segunda-feira, 22 de novembro de 2010

O brinco



A semana passada eu e o Jorge decidimos ir almoçar a um pequeno restaurante que abriu há pouco tempo aqui no Bairro, e onde se pode comer uma excelente comida caseira.
Vivo num terceiro andar onde há uma escadaria de pedra.
O Jorge foi descendo para ir vêr o correio, e eu fiquei a acabar de colocar uns brincos, que só raramente uso, pois reservo-os mais para dias especiais. São bonitos, cada um com uma pérola grande e uma estrutura dourada. Tenho apreço por eles porque me foram oferecidos por a Néné, uma jovem amiga guineense da qual sou madrinha de casamento.
Ao sair a porta para a escada tive o cuidado de levar a mão á orelha direita para ter a certeza que o brinco estava bem preso (são de mola) mas não fiz o mesmo com a orelha esquerda.
Tinha apenas descido os dois primeiros degraus da escada, quando ouvi o brinco esquerdo cair na escada e saltitar de degrau em degrau por ali abaixo.
Fiquei tristíssima, pois pensei que a pérola batendo nas escadas de pedra se partiria toda e o brinco ficaria inutilizado. Até parei na escada a lamentar o estrago do brinco.
Bom, fui descendo e procurando com os olhos os possíveis bocados do brinco. Ao fim do primeiro lanço de escadas estava junto á janela a estrutura dourada do brinco, porém não via a pérola ou pedaços dela.Continuei descendo e procurando até que no tapete do vizinho do andar de baixo, vi a pérola.Baixei-me, apanhei-a, e sem reparar como estava coloquei-a fechada na palma da mão esquerda onde já estava guardada a outra parte do brinco, ou seja, a estrutura metálica.
Como o Jorge estava lá em baixo á minha espera, e eu, habitualmente não faço esperar ninguém...pelo menos não gosto nada, fui descendo rápidamente sem olhar em pormenor as duas partes do brinco.
Quando cheguei á rua, junto do Jorge, estava a contar.lhe o que tinha acontecido com o meu brinco de estimação e, nesse momento, abro a mão para vêr os estragos, pensando que o brinco estaria inutilizado, mas, para meu espanto, inacreditávelmente, a pérola não só não estava partida nem riscada...como estava montada, colada, no respectivo suporte metálico! Eu fiquei espantadíssima, sem acreditar no que acontecera! "Alguém" montou o brinco na minha mão fechada!
Resultado, peguei no brinco, coloquei-o na orelha e fui almoçar e depois caminhar sempre com o brinco!
Eu não sei explicar o que aconteceu dentro da minha mão fechada onde eu tinha guardado as duas partes separadas do brinco.
Cá para mim, foi o meu Deus que gosta tanto de mim que não queria ver-me triste. Ele é o Deus tanto das grandes coisas, como também das pequenas!

20 comentários:

Anita disse...

Viviana desejo que tenha no olhar o encantamento da vida, que tenha no coração a plenitude do Amor, que acredite ne grandeza de Deus, no destino do mundo, na leveza da vida, nos sonhos e na esperança.

Deus faz grandes Maravilhas.
Beijinhos.
Fique bem. Fique com Deus.
Anita (amor fraternal)

gaivota disse...

meu Deus... ele há coisas.....
foi por todo o carinho que transmites nesse bem que te ofereceram e pela tristeza de se ter estragado...
até fiquei arrepiada, mas acontecem coisas assim, "estranhas" a "algumas pessoas"...
beijinhos

Rosa disse...

Olá Viviana.
Que bom que recuperou os seus brincos.
Sentimos um certo desgosto quando se perde ou se estraga algo de que gostamos.


"Há mais mistérios entre o Céu e a Terra do que sonha a nossa vã filosofia."
( William Shakespeare )

Beijos Viviana

E por falar em perda de algo, aconteceu-me perder um bloco onde tinha os números de telefone de amigos, onde se incluía o da Viviana, por favor envie-mo por mail.

Pelos caminhos da vida. disse...

Foi Deus amiga que arrumou seus brincos de estimação.
Eu tenho um par de brincos de pérola, adoro-os e uso-s os todos os dias, ao me levantar primeiro agradeço a Deus por mais um dia e logo em seguida coloco meus brincos.

Fiquei emocionada ao me relatar o sonho que vc teve comigo amiga, que lindo que foi, para Deus não existe, fronteiras e nem mares que separem duas amizades, então assim fui te encontrar em seus sonhos.

Adoro vc amiga!

beijooo.

Maria disse...

Isso é o toque de Deus, por isso não percebemos como...
De alguma forma Ele aproveita para nos lembrar que temos de agradecer até as coisas mais pequenas.

Beijos e continue a alindar-se com os seus brincos.
Mimi

Blog da Anabela Jardim disse...

Com licença!
No blog da Flora li o seu comentário e por curiosidade quis ver o que havia no seu blog. para minha surpresa, encontrei textos maravilhosos e cheios de uma envolvente mensagem de amor pelas coisas simples. Gostei muito. Parabéns! Você escreve muito bem.

Michele P. disse...

Viviana

E foi tão bom ver Deus em seu relato!!!

Que Ele continue te iluminando.

Um abraço,
Michele

manuel marques disse...

´Há coisas que não se explicam, mas lá que acontecem ,acontecem.

Beijo.

Viviana disse...

Querida Anita

Os seus desejos para mim...são sublimes e ´eu creio neles e no seu valor.

obrigada, boa amiga.

um beijo

viviana

Viviana disse...

Querida Gaivota

Também ficáste surpreendida, não foi?

Olha, é mais um acontecimento espantoso que eu posso testemunhar.

Um grande abraço

viviana

Viviana disse...

