lisboa, na parte antiga da cidade onde residem muitas pessoas idosas.

O caso que impressionou mais foi o de duas irmãs, uma de 74 e outra de 80 anos, que apareceram mortas em adiantado estado de decomposição. Crê-se que a mais nova tenha morrido primeiro com doença cancerígena, e depois a mais velha, que estava acamada, por falta de assistência da irmã, que cuidava dela.

A PSP (Polícia de Segurança Pública) tornou ontem público, o relatório referente a 2011, onde constam 2872 pessoas encontradas mortas em casa.

Os casos dizem respeito a pessoas com 60 ou mais anos, que morreram em casa sem qualquer tipo de assistência e que foram descobertas pela PSP, muitas vezes em conjunto com outras autoridades.

Eu não posso acreditar que estas pessoas todas ...não tivessem um familiar que soubesse da sua existência e da forma como viviam: Nenhuma tinha filhos? Irmãos? Sobrinhos?
É muito estranho.

E os vizinhos? Onde a solidariedade? Onde o apoio e a ajuda, que seria natural existir?
É tão triste! Tão terrível!
Que mundo e que sociedade é esta?

E os serviços de apoio a idosos, onde estão?
Há dias ouvi uma personalidade importante dizer:

"Um país que não cuida dos seus jovens e dos seus idosos, é um país sem moral".

Creio ser urgente tomar medidas sérias neste sentido. Não pode, não deve, de forma alguma continuar a acontecer.

12 comentários:

Lilasesazuis disse...

Nossa, que notícia realmente estranha...

Meus pais estão idosos e nós (somos em 5), não descuidamos...médicos, compras variadas, encontros familiares, presença!!

Muito triste!!!

Tenha uma linda semana, querida!!

beijinhos, Lígia♫♫*•.¸¸¸.•*♥

Pelos caminhos da vida. disse...

Revoltante, eis aí o descaso das autoridades, o abandono por parte da família e os vizinhos?

Bom dia amiga.

beijooo.

Rosa disse...

Olá Viviana
Mais um "quadro" triste da nossa sociedade, dá que pensar...



"O maior pecado contra nossos semelhantes não é odiá-los, mas ser indiferente a eles: esta é a essência da desumanidade."
( George Bernard Shaw )


Viviana, nesta tarde fria, e onde não se vê um palmo a frente dos olhos, porque o nevoeiro é muito, desejo uma tarde quentinha e tranquila.
Abraços

Felipa disse...

Muitas vezes a culpa é das próprias pessoas, que se isolam por desconfiança ou temperamento; o pior é que envelhecem e vêm a precisar das pessoas que afastaram das suas vidas.
Conheço pessoas que se isolam assim. É difícil ajudar quem não quer ser ajudado.
Culpar o Estado ou a sociedade é muito fácil, mas penso que ao fazê-lo estamos a deitar ao outros a culpa que temos: sabemos tudo sobre os nossos vizinhos? Procuramos aprender os seus hábitos, para detectar possíveis alterações alarmantes? Não creio.

Lilá(s) disse...

O isolamento e egoísmo das pessoas é cada vez maior, depois casos destes acontecem...
Bjs

Viviana disse...

Querida Lígia

É uma triste constatação....

Que bom ter-mos a consciência de que fizemos ou estamos a fazer o melhor que pudemos e sabemos, pelos nossos queridos pais idosos!

Nós somos quatro irmãos e enquanto tivemos os nossos pais connosco, fizemos, cremos nós, o que devíamos fazer.



Um beijo

Viviana

Viviana disse...

Querida Ana linda

Assim vai o nosso mundo!

Vivemos tempos e acontecimentos muito estranhos.

Um abraço
viviana

Viviana disse...

Querida Rosa

Não tenho ideia de que estas situações acontecessem antes...

Agora...no século XXI...é asim.

Muito avanço na ciência, nas tecnologias...

Mas...e depois?

Então aí está nevoeiro?

Por aqui não esteve.
Choveu um pouco ao anoitecer.

Um beijo e uma noite tranquila
viviana

Viviana disse...

Olá, Felipa

Sim, tem razão.

Também conheço pessoas que se isolaram e depois viram-se sós.

Eu creio que cada um de nós tem que estar atento aos que estão ao nosso redor.

Muito mais do que o que estamos...

Um abraço
viviana

Viviana disse...

Querida Lilá(S)

Esta situação perturba-me muito.

Nem sei que pensar...

Sei que é preciso fazer-se alguma coisas.

Um beijo

viviana

Fernanda Maria Rocha Mesquita disse...

Penso que o problema e' mundial e quanto mais avancado o pais pior. o progresso faz isso. as pessoas enquanto podem sentem o poder e as facilidades que uma sociedade evoluida lhe pode dar e a familia desintegra-se logo a partir de que os jovens se tornam independetes. e' um circulo vicioso. o jovem quer ser independente, sem grandes responsabilidades familiares e os pais querem viver a vida enquanto podem, mas todos esquecem que todos eles chegam a uma etapa da vida em que a vitalidade se vai e quando damos contas estao geracoes diferentes completamente isoladas.
aqui tambem existem pessoas muito sozinhas...

beijinhos Viviana

Viviana disse...

Querida Fernanda

Que bom encontrá-la por aqui, boa amiga!

Na verdade é mesmo triste o que acontece com esses idosos...

São sinais dos tempos!

A família mudou...mudou muito.
É como a Fernanda diz.

Pelo menos, que cada um de nós faça a aua parte!

Não resolveremos mas poderemos fazer as coisas melhorar um pouco.

Um abraço para si e para o Eduardo.

Viviana