terça-feira, 9 de novembro de 2010

O saber não ocupa lugar


Clementina.

Há alguns anos surgiram no mercado portugês as chamadas clementinas, um fruto da família dos citrinos como a laranja ou a tangerina. Sempre me questionei sobre o nome, pois para mim, Clementina era nome de mulher. Até que agora, ao adquirirmos "O dicionário do nome das coisas e outros epónimos", de Orlando Neves, editado pelo Circulo de Leitores, do qual somos associados há mais de quarenta anos, quando surgiu, pude então satisfzer a minha curiosidade quanto ás clementinas. Eis aqui a explicação:

Clementina

Este fruto, um híbrido entre a laranja - amarga e a tangerina, foi descoberto em 1902, na região de Orão, na Argélia. Aí havia um mosteiro de frades, cujo abade desenvolveu o cultivo dessas árvores. O abade chamava-se Clemente, daí o nome do fruto.

Já agora, o nome Clementina, em Latim, é o feminino de Clemente e significa clemente, bondosa.

8 comentários:

Fernanda disse...

E' verdade, saber nao ocupa lugar.
Em Portugal eu comia muitas clementinas, mas aqui, uma vez em Swan Hills, comprei clementinas e sabiam tao mal que parece que ainda hoje sinto aquele gosto horrivel na boca. Provavelmente existem aqui clementinas saborosas como em Portugal, mas acho que nunca mais vou conseguir provar mais nenhuma.
gostei do artigo.
com amizade
fernanda

Pelos caminhos da vida. disse...

Não conhecia essa fruta amiga, vivendo e aprendendo.
Deve ser deliciosa.

Uma boa noite.

beijooo.

Pico da Pedra disse...

De facto o saber não ocupa lugar. Curioso seria saber a origem das peras. Será que no mesmo mosteiro, o abade também andou às "peras" com outros abades?

Bj corisco

manuel marques disse...

"O saber não ocupa lugar."

Sabias palavras.

Beijo.

Viviana disse...

Olá Fernanda

Pode acontecer...

Quando são docinhas, eu aprecio as clementinas.

Um breijo

viviana

Viviana disse...

Olá, Ana linda

É muito sumarenta.

Tem, habitualmente, uma casca muito fininha.

Um abraço, amiga

Viviana

Viviana disse...

Olá, Zé Luis

Sempre a tua boa disposição...

Já tinha saudades de uma das tuas saídas.

Desejo que tudo vá bem por aí.

Um grande abraço

viviana

Viviana disse...

Olá, Amigo Manuel

Eram palavras ditas muitas vezes por os meus saudosos pais.

Mantenho-as.

Um abraço

Viviana