Querida Rosa

Fiquei muito contente, sim.

Sabe amiga, acho que este estranho acontecimento está um bocado como aquele da recuperação do meu canarinho...que já fazia parte de um bando de pardais...

Faz-me sorrir e olhar para cima com um coração grato.

Então perdeu o livrinho dos telefones?
Coisa aborrecida...

Eu vou mandar-lhe sim.

Desejo-lhes uma noite de chuva, tranquila com um soninho muito bom.

Beijos para todos

viviana

Viviana disse...

Querida Ana linda

Sim, boa amiga, foi Deus.

Ele age na minha vida de muitas e variadíssimas formas...

Quanto ao sonho...foi muito lindo!

Acho que agora a conheço melhor, pois já a vi em sonhos.

Uma boa noite

Beijos

viviana

Viviana disse...

Querida Mimi

Veja lá!

O nosso Deus é na verdade surpreendente!

A Mimi sabe muito bem que assim é...

Beijos para essa família linda

viviana

Viviana disse...

Olá Anabela

Mas que surpresa agradável!

Veio visitar-me!

Obrigada, não só pela visita mas também pelas palavras gentís e amáveis deixadas no seu comentário

Bondade sua..,
É um bloguesinho simples, muito simples.
É feito no entanto com muito carinho e amor, que vem de Deus para mim, e que vou semeando por aqui e por ali.

Sabe que tenho uma nora, muito querida, que também se chama Anabela?

Já fui espreitar o seu blogue e achei-o lindo.
Gostei muito.

Logo. logo, voltarei lá para deixar um comentário.

Fique bem

Um abraço

viviana

Viviana disse...

Querida Michele

É, amiga.

É muito bom quando estamos tão pertinho de Deus, que sentimos Ele agir atá nas coisinhas simples e pequeninas da vida!

Um abraço

viviana

Viviana disse...

Olá Manuel

É verdade!

Ele há coisas!

Sabe, o meu Deus está-me sempre a surpreender.
E como eu aprecio as suas surpresas!

Desejo-lhe uma boa noite

um beijo

viviana

Fernanda Rocha Mesquita disse...

Olhe Viviana, vou-lhe contar uma historia que nao gosto de contar... e vamos la' saber porque. Talvez por teimosamente recusar acreditar no sobrenatural ou talvez por em muitas coisas acreditar que tem de existir um Deus, noutras por medo de admitir que um Deus de amor, permite tanta desigualdade entre os humanos. Mas vamos falar de algo parecido que me aconteceu. Eu era jovem, 14 anos, a minha avo estava doente e eu tive de tomar a dianteira da casa. Ao sabado eu ia a' praca as compras e levava sempre uma nota de 100 escudos. e se a Viviana se lembra, naquela altura era bastante dinheiro. Dava para as compras todas da semana. Pois eu perdi a nota de 100 escudos e sem saber o que fazer, andei um pouco desnorteada, com a lagrima a querer saltar, mas sem dar nas vistas, pois eu nao gostava nada de mostrar quando estava em dificuldades. Baixinho, mas muito aflita, comecei a perguntar a Deus o que fazer. O que mais temia era ouvir a minha avo' zangar-se, apesar de ter a certeza que o meu avo apaziguaria tudo. mas eu queria muito que a minha tarefa de dona de casa tivesse sucesso e nao imagina o panico em que fiquei. Entrei numa rua da cidade, super movimentada, andando sem deixar de pedir ajuda a Deus. De repente olhei para o chao, onde tanta gente passava e vi um papel muito bem embrulhadinho. Eu que nunca apanhava nada do chao, rapidamente apanhei o papel e o pus no bolso. Nunca tirei a mao do bolso a tremer. Entrei num cafe' e fui a casa de banho, com medo de desembrulhar o papel em publico. Olhe mais tremi... dentro do papel completamente branco, estava uma nota de 100 escudos muito bem dobradinha, em quatro. Fui as compras, mas antes de comprar as primeiras coisas, fui verificar se realmente dinheiro ainda estava la'. Nunca mais me esqueci, mas poucas pessoas sabem disto. Eu disse a minha avo' e ela nao acreditou, pensou que apenas me enganei ao pensar ter perdido o dinheiro. mas nao ... hoje passado tantos anos, tenho de novo coragem de falar disto, talvez nunca mais fale! E repare como eu sou imperfeita... ainda hoje a minha fe' em Deus balanca muito... desculpe a historia tao comprida... mas nao resisti.

Uma boa noite
fernanda

Viviana disse...

Querida Fernanda

Não imagina como lhe estou grata por ter partilhado aqui, esta sua maravilhosa experiência de vida.

Sublime.

Li-a ao Jorge.

Acha que posso "contá-la" aos meus amigos - cerca de 40 - a quem envio diariamente um e-mail?

Gostava que eles soubessem...

Eu registei-a e vou guardá-la para sempre. Creio que pela vida fora a contarei a muita gente...que precisa de a ouvir e conhecer.

Obrigada por tudo, amiga.

Conhecê-la enriqueceu muito a minha vida.
O Eduardo também...

abraço-vos com amuita amizade

viviana

Luciana Bernardo disse...

Olá Viviana!
Esse nosso Deus é 10! Tanto nas pequenas coisas pequenas como nas coisas grandes também!
Beijocas com muito carinho,
Lu Bernardo

Viviana disse...

Olá Luciana

Seja muito bem vinda a este humilde cantinho.

Diz bem, "o nosso Deus é 10"...

A maravilha é que podemos sempre contar com Ele, tanto nas grandes como nas mais pequeninas coisas.

Gçória ao seu nome!

Obrigada por a visita, amiga

Um beijo

viviana